martins em pauta

sábado, 22 de junho de 2019

Laje de cisterna desaba e provoca pânico em festa junina em escola de Campo Redondo

Sábado, 22 de Junho de 2019


Na noite desta sexta-feira (21), durante as apresentações de uma escola da cidade de Campo Redondo (148 km de Natal) a cobertura (laje) de uma cisterna não suportou o peso das várias pessoas que estavam em cima e afundou.

O acidente ocorreu na Escola Estadual Professora Maria Arione de Souza, e ninguém ficou ferido.

Segundo relatos de moradores da cidade, foram momentos de pânico. As pessoas caíram dentro da cisterna que estava cheia de água, porém a ação da plateia foi rápida e quem estava no local prestou os primeiros socorros e conseguiu retirar todos que caíram dentro do reservatório.

Apesar da gravidade do acidente e do desespero, apenas algumas pessoas tiveram escoriações e outras passaram mal.

A Secretaria de Estado da Educação, da Cultura, do Esporte e do Lazer informou (SEEC) o fato ocorrido na escola. De acordo com eles, o local é impróprio para a finalidade que estava sendo utilizado, não comportando o número de pessoas que estava sobre sua superfície. A secretaria acrescentou que enviará uma equipe do setor de engenharia da pasta para fazer uma visita técnica.

Do OP9 / Jair Sampaio

CRIME DE HOMICÍDIO EM MOSSORÓ. HOMEM É EXECUTADO EM VIA PÚBLICA NO SÃO MANOEL.

Sábado, 22 de Junho de 2019


O CIOSP Mossoró registrou por volta das 21:30hs desta sexta feira 21 de junho de 2019, mais um crime de forma violenta na cidade.

A vítima identificada como, Oziel Marques dos Santos, de 52 anos de idade, residente na Travessa Olinda foi surpreendida por elementos em uma moto, que atiraram em sua cabeça diversas vezes.

A ação criminosa ocorreu na Rua Figueira Filho, próximo ao local onde morava, no Alto de São Manoel em Mossoró no Rio Grande do Norte.

Oziel foi alvejado com cerca de 06 tiros, todos na cabeça e morreu no local.

Não se sabe a motivação da ação criminosa, apenas que ele era usuário de drogas. Familiares informaram a polícia que para manter o vício ele praticava alguns furtos.

Uma ambulância ALFA com suporte avançado do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), ainda foi acionada e o médico intervencionista confirmou óbito no local.

A Polícia Militar isolou o local de crime até a chegada da equipe do Instituto Técnico-Científico de Perícia ITEP, que removeu o corpo para a sede do órgão.
Mossoró contabiliza 86 mortes violentas em 2019.

Fonte: Passando na Hora

Revelado pelo Vasco, atacante Thalles morre em acidente de moto

Sábado, 22 de Junho de 2019

Foto: Divulgação/ Vasco

O atacante Thalles, do Vasco, que estava cedido para a Ponte Preta, morreu na manhã deste sábado (22), após um acidente de moto, em São Gonçalo (RJ).

O acidente ainda matou outra pessoa e deixou três feridas, de acordo com informações do Corpo de Bombeiros.

Segundo o GloboEsporte.com, todos as vítimas foram levadas para o Hospital Estadual Alberto Torres, em São Gonçalo (RJ).

Thalles tinha 24 anos e foi revelado nas divisões de base do Vasco. No ano passado, o jogador defendeu o Albirex Niigata, do Japão, e no início desta temporada acertou com a Ponte Preta.

Pelas redes sociais, o Vasco lamentou a morte do jogador.

Receita faz apreensão recorde de cocaína em carga de banana em PE

Sábado, 22 de Junho de 2019 


por Aliny Gama | Folhapress
Foto: Receita Federal / Reprodução

A Receita Federal apreendeu nesta sexta-feira (21) 808,2 kg de cocaína escondidos em uma carga de bananas no porto de Suape, no município de Cabo de Santo Agostinho, na região metropolitana de Recife. Esta é a maior apreensão de drogas realizada na história do porto. A cocaína apreendida foi avaliada em R$ 32 milhões. 

A droga estava escondida em carregamento de bananas, e os tabletes, envolvidos em pó de café. O carregamento foi distribuído em três contêineres que iam para a Bélgica, na Europa.

"Observamos que o material estava bem embalado em sacos plásticos e revestidos com pó de café para dificultar o trabalho de cães farejadores. Não havia droga em todas as caixas dos contêineres também para despistar", contou o delegado da Alfândega da Receita Federal, Carlos Eduardo Oliveira, destacando que os fiscais se surpreenderam com a quantidade de cocaína apreendida. 

"Esta foi a maior apreensão desde o funcionamento de Suape", completou.

A carga ilegal foi descoberta durante fiscalização de rotina da Receita Federal. Um dos contêineres passou por um scanner de raio-x, que analisa cargas por amostragem, e a droga foi detectada. Depois disso, fiscais abriram os demais contêineres. 

A Receita não informou a quem pertence o carregamento de drogas e nem a origem da carga. Até agora, ninguém foi preso. A Polícia Federal foi informada da apreensão e ficará responsável pelas investigações sobre a origem da droga.

Uma das hipóteses é de que a droga tenha vindo da Colômbia, Equador ou Peru pelo corredor Solimões, que atravessa a região Norte até portos do Nordeste. O corredor é uma das rotas pluviais de entrada de drogas no Brasil com destino a Europa.

