martins em pauta

sábado, 4 de julho de 2015

Nos pênaltis, Chile bate Argentina e conquista pela 1ª vez a Copa América

Sábado, 04 de Julho de 2015

Messi permanece sem título pela seleção principal. Foto: Conmebol | Reprodução

Jogando em casa, o Chile fez valer o mando de campo e conquistou pela primeira em 100 anos de torneio o título da Copa América. A conquista veio neste sábado (4), quando a seleção chilena derrotou a Argentina nos pênaltis por 4 a 1, após um empate em 0 a 0 no tempo normal e na prorrogação. Matías Fernandes, Vidal, Aránguiz e Sánchez marcaram para o Chile nas cobranças de penalidades. Pelo lado argentino, só Messi converteu o seu pênalti. Higuaín e Banega desperdiçaram suas chances. Com a derrota, a Argentina chega a marca de 22 anos sem títulos. A última conquista da seleção principal foi a própria Copa América, em 1993. A geração do craque Messi ainda não levantou nenhum caneco no profissional, apesar de ter títulos na base e também nas Olimpíadas.

Homem é preso 15 minutos depois de ferir colega com faca em Martins/RN

sábado, 4 de julho de 2015


Nesta quinta-feira(02), a pessoa de João Marinho Neto, 51 anos, foi preso em flagrante por PM’s na cidade de Martins/RN após tentar um amigo com um golpe de faca.
De acordo com informações vítima e acusado estava ingerindo bebida alcoólica nas proximidades do antigo matadouro no bairro Jocelin Vilar, quando em dado momento João efetuou uma cutilada de faca na região do flanco direito de seu colega de bebedeira Francisco de Assis da Silva, 49 anos, quando a vítima estava sendo socorrida na garupa de uma motocicleta encontrou a guarnição da Policia Militar e comunicou o fato e quinze minutos depois os PM’s localizaram o acusado
Em um matagal nas proximidades de onde ocorreu o fato.

O qual foi apresentado à Delegacia de Polícia Civil de Umarizal para as providencias cabíveis.

Francisco foi socorrido para uma unidade de saúde local e em seguida transferido para o HRCCA em Pau dos Ferros/RN, após receber atendimento médico, recebeu alta e voltou para sua casa e não corre risco de morrer.


Fonte: Nosso Parana RN

São Fernando é pioneira na instalação do prontuário eletrônico em Unidade de Saúde no RN

Sábado, 04 de julho de 2015 | São Fernando


Equipe do Ministério da Saúde em São Fernando – Foto: Ilmo Gomes

A cidade seridoense de São Fernando é a primeira do Rio Grande do Norte a adotar o prontuário eletrônico em suas Unidades Básicas de Saúde. O pioneirismo fez com que uma equipe do Ministério da Saúde visitasse a cidade, nesta manhã de sexta-feira (03) para conhecer a realidade do funcionamento da tecnologia, na Unidade Básica Inácia Duarte. Conhecido como e-SUS, a estratégia facilitar e contribuir com a organização do trabalho dos profissionais de saúde, eliminando a fila de pacientes e agilizando o acesso as informações através do cartão do Sistema Único de Saúde.

Para Dirceu Ditmar Klitzke, coordenador nacional de Gestão a Atenção Básica, as boas práticas adotadas em São Fernando devem servir de exemplo para os demais municípios do Estado. “Vejam que nem a capital Natal ainda implantou o prontuário eletrônico. O prontuário eletrônico, além de informatizar o serviço, de ter uma melhor informação para o cuidado clínico do paciente, ele gera vários relatórios para melhorar o atendimento aos pacientes”, explicou ao Blog do Marcos Dantas.


Prefeito Genilson Medeiros – Foto: Ilmo Gomes

Genilson Medeiros, prefeito da cidade reafirmou a satisfação de ter aderido à nova tecnologia do Ministério da Saúde, e não tem dúvidas de que, só pelo fato do atendente ter em mãos, através da tecnologia e do cartão SUS, todas as informações do paciente, facilitará o trabalho na UBS. “O nosso orgulho foi o testemunho da equipe do Ministério da Saúde que ficaram impressionados como uma unidade básica de um município interiorano, vem sendo tão bem cuidada”, destacou o prefeito.

Em entrevista ao Blog, a secretária de Saúde de São Fernando, Rita Rejane explicou o procedimento do uso do prontuário eletrônico. O usuário precisa chegar à unidade apenas com o cartão SUS, quando a recepcionista coloca no sistema já sai todo o histórico dele no atendimento, e automaticamente é gerado para o banco de dados do Ministério da Saúde.

“Acabou-se esse problema de grandes filas, porque tinha que tirar a ficha e o recepcionista ia procurar o prontuário no fichário, hoje já não existe mais isso, e a qualidade do serviço melhorou porque ganhamos tempo com isso. Hoje é um dia muito feliz, um sonho que começou a ser construído em uma qualificação do e-SUS, onde estávamos presentes eu, a enfermeira Diane e o técnico Chico Kelly, e nos foi proposto essa novidade. Para isso contamos com toda a confiança do prefeito Genilson, que fez o impossível para tudo isso acontecer”, finalizou.


Fonte: Marcos Dantas

Natal terá voo para Cabo Verde em outubro que fará conexão com a Europa

Sábado, 04 de julho de 2015 | Rio Grande do Norte



O governador Robinson Faria e o secretário de Estado do Turismo Ruy Gaspar receberam o diretor da companhia Transportes Aéreos de Cabo Verde (TACV), José Luiz Nogueira. O empresário veio anunciar que em outubro desse ano a companhia aérea que já opera voos em Fortaleza e Recife, terá um voo semanal partindo de Natal com destino à Ilha do Sal (Cabo Verde).

De lá, o Hub da TACV poderá fazer conexões para cidades da Europa como Paris (França), Lisboa (Portugal), Amsterdã (Holanda) e Bérgamo (Itália). “Todo voo que significar o fomento do nosso destino turístico, assim como também ampliação para outros mercados será bem-vindo”, disse o governador.


