martins em pauta

Postagem em destaque

BRISANET A MELHOR INTERNET DO BRASIL

sábado, 9 de janeiro de 2021

Polícia do Rio analisa 40 câmeras e não encontra meninos de Belford Roxo

Sábado, 09 de Janeiro de 2021



Lucas Matheus, de 8 anos, o primo dele, Alexandre da Silva, 10, e o amigo Fernando Henrique, 11, desapareceram após saírem para brincar.

Trinta diligências já foram realizadas pela Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF) e a Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) da PCRJ, na capital do estado e em regiões como Belford Roxo, Duque de Caxias e Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense.

As investigações estão sendo baseadas nos depoimentos de testemunhas, colhidos pelos agentes da PC.

Inconformados com a falta de notícias dos meninos, os familiares de Lucas, Fernando e Alexandre saíram em busca das crianças em um carro próprio, na terça-feira (5), mas sofreram um acidente de trânsito na altura da Rodovia Presidente Dutra, Rio de Janeiro.

Camila da Silva, mãe de Lucas Matheus, informou que ela e outros quatro parentes foram até uma sorveteria na cidade de Nova Iguaçu atrás das crianças. Mas, na volta para casa, o carro capotou.

“Falaram que eles estavam em uma sorveteria, deram certeza de que eram eles. Fomos até lá e a sorveteria estava fechada. Na volta para casa, o pneu do carro estourou e o carro capotou. Estamos bem, na medida do possível. Eu só ralei o joelho, o braço, estou com dor no pescoço”, disse Camila, emocionada

Quem tiver informações sobre o caso pode ligar para o Disque Denúncia, no telefone: (21) 2779 6902.

Não houve transparência no anúncio sobre a eficácia da CoronaVac: Faltaram dados e sobrou política

 Sábado, 09 de Janeiro de 2020

A atitude pegou até os jornalistas que cobriam a entrevista coletiva na quinta-feira (07) de surpresa. De fato, ninguém esperava declarações genéricas, sem nenhuma estatística sobre os efeitos colaterais do fármaco.

O Governo estadual e o Instituto Butantan não souberam informar, precisamente, a eficácia e segurança da vacina em pacientes diagnosticados com sintomas leves ou graves. Dimas Covas, diretor da instituição, inacreditavelmente, apresentava os dados “de cabeça”:

“Cento e sessenta e alguma coisa no placebo e sessenta ou menos entre os vacinados”, dizia, “chutando os números no ar”.

Para se ter uma ideia, Moderna, Pfizer e AstraZeneca divulgaram a eficácia de suas vacinas juntamente com a porcentagem dos efeitos colaterais para cada mil participantes.

Com a CoronaVac, não houve isso. João Dória comandava a reunião e Dimas Covas justificava aos jornalistas que um relatório completo seria encaminhado, posteriormente; quando o pedido de aprovação da vacina fosse submetido à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Perguntado quando isso ocorreria, Dimas disparou:

“Não vou trazer esses detalhes na coletiva”.

Sendo assim, de tudo o que o se viu e ouviu até o momento, uma coisa é certa: o anúncio da CoronaVac no Brasil, feito pela Gestão Dória, é muito mais propaganda política do que estudo científico.

Por fim, o Instituto Butantan surpreendeu a todos e fez o inimaginável: Estranhamente, desistiu de solicitar o uso emergencial da CoronaVac no país.

Fonte: Jornal da Cidade Online

Acidente destrói carro de luxo de R$ 450 mil furtado na zona leste de São Paulo

Sábado, 09 de Janeiro de 2021


Imagem: reprodução/redes sociais

Um Porsche, avaliado em R$ 450 mil, se envolveu num acidente e ficou destruído na zona leste de São Paulo. O carro atingiu a mureta de proteção da avenida Salim Farah Maluf, altura do número 222, na Vila Prudente, por volta das 6h deste sábado (9). O veículo havia sido furtado.

Acionada por pedestres que viram o carro para um acidente de trânsito, a polícia militar foi até o local, mas não encontrou o motorista.

Os agentes de segurança também não encontraram feridos. Testemunhas disseram aos policiais, que após o acidente, que uma mulher abandonou o carro e fugiu a pé.

Ao consultarem a placa do carro, foi constatado que o veículo havia uma queixa de furto, pouco tempo antes.

O local foi preservado até a chegada da perícia do 10º Distrito Policial da Penha.

Uma faixa segue bloqueada pela equipe da CET (Companhia de Engenharia de Tráfego).