Os contêineres estavam prontos para transporte internacional. A Receita no Recife diz acreditar que narcotraficantes escolheram a data para esconder a droga nos contêineres imaginando que a fiscalização fosse reduzida devido ao feriadão de Corpus Christi.

DUPLA É ALVEJADA E PRESA PELA PM APÓS PERSEGUIÇÃO E TROCA DE TIROS EM MOSSORÓ-RN

Sábado, 22 de Junho de 2019


Na noite de quinta-feira, 20 de junho de 2019, policiais militares lotados no 12º Batalhão de Policia na VTR/ROCAM ciente que uma dupla estaria praticando roubos na área de atuação do referido batalhão.

Os militares realizaram diligencias nos possíveis pontos de fuga, quando visualizaram uma dupla em numa motocicleta em atitude suspeita, os policiais ao se aproximar solicitaram que os mesmos parassem a moto, sendo ignorado e a dupla acelerou a motocicleta e saíram em fuga pela Avenida Francisco Mota no Bairro Costa e Silva em Mossoró no Oeste Potiguar.

Foi realizado um acompanhamento tático pelos militares a dupla de suspeitos, quando num certo momento o individuo que estava na garupa da moto, efetuou disparos de arma de fogo em direção da guarnição policial, em legitima defesa os policiais revidaram os disparos nos suspeitos, que continuaram em fuga.

Nas proximidades da entrada do Loteamento Alto das Brisas visualizaram os dois caírem, momento que os militares abordaram os dois e deram voz de prisão, na revista foi localizado 01 revolver calibre 32 com capacidade para 06 municiado, mais com apenas 02 balas deflagradas.

Os dois foram identificados como Vítor Gabriel Lopes Pereira e Vinicius Logan Marinho Fonseca, estavam alvejados nas pernas sem risco de vida, foram levados na própria VTR até a UPA do São Manoel em seguida transferido pela ambulância do SAMU acompanhado pela guarnição policial até o Hospital Regional Tarcísio de Vasconcelos Maia.

Vítor ficou custodiado naquela unidade hospitalar, Vinicius a arma apreendida e a moto que foi constatada através de pesquisa que se tratava de produto de roubo, foram apresentadas na Delegacia de Policia Civil de Plantão, onde o DPC. Luis Fernando autuou a dupla, sendo que Vítor foi autuado por infração aos artigos 14 da Lei 10.826/03 e artigo 180 do CPB, já Vinicius foi autuado por infringir o artigo 180 do CPB, sendo encaminhados ao sistema prisional, ficando presos aguardando a decisão judicial.



Fonte: Passando na Hora

CRUELDADE: Cachorro é eletrocutado com arma de choque por vigilante dentro de casa no Ceará

Sábado, 22 de Junho de 2019


Um vigilante foi preso suspeito de eletrocutar um cachorro com uma arma de choque, modelo teaser, nesta quarta-feira (19) na cidade de Quixadá, interior do Ceará. O cão foi encontrado na casa do suspeito bastante assustado e com marcas no corpo.


Segundo a polícia, a prisão ocorreu após uma denúncia anônima, que informou que o vigilante estava maltratando o cão dentro da sua residência.


A equipe da Polícia Civil seguiu até o local e encontrou o cachorro. De acordo com o delegado Renato Magalhães, foram realizadas buscas no domicílio e os policiais encontraram a arma de eletrochoque.

O aparelho estava com baterias e funcionando normalmente, de acordo com o delegado.

“O cachorro, aparentemente muito assustado, foi resgatado pela nossa equipe. Ele deverá aguardar decisão da Justiça para saber qual destino terá, apesar de o vigilante ter afirmado que quer o animal de volta”, disse o delegado Renato Magalhães.

O vigilante foi detido e conduzido para a Delegacia de Quixadá. Ele alegou que não estava fazendo nenhum mal ao cão. O homem foi autuado em um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) por maus tratos ao animal. Após prestar esclarecimento, ele foi liberado.

[VÍDEO] IRRACIONAL: HOMEM É PROCURADO PELA POLÍCIA EM APODI-RN POR MALTRATAR UM CACHORRO. CRAVOU FERRO NAS COSTAS DO ANIMAL

Sábado, 22 de Junho de 2019


Um homem identificado Magno, morador das Melancias Zona Rural de Apodi-RN, está sendo acusado de maus tratos contra animais. Segundo Graça diretora de uma ONG em Mossoró que cuida de animais abandonados, ela recebeu a denúncia que meio dia de quarta feira, a cachorra de raça de Magno estaria no cio e o cachorro estava atrás de pegar ela. 

Foi aí que ele enfiou um ferro nas costas do animal e saiu arrastando o mesmo, até uma boeira, dizendo que iria fazer o mesmo com qualquer cachorro que se aproximasse de sua casa. "Recebi a denúncia e achava que o animal tinha morrido, porém sabendo que estava vivo, pedi que as pessoas trouxesse o animal. 

Eles conseguiram gasolina com a Prefeitura de Apodi-RN, e eu recebi o animal que está sobre meus cuidados agora. Vou procurar a Delegacia e formalizar a denúncia para que ele responde por esse bárbaro crime". Disse Graça. 

Ela inclusive pede ajuda aos mossoroenses para manter a ONG. "Temos muita dificuldades após o Centro de Zoonoses ser desativado pela Prefeitura e pedimos ajuda do povo para continuar a manter esse trabalho que na minha opinião é de suma importância e de saúde pública. Tiramos animais das ruas com vários tipos de doenças contagiosas, como calazar entre outras. Então nós ajudem a manter essa ONG com qualquer contribuição na conta aí postada na foto. Finalizou Graça.