Marcos Dantas

APODI/RN: ACIDENTE COM MICRO ÔNIBUS PRÓXIMO A SANTA ROSA


Sábado, 04 de julho de 2015


Microônibus do município de Apodi capota nas proximidades da comunidade de Santa Rosa Apodi-RN. O veículo era dirigido por Júnior Oliveira (Júnior de Berenir).
O carro seguia na RN 233, sentido Apodi/Caraúbas com o motorista que foi socorrido para o Hospital Regional Hélio Morais Marinho, de Apodi e em seguida transferido para Mossoró.
De acordo com informações, o acidente aconteceu depois de um pneu do micro-ônibus ter estourado e em seguida o capotamento.

O motorista sofreu um corte na cabeça, fraturas em alguns dedos das mãos, mas passa bem. Ainda de acordo com informações, o motorista usava o cinto de segurança e por isso pode ter evitado maiores complicações.
Júnior Oliveira trabalhava há muito tempo no SAMU, e é considerado um motorista experiente e competente. Também trabalhou como agente de saúde no município de Apodi por muitos anos. 



*Imagens de Cassinho Morais.


Fonte: Erivan Morais de apodi

[VÍDEO] DOIS ELEMENTOS PRATICAM ASSALTO NO BAIRRO BOA VISTA EM MOSSORÓ, E UM DELES É PRESO PELA POLÍCIA, GRAÇAS AO GPS.

Sábado, 04 de julho de 2015

No final da matéria vídeo mostra indivíduos chegando na Delegacia de Plantão. 


Dois elementos chegaram, os dois armados em um bar na Rua Silva Jardim no bairro Boa Vista, em Mossoró, na noite desta sexta-feira 03 de julho de 2015, renderam todas as pessoas que lá se encontravam, e fizeram um verdadeiro arrastão, levando carteiras de cédulas, aparelhos de telefones celulares etc... Uma das vítimas que morava próximo de onde houve o assalto, foi até sua casa entrou em contato com o CIOSP e rastreou seu celular, onde o simultaneamente, junto com o policial acompanhou o trajeto feito pelos elementos através do G.P.S, que apontou sua última localização na área do bairro Redenção. Foram ao mesmo tempo acionadas as guarnições do G.T.O, FORÇA TÁTICA, VIATURA DA ÁREA, E FT BIC, que fizeram um cerco, e conseguiram localizar os elementos em uma residência. Na chegada os policiais foram recebidos à balas por um dos assaltantes, houve o revide dos policiais do G.T.O, mas o mesmo conseguiu fugir. Na residência foi localizada a moto que participou do assalto e foi reconhecida pelas vítimas, além de parte dos produtos do assalto, duas motocicletas, uma delas usada na fuga do segundo elemento que escapou do cerco, e outra com placa adulteradas. duas placas uma em cima da outra. Mesmo assim nenhuma das motocicletas tinham queixa de roubo ou furto. Dois indivíduos foram conduzidos para DP Plantão. Um deles informou que teria apenas emprestado a sua motocicleta ao amigo, e não sabia que ele estava fugindo da polícia. O outro que se identificou na DP como, Valdeilson de Paiva Souza, 28 anos, foi logo constatado que ele era foragido da comarca de Patu, onde foi autuado pela Polícia Federal em Mossoró, acusado de assaltar correios de Patu. O mesmo estava usando um RG falso, complicando ainda mais sua situação na justiça. Cerca de sete vítimas compareceram a DP Plantão e todos o reconheceram como sendo o autor do assalto, o outro depois de ouvido pelo delegado assinou um termo e foi liberado. As armas não foram localizadas.

RG Falsificado

Moto utilizada no assalto.

Moto com duas placas

Moto emprestada para fuga do outro envolvido no assalto.




Fonte: Passando na Hora

Pesquisa aponta aprovação do governo Robinson Faria por mais de 70% da população

Sábado, 04 de julho de 2015

O Governo do Estado é aprovado por 71,8% da população, considerando os índices ótimo, bom e regular. A informação é da pesquisa, encomendada pela FIERN e divulgada na tarde desta sexta-feira (3).

Na primeira pesquisa de opinião pública sobre a atuação do governo, que coincide com os primeiros seis meses de gestão, foram obtidos os seguintes resultados: 30,2% de ótimo/bom; 41,6% de regular; 16,5% de ruim/péssimo e 11,7% não responderam.

Melhorias na segurança e a manutenção dos salários dos servidores em dia foram as medidas que mais agradaram aos entrevistados. Outras ações lembradas foram melhorias na saúde e no saneamento básico.

A pesquisa foi realizada pelo Instituto GPP, com sede no Rio de Janeiro, entre os dias 23 e 28 de junho, em todo o estado, e ouviu 805 pessoas.



Fonte: J,Belmont

Tocha Olímpica Rio 2016 passará por Natal, Parnamirim, Lages, Angicos, Assú e Mossoró

Sábado, 04 de julho de 2015


A partir de maio do próximo ano, o fogo olímpico vai percorrer os 26 estados brasileiros e o Distrito Federal, passando por cerca de 300 cidades, entre elas Natal, Parnamirim, Lages, Angicos, Assu e Mossoró no Rio Grande do Norte. O anúncio foi feito pela presidenta Dilma Rousseff, nesta sexta-feira (3) durante a cerimônia de lançamento da Rota do Revezamento da Tocha Olímpica Rio 2016, em Brasília. O ministro Henrique Eduardo Alves também participou da solenidade.



O roteiro inclui paradas para pernoite em 82 cidades, entre elas, Natal, onde ocorrem eventos especiais. “A tocha vai ser empunhada por brasileiros e brasileiras, vai ser sentida por todo o país, milhares de pessoas vão participar, milhões vão assistir. Cada um de nós vai se sentir participante desse processo”, disse a presidenta.



Henrique Alves disse que o revezamento será uma oportunidade para revelar parte dos destinos turísticos do país. “Os jogos olímpicos são uma oportunidade de ouro não só para o Rio de Janeiro, mas para o Brasil, de se promover como destino turístico para os brasileiros e no mercado internacional”, afirmou Alves.

O ministro lembrou que, durante a Copa do Mundo, o país recebeu mais de um milhão de turistas estrangeiros. Além das cidades-sede, outros 479 municípios foram visitados. Mais de 95% dos estrangeiros revelaram a intenção de voltar ao Brasil em pesquisa realizada pelo MTur, sendo a Olimpíada apontada como principal motivo de retorno para 65% dos entrevistados.

