martins em pauta

sábado, 23 de junho de 2018

Aeronave Cessna cai na praia da Beira Mar em Fortaleza

Fonte: Blog do BG

Ministério da Saúde divulga aumento de mortes por gripe entre crianças

Sábado, 23 de Junho de 2018

por Estadão Conteúdo | Lígia Formenti
Foto: Reprodução / Ministério da Saúde

Dados divulgados pelo Ministério da Saúde mostram que 44 crianças menores de cinco anos morreram neste ano por complicações ligadas à gripe. O número é mais do que o triplo do registrado em 2017, quando 14 óbitos foram computados pela pasta. O grupo de crianças é o que apresenta o menor indicador de adesão à campanha de vacinação contra a doença, que termina nesta sexta-feira (22), para o público prioritário. Pelos cálculos da pasta, 3,6 milhões de menores de cinco anos não foram imunizados. Com isso, a taxa de cobertura atingiu 67,7%. A expectativa é de que alcançasse, no mínimo, 90% da população nesta faixa etária. Gestantes também apresentaram uma baixa adesão, com cobertura de 71%. A partir de segunda, a vacinação contra a gripe será aberta para outros públicos, além dos que são considerados prioritários. Crianças de 5 a 9 anos poderão ser imunizadas e também pessoas a partir dos 50 anos. A tendência de aumento da mortalidade por complicações de gripe não se registra apenas entre crianças. Dados do Ministério da Saúde mostram que ocorreram no País até o momento 535 mortes. A maior parte, 351 mortes, provocadas pela infecção por H1N1. O H3N2, cepa do vírus que no Hemisfério Norte provocou um grande número de casos e mortes, causou no País 97 óbitos. No total, 54,4 milhões de pessoas deveriam ter sido imunizadas. Os números obtidos até quarta, no entanto, mostram que a expectativa foi frustrada. Apesar de duas prorrogações, 45,8 milhões de pessoas em todo o País foram vacinadas.

Paciente psiquiátrico morre durante procedimento de contenção no Hospital São Camilo em Mossoró-RN

Sábado, 23 de Junho de 2018


Cleomar Guido da Silva, de 31 anos de idade, paciente psiquiátrico morreu no final da tarde de hoje, 23 de junho, dentro do Hospital São Camilo de Lellis em Mossoró no Rio Grande do Norte. Segundo informações, no momento de tomar a medicação por volta das 17 horas, ele reagiu contra a equipe medica e teve que ser dominado pelos técnicos de plantão no hospital.

Ainda segundo informações, Cleomar que é natural de Pau dos Ferros e teria voltado hoje para continuar o tratamento, estava muito agitado e depois que foi dominado e medicado, morreu.

Equipes da Delegacia de plantão e do Itep foram acionadas para os procedimentos de pericia no local, o que aconteceu no inicio da noite.

O Delegado de Plantão, Fernando Antônio não dá entrevista, mas autorizou o Agente Especial da Policia Civil, Wilson Filho, que informou a imprensa que o caso será tratado como homicídio culposo, quando não há intenção de matar e o técnico de enfermagem que realizou os procedimentos no paciente, será responsabilizado.

Segundo o perito criminal, Otavio Domingos, Cleomar apresentava escoriações compatíveis com emprego de força física, mas no local não foi possível constatar lesões compatíveis com estrangulamento. Segundo o perito, só depois da necropsia, no Instituo de Medicina Legal do Itep, será possível afirmar o que teria provocado a morte do paciente.

O Secretario de Saúde do município, Benjamim não aceitou grava entrevista, mas conversou com a imprensa e acredita que a mote do paciente foi uma fatalidade.


Texto: O Câmera

Fonte: Fim da linha

117º Homicídio em Mossoró 2018: atentado a tiros deixa um morto e outro ferido no Belo Horizonte

Sábado, 23 de junho de 2018


Mais um homicídio provocado por disparos de arma de fogo é registrado em Mossoró no Oeste do Rio Grande do Norte. O crime aconteceu, na tarde deste sábado 23 de junho de 2018, na Rua Souza Leão, ao lado do CAIC no Bairro Belo Horizonte.

Segundo a PM dois homens em uma motocicleta chegaram em um ponto de venda de frango e carnes naquela localidade e já foram atirando contra as pessoas que trabalhavam no local.

Um popular identificado Como Ediberto da Costa Moura de 24 anos trabalhava no estabelecimento, foi atingido com varios tiros e morreu quando era socorrido por um popular para UPA do bairro que fica a pouco mais de 50 metros do local..

Outra pessoa que também estava no local, de nome Sanderson Erick Ribeiro de 20 anos foi atingido pelos disparos, possivelmente por bala perdida. Ele foi socorrido tambem para a UPA. Após receber os primeiros atendimentos ele foi transferido pelo Samu para o Hospital Regional Tarcídio Maia onde foi entregue aos médicos de plantão consciente e orientado.

A polícia não descarta a possibilidade do crime está relacionado a vingança, uma vez que Ediberto da Costa Moura respondia por um homicídio na comarca de Mossoró, crime ocorrido em 2013, onde foi vítima, Dallysom Nayrak Soares Barreto.

Além de homicidio qualificado, Ediberto respondia ainda a um processo por tráfico de drogas e possivelmente entraria na pauta de julgamento do Tribunal do Juri Popular que começa no mês de agosto vindouro.

O corpo de Ediberto permanece na UPA do Belo Horizonte a espera de familiares para que providenciem a sua remoção para o ITEP onde será necropsiado.