Fonte: Passando na Hora


Professor brasileiro é um dos que mais sofrem intimidação

Sábado, 22 de Junho de 2019

Em média, professores no Brasil usam só 67% do tempo em atividades ligadas ao aprendizado.


Os professores brasileiros são alvo de mais intimidações e lidam em proporção maior com o bullying entre os alunos do que a média internacional, além de perderem mais tempo com atividades não relacionadas ao ensino. É o que mostra a Pesquisa Internacional sobre Ensino e Aprendizagem (Talis, na sigla em inglês), feita pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), com 250 mil professores e diretores de escolas de 48 países ou regiões.

Em média, professores no Brasil usam só 67% do tempo em atividades ligadas ao aprendizado. O restante é dedicado a tarefas administrativas, como a lista de presença, ou para manter a ordem na classe. A relação entre alunos e deles com professores também preocupa. No Brasil, 28% dos diretores dizem ter testemunhado intimidação ou bullying entre estudantes - o dobro da média da OCDE.

Semanalmente, 10% das escolas do País têm casos de intimidação, física ou verbal, contra educadores, com "potenciais consequências para o bem-estar, estresse e permanência na profissão", diz a pesquisa. A média internacional é de 3%.

Quando os ataques miram funcionários da escola, o Brasil é o segundo - atrás só do norte da Bélgica. Ilustra essa estatística o caso de dez alunos que atiraram cadeiras e livros contra uma professora em uma escola estadual de Carapicuíba, Grande São Paulo, em maio. O vídeo da agressão se espalhou nas redes sociais e nove envolvidos no caso chegaram a ser detidos.

A professora Maria Carlota Galvão, que dá aulas de Artes em uma rede municipal no litoral do Rio, diz ver o contexto de violência influenciar na escola cotidianamente. "Os conflitos da escola vêm sempre um pouco de fora porque a sociedade está toda desmoronando ao redor, mas precisamos ensiná-los a conviver com todos esses relacionamentos que têm na família e entre si", diz ela, de 48 anos.

Relatos de intimidação não são incomuns, até fora do contexto escolar. "Nas redes sociais, alguns alunos esquecem de que aquilo é um ambiente público e ofendem (com mensagens contra o professor)", conta a também professora Lidiane Christovam, de 41 anos, que deu aulas de Matemática por mais de uma década em colégios particulares da capital paulista e leciona em universidade há cerca de dois anos.

Já a pesquisadora Luciana Lapa, do Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação Moral, ligado à Universidade Estadual Paulista (Unesp) e à Estadual de Campinas (Unicamp), diz que a mediação de conflitos e de casos de bullying nas escolas geralmente falha ao tratar o comportamento dos alunos. "Fica esquecida a parte da reflexão, que é muito mais trabalhosa do que o castigo, a suspensão. Você pune e não forma", afirma a especialista. "É preciso uma intervenção não apenas punitiva, mas que promova uma tomada de consciência."

O relatório da OCDE destaca também o efeito cumulativo do desperdício de tempo no aprendizado - poucos minutos durante as aulas representam dias perdidos no fim do ano. O Brasil é o terceiro país com o pior aproveitamento de tempo em classe, atrás apenas da África do Sul e da Arábia Saudita. Na média, nos países que integram a OCDE, os professores aproveitam 78% da aula com as atividades de ensino.

Especialistas dizem que o desempenho do País está relacionado à falta de preparo dos professores - o que envolve desde inexperiência em sala de aula até profissionais alocados em disciplinas fora de sua área de formação. E há a falta de compreensão das demandas de alunos, cada vez mais estimulados pela tecnologia.

A professora Lidiane Christovam vê sobrecarga nas responsabilidades de docentes. Diz que o tempo dedicado ao planejamento das aulas foi tomado por demandas como o relacionamento constante com a escola e os pais, o uso das plataformas digitais do colégio e a capacitação constante. Ao mesmo tempo, acha que atividades no contraturno muitas vezes tiram o tempo que os alunos têm para socializar - por isso, usam o tempo da aula para isso.

"De maneira geral, o professor, hoje, tem demanda maior para fornecer material (didático) para portais escolares e, grosso modo, ele ampara o aluno muito mais do que na minha época de estudante", opina ela.

Ao comentar os dados, o Ministério da Educação (MEC) disse que a pesquisa ajuda o governo federal e as secretarias locais a abordarem a realidade do ensino e da aprendizagem de forma mais assertiva.


(NOTÍCIAS AO MINUTO)

URGENTE! “Zé de Valério” troca tiros com guardas municipais no Piauí e está encurralado

Sábado, 22 de junho de 2019

O confronto ocorreu na madrugada de hoje no Município de Buriti dos Montes (PI).

O cerco ao vaqueiro José Pereira da Costa, o “Zé de Valério” está se fechando no Sertão do Piauí e ele deverá ser preso nas próximas horas. Na madrugada desta sexta-feira (21), o foragido da Justiça cearense trocou tiros com agentes da Guarda Civil de Crateús (CE), num matagal na localidade de Carnaubal, no Município de Buriti dos Montes (PI) e deixou para trás os apetrechos que garantiram sua sobrevivência na mata por quase 60 dias.

Na fuga, o bandido deixou para trás mantimentos e objetos que usava para se alimentar

Duas panelas, duas garrafas plásticas com água, um par de chinelos, capim seco para fazer fogo e um punhado de arroz foram os objetos que o bandido deixou para trás na pressa de fugir e em meio ao tiroteio com os guardas municipais de Crateús.