R7

Bilionário “superparanóico” compra todos assentos de voo para se proteger da Covid-19: “mais barato do que alugar jato particular”

Sábado, 09 de Janeiro de 2021

Foto: Unsplash/Instagram/Richard Muljadi

O bilionário indonésio Richard Muljadi comprou todas as passagens de um voo comercial para Bali como precaução contra o coronavírus.

Ele usou o Instagram para compartilhar uma série de stories, dizendo que ele e sua esposa, a atriz Shalvynne Chang, estão “superparanóicos ” devido ao coronavírus. “Tive que garantir que ninguém mais iria neste vôo. Não vamos voar a menos que sejamos apenas nós”, escreveu ele em um post.

O bilionário – que é conhecido por exibir seu estilo de vida luxuoso – também publicou uma foto de assentos vazios  que começou a circular nas redes sociais.

Richard até se gabou de que reservar um voo comercial inteiro era mais barato do que alugar um jato particular. “Reservar o máximo de assentos possível ainda saiu mais barato do que [fretar] um [jato particular]. Esse é o truque, pessoal”, escreveu o homem, de 32 anos.

O site indonésio Detik informou que um porta-voz do Lion Air Group – empresa responsável pela viagem -, confirmou que Richard e a esposa eram os únicos passageiros na tarde de segunda-feira (04).

Estima-se que o bilionário possa ter desembolsado algo entre R$ 30 mil e R$ 42 mil para reservar o voo inteiro.

Último Segundo – IG

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Flávio A

    Cada país tem o seu imbecil que merece! Nós aqui temos vários que se LOCUPLETAM com vôos da FAB viajando mais de 900 vezes,e a gente pagando as contas.

Homem se apresenta à polícia e confessa ter atirado em operador de caixa dentro de supermercado no Oeste potiguar

Sábado, 09 de Janeiro de 2021

Foto: reprodução

Apresentou-se neste sábado (9) à polícia um homem que confessou ter efetuado os disparos que mataram o operador de caixa Francisco Leonardo de Sousa, de 34 anos, no município de São Miguel, região Oeste do RN. Por não haver mais o flagrante e nem ainda um mandado judicial contra o indivíduo, ele não foi preso.

O crime ocorreu na quinta-feira (7) dentro do próprio supermercado. Enquanto a vítima trabalhava, foram efetuados pelo menos quatro disparos. Francisco Leonardo morreu no local.

A linha de investigação seguida pela Delegacia de Polícia de São Miguel é de que a motivação do crime teria sido passional. Segundo a polícia, a vítima estaria mantendo contato com a esposa do suspeito pelas redes sociais. Ao descobrir o caso, o homem teria adquirido a arma para matar Francisco.

VEJA MAIS: VÍDEO: Operador de caixa é assassinado a tiros dentro de 

supermercado no Oeste potiguar

“Ele confessou ter atirado no Francisco Leonardo e confirmou parcialmente a motivação. Ele disse que tinha ouvido falar que a vítima era uma pessoa violenta, fato que não há outros indícios nos autos, de que haveria algum histórico de violência. Mas foi a alegação do suspeito. Por isso, ele já foi armado, supostamente para conversar com a vítima. E na hora resolveu atirar”, explicou o delegado Cristiano Gouveia, que investiga o caso.

“Eu já entendo que há provas suficientes, nos autos, do risco que o suspeito oferece para a sociedade, até pela natureza do crime. E a Polícia Civil deve pedir a prisão dele”, afirmou o delegado.

Com informações de G1-RN

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. fora

    O maior criminoso do nosso país é o Senhor bolsonaro….o mafioso que quer todo mundo armado …o assassino louco demais

    • RMS

      OS CRIMINOSOS ESTÃO ARMADOS ATE OS DENTES, QUEM NÃO TEM ARMA E NÃO PODE TER DE FORMA LEGAL POIS A BUROCRACIA E GIGANTE, SÃO OS CIDADÕES DE BEM.

  2. Calígula

    Homem não, criminoso.

Bolsonaro divulga imagens do andamento das obras da Barragem de Oiticica: “Água para o Rio Grande do Norte”

 Sábado, 09 de Janeiro de 2021


Em seu perfil no Twitter, o presidente Jair Bolsonaro exibiu imagens do andamento das obras da Barragem de Oiticica.

De acordo com informações divulgadas no vídeo compartilhado pelo presidente, a obra tem gerado emprego, renda e segurança hídrica para mais de 200 mil habitantes da região e traz testemunhos de trabalhadores da obra e também de pessoas que serão beneficiadas com a conclusão dela.

