martins em pauta

sábado, 23 de março de 2019

MARTINS-RN: MAIS DESCASO DA PREFEITURA, MATO TOMA CONTA DE TERRENO PUBLICO NO CONJUNTO MANUEL BARRETO NO BAIRRO JOCELYN VILLAR. VEJA FOTOS.


Sábado, 23 de Março de 2019


Famílias que moram nas mediações do local onde o mato tomou conta, não tem mas a quem apelar, o mato está muito grande e segundo moradores cobras, ratos baratas e até escorpiões estão aparecendo nas residencias. 

Esperamos que a prefeita Olga Fernandes, tome as providencias cabíveis, no sentido de fazer a devida limpeza, como a retirada do mato da área publica do município localizado nas proximidades das residencias do citado conjunto residencial.


esse assunto já foi abordado pelo Vereador Francisco Avelino de Carvalho, "Cabecinha PHS" no plenário da Câmara Municipal.  



Matagal próximo as residencias

ACUSADO DE CHEFIAR MILÍCIA MAJOR DA PM É TRANSFERIDO PARA O PRESÍDIO FEDERAL DE MOSSORÓ-RN

Sábado, 23 de Março de 2019

Preso em janeiro deste ano o major Ronald Paulo Alves Pereira foi para a Penitenciária Federal de Mossoró, no Rio Grande do Norte.


Major Ronald Paulo Alves Pereira é um dos líderes de milícia em Rio das Pedras

Preso na operação Os Intocáveis, em janeiro deste ano, e acusado de chefiar a milícia da Zona Oeste do Rio, o major da PM Ronald Paulo Alves Pereira, o Tartaruga, de 43 anos, foi transferido na madrugada desta quinta-feira para a Penitenciária Federal de Mossoró, no Rio Grande do Norte.
Preso na mesma operação, o tenente reformado Maurício Silva da Costa, o Maurição, também iria para a unidade, mas está internado no Hospital Central da Polícia Militar (HCPM), no Estácio, onde foi submetido a um cateterismo em decorrência de um infarto.

Ambos estavam presos em Bagu 1, no Complexo Penitenciário de Gericinó, na Zona Oeste do Rio.

O grupo é suspeito de comprar e vender imóveis construídos ilegalmente nas comunidades de Rio das Pedras, Muzema e adjacências, como agiotagem, extorsão de moradores e comerciantes, pagamento de propina e utilização de ligações clandestinas de água e energia.

Faz parte do bando ex-capitão do Bope Adriano Magalhães da Nóbrega continua foragido.


O tenente reformado da PM Maurício Silva da Costa está internado no Hospital da Polícia Militar - Severino Silva/Agencia O Dia

Fonte: Passando na Hora

CORPO DE PARAIBANA É ENCONTRADO ENTERRADO EM PAU DOS FERROS-RN

Sábado, 23 de Março de 2019


Na manhã desta quinta-feira (21), uma força tarefa formada pela Policia Civil, Sistema Penitenciário, Itep e Corpo de Bombeiros, coordenada pelo delegado Regional Andson Rodrigo, localizaram o corpo de uma mulher que havia sido assassinada e enterrada, no dia 29 de dezembro de 2018, às margens do Rio Apodi-Mossoró na zona rural de Pau dos Ferros.
Segundo o delegado Andson Rodrigo, que está a frente da investigação, "o crime estava sendo investigado em sigilo há mais ou menos 3 meses e somente agora foi possível elucidar, resultando no achado do corpo e a prisão dos 05 autores envolvidos diretamente com o crime".

Segundo a investigação, a jovem identificada como Rafaela da Silva Vieira de 18 anos de idade, natural da cidade de São Bento no estado da Paraíba, no final do ano de 2018 iniciou um relacionamento amoroso na cidade de Itaú/RN com um jovem de Pau dos Ferros, que teria descoberto que RAFAELA estaria mantendo contato com membros de uma facção rival a do seu namorado.
Sabendo disso, o namorado de “Rafaela” trouxe a jovem à Pau dos Ferros e acompanhado de mais 04 pessoas, simularam um banho de rio, levaram a vítima para uma área de mato distante da cidade e lá fizeram o seu julgamento de morte e em seguida enterraram o corpo.
Durante toda a investigação ninguém havia reclamado pelo sumiço de jovem, uma vez que ela é de São Bento e teria vindo para o Rio Grande do Norte sozinha para morar inicialmente em Frutuoso Gomes e depois Itaú, o que fez com que os autores do crime achassem que tinham praticado um crime perfeito.