As buscas agora estão concentradas em uma serra e a Guarda Municipal de Crateús conta com o apoio de policiais militares do Batalhão de Divisas do Ceará e PMs do Piauí. Os guardas que trocaram tiros com o vaqueiro, na madrugada de hoje, não sabem, ainda, se ele está ferido e sem munição. A escuridão no local onde ocorreu o confronto impediu que o cerco continuasse.

“Zé de Valério” foi surpreendido pelos guardas quando retornou a um olho d’água onde iria encher as garrafas e, provavelmente, cozinhar arroz para se alimentar e se preparar fisicamente para mais uma caminhada durante a madrugada pela mata adentro.

Fuga

Desde a noite do dia 24 de abril, “Zé de Valério” foge da Polícia nas matas, após raptar, violentar e matar com um tiro a estudante universitária Daniele Santos Silva, 20 anos, na localidade de São Gonçalo, a 15 quilômetros da cidade de Pedra Branca, no Sertão Central (a 285Km de Fortaleza).

Desde então, ele vem conseguindo furar os cercos policiais, já passando por cinco Municípios do Ceará (Pedra Branca, Senador Pompeu, Boa Viagem, Independência e Crateús) até chegar ao sertão do Piauí. 

O cerco na região de Buriti dos Montes deverá receber reforços nas próximas horas.

Veja o vídeo da ação da Guarda Municipal de Crateús na caça ao vaqueiro no Piauí:


(Fernando Ribeiro / CN7)

EMOCIONANTE: Cão "vela" cadela morta por 3 dias na CE-040

Sábado, 22 de Junho de 2019

Cena chamou a atenção de um motorista que levou água para o animal.


Um cão ficou ao lado de uma cadela morta por pelo menos três dias na CE-040, na localidade de Patacas, em Aquiraz. O motorista de ônibus Jusciê Lopes, que passa pelo local todos os dias, viu a cena e registrou em fotos, além de ter levado água para o cachorro na manhã desta sexta-feira (21). 

Lopes percebeu na última quarta (19) que o cão estava "pastorando" o corpo da cadela. "As pessoas que moram aqui ficam sensibilizadas com a história. Eu não fui resgatar porque eu só tenho uma moto e moro longe, mas fico com o coração apertado. A mensagem que deixa é que as pessoas se espelhem mais na natureza e os animais sempre ensinam pra gente ", explicou Lopes.

Uma equipe do Sistema Verdes Mares foi ao local e encontrou somente a cadela morta às margens da rodovia. O motorista do ônibus espera que alguém tenha resgatado, mas, para ele, há a possibilidade de que o animal tenha apenas tenha se afastado momentaneamente do local.

A cadela morta usava uma coleira rosa, o que sinaliza que ela pode ter um tutor.


(Diário do Nordeste)

Sob ataque por todos os lados, Sérgio Moro pode ser o próximo presidente do Brasil

Sábado, 22 de Junho de 2019

Ataque em massa contra Sérgio Moro indica preocupação com o possível futuro presidente do Brasil.


No últimos dias o Brasil tem assistido uma verdadeira onda de ataques aos dois principais nomes por trás da operação Lava Jato: Sérgio Moro, então ministro da Justiça e Segurança Pública do governo Jair Bolsonaro, e Deltan Dallagnol, coordenador nacional da força-tarefa, que já é considerada a maior articulação policial anticorrupção realizada dentro e fora de um país.

Mensagens supostamente atribuídas a Sérgio Moro e Dallagnol, divulgadas pelo site The Intercept, do jornalista Gleen Greenwald, se tornaram o centro das atenções na mídia e pela oposição ao atual governo. Os críticos da Lava Jato enxergam nesse conteúdo a prova de um "conluio" do ex-juiz com figuras de interesse, que, supostamente, teve como finalidade prender o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Para que o leitor entenda melhor o texto adiante, é vital conhecer um pouco os números da Lava Jato. Desde março de 2014, quando a operação teve início, já foram instaurados 2.476 procedimentos, 1.237 mandados de buscas e apreensões (inclusive fora do Brasil), 227 mandados de cunduções coercitivas, 160 mandados de prisões preventivas, 155 de prisões temporárias e 6 em flagrante.

Além desses, 754 pedidos de cooperação internacional envolvendo 45 países foram emitidos, 184 acordos de colaboração premiada acertados e 429 pessoas foram acusadas de pelo menos um dos 90 tipos de crimes diferentes envolvidos no processo. No total, já foram proferidas 244 condenações judiciais contra 159 pessoas diferentes, totalizando mais de 2.242 anos de pena.

Os processos envolveram 18 empresas (incluindo algumas das maiores do mundo no segmento, como a Odebrecht e a Petrobrás) diferentes e 3 partidos políticos, resultando em um valor de ressarcimento por desvios financeiros na ordem de R$ 40,3 BILHÕES de reais (equivalente ao PIB de muitos países) incluindo multas, segundo o Ministério Público Federal.

Pelos números, portanto, é possível constatar que em menos de 5 anos os membros da força-tarefa Lava Jato, liderados por Deltan Dallagnol, tendo o agora ministro Sérgio Moro como juiz até o ano passado, fizeram em prol do combate à corrupção o que o Brasil não fez desde a fundação do seu Estado. Logo, não será difícil entender o que pensaremos adiante.
Partidos, empresas e o judiciário: o SISTEMA

A operação Lava Jato tomou proporções gigantescas, algo que nenhum dos seus membros esperavam, nem mesmo o crime organizado. Sua linha de investigação foi tão além no descobrimento dos crimes que não parou na política, e nem no Brasil. Ela envolveu a correlação da corrupção política com empresas bilionárias, privadas e internacionais, muitas das quais, patrocinadoras dos grandes veículos de comunicação que hoje "dominam" a mídia nacional.