São mais de 700 empregos na obra executada em parceria com o Departamento Nacional de Obras Contra as Secas – DNOCS.

A obra com capacidade de armazenar 600 milhões de metros cúbicos de água receberá águas do eixo norte do projeto de integração do Rio São Francisco.

A previsão é que a obra atualmente 86% concluída seja entregue até o fim de 2021.

 

Fonte: Blog do BG

Empresas que forneciam alimentos para o Governo do Estado sonegaram mais de R$ 10 milhões em impostos

Sábado, 09 de Janeiro de 2021

Foto: Shutterstock

O Estado do Rio Grande do Norte tem R$ 14 milhões para receber em impostos sonegados por empresas que forneciam alimentos para o próprio Governo.  A descoberta foi feita através de uma parceria entre a Controladoria Geral do Estado e a Secretaria Estadual de Tributação.

Ao todo, o Governo deve recuperar R$ 14 milhões de reais em autos de infração por causa das irregularidades encontradas nas empresas que forneciam alimentos, acrescidos por multa de 30% sobre o valor devido.

Até agora, dos R$ 14 milhões que serão cobrados das empresas, já foram expedidas os autos de R$ 6 milhões. As ações também devem incrementar a arrecadação em R$ 1 milhão por mês.

Na prática, ao invés de pagarem o ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) ao Governo do Estado, as empresas pagavam o ISS (Imposto Sobre Serviços) ao município. A vantagem para os sonegadores é que, enquanto o ICMS tem uma alíquota de 18%, o ISS tem alíquota de 5%.

As empresas flagradas na irregularidade, além de terem pago o ISS, terão agora que pagar também o ICMS, podendo requerer a devolução do ISS ao município. Desde 1996, a legislação estabelece que alimentação e bebidas fornecidas por bares e restaurantes estão sujeitas a cobrança de ICMS.

Em um caso identificado, uma empresa recebeu autos de infração no valor de R$ 1.061.404,65. Já em outro caso, foi observado que empresa optante pelo benefício do crédito presumido vinha de forma sistemática usando créditos normais de ICMS, o que não era permitido pela legislação. A investigação resultou em auto de infração no valor de R$ 881.379,89. O pagamento de ISS em substituição ao ICMS foi a irregularidade identificada com maior frequência.

O levantamento feito nas compras pelo Governo do RN e em alguns municípios do estado, também foi apurado R$ 22 milhões em operações sujeitas ao ICMS, mas que sofreram a incidência do ISS, que deve gerar auto de infração no valor R$ 5 milhões, após comprovação dos fatos durante o processo administrativo tributário.

A Controladoria Geral do Estado e a Secretaria Estadual de Tributação começaram a trabalhar juntas em 2019 com a formação de um Grupo de Trabalho (GT) que desenvolveu investigações tributárias com o objetivo de reduzir a sonegação fiscal na compras públicas.

O Grupo também atuou em políticas para tornar mais eficazes os sistemas de gestão e de controle de compras e contratos, fiscalização tributária, transparência pública associada à educação fiscal, controle de renúncias, prevenção, combate à corrupção e à sonegação fiscal, além de medidas de controle interno e de tributação.

“Muitas empresas emitiam nota para receber o dinheiro do Governo do Estado e, depois que essa nota transitava dentro do sistema para ser paga, ela emitia uma nova nota de devolução da mercadoria para não pagar o imposto. Isso gerou autos de infração de quase R$ 4 milhões. Teve uma empresa que pagou quase R$ 500 mil na primeira malha que a gente fez”, conta Pedro Lopes, Controlador Geral do Estado.

Só com alimentação o Estado gasta todos os meses R$ 10 milhões entre restaurantes populares, Saúde e Sistema Penitenciário. Ao todo, o Governo deve recuperar R$ 14 milhões de reais em autos de infração por causa das irregularidades encontradas nas empresas que forneciam alimentos, acrescidos por multa de 30% sobre o valor devido.

Os auditores passaram dois anos trabalhando na Controladoria com acesso aos dados das despesas públicas. Esse é um trabalho inédito, porque para a Tributação é mais comum fazer uma investigação nas operações das empresas. Eles tiveram acesso às despesas públicas, já que o estado é também um governo comprador”, detalha o Controlador Geral.

Com a detecção das irregularidades, a Controladoria emitiu uma orientação circular para as diferentes pastas do setor financeiro do Estado para que observem e não aceitem mais notas de serviço, mas apenas notas fiscais que estão sujeitas ao ICMS. Com isso, a expectativa é corrigir procedimentos que vão implicar no aumento de arrecadação.