Mossoró chega aos 117 homicídios em 2018. O crime será investigado através de inquérito policial, conduzido pela DHM (Delegacia de Homicídios de Mossoró)


Ponto de vende de frango e churrasco ao lado do Caic do BH onde as vítimas foram alvejadas e socorridas para para a UPA que fica ao lado
Sanderson Érick estava no local quando os atiradores chegaram e começaram a atirar em direção as vítimas


Fonte: Fim da Linha

Suspeito de chefiar a morte do Capitão Oliveira é morto em confronto com a polícia

Sábado, 23 de Junho de 2018

Capitão Oliveira (Foto: Reprodução/TV Sergipe)

Dois homens foram mortos em confronto com a Polícia Civil de Sergipe na manhã desta quinta-feira (21) em Maceió (AL). Segundo informações da Secretaria de Segurança Pública de Sergipe (SSP/SE), um deles era suspeito de ser o chefe da organização criminosa responsável pela morte do Capitão Oliveira, na época comandante do Ciopac, em abril deste ano.

De acordo com a SSP, a ação se deu em Maceió (AL), distante 270 km da capital sergipana, e faz parte da 'Operação Rubicão'. O suspeito estava escondido juntamente com o segurança dele em uma pousada. No cumprimento da prisão, estes entraram em confronto com os policiais e foram feridos. Eles foram conduzidos ao hospital local para atendimento, mas não resistiram e faleceram.

O suspeito de ser o chefe foi identificado como Jonathas dos Reis Assunção, conhecido por ‘Pai’. As informações levantadas dão conta que ele financiou toda empreitada criminosa contra o capitão Oliveira e era o maior interessado na morte do policial. No momento do cumprimento da prisão, ele estava usando documentos falsos. O outro indivíduo foi identificado como Renato Reis de Godoy, primo de Jonathas, estava na condição de seu segurança.

Além do crime contra o capitão, ‘Pai’ era responsável por articular diversos homicídios no sertão sergipano, além de outros estados. O caso foi encaminhado para o Divisão Especial de Investigações e Capturas (Deic), da polícia alagoana.

Operação Rubicão

A SSP explicou que o nome da operação faz referência a um rio italiano que não poderia ser atravessado pelas tropas romanas por conta de uma lei, mas, ao ser afrontado, o imperador Júlio César decide fazê-lo e sua ação culmina numa guerra civil. A expressão "atravessar o Rubicão" significa a tomada de uma decisão perigosa, pensar grande, ou ainda, ultrapassar fronteiras, defrontando-se com um caminho duvidoso e potencialmente perigoso.

O crime

O comandante do Pelotão da Companhia Especializada em Operações Policiais em Área de Caatinga (Ceopac), capitão Manoel Oliveira, foi executado a tiros na noite do dia 4 de abril dentro de um veículo em uma estrada do município de Porto da Folha (SE), Alto Sertão do Estado.


Segundo a Secretaria de Segurança Pública de Sergipe (SSP), homens armados, em dois veículos Corolla, abordaram o oficial da PM e efetuaram vários disparos, próximo ao local onde fica a sede da unidade da Policia Militar.

O capitão Oliveira tinha 42 anos e fundou o Pelotão da Caatinga em 2008. Essa unidade da polícia atuava no alto e no Baixo Sertão do Estado combatendo todo tipo de crime.


*G1 SE, Aracaju / Nosso Paraná RN

Homens são presos dentro de supermercado em Natal após perseguição da polícia

Sábado, 23 de Junho de 2018


Dois homens foram presos dentro do supermercado Nordestão, na Zona Sul de Natal, após uma perseguição policial que aconteceu no início da noite desta quinta-feira (21). Os dois são suspeitos de roubarem um carro, junto com outros comparsas. O veículo foi recuperado.

Um casal saía com os filhos da casa onde a família mora, em Capim Macio, Zona Sul, no momento em que os quatro assaltantes chegaram, todos armados. Uma das vítimas, que preferiu não se identificar, disse que os criminosos ordenaram que todos saíssem do veículo, e fugiram em seguida levando o carro.

“Depois disso um policial rodoviário passou e entramos no carro dele, seguindo os assaltantes, de longe. Enquanto isso, eu acionei a polícia”, contou a vítima.

Já no bairro Tirol, em frente ao supermercado, os quatro homens abandonaram o automóvel. Dois deles entraram no estabelecimento e os outros dois escaparam por ruas próximas. Policiais civis e militares participaram na ação, e prenderam a parte da quadrilha que entrou no Nordestão.

O carro roubado foi recuperado e a polícia segue em busca dos demais integrantes do bando que praticou o crime. Dois permanecem foragidos.

VIA G1/RN / O Natalense

Chefe de organização criminosa é preso pelo Bope

Sábado, 23 de Junho de 2018



Policiais do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) prenderam um foragido após informação encaminhada ao Disque Denúncia 127 do Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN). Jonh Everton da Silva Martins, conhecido como “Mano Braw”, foi preso nessa quinta-feira (21) com uma arma de calibre 12, no bairro Jardim Aeroporto, em Parnamirim. Ele é apontado como chefe de uma organização criminosa na comunidade da Baixa, em Macaíba.

Mano Braw é foragido da Justiça e tem um mandado de prisão para o cumprimento de pena em regime fechado por 10 anos e 6 meses, pelos crimes de roubo, tráfico e corrupção de menores.
127

O Disque Denúncia 127 é um canal direto do MPRN para denúncias de crimes em geral. O cidadão pode ligar gratuitamente para o número. A identidade da fonte será preservada.

Além do telefone, as denúncias também podem ser encaminhadas por Whatsapp para o número (84) 98863-4585 ou e-mail para disque.denuncia@mprn.mp.br. Os cidadãos podem encaminhar informações em geral que possam levar à prisão de criminosos, denunciar atos de corrupção e crimes de qualquer natureza. No Whatsapp, são aceitos textos, fotos, áudios e vídeos que possam comprovar as informações oferecidas.