A tocha olímpica será acesa em maio de 2016 em Olympia, na Grécia, dando continuidade a uma história de 2.900 anos e chegará ao Maracanã em 5 de agosto. Os Jogos Olímpicos de Amsterdã 1928 foram os primeiros a terem a tocha olímpica na Era Moderna. O revezamento do fogo teve início em 1936 na edição de Berlim da competição.

Além do ministro do Turismo, Henrique Alves, estiveram presentes o presidente do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), Carlos Arthur Nuzman, ministros e demais autoridades públicas, atletas e representantes do Comitê Olímpico Brasileiro.


Fonte: J.Belmont

JUSTIÇA: VINGANÇA E DELAÇÃO

Sábado, 04 de julho de 2015

Artigo 
POR PAULO AFONSO LINHARES


Na esteira da ideia-força de que toda corrupção deve ser castigada, parcela significativa do aparato punitivo estatal brasileiro condensado no tripé Magistratura-Ministério Público-Polícia, aliado às poderosas estruturas midiáticas nacionais, tem investido no “espetáculo”, na “novelização” dos processos judiciais, a exemplo do tom espetaculoso dos desdobramentos judiciais da chamada “Operação Lava Jato”, da Polícia Federal, que apura práticas de ilícitos relacionadas com o pagamento de propinas milionárias a executivos da Petrobrás, com destinação de recursos financeiros para financiamento de partidos políticos e campanhas eleitorais. Por decorrência da regra processual da “prevenção do juízo”, cabe à 13ª Vara da Justiça Federal do Paraná, cujo titular é o juiz Sérgio Fernando Moro, o processo e julgamento de diversas ações criminais, a despeito dos atos tidos como delituosos terem ocorrido em diversos outros locais do Brasil ou mesmo até fora deste país.

Nesse caso judicial que se arrasta há meses, sugestivamente dividido em “fases” (as recentes prisões dos executivos principais das construtoras Odebrecht e Andrade Gutierrez deram início à 14ª Fase), tendo como modelo os “capítulos” das novelas da Rede Globo, o juiz Sérgio Moro passou a ocupar, para o bem ou para o mal, a posição que meses antes pertencia ao ministro do STF Joaquim Barbosa, atualmente aposentado: a de anjo vingador ou, mais especificamente para nós de cultura lusitana, um redivivo Dom Sebastião de brilhante armadura e espada em riste a investir contra hordas de empresários e políticos corruptos.

De sólida formação jurídica, inclusive com passagem pela prestigiosa Harvard Law School, além de ser Mestre e Doutor em Direito pela Universidade Federal dom Paraná, o juiz Moro surfa na enorme notoriedade que o comando dos julgamentos dos crimes descobertos na Operação Lava Jato atribui, sendo elevado à condição de herói por enorme parcela da população brasileira, com a enorme alavancagem midiática derivadas dos enormes interesses políticos e econômicos em jogo. Sobretudo, é imprescindível sempre possa o juiz distinguir o reto do que é efetivamente torto, para lembrar conhecida expressão do poeta latino Horácio (“Curvo dinoscere rectum”).

Lideranças sindicais de petroleiros, a exemplo de Emanuel Cancella, do Sindipetro-RJ, sem meias palavras acusa Moro de parcialidade e de que estaria a serviço do PSDB e de empresas petroleiras multinacionais, principais beneficiários do estardalhaço da Operação Lava Jato. O PSDB é o grande beneficiário político, pelos estragos direcionados que ela tem causado ao Partido dos Trabalhadores e, sobretudo, à imagem da presidente Dilma, ademais de visar como objetivo de médio prazo o alijamento do ex-presidente Lula da disputa presidencial de 2018, a partir do seu envolvimento, direta ou indiretamente, por obra de delações premiadas, como beneficiário de recursos oriundos da corrupção feita na Petrobrás. Ressalta, todavia, que o sonho de consumo de tucanos e outros despeitados de diversas extrações, é ver nas grades o filho de Dona Lindu, a qualquer custo, por razões que nem Freud explica, porém, que estão bem claras nas cartilhas das elites conservadoras, perversas, oligárquicas e aristocráticas, aboletadas em suas casas-grandes, seus sobrados, suas mansões suntuosas e apartamentos de luxo…

Do ponto de vista econômico, as concorrentes multinacionais da Petrobrás ganham muito com o desgaste de sua imagem no mercado mundial, que inevitavelmente vem ocorrendo, inclusive o enorme aviltamento do valor da empresa (tomado como base as cotações de 22 de dezembro de 2014, a Petrobrás teria perdido, em dólar, 43,6% do seu valor de mercado nesse ano, caindo de US$ 91 bi8lhões para US$ 51,6 bilhões. Em 2015 esse valor continuou em queda, embora, haja sinais de recuperação nos últimos dois meses). Lembram essas lideranças, que a esposa do mesmo juiz, Rosângela Moro, é advogada do PSDB e de empresa multinacionais de petróleo. No processo da Operação Lava Jato o uso excessivo de delações premiadas levanta a suspeita de abuso, ademais dos enormes casos de vazamento de informações para grandes veículos da imprensa, tudo para fortalecer o entendimento de que algo de podre deve haver nesse reino da Dinamarca…

A atuação mesma do juiz Moro é cercada aspectos polêmicos, a começar pelo excessivo peso que têm as delações premiadas no processo e que serve de base para decretação de prisões preventivas, apreensão de bens, bloqueio de ativos financeiros etc. Estranho é que o próprio Moro tenha declarado que “[…] É certo que os depoimentos de Alberto Youssef, de Paulo Roberto costa (…) devem ser vistos com muitas reservas, já que se tratam de pessoas acusadas por crimes graves e que buscam benefícios de redução de pena […]” e noutro momento asseverado que a delação “é um instrumento de investigação e de prova válido e eficaz, especialmente para crimes complexos”.

Pelo visto, essa opinião não encontra conforto na melhor doutrina do direito processual penal brasileiro. O ex-ministro do STJ, Gilson Dipp, que foi também corregedor-geral do Conselho Nacional de Justiça e membro da Comissão da Verdade, jurista e magistrado de alto conceito entre seus pares, em recente palestra na Associação Comercial de São Paulo, afirmou que “a palavra do delator vale muito pouco” e que a delação premiada “não é prova“, de modo que “é apenas um instrumento de obtenção de prova. Não vale a palavra dele para condenar, muito menos para oferecer uma denúncia se for apenas na sua informação. Uma delação não tem o condão de fundamentar uma sentença judicial. Eu diria mais: não tem o condão de fundamentar sequer uma denúncia.” Palavras sábias de quem, doutra feita, corajosamente afirmou que “O juiz tem que ser magistrado e não majestade” e sabe, como diz Michel Foucault, no clássico Vigiar e Punir, que “é preciso que a justiça criminal puna em vez de se vingar”. Justiça, sim, vingança jamais.