Os tentáculos da corrupção, no entanto, começaram a pontar também para a estrutura do sistema judiciário. Afinal, como seria possível institucionalizar a corrupção no Brasil de forma tão bem articulada e abrangente, sem corromper parte do poder judiciário?

O número de condenações envolvendo grandes empresário e lideranças políticas no Brasil, algo jamais visto no país - antes - da operação Lava Jato, é um indicativo claro de que o motivo dos grandes criminosos de "colarinho branco" não irem parar na cadeia é porque o poder judiciário também foi corrompido ao longo dos anos.

Com o surgimento dos "meninos da Lava Jato" este cenário mudou, e terminou revelando a existência de um "SISTEMA" muito maior do que se imaginava. A corrupção não era/é praticada por um partido, ou político e empresa isoladamente, mas em forma de colaboração, onde o poder público, incluindo o próprio judiciário, teve/tem responsabilidade por sua manutenção. Assim, o país adotou uma lógica de funcionamento que se estabeleceu como norma dentro e fora da política: a lógica da corrupção!
A ruptura com o sistema

O surgimento de uma figura com forte discurso anticorrupção no país, como candidato às eleições presidenciais no ano passado, foi resultado da ruptura com a lógica de corrupção estabelecida no Brasil. A população, desde junho de 2013, quando tiveram início às grandes manifestações populares, despertou para uma nova consciência: a de que não é preciso esperar eleições para exigir mudanças.

Jair Messias Bolsonaro surgiu no meio desse caos político, mas também cultural. Sua grande vantagem foi conseguir sintetizar na sua figura dois cenários de grande preocupação para o novo cidadão político do Brasil: a defesa incondicional do combate à corrupção mediante a operação Lava Jato, e o resgate dos valores herdados da cultura judaico-cristã, cada vez mais combatidos pela esquerda política até então.

O "Sistema" já tinha conhecimento do que a ascensão de Jair Bolsonaro poderia resultar. Assim, duas frentes de "trabalho" foram criadas pelos opositores do possível futuro governo: uma para tentar barrar a eleição de Jair Bolsonaro e outra para combater o avanço da Lava Jato. 

A primeira quase obteve sucesso com a tentativa de assassinato do presidenciável, cometida por Adélio Bispo em setembro de 2018, caso este que, pela natureza de como tudo ocorreu e os fatos que se seguiram, indica que foi encomendado.

A segunda frente de trabalho continua existindo e ganhou contornos judicais no ano passado (judiciário contra o judiciário), após Dallagnol fazer críticas ao Superior Tribunal Federal durante uma entrevista para a CBN. Para entender melhor essa parte, leia: "Dallagnol pode estar sendo vítima de uma armação judicial"

Na ocasião, o coordenador da Lava Jato fez declarações justamente sobre os ministros Dias Toffoli, Gilmar Mendes e Ricardo Lewandoswki, então da 2ª Turma do STF, por terem determinado que trechos de depoimentos de acordo de colaboração premiada de ex-diretores da Odebrecht, que estavam sob a competência da Justiça Federal de Curitiba (PR), fossem remetidos para a Justiça Eleitoral e para a Justiça Federal no Distrito Federal.

Em outras palavras, Dallagnol criticou o fato dos ministros terem dificultado o andamento das investigações. "Os três mesmos [ministros] de sempre do Supremo Tribunal Federal que tiram tudo de Curitiba e que mandam tudo para a Justiça Eleitoral e que dão sempre os habeas corpus, que estão sempre formando uma panelinha assim que manda uma mensagem muito forte de leniência a favor da corrupção", disse ele na entrevista.

Por causa disso, Dallagnol sofreu um Processo Administrativo Disciplinar, instaurado pelo Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP). Note que um dos ministros criticados pelo coordenador da Lava Jato, Dias Toffoli, autorizou a censura à revista Crusoé este ano, após a publicação de uma matéria que liga o nome dele a um delator da força-tarefa. Fatos no mínimo estranhos, certo?

Ampliação da Lava Jato e o futuro político do Brasil

Feita essa breve contextualização dos fatos, o que tudo isso tem a ver com os recentes ataques ao ministro Sérgio Moro? O leitor já deve tirar suas próprias conclusões. Ora, estamos diante de um cenário onde o atual presidente, Jair Bolsonaro, representa um governo de transição: do velho para o novo!

A população já deu indicativos de que não apoia a Lava Jato apenas no âmbito judicial, mas também no político. A indicação de Sérgio Moro para o ministério da Justiça, amplamente aceita pelo público, é uma prova suficiente disso. Isto significa que atuais procuradores e juízes podem, futuramente, vir à ocupar cargos importantes na política, a exemplo do ex-juiz, e isso ocorre por um motivo simples: o povo quer mudança!

A possível indicação de Deltan Dallagnol para a Procuradoria Geral da República, em setembro, e com o apoio de Sérgio Moro, também exemplifica essa ampliação de poder que a Lava Jato espera obter no governo Bolsonaro. É disso que o "Sistema" tem medo, pois sabe que derrotas ainda maiores poderão vir pela frente, tanto no aspecto político-judiciário, como no cultural, visto que essas novas figuras se alinham com os valores judaico-cristãos defendidos pela maioria. 

Sérgio Moro como futuro presidente?