Cinco pessoas participaram diretamente do crime, sendo dois maiores e três menores, sendo eles, os maiores, JOSÉ HENRIQUE FERREIRA DE OLIVEIRA, 24 anos, ANDRÉ LUCAS MARTINS ALVES, 18 anos, e dois adolescentes de 15 e um de 17 anos.

Os 05 autores dos crimes estão presos e serão indiciados por organização criminosa, cárcere privado, homicídio qualificado, ocultação de cadáver e corrupção de menores.


Grupo Cidadão 190

Marcola e outros líderes do PCC são transferidos para presídio em Brasília

Sábado, 23 de Março de 2019


Inaugurada em outubro de 2018, Penitenciária Federal de Brasília é de segurança máxima (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Quatro líderes da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC) foram transferidos, hoje (22), da Penitenciária Federal de Porto Velho, em Rondônia, para a Penitenciária Federal de Brasília, perto do Presídio da Papuda. Além de Marco Willians Herbas Camacho, o Marcola, integram o grupo Cláudio Barbará da Silva, Patrik Wellinton Salomão, e Pedro Luiz da Silva Moraes, o Chacal.

Inaugurada em outubro de 2018, a Penitenciária Federal de Brasília é uma das cinco unidades de segurança máxima federais destinadas a isolar presos condenados e provisórios sujeitos ao Regime Disciplinar Diferenciado (RDD), líderes de organizações criminosas e réus colaboradores presos ou delatores premiados que correm risco de vida no sistema estadual.

Os presos foram trazidos de Porto Velho para a capital federal em uma aeronave da Força Aérea Brasileira (FAB). Toda a operação foi acompanhada por agentes e viaturas da Polícia Federal (PF) e do Departamento Penitenciário Nacional (Depen), além de batedores e helicóptero da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Segundo o Ministério da Justiça e Segurança Pública, a transferência é parte dos protocolos de segurança pública que preveem, entre outras medidas, a alternância de abrigo dos detentos de alta periculosidade ou integrantes de organizações criminosas.

Assim como em Porto Velho, policiais da Força Nacional de Segurança Pública reforçarão a proteção do perímetro da penitenciária federal.

Considerado o principal líder do PCC, Marcola tinha sido levado para Porto Velho no dia 13 de fevereiro, quando 22 presos – apontados como líderes da organização criminosa – foram transferidos do presídio de Presidente Venceslau, no interior de São Paulo, para penitenciárias federais.

Criminosos queriam resgatar Marcola

Na ocasião, promotores do Ministério Público de São Paulo afirmaram que a organização planejava tentar resgatar Marcola. “Os alvos da ação já teriam gasto dezenas de milhões de dólares nesse plano, investindo fortemente em logística, compra de veículos blindados, aeronaves, material bélico, armamento de guerra e treinamento de pessoal”, afirmaram os promotores ao pedir à Justiça que autorizasse a transferência dos detentos para o sistema federal.

Presidente da Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal (ADPF), Edvandir Felix de Paiva disse a jornalistas – logo após sair de reunião com o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, – que a transferência de líderes de organizações criminosas é uma prática comum, empregada para garantir o isolamento e, assim, tentar quebrar a cadeia de comando das facções em todo o país.

“Temos que ter condições de isolar os presos e retomar [o controle das] penitenciárias. Este é um dos caminhos vitais para combatermos as facções criminosas e a violência no país”, disse Paiva, destacando que o emprego das forças de segurança durante toda a movimentação visa a “evitar qualquer sobressalto”.

“A movimentação destes líderes de facções criminosas é necessária para isolá-los. Vir para Brasília, onde há um presídio de segurança máxima, é absolutamente natural. Não vejo nenhum prejuízo para a população do Distrito Federal. O presídio é novo – chamaram mais servidores – e terá condições de receber os presos com tranquilidade”, finalizou Paiva.