Fonte: Carlos Skarlack

Água de Coremas deve chegar a captação de Jardim de Piranhas na terça-feira



Sábado, 04 de julho de 2015 | Região do Seridó

No mesmo dia a fiscalização de irrigações da ANA também deve ser iniciada em terras potiguares


Com a suspensão das irrigações, mesmo com uma vazão de apenas 2,4 metros cúbicos por segundo, as águas liberadas pela Comporta do Açude de Coremas já cruzaram a cidade paraibana de São Bento, e a expectativa é que chegue na captação da CAERN, em Jardim de Piranhas até a próxima terça-feira, normalizando o abastecimento das cidades de Caicó, São Fernando, Jardim de Piranhas e Timbaúba dos Batistas, através da adutora Manoel Torres.

No mesmo dia também deve ser iniciada a fiscalização contra as irrigações em terras potiguares, até agora concentrada nos municípios da Paraíba, em virtude da água ainda não ter entrado pelo Rio Piranhas, no Rio Grande do Norte. Desde o dia 01 de Julho que a Agência Nacional das Águas em parceria com vários outros órgãos tem intensificado a fiscalização, para fazer cumprir a proibição de qualquer uso da água da Bacia para irrigação.

Fonte: Marcos Dantas

Lava Jato: Delator liga doações eleitorais ao PT a contratos com a estatal

Sábado, 04 de julho de 2015


Documentos entregues pelo empreiteiro Ricardo Pessoa, dono das construtoras UTC e Constran, ligam as doações eleitorais para o PT aos contratos das empreiteiras com a Petrobras. Os papéis mostram registros de duas “contas correntes” da UTC, uma para o ex-tesoureiro petista João Vaccari Neto e outra para o próprio PT. Para Vaccari, o documento relata um repasse de R$ 3,9 milhões “em decorrência das obras com a Petrobras”. Para a conta do PT, os repasses foram de R$ 16,6 milhões entre 2006 e 2014.

O “Jornal Nacional”, da TV Globo, exibiu nesta sexta-feira reportagem mostrando alguns dos documentos entregues por Pessoa, entre eles os relativos às doações feitas pela UTC à campanha à reeleição da presidente Dilma Rousseff. O documento que trata da campanha de Dilma é uma planilha em que constam dados bancários da conta do comitê financeiro. O nome de contato é o de Manoel Araújo, chefe de gabinete do ministro Edinho Silva (Comunicação Social), que foi tesoureiro da campanha.

Pessoa relatou ter se encontrado em sete ocasiões com o ex-presidente Lula. Afirmou que fez repasses de R$ 2,4 milhões para a campanha do ex-presidente em espécie. Ressaltou não ter certeza se Lula sabia da origem ilícita do dinheiro. Uma das tabelas lista doações feitas a diferentes políticos e partidos. Não há na tabela informação sobre se as doações são oficiais ou não. Aparecem na planilha DEM, PMDB, PP, PPS, PR, PSC, PSDB, PC do B, PT, PTB, PV, PRTV, PSB e PDT.

Dilma corre risco de sofrer impeachment, diz colunista britânico


Sábado, 04 de Julho de 2015

O jornalista do britânico Financial Times no Brasil, Joe Leahy, assina coluna na edição impressa desta sexta-feira em que afirma que a presidente Dilma Rousseff corre o risco de sofrer impeachment. “Com a popularidade tão baixa, Dilma está vulnerável ao impeachment particularmente se as investigações sobre a Petrobras encontrarem algo ligando ela ao problema”, diz o jornalista na coluna “Global Insight”. Leahy diz, porém, que a impopularidade de Dilma “não parece inteiramente merecida”.

Apesar de relatar o risco de impeachment, Leahy defende que a impopularidade de Dilma “não parece inteiramente merecida, já que outros presidentes presidiram o País em períodos piores, mas mantiveram números melhores nas pesquisas”. “A maior economia da América Latina está caminhando para uma recessão e a taxa de desemprego subiu. A 6,75% em maio, o desemprego se aproxima níveis argentinos, mas certamente não é tão mau como na Grécia ou em outros lugares no sul da Europa”, diz o texto.


Fonte: Robson Pires

”Não sou nenhuma besta fera”, diz juiz da Lava Jato

Sábado , 04 de julho de 2015


O juiz federal Sérgio Moro, responsável pelo julgamento das ações da operação Lava-Jato, criticou nesta sexta-feira (3), em palestra durante o 10º Congresso Internacional da Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji), em São Paulo, a “demonização” de sua imagem. “Não sou nenhuma besta fera”, disse Moro, quando questionado sobre a pressão de setores insatisfeitos pela maneira com que conduz o julgamento das ações.

O juiz fez ainda críticas ao foro privilegiado. Para Moro, o foro a políticos com mandato fere o princípio da igualdade. “Vejo este instituto não muito com viés positivo porque é contrario ao principio da igualdade. Pensando o foro privilegiado como um forma de maior controle (da administração pública) é positivo. Mas pensando em outra forma, como um mecanismo de proteção (de figuras públicas), eu tenho dúvida da sua validade. Como eu gostava muito de revista em quadrinho, lembro daquelas fases do Homem-Aranha onde dizia ‘quanto maior o poder, maior a responsabilidade’. Acho que o sistema tem que ser construído em cima disso”, declarou o juiz.