VIA PORTAL NO AR / O Natalense

FOTO: PRF apreende 889 quilos de cocaína em Curitiba

Sábado, 23 de Junho de 2018

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu 889 quilos de cocaína hoje (22), em São José dos Pinhais, região metropolitana de Curitiba. Segundo a assessoria de imprensa da instituição, foi a maior apreensão do produto realizada no país este ano.

A substância estava escondida no fundo falso de uma van parada ao passar por uma unidade operacional da PRF, na BR-227. Durante a abordagem, o nervosismo do motorista despertou a desconfiança dos policiais rodoviários, que resolveram fazer uma revista minuciosa no veículo.

(Divulgação/PRF)

Cerca de 730 tabletes de cocaína estavam embalados em plástico, escondidos em um compartimento oculto. Alguns deles traziam a foto e o nome do narcotraficante colombiano Pablo Escobar, morto em 1993.

O motorista, um homem de 37 anos cujo nome não foi divulgado, disse aos policiais que saiu de São Paulo com destino a Paranaguá (PR). Se condenado por tráfico de drogas, ele pode ser punido com uma pena de cinco a 15 anos de prisão.

Agência Brasil / Blog do BG

Mãe sabia que pastor queria usar morte de filhos para promover igreja, aponta juiz

Sábado, 23 de Junho de 2018 

Foto: Umberto Lemos / InterTV

Mãe dos meninos Kauã e Joaquim, que foram mortos carbonizados em um incêndio em Linhares, no Espírito Santo, a pastora Juliana Sales sabia dos "supostos abusos sexuais" sofridos pelas crianças. Além disso, ela e o marido, o também pastor Georgeval Alves, pretendiam usar a morte dos meninos para ganhar notoriedade e ascensão religiosa no meio - Georgeval é padrasto de Kauã e pai de Joaquim. Essa é a versão defendida pelo juiz André Dadalto, da 1ª Vara Criminal de Linhares, que determinou a prisão de Juliana na quarta-feira (20). "O pastor George, em parceria com a pastora Juliana, buscava uma ascensão religiosa e aumento expressivo de arrecadação de valores por fiéis e, para esta finalidade, ceifou a vida dos menores Kauã e Joaquim para se utilizar da tragédia em seu favor", diz um trecho da decisão. O despacho aponta que, mesmo conhecendo os desvios de caráter do marido, Juliana o apoiava. Um exemplo disso foi uma troca de mensagens entre os dois, em que ela dizia ter "nojo" dos comportamentos do esposo e ele dizia se sentir "imundo" e um "lixo". Outra novidade divulgada com a sentença é a de que o casal teria alterado a cena do crime, entregando objetos para serem lavados por terceiros. Kauã, de 6 anos, e Joaquim, 3, foram estuprados, agredidos e queimados vivos, em 21 de abril. Uma semana depois, no dia 28 de abril, o pastor foi preso temporariamente, acusado de atrapalhar as investigações. Assim, com o avanço do inquérito, o Ministério Público conseguiu a prisão temporária de Juliana e de Georgeval, que agora ficarão detidos por tempo indeterminado, acusados de duplo homicídio, estupro de vulneráveis e fraude processual. O pastor é ainda acusado de tortura.

Sindicato de agentes diz que R$ 3 mil encontrados em celas de cadeia do RN são para os presos comprarem água e gelo

Sábado, 23 de Junho de 2018


O Sindicato dos Agentes Penitenciários do Rio Grande do Norte afirma que os R$ 3 mil encontrados na terça-feira (19) no Complexo Penal Regional de Pau dos Ferros, no Oeste potiguar, pertencem aos presos e são usados para comprar água e gelo na cantina da unidade. O dinheiro foi encontrado pela corregedoria da Secretaria de Justiça e Cidadania do Estado (Sejuc).

O caso está sendo apurado pela Comissão Especial de Procedimento Administrativo da pasta. Isso porque, segundo a Sejuc, a entrada de dinheiro no presídio é proibida, assim como qualquer prática de comércio.

Contudo, em nota, o Sindasp-RN alega que a presença do montante no Complexo Penal é respaldada pela Lei de Execuções Penais. O sindicato afirma que o dinheiro é usado pelos detentos para compras nas cantinas existentes nessa e em outras unidades.

Vilma Batista, presidente do Sindasp-RN, diz que a Lei de Execuções Penais permite que sejam criadas cantinas nos estabelecimentos prisionais para suprir a ausência de produtos que não são fornecidos pelo Estado, e que sejam de necessidade básica dos presos.

No caso do Complexo Prisional de Pau dos Ferros, segundo o sindicato dos agentes, a cantina oferece aos internos água e gelo. “O Estado não disponibiliza aos detentos água potável, por isso ela é vendida na cantina, juntamente com o gelo”, argumenta Vilma Batista.

Além disso, a presidente do Sindicato diz que o dinheiro encontrado nas celas é registrado pela direção do presídio. “Todo dinheiro que entra para que os presos possam usar na cantina é catalogado. Já o dinheiro arrecado nas vendas é todo revertido para melhorias no funcionamento da própria unidade prisional, haja vista que a Secretaria de Justiça não fornece tal manutenção”, critica.

Sobre o caso, o G1 procurou o diretor do complexo, Francisco Caio Sampaio, mas ele não atendeu às ligações. Em contato com a Inter TV Costa Branca, ele negou que tenha havido qualquer caso como o noticiado no complexo.