Agência Brasil

Recapturado em ação do MPRN, homem que matou publicitária em Natal é condenado

Sábado, 23 de Março de 2019


Em ação penal ajuizada pelo Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN), a Justiça potiguar sentenciou o pedreiro Gilson Pegado a 21 anos e seis meses de prisão em regime fechado. Ele foi condenado pela morte de uma publicitária em Natal, após tentar roubá-la, tendo o crime ocorrido em 1997. O réu estava foragido e foi preso no Rio de Janeiro em outubro de 2018. Desde então, aguardava esse julgamento.

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), órgão do MPRN, passou a diligenciar o paradeiro de Gilson Pegado da Silva, atendendo a pedido da 75.ª Promotoria de Justiça de Natal. Quando Gilson Pegado foi preso pela Polícia Civil do RJ, ele usava documentos falsos e só foi identificado após um reconhecimento facial feito pela Polícia Civil de Goiás, por meio de avançadas técnicas de identificação humana por comparação de imagens, realizado pela Seção de Inovação em Identificação Humana (SIIH), que é referência no Brasil na matéria.

No dia 23 de setembro de 1997, Gilson Pegado invadiu uma residência no bairro de Ponta Negra, zona Sul de Natal, para praticar um roubo. A dona da casa, a publicitária Sílvia Mannu, à época com 34 anos, reagiu e acabou assassinada com 23 facadas na frente da filha, que tinha apenas 3 anos. O crime chocou a sociedade potiguar pela brutalidade com que foi cometido.

Depois do crime, Gilson Pegado foi preso, mas passou a responder em liberdade. Ele fugiu e até então não havia sido localizado, o que prejudicou a continuidade da ação penal. Gilson nunca tinha sido julgado pelo crime que cometeu, pois a legislação determina a suspensão do andamento do processo nesses casos. Somente após a prisão dele no ano passado, a ação penal foi retomada.

Ação Penal n.º 0900215-24.1997.8.20.0001

Fonte: Blog do BG

Temer fica em silêncio em depoimento na Superintendência da PF no Rio

Sábado, 23 de Março de 2019

Foto: MAURO PIMENTEL / AFP

O ex-presidente Michel Temer não prestou depoimento nesta sexta-feira. O emedebista nem chegou a ficar diante dos procuradores porque sua defesa informou antes que Temer ficaria em silêncio.

José Baptista Lima, conhecido como Coronel Lima e apontado como operador do ex-presidente, também ficou em silêncio.

Em prisão preventiva desde a manhã de ontem, Temer passou a noite em uma sala de 20 metros quadrados no terceiro andar da Superintendência da Polícia Federal (STF), com cama de solteiro, ar-condicionado e frigobar. Uma TV também deve ser instalada no local.

O ex-presidente foi detido no meio da rua, no Alto de Pinheiros, Zona Oeste, próximo à sua casa. Os policiais federais interceptaram o carro em que ele estava. Após anunciarem a prisão, um agente assumiu o volante e conduziu o veículo até o Aeroporto de Guarulhos.

A defesa de Temer entrou com o pedido de liberdade na tarde desta quinta-feira, após o emedebista ser preso por policiais federais nesta ma. O recurso foi protocolado às 16h11 e distribuído para Ivan Athié, que é o relator da Operação Prypiat, uma das que originou a operação desta quinta-feira.

Denominada Descontaminação, a ação é um desdobramento da Operação Radioatividade, que investiga desvios nas obras da Usina de Angra 3 e tem como base a delação do empresário José Antunes Sobrinho, dono da Engevix, que menciona pagamentos de R$ 1 milhão em 2014.

O Globo





hein? cuma?

É um hotel???????? O povo vai pagar mais essas diárias para esse LADRÃO? Qual a valia de todo este processo se o priva apenas do direito de ir e vir. direito esse, destinado aos que não cometem crimes, diga-se de passagem. A justiça, ao mesmo tempo que impressiona pela ação, se desmoraliza pela conclusão. O lugar dele, e de seus comparsas é um PRESÍDIO! E tenho dito!
VTNC

Concordo com a prisão , lembrando somente que ele tem curso superior e ainda não foi julgado e condenado .