Fonte: Robson Pires

Resultado da Câmara é 'sinalização perversa' para a juventude, diz Rossetto

Sábado, 04 de Julho de 2015 

por Rafael Moraes Moura
Foto: Agência Brasil

Um dos principais auxiliares da presidente Dilma Rousseff, o ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência, Miguel Rossetto, disse em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo que a aprovação da redução da maioridade penal de 18 para 16 anos - em casos de crimes hediondos, homicídio doloso e lesão corporal seguida de morte - é uma sinalização "perversa" e " injusta" para a juventude e a sociedade brasileira. "Não achamos que a resposta (à criminalidade) é essa. Via de regra, para um problema complexo, aparece uma proposta simples e errada", criticou o ministro. Na madrugada da última quinta-feira (2) Rossetto acompanhou pela televisão a manobra do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), para assegurar a aprovação da proposta de emenda constitucional. O texto ainda precisa ser votado em segundo turno pelos deputados, antes de ser enviado ao Senado Federal, onde o debate será feito com mais serenidade, acredita Rossetto. Para o petista, o perfil do conjunto de senadores, formado por congressistas mais experientes, ex-governadores e ex-gestores públicos, contribui para um "debate de alta qualidade política" na Casa. "Tenho certeza que o Senado vai abrir (a discussão) para outros temas que envolvem redução de criminalidade, como a questão dos adultos que cooptam a juventude para o crime", observou. "Penso que no Senado haverá um espaço muito grande para essas opiniões, que o debate se dá a partir do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA)." Depois de sucessivas derrotas, o Palácio do Planalto pretende evitar um novo embate com Cunha e concentrar as atenções no Senado, onde espera reverter o placar favorável à mudança. O governo costura na Casa um acordo em torno do aumento do tempo de internação dos adolescentes infratores que cometerem crimes hediondos, que poderiam ter a pena aumentada para até oito anos - promovendo alterações no ECA, sem mexer na maioridade penal. Para o ministro, a versão aprovada na Câmara sai muito fragilizada, já que a nova versão reservou a redução da maioridade penal para roubo qualificado, tortura, tráfico de drogas e lesão corporal grave. Entretanto Rossetto disse ter acompanhado com "perplexidade" o discurso de alguns parlamentares no plenário da Câmara. "Alguns discursos - e eu acompanhei toda a votação - foram assustadores, chocaram e devem provocar perplexidade frente ao padrão de violência, ao padrão inaceitável de intolerância, de violência, que rompe parâmetros básicos civilizatórios", afirmou. Na avaliação de Rossetto, a presidente Dilma Rousseff adotou uma postura "corajosa" ao assumir uma posição firme contra a redução na maioridade penal. "A presidente estimulou o debate de um tema tão importante pra sociedade e, penso sim, que o resultado final do debate na sociedade e no Congresso será uma posição muito adequada e alinhada aos valores e preocupações que a presidente dispõe", avaliou.

Medo de perder o emprego aumentou 5,4% no Brasil; nível é o maior desde 1999

Sábado, 04 de Julho de 2015 

Foto: Divulgação/Diap

O medo do brasileiro de perder o emprego aumentou 5,4 % no mês de junho em comparação a março, alcançando o maior nível desde setembro de 1999, segundo a pesquisa Índice de Medo do Desemprego (IMD), divulgada nesta sexta-feira (3) pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). Segundo informações da Agência Brasil, o levantamento aponta alta de 36,8% em relação a junho do ano passado. Considerando entre dezembro e março, o elevação foi de 32,1%. Ainda de acordo com a pesquisa, os indicadores mostram que as expectativas da população frente ao mercado de trabalho “continuam se deteriorando”. Outro estudo divulgado nesta sexta, o Índice de Satisfação com a Vida (ISV), aponta uma melhora de 1% na comparação com março, índice considerado “insuficiente” em relação à queda que vem sendo verificada. Em relação a junho de 2014, o índice apresenta queda de 7,3%. "Os indicadores refletem o aprofundamento da crise, ou seja, uma maior dificuldade de conseguir um emprego, e inflação alta", afirmou o gerente-executivo da Unidade de Pesquisa e Competitividade da CNI, Renato da Fonseca. Foram ouvidas 2.002 pessoas em 141 municípios, entre 18 e 21 de junho de 2015.

Mais de 90% dos brasileiros têm acesso a água potável, diz ONU

Sábado, 04 de Julho de 2015 

Foto: Reprodução/ United Nations Development Programme

Uma em cada três pessoas no mundo, cerca de 2,4 bilhões de indivíduos, ainda não têm acesso a serviços de saneamento básico e água potável. A conclusão é de um levantamento global da Unicef e da World Health Organization (OMS), divulgado na última semana. No Brasil, contudo, 94% da população tem acesso a serviços de água potável. De acordo com o G1, na área urbana o percentual alcança 98%, ante 92% registrado em 1990, segundo relatório da Unicef. Na área rural, o avanço nos últimos 25 anos foi mais expressivo: 70% da população tem acesso a água potável, contra 30%. De acordo com o relatório, cerca de 2,6 milhões de pessoas em todo o mundo passaram a ter acesso ao recurso e 91% da população mundial já notou melhorias na qualidade da água que consome para beber. "O modelo global até agora é de que os mais ricos avançam primeiro, e apenas quando eles têm acesso aos mais pobres começam a evoluir. Se nós conseguirmos alcançar acesso universal à água tratada até 2030, precisamos assegurar de que os pobres comecem a progredir imediatamente", declarou Sanjay Wijeskera, chefe da divisão de água e saneamento da Unicef. Conforme concluiu o estudo, a falta de progresso nos serviços de saneamento básico ameaça minar os avanços obtidos com o maior acesso a água potável no mundo, especialmente nas áreas de saúde pública e sobrevivência infantil.

'Se alguém roubou a Petrobrás, que pague pelo roubo', diz Lula

Sábado, 04 de julho de 2015


O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva defendeu nesta sexta-feira, 3, que os responsáveis pelos escândalos da Petrobrás sejam punidos, mas que os trabalhadores sejam preservados. "Se alguém sacaneou ou roubou a Petrobrás, que pague pelo roubo, e que os trabalhadores não sejam punidos. Que não sejam punidos aqueles que efetivamente são responsáveis pela construção dessa extraordinária empresa, motivo de orgulho para o nosso País", disse o petista, que participa nesta sexta-feira da 5ª Plenária Nacional da Federação Única dos Petroleiros (FUP). O ex-presidente petista disse que aceitou participar do encontro dos petroleiros porque é preciso contar e recontar sua participação nas lutas e feitos deste País. "Tenho orgulho de ter sido o metalúrgico que levou o Jair Meneguelli (ex-sindicalista que militou ao lado de Lula no ABC) a ser cassado por fazer a primeira greve, em solidariedade aos petroleiros em 1983." E disse que também sente muito orgulho de ter sido o presidente que "capitalizou a estatal e ajudou a recuperar a indústria naval brasileira." Lula citou que ao assumir a Presidência da República, a estatal representava apenas 2% do PIB e hoje representa 13%. Lula disse que também sente muito orgulho de ter sido o presidente sem diploma universitário que mais criou universidades neste País, e repetiu um discurso usado durante a campanha pela reeleição de Dilma Rousseff. "Tenho orgulho de pertencer a um partido e a um governo que em 12 anos construiu mais vagas nas universidades do que as elites em cem anos. Fizemos também mais escolas técnicas nesse período do que eles em cem anos. Nunca os brasileiros tiveram tanto orgulho do que tiveram nesses 12 anos." 

