martins em pauta

Postagem em destaque

BRISANET A MELHOR INTERNET DO BRASIL

quarta-feira, 11 de janeiro de 2023

Ministra de Lula acusada de ligação com a milícia está envolvida em nova acusação grave

Terça, 10 de Janeiro de 2023


Daniela Carneiro, mais conhecida como Daniela do Waguinho (União-RJ), suspeita em sua relação com milicianos, agora está sendo acusada de obrigar funcionários da prefeitura de Belford Roxo (RJ), onde o marido, Wagner dos Santos Carneiro, o "Waguinho", é o atual mandatário, a fazer tarefas incompatíveis com o serviço público.

Comissionados e contratados do município contaram que Daniela Carneiro os obrigava a fazer jornada dupla para ajudar na campanha dela e do deputado estadual Márcio Canella (União-RJ), amigo da família. Como consequência dos "bons serviços prestados", a ministra se elegeu a deputada mais votada do Rio de Janeiro. 

"Eles pediam para gente acompanhar os comícios, carreatas e todas a reuniões, entende? Mesmo saindo do trabalho, que o plantão é de 24 horas. A gente saía do trabalho de manhã e tinha que ir logo para as reuniões de prestação de contas e tudo mais e tinha que votar, na época, na Daniela e no Canella", relata um ex-funcionário.

Uma outra ex-colaboradora disse que os funcionários só tinham permissão para assinar o ponto de saída "depois que acabasse a reunião ou a campanha, que fosse".

Embora, não concordando, os servidores do município se empenharam. Mas, no início de janeiro, o prefeito resolveu demitir de uma só vez mais de 5 mil contratados. Waguinho rescindiu com todos os comissionados, temporários ou aqueles com função gratificada. As demissões em massa chamaram a atenção do Ministério Público que resolveu investigar o caso em virtude do colapso que a determinação pode acarretar nos serviços públicos.

Já Daniela, se defendeu das acusações e alegou que jamais coagiu alguém e que os funcionários da prefeitura se propuseram a colaborar na campanha dela porque "confiam em seu trabalho".


Fonte: Jornal da Cidade Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9 9151-0643

Contato : (84) 9 9151-0643