VIA G1/RN O Natalense

Sem-teto recorre à Justiça para barrar adoção de filho de 5 anos em SP

Sábado, 23 de Junho de 2018


Valtair José de Souza, o Carioca, luta para retomar a guarda do filho de 5 anos (Foto: Adriano Vizoni/Folhapress) – Folhapress

No puxadinho de Valtair José de Souza, 50, há duas camas, mas ele dorme somente no sofá. Os dois colchões, abarrotados de brinquedos, ocupam a maior parte do espaço, mas nenhuma criança nunca dormiu lá desde que ele se mudou, há cerca de um ano, para essa casa abandonada a poucos metros do parque Ibirapuera, na zona sul de São Paulo, e que foi invadida por cerca de 30 famílias.

Dos seus filhos, Felipe, 5, vive há um ano e meio em um abrigo da prefeitura, e Joana, 2, sumiu com a mãe e ele não a vê há mais de um ano. Os nomes das crianças são fictícios.

No puxadinho, as camas preparadas para receber as crianças são uma forma de Carioca, como Valtair é conhecido, manter a esperança de recuperar a guarda dos dois filhos. Ele, que sobrevive fazendo bicos, tira de uma pasta surrada todos os documentos originais dos filhos: as certidões de nascimento, avaliações da escola e o RG do mais velho, além da carteira de vacinação com as doses em dia.

Ao lado da cabeceira de uma das camas, está apoiada a bicicleta de Felipe, que Carioca teve que arrastar até em casa no dia em que o menino foi levado a um abrigo, após a Justiça o ter destituído do poder familiar. “Ele foi comigo ao fórum nesta bicicleta”, lembra Carioca, sobre o dia que viu o filho pela última vez.

A decisão judicial de colocá-lo sob tutela do estado veio três meses depois de o pai ter sido preso em flagrante sob a acusação de agredir o filho. No registro feito na delegacia, testemunhas o acusaram de arrastar o menino pela calçada e lhe dar socos na cabeça, além de jogá-lo com violência no concreto. O relato também diz que ele estava embriagado.

O pai foi acusado de nove crimes, entre eles, maus-tratos e violência doméstica —cumpriu três meses de detenção. Carioca, porém, tem outra versão. Ele conta que, naquele domingo de setembro de 2016, havia levado o filho para acompanhá-lo, enquanto trabalhava como guardador de carros na esquina das ruas Augusta e Estados Unidos.

A confusão teve início quando ele impediu o segurança de um restaurante a limitar vagas de estacionamento com cones. “Trabalho lá há mais de dez anos e acho injusto guardar vagas em local público.”

Segundo Carioca, o segurança era um policial civil que fazia bico na folga e, na discussão, partiu para cima dele com socos e pontapés. Um pouco antes da briga, diz que Felipe chorava porque queria comer pipoca, mas ele não tinha dinheiro para comprá-la.“Quando vi, já estava na delegacia sendo acusado de bater no meu filho”, diz ele, que nega ter agredido o menino.

Da delegacia, Felipe foi levado para o Hospital das Clínicas, onde foi submetido a exame de corpo de delito que não apontou nenhum sinal aparente de agressão. A defensora pública que representou Carioca no processo ressaltou ainda que nenhuma das duas testemunhas citadas no registro policial afirmaram terem visto as agressões, apenas ouvido relatos sobre isso.

Carioca diz que uma das testemunhas era namorada do policial de folga e também trabalha no mesmo restaurante. No momento da prisão, o pai ainda se recuperava de um outro trauma, vivido meses antes. Ele conta ter procurado por dias o filho levado da rua de casa por uma desconhecida.

Na época, a família morava em um cortiço na região da cracolândia e Felipe, então com 3 anos, tinha ido comprar balas no bar da esquina e não voltou mais. O menino pediu insistentemente pelos doces quando viu o pai voltar da rua com o bolso cheio de moedas.

Imagens de câmeras de segurança de comércios na região captaram o momento em que a criança foi levada da porta de casa, no colo, por uma mulher idosa. “Dava para ver as mãozinhas dele apontando e pedindo para voltar para casa”, lembra o pai.

O menino foi encontrado dez dias depois em um abrigo de Campinas, no interior do estado. O pai conta que a idosa que o levou enfrentou resistência do marido em manter a criança em casa e decidiu levá-lo até o abrigo.

No relatório do Ministério Público sobre o sumiço de Felipe, foi citada possível tentativa de venda da criança pela mãe, apontada como usuária de drogas.

Alguns dias depois, o menino foi devolvido ao convívio com a mãe até o domingo em que o pai foi preso em flagrante acusado de agredi-lo em público.

Após cumprir os três meses de detenção e ser solto, Carioca assumiu sozinho os cuidados do menino e decidiu avisar a Justiça que estava com a guarda.

Foi quando, diz, levou Felipe montado em sua bicicleta ao fórum João Mendes e de onde saiu sem o filho, há dois anos. “Agi de acordo com a lei e me tiraram meu filho.”

No parecer da Promotoria que embasou a decisão judicial, a transferência do menino para um abrigo e a proibição dos pais de visitá-lo foram atribuídas às suas más condições de higiene. “Na ocasião, Felipe estava extremamente sujo, com os dentes cariados, além de não conseguir se comunicar”, detalhou o relatório.

A vara de infância e juventude do Tribunal de Justiça de São Paulo foi procurada, mas não quis comentar o processo, por esse estar em sigilo, já que se trata de um menor de idade. A Defensoria Pública de São Paulo também não atendeu pedido de entrevista sobre o caso pelo mesmo motivo.

No mesmo documento, o Ministério Público afirma que o melhor destino para o menino é ser adotado por uma nova família, para desespero de Carioca, que, desde a decisão, tenta juntar evidências para evitar perder o filho de vez.

Ele mostra, com lágrima nos olhos, trecho do parecer da escola municipal que o filho frequentava: “Não constatamos nenhum sinal de maus tratos ou até mesmo falta de higiene da criança”. “Sempre cuidei desse menino, o levava para a escola todos os dias de manhã, fazia sua lancheira.”