Fazendo um bom governo nos 4 anos do seu mandato, Bolsonaro certamente conseguirá se reeleger em 2022 se decidir concorrer. Os números da economia e o ambiente cultural determinarão esse resultado. Se Sérgio Moro permanecer no governo e também obter bons resultados em seu ministério, sairá mais do que fortalecido para concorrer à presidência em 2026, certamente com o apoio de Bolsonaro.

Todavia, o ministro também tem a possível indicação para uma vaga no Supremo Tribunal Federal como opção, já externada pelo presidente. Enquanto (até então) declina da carreira política, Sérgio Moro brilha os olhos quando o assunto é o STF, mostrando que a sua inclinação é a toga.

Vale destacar, no entanto, ainda que imprevistos acontecem e neste caso, se Bolsonaro não puder (ou não quiser) concorrer em 2022, o nome mais cotado (neste momento) para substituí-lo será Sérgio Moro. Automaticamente, isto faz com que figuras como Deltan Dallagnol e Marcelo Bretas (responsável pela Lava Jato no Rio de Janeiro), além de outros da operação, fiquem cotados para cargos de poder no eventual novo governo. Isto seria a instalação da "lógica Lava Jato" no mundo político.

Finalmente, Sérgio Moro demonstrou como ninguém nesta quarta-feira (20) ter sangue frio suficiente para lidar com o ambiente parlamentar. No Senado, o ministro atuou de forma serena e precisa, sem se deixar abalar em nenhum momento pelas insinuações caluniosas de alguns senadores, incluindo investigados por corrupção na própria Lava Jato.

Atacar Sérgio Moro e os integrantes da Lava Jato, portanto, é a única coisa que resta para o crime organizado e a oposição política, diante da evidente ascensão da nova lógica política no Brasil. Os criminosos sabem que se não impedirem a todo custo esse crescimento agora, usando os meios de comunicação também como ferramenta de ataque, perderão cada vez mais o controle nos meios político, cultural e jurídico, e isso seria o fim do "Sistema".


(Portal Opinião Crítica)

O erro estratégico de “Verdevaldo”

Sabado, 22 de Junho de 2019



O Verdevaldo (como Glenn Greenwald é chamado no Twitter), a ponta do iceberg dos vazamentos de supostos conteúdos hackeados de autoridades (como receptador), ao que parece, estava com o circo pronto para ter o seu site intercePT invadido pela PF.

Claro, sem nada de relevante para ser encontrado. Aí ele faria uma campanha internacional com a extrema imprensa para acusar o governo Bolsonaro e “desmoralizar” o Ministro Sérgio Moro, chamando-os de autoritários, anti-democratas, fascistas e todos os epítetos que usam para acusar os outros do que a esquerda é.

Só que ele subestimou o novo governo. O Presidente, o Ministro da Justiça e sua equipe estão acostumados a combater organizações criminosas, uma das prioridades inclusive do pacote anti-crime.

Em vez de tentar impedir a divulgação de supostas mensagens, Sérgio Moro pediu que fossem divulgadas e o material entregue ao STF para ser periciado, se fosse o caso.

Com isso, a bomba da etapa internacional do ataque à operação Lava Jato foi desarmada.

Perplexo, Verdevaldo resolveu distribuir as supostas mensagens roubadas, produto de crime, para outros órgãos de imprensa, e escreveu no Twitter que “terão de prender muitos jornalistas”.

Questionado por O Antagonista, o ministro Sergio Moro afirmou que nenhuma autoridade falou em prender jornalistas. E disse a Cláudio Dantas: “Não prendemos jornalistas. Ninguém nesse caso falou em prender jornalistas. Mais uma fantasia ofensiva, desta vez ao Brasil.”

(Texto de Lucia Sweet. Jornalista)

Sérgio Moro, o herói brasileiro! (Veja o Vídeo)

Sábado, 22 de Junho de 2019


O Brasil é carente de pessoas notáveis. As muito poucas que temos, geralmente estão no mundo dos esportes e conquistam essa condição por serem campeões ou atletas modelares (alguns com vida pessoal muito tumultuada).

Já tínhamos noção da grandeza do trabalho desse ex-juiz. Mas nessa semana, mais uma vez, pudemos conhecer o tamanho do seu bom caráter, da sua honradez e sobretudo do seu civismo.
Voluntaria e republicanamente, se expôs ao Senado da República para dar contas do seu trabalho na operação Lava Jato.
De forma educada, equilibrada, coerente e firme, expôs ao mundo a sua trajetória de brasileiro gigante.
Nossas futuras gerações vão estudar esse colossal homem público. Seus feitos modificam a história do Brasil e introduzem uma nova cultura no nosso país: a intolerância com a desonestidade, com a corrupção e com o crime organizado.
Prova, na prática, que vale a pena viver com honra e ser honesto!
Moro é a síntese e o maior representante de uma nova geração de líderes de bem, num país em que ser malandro e ladrão fazia parte de um comportamento não só aceitável como tratado com certo glamour.
É um privilégio viver no seu tempo e ver a história ainda viva e atuando.
Desde Tiradentes não tínhamos um brasileiro com tanta coragem.
Desde Rui Barbosa não tínhamos um jurista com tanto amor pelo Brasil.
Exposto ao embate por uma estrutura integrada por muitos marginais, sua confiança deixou todos os maus-carateres desconcentrados, perdidos e sem discurso.
Quanto mais parte da imprensa carcomida de má prática tenta transfigurar suas ações, mais elas se revelam éticas, tecnicamente acertadas e juridicamente justas.
Incrivelmente ele se viu exposto e posto em dúvidas por criminosos e marginais. Parte da mídia e os cúmplices desses canalhas tentaram transformar esses agentes bandoleiros e suas denúncias furadas em libelos acusatórios contra Moro.
Com humildade e firmeza o monumental Ministro, pôs e segue pondo cada um desses bandidos no seu devido lugar.
Sérgio Moro é hoje uma pessoa de feitos notáveis.
É ousado e simples, sem se constranger na busca do bem.
É corajoso, valente e destemido frente ao mal.
É notável, arrojado em tudo o que faz e faz tudo bem feito!
Os resultados e os números da sua atuação são impressionantes.
O mais incrível é que não é personalista, nem vaidoso nem arrogante ou narcisista.
Divide seus feitos com as talentosas - e não menos importantes equipes (Procuradores, Delegados, Peritos, Investigadores, Magistrados) que constroem com ele esse novo país.
É protetor e defensor da pátria contra os párias.
Quanto mais tentam desmistificar seu vulto, mais ele se notabiliza, cresce e é percebido como um grande herói!
Nós, os brasileiros comuns, temos que louvá-lo e aplaudi-lo. Mas antes e acima de tudo, fortalecê-lo com nosso firme apoio e interminável gratidão! Ele é o depositário do nosso futuro.
E vem muito mais por aí...
Assista à entrevista:

Luiz Carlos Nemetz

Advogado.Vice-presidente e Chefe da Unidade de Representação em Santa Catarina na empresa Câmara Brasil-Rússia de Comércio, Indústria e Turismo e Sócio na empresa Nemetz & Kuhnen Advocacia.

Fonte: Jornal da Cidade Online

Verdevaldo e Miranda: separação de corpos ou o fim do mandato parlamentar?

Sábado, 22 de Junho de 2019



Verdevaldo não pode voltar aos EUA, senão corre sérios riscos de ser preso; e ele não vai poder ficar aqui no Brasil por muito tempo, senão será preso. Vai ter que se mudar para a Rússia, onde seu amigo Snowden já vive, e onde conta com o “guarda-chuva” de Putin.

Mas e aí? Como o Deputado David Miranda, o par (o “plus one”) do Verdevaldo, vai exercer o mandato parlamentar, lá da Rússia?

Ora, seja nas estepes russas, seja nas margens do Rio Volga, seja nos Montes Urais, ou mesmo em São Petersburgo ou Moscou, não importa: tudo na Rússia é muito longe de Brasília, e em dia de votação no Congresso não vai dar para o psolista ser deputado federal por Skype.

E agora? Existe “suplente do suplente”?

O que acontecerá com o mandato do par do Verdevaldo?




Advogado

Fonte: Jornal da Cidade Online

Da cadeia, Lula entristece ao receber 'feedback' sobre ida de Moro ao Senado

Sabado, 22 de Junho de 2019


Na tarde de quarta-feira (19), segundo a Folha de S.Paulo, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva recebeu uma visita em sua cela e desejou saber sobre como foi a participação do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, na audiência na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) do Senado Federal, em que o ministro respondeu questionamentos de senadores acerca de supostas mensagens vazadas atribuídas a Moro e procuradores do MPF.

Para a tristeza do presidiário, Lula foi informado que nenhum senador havia conseguido encurralar o ex-juiz.

O próprio meliante teria afirmado que “com a blindagem da base e com o vasto tempo dado a Moro, era natural que não enfrentasse dificuldade” e que seria possível enfraquecer a imagem do ministro a partir de um ataque conjunto de toda a oposição contra Sérgio Moro.

Pobre Lula... acredita que a oposição sozinha será capaz de atingir a credibilidade do ex-juiz, sem apresentar provas autênticas. Lula ainda não percebeu que a maioria da população está ao lado de Moro e de olho nas ações imorais praticadas pelos seus detratores.

Triste semana para os petistas.


da Redação

Fonte: Jornal da Cidade Online

As coincidências que envolvem as ‘ameaças’ de Glenn a Jean, o Pavão, Dilma/Gleisi na Rússia e Adélio

Sábado, 22 de Junho de 2019
 
5ª feira: Suspense

O Senador Flavio Bolsonaro não leria as acusações do Pavão Misterioso ou #ShowDoPavão na audiência da Comissão de Constituição e Justiça para o Ministro Sérgio Moro se não tivessem algum fundamento. O Pavão, pelo que entendi, seria um possível hacker brasileiro que, em contra-ataque, teria hackeando Glenn Greenwald.

Greenwald, indignado, acusou-o de ser um “falso” hacker.


Se você não sabe, o marido ou a esposa (desculpe, nunca sei quem é quem ou se são dois maridos, enfim) de Verdevaldo, apelido do glenn no Twitter, é o deputado do PSOL David Miranda, que herdou, como suplente, o mandato de Wyllys que “se mandou” para a Europa no início do ano. Wyllys alegou estar sendo ameaçado.

Segundo o Pavão Misterioso, Glenn teria comprado por 700 mil dólares e uma módica mesada de 10 mil dólares mensais o mandato de Wyllys. A idéia não é tão absurda, já que o deputado federal José Medeiros, do Podemos-MT, enviou um ofício para a Procuradoria-geral da República (PGR) e para a Polícia Federal (PF) pedindo que seja aberta uma investigação para apurar se o ex-deputado Jean Wyllys vendeu seu mandato para seu suplente, David Miranda, os dois do PSOL-RJ.