Também queremos ampliar nosso diálogo com o Tribunal de Contas porque, se isso acontece com o Governo do Estado, imagine nos municípios, deve ser uma situação muito mais grave. Vamos conversar com o Tribunal de Contas para que oriente os municípios para observar a emissão de nota fiscal sujeita ao ICMS. Isso gera uma correção de procedimento, que já da receita no mês seguinte. É um efeito cascata, tem empresas que faturam pro Governo, pra Prefeitura de Parnamirim, de Mossoró, de Areia Branca. Quando ele emite uma nota errada, sabendo que vai ser auditado, passa a emitir corretamente. Se tem um colega que emite errado e ele fica sabendo, o outro já corrige também. Ao saber que estão sendo monitoradas, passam a trabalhar corretamente. Assim a arrecadação acaba crescendo”, explica Pedro Lopes.

Saiba Mais – Agência de Reportagem


Fonte: Blog do BG

ProUni oferta 1.192 bolsas de estudo no RN na primeira seleção de 2021; inscrições começam na terça-feira (12)

Sábado, 09 de Janeiro de 2021


Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

As instituições particulares de ensino superior que aderiram ao Programa Universidade para Todos (ProUni) ofertam 162.022 bolsas de estudo na primeira seleção de 2021.

Gestor do programa, o Ministério da Educação (MEC) informou que, deste total, 76.855 serão bolsas integrais e 85.167, parciais, com 50% de desconto sobre o valor do curso.

No Rio Grande do Norte serão ofertadas 729 bolsas integrais e 463 bolsas parciais, totalizando 1.192 bolsas de estudo.

A relação das instituições e dos cursos disponíveis pode ser consultada na página do programa, na internet. Também é possível pesquisar as opções ofertadas por cidades e por tipo de bolsa (integral e parcial), modalidade (presencial e a distância).

As inscrições começam na terça-feira (12) e se encerram na sexta (15). De acordo com o MEC, os estados com o maior número de bolsas ofertadas são: São Paulo, Minas Gerais, Paraná e Rio Grande do Sul.

Critérios

Para concorrer às bolsas integrais, o estudante deve comprovar renda familiar bruta mensal de até 1,5 salário mínimo (R$ 1.650) por pessoa. Para as bolsas parciais, a renda familiar bruta mensal deve ser de até 3 salários mínimos por pessoa (R$ 3.300). É preciso ainda que o candidato tenha feito a edição mais recente do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), tenha alcançado, no mínimo, 450 pontos de média das notas e não tenha tirado zero na redação.

Além disso, é necessário que o interessado tenha cursado o ensino médio completo em escola da rede pública ou da rede privada, desde que na condição de bolsista integral. Professores da rede pública de ensino também podem disputar uma bolsa – neste caso, não se aplica o limite de renda exigido dos demais candidatos.

Resultados

Como o resultado do Enem do ano passado só será divulgado após o término do processo seletivo, neste semestre, excepcionalmente, os interessados serão selecionados de acordo com as notas do Enem de 2019. O MEC pretende aplicar as provas do Enem a partir do próximo dia 17, mas algumas entidades, como a União Nacional dos Estudantes (UNE) e a Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), tentam obter, na Justiça, o adiamento das provas em virtude dos reflexos da pandemia de covid-19.

O resultado da primeira chamada será divulgado no dia 19 deste mês.

O ProUni oferece ainda duas oportunidades para os candidatos concorrerem às bolsas de estudo, que são a segunda chamada e a lista de espera. O cronograma completo também pode ser consultado na  página do programa.

Agência Brasil

EUA: mais de 90 pessoas já foram presas após invasão ao Capitólio

Sábado, 09 de Janeiro de 2021

Foto: MIKE THEILER – 06.01.2021/REUTERS

Mais de 90 pessoas foram presas depois de invadirem o Capitólio, em Washington, capital dos EUA, na quarta-feira (6), segundo informações da agência Associated Press.

Depois que milhares de vídeos e fotos da invasão foram compartilhados pelas redes sociais, usuários e o FBI tentam encontrar os apoiadores de Trump envolvidos no ato.

Um dos líderes do movimento, o homem que aparece com chifres nas fotos, Jake Angeli, foi preso. O homem é residente do Arizona e não tem antecedentes criminais.

Angeli é uma das figuras proeminentes do grupo QAnon, que compartilha teorias da conspiração entre os apoiadores de Trump. Diversos invasores estavam com roupas do grupo na quarta-feira (6).