Desde o fim de janeiro, Felipe vive em um abrigo na Bela Vista, na região central, para onde foi transferido, enquanto seu pai aguarda recursos na Justiça para impedir que ele entre para a fila da adoção.“Sou pobre, mas tenho direito de ter meus filhos comigo.”

Carioca mostra o pacote de fraldas que comprou para dizer que também aguarda decisão judicial para obter a guarda da filha de dois anos, que está com a mãe em lugar desconhecido.

Ele conta que, na última vez que viu a menina, estava suja e descuidada.“A Justiça privilegia as mães, mas o pai também tem direito de lutar pelos seus filhos”, diz, sentado na cama da filha com uma pelúcia da porquinha Peppa nas mãos.

Folha de São Paulo

Padre é condenado a 5 anos de prisão por Vaticano por posse de pornografia infantil

Domingo, 24 de Junho de 2018 

Foto: Divulgação

Um padre que trabalhava como assessor na embaixada do Vaticano em Washington foi condenado pelo tribunal do Vaticano a 5 anos de prisão por posse e distribuição de pornografia infantil. O padre teria baixado material pornográfico infantil de dentro de uma igreja em Windsor, no Canadá. O monsenhor Carlo Alberto Capella admitiu ter visto as imagens. Ele classificou o episódio como "um período de fragilidade e crise interior" ocasionada por conta de sua transferência na embaixada do Vaticano. O presidente do tribunal, Giuseppe Dalla Torre, afirmou que o padre continuava acessando o material mesmo depois de ter sido chamado de volta ao Vaticano. Foi o Departamento de Estado americano que alertou o Vaticano sobre uma violação das leis sobre imagens de pornografia. As informações foram transmitidas ao promotor do tribunal, que investigou e pediu colaboração internacional para mais informações.

VÍDEO: Meteoro visto no céu do Ceará assusta moradores da região Centro-Sul

Sábado, 23 de Junho de 2018

O meteoro entrou na atmosfera em torno de 88 km acima do município cearense de Jaguaretama.


Um meteoro que cruzou o céu do Ceará chamou atenção de moradores na região Centro-Sul do Estado, na noite de terça-feira (2o). De acordo com a Rede Brasileira de Monitoramento de Meteoros (Bramon), que gravou a queda do objeto, o meteoro entrou na atmosfera terrestre acima do município de Jaguaretama e se extinguiu em Icó.

O meteoro surgiu por volta das 23 horas, com velocidade de 17 quilômetros por segundo, em torno de 88 km acima de Jaguaretama. Em 8 segundos, ele percorreu um total de 117.1 km, brilhando intensamente até se extinguir sobre Icó.

Moradores da região presenciaram o fato, mas ficaram sem saber o que estava acontecendo.

“Era por volta das 23h15, eu já estava pronta pra dormir quando eu senti um tremor e ouvi um barulho muito forte, foi um pouco contínuo e chegou a balançar minha janela por alguns segundos”, comenta a moradora da sede de Orós Erlânia Ribeiro, que ficou assutada com o fato e imaginou que fosse um terremoto.

Outro relato é de uma moradora do distrito de Lima Campos, em Icó, ela diz que ouviu um barulho muito forte e imaginou que fosse uma aeronave caindo. “Ouvi um barulho muito feio para o lado de Orós, e eu até fiquei olhando para o tempo e pensei que não poderia ser trovão porque o tempo estava limpo, só se foi um avião que caiu”, disse em entrevista à rádio Jangadeiro FM.

A estação da cidade de João Pessoa, localizada a quase 500km de distância registrou todo o percurso do objeto. Segundo a Bramon, ainda não há dados sobre as características físicas do objeto, nem se existe a possibilidade de haverem meteoritos em solo em decorrência do impacto.

Confira o vídeo disponibilizado pela Bramon:


(Tribuna do Ceará)

Imprensa britânica detona Neymar: "Mimado, resmungão e trapaceiro"

Sábado, 23 de Junho de 2018

Jornais não pouparam os desempenhos da Seleção Brasileira e do seu principal atacante, que marcou um gol nesta sexta (22/6).


Depois de repudiar o assédio sexual praticado por alguns brasileiros na Rússia durante a Copa do Mundo, a imprensa britânica criticou também o comportamento dos atletas comandados pelo técnico Tite. O principal alvo nesta sexta-feira (22/6) foi o jogador da transação mais cara da história do futebol – cerca de R$ 822 milhões –, o craque Neymar.


As reportagens citam o atacante do Paris Saint-Germain como “mimado”, “resmungão”, “dramático” e até “trapaceiro”, após a vitória por 2 x 0 sobre a Costa Rica, em São Petersburgo, pela 2ª rodada do Grupo E.

No início da transmissão da partida feita pela iTV, que compartilha as exibições dos jogos com a BBC no Reino Unido, o narrador encerrou o primeiro tempo do jogo quando o placar marcava 0 x 0. Naquele momento, avaliou a falta de gols como “início de Copa frustrante para Neymar e Brasil”. Mas no instante em que Philippe Coutinho balançou a rede, o mesmo locutor comemorou: “Esse é o Brasil!”.

No fim do jogo, outra dúvida surgiu quando Neymar se ajoelhou no campo e começou a chorar: “Seriam lágrimas de crocodilo ou de alívio?”, indagou o narrador. Após alguns segundos, continuou: “Apenas Neymar saberá…”. Na reportagem da BBC na internet, a rede britânica até deu uma trégua ao camisa 10. “O talismã do Brasil chorou após o apito final – a vitória foi um alívio tanto para ele quanto para sua nação.”