No Chile, Bolsonaro assina documento que cria o bloco ProSul; aliança sepulta a Unasul “de Lula”

Sábado, 23  de Março de 2019

FOTO: MARCOS CORRÊA/PR

Um novo bloco regional, o ProSul, articulado por governos de direita da América do Sul, foi criado na reunião de cúpula de chefes de estado, nesta sexta-feira (22/3), na capital chilena, Santiago. A aliança sepulta a Unasul, criada há 11 anos em uma época de predomínio de governos de esquerda no continente e sob inspiração do então presidente Luiz Inácio Lula da Silva e do venezuelano Hugo Chávez.

A Declaração de Santiago, que criou o ProSul (Foro para o Progresso da América do Sul), foi assinada no Palácio de La Moneda, sede do governo chileno, por sete presidentes: Sebastián Piñera (Chile), Jair Bolsonaro (Brasil), Maurício Macri (Argentina), Ivan Duque (Colômbia), Mário Abdo Benítez (Paraguai), Lenín Moreno (Equador), Martín Vizcarra (Peru) e pelo representante diplomático da Guiana. Os representantes dos governos da Bolívia, Uruguai e Suriname participaram da cúpula como observadores e não assinaram a declaração de criação do ProSul.

O governo chileno esclareceu que esses três países “seguem participando de todas as instâncias próximas de diálogo e poderão ingressar no momento que decidirem”. As ausências de Evo Morales, da Bolívia, e de Tabaré Vasquez, do Uruguai, ilustram o mal-estar de governos mais à esquerda com a desenvoltura do presidente chileno, Sebastián Piñera, na articulação do novo bloco, claramente alinhado à direita.

A outra grande ausência foi a da Venezuela. Nicolás Maduro não foi convidado uma vez que Piñera e os outros presidentes reconhecem o líder opositor, Juan Guaidó, presidente da Assembleia Nacional da Venezuela e auto-declarado presidente interino, como o legítimo representante do país caribenho.

O texto de criação do ProSul não menciona expressamente por que a Venezuela foi excluída, mas afirma que entre os requisitos essenciais para participar do bloco estão “a plena vigência da democracia, a ordem constitucional, o respeito à separação de poderes do Estado, a promoção, a proteção, o respeito e a garantia dos direitos humanos e das liberdades fundamentais”. O primeiro presidente pro tempore do bloco será Sebastián Piñera, durante um ano. O sucessor será o Paraguai.

Piñera também não se referiu explicitamente à Venezuela, mas abordou a percepção do que falta ao país, nas entrelinhas do discurso. Disse que o ProSul será um “foro aberto a todos os países da América do Sul, sem ideologia, que vai respeitar a diversidade e as diferenças que cada povo decida ao eleger seus governos, também vai ter firme e claro compromisso com a democracia, com as liberdades e com o respeito aos direitos humanos de todos os habitantes de nossa América do Sul”.

Metrópoles

Farra da ex-presidente Dilma com dinheiro público não conhece limites: somente no ano passado, superou todos os antecessores ao torrar mais de meio milhão com assessores, diárias e passagens

Sábado, 23 de Março de 2019


(Crédito: DIDA SAMPAIO / ESTADÃO)

Os aspones marajás de Dilma

A farra da ex-presidente da República com dinheiro público não conhece limites. Somente no ano passado, superou todos os antecessores ao torrar mais de meio milhão com assessores, diárias e passagens. 

Durante umas das sessões da CPI da Petrobras, em 2015, que apurou o esquema de desvios de recursos da estatal, o deputado Paulinho da Força (Solidariedade-SP) foi enfático ao ser confrontado com o ex-engenheiro Renato Duque, ex-diretor de Serviços da companhia. “Fico impressionado com a ‘cara de pau’ do PT”. Na época, Paulinho criticava a desfaçatez do PT no assalto aos cofres da Petrobrás por meio de esquemas de desvios de recursos que até hoje desafiam os investigadores da Operação Lava Jato.

Cara de pau parece ser mesmo um requisito que de fato sobra no perfil petista. Mesmo depois de ter sido deposta em um processo de impeachment, a ex-presidente Dilma Rousseff conseguiu a proeza de ser a campeã entre os ex-presidentes brasileiros de despesas de seus assessores com viagens, passagens aéreas e diárias. Dados obtidos com base na Lei de Acesso à Informação revelam que Dilma gastou, somente no ano passado, mais de meio milhão de reais com o pagamento de diárias e passagens, combustível e demais despesas acessórias dos servidores que a acompanham.