No dia 17 de junho, segunda-feira, Wyllys teve um ataque de “pelancas” a respeito do vazamento do Pavão Misterioso sobre a suposta venda do seu mandato e culpou o vereador Carlos Bolsonaro, PSL-RJ, chamando-o de “vergonhosa fábrica de fake news homofóbicas”, “bicha travada” e mandou que o filho do presidente “saísse do armário e se tornasse uma bicha ‘como eu sou’ disse ele, ‘orgulhosa de mim, inteligente, ativista e honrada, disposta a lutar por justiça social”.

Ou seja, Wyllys cometeu crime de homofobia e pode até vir a ser preso, se voltar ao Brasil e se Carlos Bolsonaro der queixa dele. Não podemos esquecer que Wyllys odeia os Bolsonaros com todas as forças, tendo inclusive cuspido em Jair Bolsonaro em abril de 2016, durante a votação do impeachment da Dilma. Wyllys admitiu a cusparada, disse que se sentiu insultado e afirmou: "Eu cuspiria na cara dele quantas vezes eu quisesse".

Para complicar mais o imbróglio , o deputado José Medeiros” foi ao Twitter comentar a matéria de O Antagonista sobre o embate travado, em fevereiro de 2018, entre o então deputado federal e o jornalista Glenn Gleenwald. (fonte O Antagonista). Eles tiveram um arranca-rabo porque Wyllys queria se aproximar de Israel e Glenn argumentou que ninguém de esquerda no mundo inteiro apóia Israel e ameaçou expor Wyllys no intercePT, ninguém soube ao certo o que isso significou. Expor o que? .

Vou colocar agora uma pitada de pimenta no caso: Adelio Bispo, que tentou matar Jair Bolsonaro, na época o candidato sem dinheiro e sem tempo de TV que estava em 1º lugar nas pesquisas, foi filiado ao PSOL e alguém, que não se sabe até hoje quem foi, registrou a entrada de Adélio na Câmara dos Deputados em Brasília, como álibi a Adélio, que estava em Juiz de Fora. Convenhamos, quem registrou fraudulentamente a presença de Adélio, que estava em Juiz de Fora há alguns dias, sabia de todos os seus dados. Ou seja, é óbvio lulalante oops ululante que Adélio NÃO agiu sozinho.

Para Medeiros, Wyllys pode ter sido forçado por Glenn a declinar do mandato.

“São linhas de investigações que não podem ser descartadas.”

Voltemos aos hackers:

A matéria da Isto É, “Cerco aos Hackers”, que eu recomendo vivamente, diz que “as pistas da principal linha de investigação levam à Rússia. É onde reside o americano Edward Snowden, notório aliado do jornalista Glenn Greenwald, dono do site The Intercept Brasil. (...) A partir da investigação sobre os passos de Snowden, informantes do Brasil na Rússia puxaram um outro fio do novelo: o que leva a Evgeniy Mikhailovich Bogachev, de 33 anos. Criador do vírus Cryptolocker e do ardiloso código Zeus, ele é procurado pelo FBI americano por crimes cibernéticos. Um rastreamento identificou que o hacker Evgeniy codinome Slavic ou “lucky12345”, como é conhecido, teria recebido US$ 308 mil em bitcoins (a moeda virtual).

Resta saber se o depósito foi realmente a contrapartida financeira por ele ter participado do processo de quebra do sigilo telefônico dos procuradores. O dinheiro teria circulado pelo Panamá antes de chegar a Anapa, na Rússia, onde foi transformado em rublos. Na última semana, o nome do agente russo veio à tona pela primeira vez através de um perfil anônimo no twitter. Embora parecesse inverossímil num primeiro momento, por conter erros de grafia e tradução, ISTOÉ confirmou que a PF segue sim o rastro da pista, considerada importante pelos agentes hoje à frente do caso. Em especial, pelos indícios de que Slavic, uma espécie de laranja no esquema, possa estar ligado a Snowden. Um relatório de segurança da Ucrânia aponta que “lucky12345” atua sob a supervisão de uma unidade da espionagem russa.”

Se não fosse a gravidade do ataque à Segurança do Governo, eu diria que nem em ficção poderia imaginar a audácia dessa organização criminosa, um pouco brancaleônica demais para o meu gosto. Depois de falsos dossies com documentos de papel forjados, estamos tendo agora um falso eletrônico de mídia digital. Tudo para soltar Lula, tentar impedir a aprovação da reforma da Previdência e no caos, o “mecanismo” voltar a tomar o poder.

Não acho que seja por acaso que tenham derrubado o decreto do Presidente Bolsonaro que permitia a posse de arma. O Presidente, por sinal, em evento do Exército em Santa Maria, RS, no último dia 15, defendeu armar a população para evitar golpe de estado. Segundo a Folha ele disse: “Nossa vida tem valor, mas tem algo muito mais valoroso do que a nossa vida, que é a nossa liberdade ...”

Muita gente achou enigmáticas essas palavras.

E last but not least, não posso deixar de citar a misteriosa viagem de Dilma Rousseff e Crazy Hoffman à Russia, poucos dias antes da divulgação das supostas mensagens obtidas por hackers pelo receptador (no mínimo), o ativista político de extrema esquerda travestido de jornalista.

Leia a matéria do dia 17 de junho no Jornal da Cidade Online:

“No dia 4 de junho de 2019, a ex-presidente Dilma Rousseff esteve em Moscou, capital da Rússia, ao lado da presidente nacional do PT, deputada Gleisi Hoffmann, em uma missão não divulgada no Brasil.

Fonte: Joenal da Cidade Online

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055