O site do jornal The Guardian, no entanto, não poupou o desempenho do time e do principal atacante da Seleção. A reportagem começa dizendo que a vitória “veio tarde” e foi “quase feia” em São Petersburgo, com os gols sendo marcados apenas nos acréscimos.

“Foi um dia agitado para o jogador mais caro do mundo, fonte de atritos constantes, que resmungou, gemeu e se jogava no chão constantemente, podendo ter sido expulso por uma combinação de desentendimentos e trapaça”, trouxe a publicação. “Neymar chorou dramaticamente no gramado ao apito final, com os ombros tremendo e as mãos protegendo seu rosto do mundo”, acrescentou.

O ponto decisivo para o juiz holandês Bjorn Kuipers, conforme o The Guardian, foi quando consultou o árbitro de vídeo (VAR) para verificar se o Brasil tinha ou não direito a um pênalti depois que Neymar foi ao chão dentro da área adversária em um lance no segundo tempo do confronto.

“Nos 60 minutos anteriores, Neymar vinha falando, tagarelando, gemendo, contorcendo-se, enlouquecendo os ouvidos, enfurecido com o tratamento rude da defesa retrancada da Costa Rica”, pontuou. “Enquanto o Brasil defendia um escanteio, Kuipers podia ser visto dizendo ao capitão do Brasil para ficar quieto da maneira como um pai exasperado fala com um adolescente mal-humorado e mimado”, ilustrou.

O The Telegraph também seguiu o caminho das críticas, dizendo que Neymar e Coutinho – eleito por todos como o melhor da partida – demoraram para agir e levaram uma vitória mal-humorada sobre a Costa Rica.

O texto do jornal na internet salientou que o jogo desta sexta-feira (22) será lembrado como “o dia em que o Brasil escapou de um lugar ao lado da Argentina na zona de perigo”. Pontuando o fato de o país ser favorito no torneio, o Telegraph destacou que o “Brasil foi sugado pelos dramas privados de Neymar”.

“Neymar reclamou constantemente do árbitro no jogo da Costa Rica e pouco tocou na bola durante a maior parte do jogo.” A reportagem enfatizou ainda que o atacante se abaixou no gramado no fim da partida, enquanto companheiros de equipe o abraçavam. “Essa fixação por Neymar não vai desaparecer”, avaliou.

A publicação acrescentou que a justiça venceu no jogo quando o juiz constatou por meio do vídeo de revisão que o astro havia caído muito facilmente depois de o jogador da Costa Rica Giancarlo González simplesmente ter tocado o peito do atacante.

Para o mesmo veículo, o Brasil ainda tem bastante espaço para melhorar, já que agora pode ficar mais calmo. “Eles não podem, no entanto, continuar se entregando a Neymar”, recomendou.


Via Metrópoles

Fazenda Nacional poderá pedir bloqueio de saldo da previdência privada

Sábado, 23 de Junho de 2018

Sede do Ministério da Fazenda, do qual faz parte a Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional – Alan Marques/Folhapress

A Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional, que cobra os devedores da União, autorizou em portaria a requisição de penhora de recursos depositados em “planos de previdência privada”.

ESPANTO

A medida, publicada na quinta (21), acendeu a luz amarela em especialistas da área. “A previdência privada tem natureza alimentar. É como se penhorassem o salário ou a aposentadoria do INSS das pessoas”, diz o tributarista Luiz Gustavo Bichara.

ESPANTO 2

“Esse tem sido o entendimento histórico da Justiça. A portaria abre um precedente perigoso. Se as requisições resultarem em penhora, qualquer um passará a correr o risco de bloqueio desses valores por dívida”, segue.

EXTREMO

O STJ (Superior Tribunal de Justiça) já se pronunciou pela impenhorabilidade da previdência complementar, que se destina “ao sustento do devedor e de sua família”. Abriu exceções em “casos extremos de planejamento abusivo”, quando fica clara a intenção de blindar o dinheiro da cobrança de dívidas.

ENTRE NÓS

A Procuradoria-Geral diz que apenas formalizou orientação para atuação interna do órgão. A decisão final seguiria com a Justiça.

