martins em pauta

Postagem em destaque

BRISANET A MELHOR INTERNET DO BRASIL

sábado, 14 de janeiro de 2023

Restaurante que vendeu R$ 109 mil em alimentação ao Governo Bolsonaro sofre ataques, vem a público e acaba com narrativas

 Sábado, 14 de Janeiro de 2023

O estabelecimento ficou conhecido após a quebra do sigilo dos gastos do cartão corporativo da Presidência da República, na gestão de Jair Bolsonaro, por ter recebido, o pagamento de R$ 109.266.00 em alimentação (o maior gasto do gênero em apenas um dia, nos quatro anos do governo), em 26 de outubro de 2021.

Na data, Jair Bolsonaro estava em Boa Vista para visitar centenas de refugiados venezuelanos, em um abrigo localizado nas proximidades do restaurante em questão.

Desde o ‘vazamento’ da compra, o restaurante se tornou alvo de ‘memes’ e ataques nas redes e de matérias tendenciosas e sem a devida investigação dos fatos, tantos em sites de notícias apócrifos quanto em veículos tradicionais. Assim, a empresa corre o sério risco de ser mais uma sofrer prejuízos ou até mesmo a fechar as portas em uma ‘campanha de assassinato de reputação’.

Na nota, o ‘Sabor da Casa’ esclarece que a compra foi de kits de alimentação que incluiam várias refeições ao dia, como café da manhã, e almoço, entre outros, fornecidos durante três dias, para a equipe de apoio da presidência, que havia chegado ao local dias antes.

A publicação também esclarece que o restaurante foi contratado após uma cotação (consulta a outros estabelcimentos que poderiam prestar os mesmos serviços) e diz ainda que que os alimentos foram entregues, na sede do Exército, o que indica que um grande grupo de pessoas foram alimentadas por vários dias seguidos.

Emitimos uma nota (com tudo discriminado corretamente) e recebemos através de pagamento por cartão pelo serviço. Pagando as taxas da operadora, e os impostos. Não há nenhuma irregularidade. Estamos muito tranquilos quanto a isso. Só gostaríamos de esclarecer aos senhores, que diariamente conhecem o nosso trabalho, que infelizmente informações incorretas e distorcidas, sem nenhuma responsabilidade, foram divulgadas nas redes sociais, finaliza o comunicado.

A redação do JCO entrou em contato com o estabelecimento e foi atendida pelo proprietário do ‘Sabor da Casa’, que preferiu não dizer o nome e esclareceu que entregou a nota fiscal e outros documentos a um advogado e que, portanto, não poderia dar mais informações.

Sobre a quebra de sigilo

A quebra de sigilo do cartão corporativo da presidência foi feita por meio de um decreto do presidente, o ex-presidiário Lula, com o evidente objetivo de perseguir e ‘encontrar alguma coisa’ errada na gestão anterior.

Mas os ‘extratos’ mostram também todos os gastos com cartão corporativo desde janeiro de 2003, portanto, incluindo os dois mandatos de Lula e o primeiro de Dilma, o mandato ‘compartilhado’ por Dilma e Temer (que assumiu após o impeachment da petista) e os últimos quatro anos, com Bolsonaro no Palácio do Planalto.

O resultado é um verdadeiro tiro no pé do ex-sindicalista, pois o ‘documento’ revela que o atual presidente gastou, no primeiro mandato, o dobro do que foi gasto pelo capitão.

Em valores corrigidos, de dezembro de 2022, Lula torrou R$ 60,7 milhões no cartão corporativo, contra R$ 30,8 milhões de Bolsonaro.

No segundo mandato, mesmo tirando o pé do acelerador, o molusco ainda conseguiu utilizar R$ 48,9 milhões no corporativo.

A velha mídia, entretanto, foca em Bolsonaro e ignora fatos, de forma descarada e ideológica, abandonando por completo a ética jornalística e alimentando as perigosas narrativas que correm nas redes.

Assim, cada vez mais, o governo Lula vai afundando o país em verdadeiro circo de horrores!

  • Fonte: Jornal da Cidade Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9 9151-0643

Contato : (84) 9 9151-0643