Pressionado pelo PT a controlar a Polícia Federal, diante dos escândalos que atingem o partido e batem à porta do Palácio do Planalto, o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, afirmou nesta quinta-feira, 2, que não orienta as investigações nem para beneficiar aliados ou punir adversários e admitiu a possibilidade de deixar o cargo.“Se eu achar que não contribuo mais para o projeto e não sirvo mais à presidenta, sairei”, disse Cardozo ao Estado. Na semana passada, o ministro chegou a ser convidado pela Executiva de seu partido para explicar o que os petistas entendem como “vazamentos seletivos” da Operação Lava Jato. A estratégia foi considerada “um tiro no pé” pelo Planalto e o PT recuou. “Eu não tenho de prestar informações só ao PT, mas a qualquer força política que desejar explicações em relação aos meus atos”, reagiu Cardozo. Mas, mesmo diante de uma nota de apoio à sua atuação, divulgada no fim da tarde por deputados federais do PT, o ministro desconversou sobre seu futuro: “Não tem nem fico nem sai”. A seguir, os principais trechos da entrevista. 

Estado - O sr. já disse ao Estado, mais de uma vez, que o cargo de ministro da Justiça tem prazo de validade. Com tanta pressão, o sr.agora pensa mesmo em sair?

O Ministério da Justiça tem, sim, prazo de validade. Tenho hoje uma situação até curiosa porque, no período democrático, sou o ministro que ficou mais tempo no cargo. O que eu posso afirmar é que, dentre os meus muitos defeitos, a lealdade é uma qualidade. Sou leal à presidenta Dilma e ao projeto que ela representa. Enquanto eu servir a esse projeto e ela achar que eu sirvo, ficarei. Se eu achar que não contribuo mais para o projeto e não servir mais à presidenta, sairei. Mas continuarei defendendo o projeto onde quer que esteja porque acredito na presidenta Dilma e na sua honestidade.

Estado - A bancada do PT na Câmara divulgou uma nota de apoio à sua atuação e a Executiva do partido deve recuar na intenção de convidá-lo a esclarecer os chamados “vazamentos seletivos” da Lava Jato. Com isso o sr. dirá fico?

Não existe nem fico nem saio. Como ministro, eu não tenho de prestar informações só ao PT, mas a qualquer força política que deseje explicações em relação aos meus atos. Sempre que for convidado, irei com grande prazer.

Estado - O sr. se sente traído por seus pares ou foi pressionado a intervir nas investigações? 

De forma nenhuma. Eu represento um projeto que ajudei a construir desde a origem do PT. Agora, é evidente que há divergências. Eu mesmo pertenço a uma corrente (Mensagem ao Partido) que por vezes expressa posições diferentes. É legítimo que pessoas me aplaudam ou vaiem. Eu agi, ajo e agirei, enquanto aqui permanecer, de acordo com a Constituição e com a minha consciência. Jamais um ministro da Justiça, num Estado de Direito, deve orientar investigações, dizendo que os inimigos devem ser atingidos e os amigos, poupados. Tenho minha consciência absolutamente tranquila.

Estado - O ex-presidente Lula é o próximo alvo da Lava Jato?

O presidente Lula é um líder reconhecido no Brasil e no mundo. Eu não acredito que ele possa ter praticado atos lesivos ao patrimônio ou atos ilícitos. Não vejo como ele possa ser alvo de investigação.

Estado - Qual foi o momento mais difícil que o sr. enfrentou até agora?

Depois da posse, em 2011, eu não me lembro de momentos fáceis (risos).

Estado - A dieta Ravenna, que o fez perder 22 quilos, deixou o sr. aflito? 

A dieta me deixou mais feliz. Agora, aos trancos e barrancos, tento fazer minha tese na Universidade de Salamanca. O tema é muito interessante, diz respeito à crise da separação de Poderes no século 21.

Estado - Os escândalos da Operação Lava Jato atingiram até mesmo a visita da presidente aos Estados Unidos. Como o governo pode sair das cordas e criar uma agenda positiva?

Em primeiro lugar, a visita da presidenta aos Estados Unidos foi muito exitosa. Em segundo, não acho que o governo esteja nas cordas. Passa, sim, por uma turbulência natural. 

Estado - A presidente disse não haver provas nas denúncias contra os ministros Aloizio Mercadante (Casa Civil) e Edinho Silva (Comunicação Social) e afirmou que condenar assim é “um tanto quanto Idade Média”. Isso não é desqualificar a Polícia Federal?

Não. O que ela fez foi um juízo de apreciação sobre o papel de delações premiadas. É uma peça de investigação, não é sentença condenatória. Um delator pode falar a verdade, mentir, dizer meias-verdades.

Estado - O empreiteiro Ricardo Pessoa, dono da UTC, está mentindo?

Não sabemos se há correspondência entre o que a imprensa divulgou e o que foi dito na delação premiada. O que posso afirmar em relação ao ministro Mercadante e ao ministro Edinho é que tenho a mais absoluta convicção da lisura dos procedimentos deles. São pessoas sérias, respeitáveis. 

Estado - Todos dizem que as doações recebidas foram legais e registradas tanto para a campanha da presidente Dilma, como para a do ex-presidente Lula e para a do então senador Mercadante ao governo de São Paulo. Mas e a origem do dinheiro? Como explicar a propina na Petrobrás?

Pelo que me consta, o empreiteiro deu contribuições não apenas a campanhas do PT. Deu também para outro candidato a presidente da República, para governos estaduais...

Estado - O governo sempre alega que as doações foram suprapartidárias. Uma coisa justifica a outra?Não. O que eu digo é que tudo tem que ser investigado. Eventuais contribuições vindas de recursos indevidos tem que ser apuradas. Em geral, os candidatos recebem contribuições e não têm nem como atestar a origem do dinheiro. Agora, considerando que essa empreiteira mantinha contratos com governos estaduais que também tinham candidatos, por que dizer que as doações ilícitas são só em alguns casos?