Outra foto que viralizou foi a de um homem que invadiu a sala da presidente da Câmara, Nancy Pelosi, e colocou os pés sobre a mesa da democrata. Na tarde de sexta-feira (8), Richard Barnett, de 66 anos, foi preso sob as acusações de entrar e permanecer em áreas restritas, invasão violenta, e roubo de propriedade pública.

Empresas demitem envolvidos na invasão

Com a ajuda das redes sociais, empresas também estão conseguindo reconhecer funcionários que estavam envolvidos com a invasão do Capitólio. Em uma foto, um rapaz aparece do lado de Jake Angeli com um crachá no pescoço. O crachá pertence à uma gráfica de Maryland, que viu a foto circulando no Twitter e demitiu o funcionário no dia seguinte.

Em uma empresa de análise de dados de Chicago, o chefe, Bradley Rukstales, foi demitido depois de ser flagrado na invasão, diz a AP.

“Essa decisão foi tomada porque as ações de Rukstales são inconsistentes com os valores da Cogensia”, informou o novo CEO da empresa, Joel Schiltz, em nota. “A Congensia condena o que aconteceu no Capitólio na quarta-feira (6), e nós vamos tentar continuar seguindo os valores de integridade, diversidade e transparência nos nossos negócios, e esperamos que todos os nossos funcionários façam o mesmo”.

R7

Municípios do RN utilizam 52,7% da verba para covid-19 transferida pela União

Sábado, 09 de Janeiro de 2021

Foto: Sandro Menezes

O Ministério da Saúde transferiu pelo menos R$ 552 milhões aos municípios potiguares ao longo de 2020 para serem utilizados no combate à pandemia do novo coronavírus.

Aproximadamente R$ 275,3 milhões foram utilizados por 155 prefeituras até o fim do ano, segundo as informações da plataforma Confúcio, do Ministério Público do Estado. O valor corresponde a pouco mais da metade (52,7%) dos recursos.

Doze municípios utilizaram mais de 90% do dinheiro, mas na maioria das cidades ele segue em caixa para ser utilizado.

R$ 201,5 milhões é o total utilizado pelo Governo do Estado no combate à pandemia. Desse total, R$ 112,8 milhões foram transferências do Ministério da Saúde.

Natal gastou 62,17% dos pouco mais de R$ 110 milhões recebidos. Mossoró executou 77,3% dos R$ 41,5 milhões recebidos e Parnamirim usou 77,3% dos R$ 16,5 milhões enviados pela União.

Monte Alegre, Grossos, São Gonçalo do Amarante, Parelhas, São Miguel, Jundiá, Goianinha, São Bento do Trairí, Vila Flor, São José do Campestre, Passagem e Bodó são os municípios que gastaram mais de 90% dos recursos transferidos pelo Ministério da Saúde. Leia a reportagem completa na Tribuna do Norte.


Fonte: Blog do BG

Anvisa dá aval em análise preliminar de pedido da Fiocruz, mas pede mais informações ao Butantan

Sábado, 09 de Janeiro de 2021


Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) informou neste sábado que o pedido entregue pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) para autorização emergencial da vacina de Oxford traz os “documentos preliminares e essenciais para a avaliação detalhada da Agência”. A Anvisa, no entanto, pediu mais informações ao Instituto Butantan, que desenvolve o imunizante em parceria com a farmacêutica chinesa SinoVac.

“Após a triagem de todos os documentos fornecidos, os técnicos da Anvisa verificaram que ainda faltam dados necessários à avaliação da autorização de uso emergencial”, afirmou a agência, em nota, sobre a vacina do Butantan.

Essa análise preliminar é feita nas primeiras 24 horas após a entrega do pedido para verificar se as informações essenciais sobre eficácia e resultados clínicos estão no processo para análise de uso emergencial pela equipe técnica da Anvisa. Com isso, a agência segue a análise da vacina produzida pela Fiocruz, enquanto espera novos documentos do Butantan.

“O Instituto foi informado sobre a necessidade dos documentos complementares, essenciais à análise e conclusão sobre a eficácia e segurança da vacina. Na oportunidade, foram discutidos prazos e cronogramas para a apresentação dos dados faltantes”, explicou a Anvisa, em nota.

Ontem, a Fiocruz e o Butantan solicitaram à agência a autorização emergencial de uso das vacinas desenvolvidas contra a Covid-19. O prazo estimado pela agência para avaliação do pedido é de até dez dias..

O Globo

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055