Mônica Bergamo – Folha de São Paulo / Blog do BG

Petrobras é derrotada no TST em ação trabalhista de R$ 15 bilhões

Sábado, 23 de Junho de 2018


por Estadão Conteúdo
Foto: Divulgação


A Petrobras foi derrotada na maior ação trabalhista da história da companhia. O plenário do Tribunal Superior do Trabalho (TST) deu razão aos trabalhadores com um placar apertado: 13 votos a favor dos petroleiros e 12 ministros a favor da Petrobras. A decisão saiu apenas com o voto de minerva do presidente do Tribunal, ministro João Batista Brito Pereira. Segundo fonte, a estatal deve recorrer com embargos de declaração no próprio TST e, depois, deve ir ao Supremo Tribunal Federal (STF). Com Pereira, o tribunal concordou com trabalhadores que pedem novo método de cálculo para benefícios previstos em acordo coletivo firmado em 2007. A mudança deve causar impacto de R$ 15 bilhões pelos pagamentos passados e ainda adicionaria R$ 2 bilhões anuais na folha de pagamento da Petrobras. A empresa diz, porém, que não haverá desembolso até que sejam esgotados os recursos na Justiça. A votação foi acirrada desde o início da sessão, que foi aberta pouco depois das 10h. Entre os ministros, houve até discussão sobre o uso da vírgula no acordo coletivo da Petrobras, o que atrapalharia a compreensão de como deve ser feito o cálculo de benefícios e adicionais ao salário dos petroleiros. Ao votar, o presidente Brito Pereira disse que não discutiria vírgulas, nem crases. A interpretação de texto foi um importante argumento usado nos dois lados do processo. Trabalhadores defenderam que a redação do acordo coletivo mostra que a conta para a remuneração extra pode ignorar extras e adicionais que já estavam no salário - o que aumenta expressivamente o montante a ser recebido pelos trabalhadores. Essa foi a tese vencedora e que resulta em aumento salarial. A tese derrotada da Petrobras, por sua vez, defendia que não havia dúvida de que os valores estavam incluídos na conta e que, por isso, não haveria nenhum valor extra a ser pago. A vitória dos trabalhadores foi sustentada pelo relatório produzido pelo ministro Alberto Bresciani. O magistrado usou a Constituição Federal para argumentar que adicionais ao salário com origem constitucional, como pagamento por periculosidade, insalubridade e trabalho noturno "não podem ser incluídos na base de cálculo, para apuração do complemento do rendimento". O ministro disse que a lei não permite adicionar os valores "sob pena de ofensa aos princípios da isonomia, da razoabilidade, da proporcionalidade, da realidade e pela ínsita limitação à autonomia da vontade coletiva". Votaram a favor dos trabalhadores os ministros Alberto Bresciani, Mauricio Godinho Delgado, Walmir Oliveira da Costa, Kátia Magalhães Arruda, Hugo Carlos Scheuermann, Augusto César Leite de Carvalho, José Roberto Freire Pimenta, Delaíde Alves Miranda Arantes, Cláudio Mascarenhas Brandão, Maria Helena Mallmann, Lelio Bentes Corrêa, Luiz Philippe Vieira de Mello Filho e o presidente João Batista Pereira Brito. A favor da Petrobras votaram Maria de Assis Calsing, Guilherme Augusto Caputo Bastos, Dora Maria da Costa, Márcio Eurico Vitral Amaro, Ives Gandra da Silva Martins Filho, Alexandre de Souza Agra Belmonte, Douglas Alencar Rodrigues, Bruno Medeiros, Alexandre Luiz Ramos, Renato de Lacerda Paiva, Emmanoel Pereira e Aloysio Corrêa da Veiga.

Temer e Aécio discutem forma de anular provas da delação da JBS

Sábado, 23 de Junho de 2018

Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Alvos da delação da JBS, o presidente Michel Temer (PMDB) e o senador Aécio Neves (PSDB-MG) querem usar o indiciamento pela Polícia Federal do ex-procurador Marcelo Muller para contestar o acordo firmado pelo executivo da empresa, Joesley Batista, e o ex-executivo Francisco de Assis, de acordo com a coluna de Andreia Sadi, do portal G1. De acordo com a investigação, Marcelo Miller ajudou os executivos da J&F, mas não interferiu na produção de provas, nem orientou Joesley Batista durante as gravações espontâneas realizadas antes da autorização judicial para execução de ações controladas.

Justiça homologa delação de Antonio Palocci

Sábado, 23 de Junho de 2018 

Foto: Divulgação / EBC

A Justiça homologou o acordo de delação premiada do ex-ministro Antonio Palocci. A decisão vem dois dias depois de o Supremo Tribunal Federal (STF) decidir que a Polícia Federal (PF) pode negociar acordos de colaboração judicial. 

Palocci está preso na Superintendência da PF em Curitiba desde 2016 e aguardava a homologação da Justiça para validar o acordo desde abril deste ano. O ex-ministro foi condenado pelo juiz Sergio Moro a 12 anos de prisão por lavagem de dinheiro e corrupção passiva. O desembargador João Pedro Gebran Neto do Tribunal Regional Federal da 4ª Região homologou o acordo.

OAB vai à Justiça contra aumento na taxa de despacho de bagagens

Sábado, 23 de Junho de 2018 

por Fausto Macedo e Julia Affonso | Estadão Conteúdo
Foto: Reprodução / Portal Correio

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) informou que vai à Justiça contra o aumento na taxa de despacho de bagagens. A maior entidade da advocacia vai solicitar que o aumento seja suspenso até que seja julgada a ação que discute a legalidade da taxa. A ação, segundo a OAB, será apresentada na Justiça Federal do Ceará. "A Ordem dos Advogados do Brasil contesta na Justiça a criação, pela Anac e pelas companhias aéreas, da taxa extra para despacho de bagagens. Desde que a taxa foi colocada em prática, o consumidor tem sido lesado", afirmou o presidente nacional da Ordem, Claudio Lamachia. "Agora, a Azul e a Gol aumentam o valor dessa taxa extra. Para evitar um prejuízo ainda maior ao consumidor e também para evitar o incentivo da prática generalizada desse ato lesivo, a OAB está entrando com um pedido de liminar em que busca a suspensão dos efeitos dessas medidas das companhias aéreas até o julgamento do processo contra a taxa extra em si." O presidente da OAB declarou ainda que a entidade "vai enviar ofício para a Anac cobrando que a agência passe a cumprir seu real papel, regulando o mercado e protegendo o consumidor".

sexta-feira, 22 de junho de 2018

Fachin retira de pauta julgamento de liberdade de Lula na 2ª Turma do STF, marcado para terça-feira

Sexta, 22 de Junho de 2018

Ricardo Brito

19h50 atualizado às 20h08

O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu nesta sexta-feira retirar de pauta o julgamento de um pedido de liberdade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva que estava previsto para ocorrer na terça-feira pela 2ª Turma da corte.



Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva participa de congresso do PCdoB, em novembro do ano passado 19/11/2017 REUTERS/Ueslei MarcelinoFoto: Reuters

A defesa do petista --líder nas pesquisas de intenção de voto ao Palácio do Planalto-- tentava garantir a liberdade dele a fim de tentar concorrer novamente à Presidência. Ele, contudo, deve ser barrado na Lei da Ficha Limpa por ter tido uma condenação em segunda grau por órgão colegiado da Justiça.