Estado - O sr. se refere ao PSDB?

Estou falando de todas as contribuições que passaram pela UTC. Eu não posso fazer investigações parciais. E não falo isso para isentar ninguém. Se houver pessoas do meu partido que tinham consciência da ilicitude de uma doação, deverão responder. A lei vale para todos. Isonomia é pressuposto básico de investigação séria.

Estado - Depois de uma manobra feita pelo presidente da Câmara, Eduardo Cunha, o governo foi novamente derrotado e a redução da maioridade penal de 18 para 16 anos, em casos de crimes hediondos e delitos graves, acabou aprovada. O que fazer?

Essa proposta é trágica e desastrosa por todas as consequências que gera. É inconstitucional, porque fere cláusula pétrea e contraria todos os estudos de especialistas que recomendam que jovens nunca sejam tratados como adultos. Nos países em que isso acontece, a violência é maior. Cabe ao governo abrir esse debate.

Estado - A sua corrente no PT defende mudanças na política econômica, diz que a presidente não cumpriu promessas de campanha e faz duras críticas ao ajuste fiscal. O sr. fica confortável com isso?

Defendo vigorosamente o ajuste fiscal. A equipe econômica está no rumo certo. Se tivesse participado da reunião que definiu isso, seria voto vencido.

Ministro da Justiça afirma que pode deixar governo Dilma

Sábado, 04 de Julho de 2015 

Foto: Lula Marques/ Agência PT

Pressionado pelo PT por sua atuação frente à Polícia Federal, o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, admitiu que pode deixar o governo se achar que não contribui mais com o projeto. Em entrevista publicada pelo jornal O Estado de S. Paulo nesta sexta-feira, Cardozo também afirmou que, mesmo do lado de fora, apoiaria Dilma Rousseff, porque acredita em sua honestidade. “Sou leal à presidente Dilma e ao projeto que ela representa. Enquanto eu servir a esse projeto e ela achar que sirvo, ficarei. Se eu achar que não contribuo mais para o projeto e não servir mais à presidente, sairei. Mas continuarei defendendo o projeto onde quer que esteja porque acredito na presidente e na sua honestidade”, afirmou o ministro. Cardozo também disse que não tem de prestar informações só ao PT sobre os vazamentos da Operação Lava Jato, que investiga esquema de corrupção na Petrobras. Na semana passada, o ministro chegou a ser convidado pela Executiva da legenda para explicar o que foi chamado de “vazamentos seletivos” da operação. Segundo ele, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva não deve ser investigado. “Eu não acredito que ele possa ter praticado atos lesivos ao patrimônio ou atos ilícitos. Não vejo como ele possa ser alvo de investigações”. Cardozo também defendeu os colegas Aloizio Mercadante, ministro-chefe da Casa Civil, e Edinho Silva, da Secretaria de Comunicação da Presidência da República, citados em delação premiada do dono da empreiteira UTC. “Tenho a mais absoluta convicção da lisura dos procedimentos deles. São pessoas sérias, respeitáveis”, afirmou.

Primo de jogador da seleção brasileira é encontrado morto

Sábado, 04 de Julho de 2015 

Foto: Reprodução / Facebook

O primo de Oscar, jogador do Chelsea e da Seleção Brasileira, foi encontrado morto na manhã desta sexta-feira (3), em Santa Bárbara d'Oeste, em São Paulo. Segundo informou a Polícia Civil, o garoto de 19 anos estava desaparecido desde a madrugada de quinta-feira (2), quando saiu para trabalhar. A família sentiu falta do rapaz no final da tarde e avisou o desaparecimento à delegacia. De acordo com o G1, o motivo da morte ainda é desconhecido, mas há a possibilidade de ter sido ou assassinato ou acidente de motocicleta. Lucas Ornaghi completaria 20 anos nesta sexta e foi encontrado com ferimentos próximo à indústria têxtil onde trabalhava. Em seu perfil no Facebook, Oscar lamentou a morte do primo e afirmou que a família não acredita no que aconteceu. "Estamos muito tristes, mas sabemos que você está em um lugar melhor e sabemos que as pessoas queridas estão com você. Te amo primão e hoje era seu dia, parabéns pelos seus 20 anos!! Vai com Deus", escreveu o jogador. O corpo do garotoo está no Instituto Médico Legal de Americana e será sepultado em Americana, São Paulo.

Maioridade penal: Cunha ignora críticas e diz que STF não interfere no processo legislativo

Sábado, 04 de Julho de 2015 

Foto: Antonio Cruz / Agência Brasil

O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) afirmou que o Supremo Tribunal Federal (STF) não interfere no processo legislativo. "O Supremo no máximo analisa a constitucionalidade ou não do produto acabado, que é a lei final. Mas é direito de todos questionar a decisão, faz parte da democracia", acrescentou. Deputados contrários à redução da maioridade penal manifestaram intenção de entrar com um mandado de segurança no STF contra a forma como a proposta de redução foi aprovada pelo plenário. Cunha destacou que a matéria rejeitada na madrugada da última quarta-feira (1º) foi um substitutivo, ficando resguardada a proposta original (PEC 171/93), votada na madrugada da última quinta-feira (2). Os parlamentares que questionam a votação citam o artigo 60 da Constituição, segundo o qual matéria constante de proposta de emenda não pode ser objeto de nova proposta na mesma sessão legislativa. "Acontece que não é a mesma matéria. É uma matéria da qual foi votada o substitutivo. Esse substitutivo foi rejeitado. Resta a proposta original com as suas emendas e seus destaques e as suas apensadas. Foi isso o que aconteceu", explicou. O deputado apresentou parecer do próprio STF, que julgou em 1996 uma situação semelhante e declarou a medida constitucional. No acórdão, o STF definiu que, no caso de a Câmara dos Deputados rejeitar um substitutivo, e não o projeto original, não se aplica o artigo 60 da Constituição. "Afastada a rejeição do substitutivo, nada impede que se prossiga a votação do projeto originário", disse Cunha, citando a decisão. O texto aprovado pela Câmara é uma emenda dos deputados Rogério Rosso (PSD-DF) e Andre Moura (PSC-PE) à PEC 171/93. A proposta prevê a redução da maioridade penal de 18 para 16 anos nos casos de crimes hediondos (tais como estupro, sequestro, latrocínio, homicídio qualificado), homicídio doloso e lesão corporal seguida de morte. Foram 323 votos a favor e 155 contra, em votação no primeiro turno. O plenário precisa ainda analisar a matéria em segundo turno.