Conforme os dados obtidos, as despesas somaram nada menos que R$ 632 mil. Isso sem contar os salários dos aspones. Em comparação com os demais ex-presidentes, a petista gastou mais que a soma de todo os demais ex-presidentes – José Sarney, Fernando Collor, FHC e Lula – no mesmo período. Todos eles têm direito ao benefício, mas extrapolar do uso de uma verba cujo princípio é conferir o mínimo de estrutura a um ex-presidente da República é deveras imoral.

Não basta levar o Brasil à bancarrota estando no cargo de presidente. Dilma nos lesa também fora dele. De acordo com o jornal, destes mais de R$ 600 mil gastos pelo contribuinte brasileiro, R$ 586,8 mil foram utilizados no custeio de passagens e diárias; além disso, houve também o pagamento de R$ 45,4 mil com manutenção, seguro e combustível de veículos utilizados. Até quando o País sustentará mordomias injustificáveis dessa natureza? É preciso dar um basta.

Sem freio

Um dado que impressiona nas informações obtidas é que a maior parte dos gastos aconteceu em Minas Gerais, onde Dilma tentou sem sucesso uma vaga de senadora. Ou seja, na prática, Dilma valeu-se de recurso público para tentar se eleger. Ela tinha um corpo de colaboradores viajando e se deslocando com ela pelo Estado – todos pagos pela União. Mesmo com esse aporte, ela ficou apenas em quatro lugar na disputa. Os gastos ainda aumentaram no ano passado em comparação com o ano anterior. Em 2017, Dilma, sem mandado e sem campanha, havia torrado aproximadamente R$ 520 mil com servidores. Em 2018, os gastos pularam para R$ 632 mil.

Ainda que seja bastante questionável a manutenção desse privilégio aos ex-presidentes, a liderança de Dilma na utilização desmedida de dinheiro público salta aos olhos. O senador Fernando Collor (PROS-AL) apresentou no ano passado uma despesa de R$ 306 mil (R$ 267 mil com diárias e passagens e R$ 39 mil com combustível). José Sarney (MDB-AP), por sua vez, gastou R$ 158 mil (R$ 135 mil com diárias e passagens e R$ 23 mil com combustível). Lula, mesmo preso, registrou despesas de R$ 119 mil (R$ 100 mil com diárias e R$ 19 mil com despesas automotivas), e Fernando Henrique Cardoso (PSDB-SP) R$ 41,3 mil. Do total, R$ 20 mil com diárias e passagens e R$ 21 mil com combustíveis, seguro e manutenção de veículos.

É uma lei sancionada José Sarney em 1986 que possibilita esses privilégios. Por ela, a União disponibiliza 40 funcionários para os cinco ex-presidentes, oito para cada um deles. Além disso, também fazem parte da estrutura dez veículos oficiais. No total, essa estrutura custa por ano R$ 5,5 milhões aos cofres públicos. Em tempos de desequilíbrio das contas públicas, e tentativas de ajustes para a retomada econômica, o valor é mesmo uma fábula. Em princípio, o benefício não deveria ser concedido a presidentes depostos por impeachment. Collor chegou a ter a benesse suspensa em 1993. Em 2006, entrou na Justiça e conseguiu reverter a decisão. É a decisão que favoreceu Collor que agora beneficia Dilma. O ex-presidente Lula, por meio do decreto 6.381, aumentou o número de servidores à disposição de ex-presidentes. De cinco para oito. Pela norma, os presidentes têm direito a quatro servidores para atividades de segurança e apoio pessoal, dois motoristas e dois assessores em cargos de comissão.

No caso de Lula, especificamente, o Ministério Público utilizou o relatório de viagens de assessores ao Sítio de Atibaia como um dos principais elementos que corroboraram a tese de que o imóvel era de fato do ex-presidente. O contribuinte brasileiro pagou 1089 diárias aos servidores para acompanhá-lo e à ex-esposa Marisa Letícia entre os anos de 2011 e 2016. Agora, descobre-se que Dilma valeu-se do mesmo artifício. Só que para fazer campanha em Minas Gerais e nem sequer se eleger – neste caso, menos mal. Ou seja, sobra mesmo cara de pau…

Isto É

“Vestibular” da UFRN para reocupação de 217 vagas residuais segue com inscrições abertas


Sábado, 23 de Março de 2019

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), através do Núcleo Permanente de Concursos (Comperve), disponibiliza o edital de seleção para reocupação de vagas residuais da instituição. Ao todo são oferecidas 217 vagas distribuídas entre os cursos de graduação da UFRN, para ingresso no segundo semestre de 2019.