A decisão de Fachin ocorre depois que o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) não ter admitido o recurso --chamado extraordinário-- que pretendia reavaliar no STF o processo a que o petista foi condenado do tríplex do Guarujá (SP).

O ministro do Supremo entendeu que, se o TRF-4 tomou essa decisão de não enviar o processo ao STF, não haveria motivo no momento para que a 2ª Turma julgasse a medida cautelar sobre o mesmo caso.

Essa medida cautelar tinha por objetivo suspender os efeitos da condenação até o julgamento do mérito da ação pelo STF --na prática, o ex-presidente poderia deixar a prisão, onde cumpre pena desde abril.

Fachin entendeu que o pedido de julgamento estava prejudicado e é indispensável uma decisão prévia do TRF-4 sobre se aceita um novo recurso da defesa do ex-presidente para que o processo seja remetido ao Supremo.

"Vale dizer, o exame do recurso extraordinário referido pela defesa, no atual cenário processual, imprescinde da propositura e provimento de recurso próprio. Com efeito, a modificação do panorama processual interfere no espectro processual objeto de exame deste Supremo Tribunal Federal, revelando, por consequência, a prejudicialidade do pedido defensivo", decidiu.

Profissionais do mercado financeiro citaram a expectativa do julgamento do novo pedido de liberdade de Lula como um dos fatores que têm permeado o temor de grandes investidores em relação a ativos brasileiros.

Isso por entenderem que, solto, Lula poderia atuar para as eleições de outubro como importante cabo eleitoral de um candidato menos comprometido com a disciplina fiscal do governo.

Veja Matéria: LEIA AQUI

Fonte: Site Terra

Falece em Mossoró o empresário Flávio Barreto

Sexta, 22 de Junho de 2018

Flávio:perda (Foto: Web)
Faleceu agora à tarde no Hospital Wilson Rosado (HWR) em Mossoró, o empresário Flávio Barreto.

Fora internado na última quarta-feira (20), com rompimento de aneurisma na aorta abdominal.

Depois daremos informações quanto a velório e sepultamento.

Nota do Blog – Nossa solidariedade a seus filhos e demais familiares.

Gente da melhor extração, com a enorme capacidade de se manter intacto nas amizades de todos os matizes sociais, esportivos e políticos.

Que descanse em paz.

ATUALIZAÇÃO (18h10) – O velório acontecerá no Centro de Velório Sempre (em frente ao Tiro de Guerra) a partir das 19h30 horas desta sexta-feira (22). O sepultamento no Cemitério São Sebastião (Centro), nesse sábado (23), às 11h.


Fonte: Blog de Carlos Santos

Candidatura de Lula tem mais apoio no Nordeste e entre os mais pobres, diz Datafolha

Sexta, 22 de Junho de 2018

Foto: Reprodução / PT

Os eleitores estão divididos quanto à participação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na eleição de outubro. Pelo menos é o que revelou uma nova pesquisa do Instituto Datafolha. Para 49% dos entrevistados, o Lula deveria poder disputar a eleição e para 48%, ele deveria ser impedido. Uma parcela de 3% não respondeu ao questionamento. Os índices são próximos aos observados na pesquisa de abril, após a prisão do ex-presidente, esses índices eram respectivamente, 48% e 50%. A maior taxa de apoio à participação do ex-presidente na eleição é entre os moradores da região Nordeste (69%), entre os mais pobres (60%), entre os menos instruídos (59%), entre os moradores de municípios com até 50 mil habitantes (58%) e mais alta entre os mais jovens (56%). Já as taxas de apoio ao impedimento da participação de Lula são mais altas entre os mais ricos (74%), entre os mais instruídos (67%) e entre os moradores da região Sudeste (58%). A maioria dos eleitores (55%) segue com a expectativa que Lula não disputará a eleição para presidente deste ano, apesar do recuo do índice (era 62% em abril). Para 40%, o petista irá disputar a eleição (era 34%), desses, 20% têm certeza da participação (era 18%) e 20% estão em dúvida (era 16%), e 6% não opinaram (era 4%). A pesquisa do Datafolha ouviu 2.824 pessoas em 174 municípios entre os dias 06 e 07 de junho de 2018. Essa pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral com o número BR 05110/2018 e apresenta nível de confiança de 95% com margem de erro de 2 pontos percentuais para mais ou para menos.

(116ª) Mecânico é morto com um tiro na cabeça no Alto da Conceição

Sexta, 22 de Junho de 2018


Cicero Fernando Soares da Fonseca de 20 anos de idade residente na Rua Juvenal Lamartine no Bom Jardim em Mossoró foi morto com um tiro na cabeça na Rua Joaquim Nabuco no Alto da Conceição, crime que ocorreu por volta das 3h30min da madrugada e hoje, 22 de junho.

O corpo do mecânico foi encontrado ao lado de uma motocicleta que segundo a policia havia sido tomada de assalto no final da noite de ontem.

Segundo o perito criminal Renildo Marcelino acredita que Cicero, quando foi alvejado, estava com a motocicleta parada, informação que bate com a que foi repassada para a policia por moradores da região.

Populares informaram a policia que durante a madrugada foram ouvidas conversas, discussões, seguida do barulho do tiro e de uma motocicleta saindo do local, mas ninguém teve coragem de sair fora pra ver o que estaria acontecendo.

A policia encontrou dentro do porta bagagem da motocicleta um Boletim de Ocorrência “BO ”de roubo dos documentos e um celular, em nome da possível dona do moto. Segundo consta no registro, uma mulher teve os documentos da moto e outros objetos pessoas tomados de assalto no mês de abril.

O Delegado de Plantão, Valtair Camilo não sabe qual teria sido a participação de Cicero Fernando no roubo, apenas que a moto foi tomada na noite de ontem.





Fonte: O Câmera

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055