Novas regras do Fies entram em vigor; confira o que mudou

Sábado, 04 de Julho de 2015 

Foto: Reprodução/ R7

As novas regras para o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) foram publicadas hoje nesta sexta-feira (3) no Diário Oficial da União. As medidas valem para adesões feitas a partir do segundo semestre de 2015. A portaria oficializa mudanças anunciadas pelo Ministério da Educação, que estabelecem prioridade na oferta de vagas para as regiões Norte, Nordeste e Cento-Oeste – excluído o Distrito Federal – e em cursos das áreas de engenharia, saúde e formação de professores. De acordo com a Agência Brasil, terão prioridade os cursos com nota 4 e 5 nas avaliações do Ministério da Educação (MEC). A nota máxima é 5. A Secretaria de Educação Superior do ministério poderá definir critérios adicionais para a distribuição de vagas, caso julgue necessário. No dia 26 de junho, o ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, anunciou 61,5 mil vagas para a edição do segundo semestre de 2015 do Fies. Na ocasião, o ministro informou que os juros passariam dos atuais 3,4% anuais para 6,5%. A portaria publicada do Ministério da Educação não detalha o número de vagas e condições do financiamento. A partir de agora, passa a valer a mudança no limite de renda para contratar o financiamento que será a renda familiar mensal bruta de 2,5 salários mínimos por pessoa, já informada em nota conjunta divulgada pelos ministérios da Educação e do Planejamento, no dia 26 de junho. Antes, a renda familiar bruta era de até 20 salários mínimos. Poderá se inscrever no processo seletivo o estudante que, cumulativamente, não tenha concluído curso superior, tenha feito a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), a partir da edição de 2010, e obtido média superior a 450 pontos, sem tirar nota 0 na redação. As mantenedoras de instituições de educação superior interessadas em participar desse processo seletivo do Fies deverão assinar o termo de participação entre 6 e 17 de julho, no qual constará proposta de oferta de vagas estabelecidas na portaria.

sexta-feira, 3 de julho de 2015

OPERAÇÃO CONJUNTA, ROCAM-02 DE MOSSORÓ, G.T.O APODI-RN, E COMANDO DO DESTACAMENTO DE CARAÚBAS TENENTE ABRANTES, APREENDE VÁRIOS OBJETOS ILÍCITOS EM PRESÍDIO DE CARAÚBAS NA MADRUGADA DE HOJE.

Sexta, 03 de julho de 2015

“Assusta e preocupa”, diz diretora sobre apreensão na cadeia pública de Caraúbas.


Cerca de 30 agentes penitenciários e policiais militares realizaram, durante cinco horas na manhã desta sexta-feira (03), uma revista minuciosa na Cadeia Pública Manoel Alves Pessoa Neto, em Caraúbas. Ao todo foram apreendidos drogas, celulares, chips, ferramentas artesanais e outros objetos ilícitos. Segundo a diretora do presídio, Ivna Benevides, não foi encontrado indícios de túneis. “O objetivo foi esse, apreender materiais ilícitos e evitar fugas. Graças a Deus não temos indícios de túneis. Faz mais de dois anos que não registramos fugas aqui”, relatou. Esta foi a segunda revista realizada em menos de um mês. Na primeira foram apreendidos cerca de 15 celulares e outros objetos. Ivna contou que a facilidade com que este tipo de material entra na unidade prisional é assustadora. “Temos uma grande exposição. Nós não temos um sistema interno de monitoramento de câmeras e falta outros equipamentos que identificaria a entrada de drogas e celulares. Isso mostra a fragilidade do sistema prisional. Assusta e preocupa”, relatou por telefone. Em entrevista recente, o promotor de Justiça Silvio Brito disse “Estamos vendo organizações criminosas se consolidando dentro dos presídios no Rio Grande do Norte, fazendo uso de celulares”. A declaração do promotor aconteceu após descoberta de que um apodiense comandava o tráfico de drogas e homicídios na região Oeste, pelo WhatsApp, a partir da Penitenciária de Alcaçuz. “A verdade hoje é que prender o cara não significa tirá-lo de circulação [...] É quando o celular se transforma em arma poderosa para praticar crimes”, disse Silvio Brito. Ivna Benevides relatou que os objetos apreendidos serão encaminhados à Coordenadoria de Administração Penitenciária (Coape), para que sejam investigados e que os proprietários sejam identificados. Atualmente, a cadeia de Caraúbas custodia 177 detentos. A unidade foi projetada para 96 apenados.





Texto Mossoró Hoje/ Passando na Hora

Polícia Civil prende suspeito de assalto e recupera Carro e equipamentos de som roubados

Sexta, 03 de Julho de 2015


Noite de quinta feira 02 de julho de 2015,um empresário (nome preservado) foi assaltado por quatro homens em um carro escuro,nas proximidades do Colégio Estadual,onde levaram o seu veículo tipo Chevrolet Cobalt de cor branca e vários instrumentos musicais.

Após receber informações sobre o roubo,as equipes da Delegacia de Furtos e Roubos-DEFUR e da Divisão de Polícia do Oeste-DIVPOE,realizaram diligências no sentido de localizar e prender os suspeitos.

Durante as diligências,os agentes conseguiram localizar o veículo,que estava em uma oficina de ar condicionado no bairro Boa Vista. Segundo a polícia, um indivíduo teria ido até a oficina para retirar o Ar condicionado e posteriormente vendê-lo.

A partir de informações os agentes chegaram até Túlio Matheus que confessou o roubo e entregou os equipamentos roubados,que estavam guardados na casa da mãe da namorada dele,no Alto da Conceição.

Túlio Matheus,a namorada dele,menor de idade e a mãe dela,foram conduzidos à DEFUR,juntamente com o veículo e os instrumentos roubados,para procedimento na forma da lei.

As equipes continuam em diligências no sentido de localizar e prender os outros três suspeitos que participaram do assalto. Túlio Matheus foi reconhecido pela vítima,na Delegacia.



Fonte: Fim da Linha

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055