Podem concorrer a vagas candidatos que possuem vínculo ativo em algum curso de nível superior, pessoas que já são graduadas e, também, ex-alunos de graduação da UFRN. As inscrições devem ser realizadas entre os dias 11 de março e 1º de abril pela internet. O interessado deve acessar o portal da Comperve no período indicado acima, preencher a ficha de inscrição que estará disponível, e pagar a taxa no valor de R$ 30.

A seleção conta com prova objetiva de Português e Matemática, redação e avaliação de títulos. As avaliações acontecem no dia 05 de maio e o resultado final será divulgado na data provável de 28 de junho. Mais informações podem ser obtidas no edital do processo, disponível neste link.

Com informações da UFRN

"Carta de Dilma para Temer" viraliza na rede

Sábado, 23 de março de 2019


Foto: Montagem/Jornal da Cidade Online.

Dilma Rousseff está na Espanha. E de lá resolveu escrever uma carta para o homem com quem conviveu harmoniosamente durante 6 anos, até ser golpeada e defenestrada do poder.

O texto satírico foi escrito por Eduardo Affonso e publicado em seu perfil no Facebook.

Não deu outra... viralizou.

Leia a íntegra:
Michel,
Primeiramente, escrevo esta carta do fundo do meu coração no que se refere a sentimento, que é uma coisa muito importante que a pessoa ela sente e ela precisa demonstrar. O pai tem, a mãe tem, e ter não é mais importante do que ser, conforme dizem os filósofos, que são pessoas que pensam sobre os sentimentos, como os gregos que eram filósofos também e inventaram o esporte olímpico, que nos deixou o legado.

Eu e você, nós tivemos nossas diferenças, o que é uma coisa natural entre duas pessoas, ou entre 3, 4, 5 pessoas, ou mesmo entre animais, que a gente trata como pessoas porque o cachorro ele é o melhor amigo do homem e a cadela é a melhor amiga da mulher, e o cachorro trans é o melhor amigo trans do homem trans, e isso é uma coisa importante de lembrar nesta data, que é um dia. Um dia que depois vem uma noite, e a noite é uma criança - por isso não posso deixar de falar do cachorro.


Você fez uma cachorrada comigo, Michel, mas eu te perdoo, no que se refere a que eu foi por sua causa que me tornei ex e agora gasto 600 mil por ano viajando pra lá e pra cá às custas do povo para falar mal do Brasil no que se refere ao golpe. Sem você, eu teria que morar mais dois anos naquele palácio horroroso que a gente não sabe onde é a porta onde é a janela, cheio de rampa sem corrimão que é uma coisa muito importante no que se refere a acessibilidade e se não fosse o Bessias me ajudando a subir e a descer eu teria me estabacado diuturnamente pelo menos 3 vezes por semana. Sem contar as vezes que teria errado a vidraça da porta e tentado sair pela vidraça da janela.
Mas tergiverso, Michel. Porque estou perplecta com o que te aconteceu. Perplecta e estarrecida no que se refere a delação premiada, que é uma coisa que eu não sei se você sabe, tem um ditado que diz que farinha pouca meu pirão primeiro. E pirão é feito com mandioca, e a farinha da mandioca é uma coisa importante na alimentação do homem nordestino, da mulher nordestina e do povo do nordeste, do sudoeste e de todos os pontos cardeais. Não faça delação premiada, Michel. Ou, se fizer, não lembre da mandioca.

O presidente Lula não fez delação premiada e não entregou a si próprio no que se refere a ser o chefe da organização criminosa. Ele está sendo submetido a torturas na prisão, no que se refere a ter que ler livros. Eu li 3 livros uma vez a minha vida inteira e ainda tenho pesadelos com esse trauma.. Essa tortura é algo que não se apaga como o interruptor ou o dentifrício.

Você foi o meu vice decorativo, e é de coração que lhe peço que não caia na tentação de contar aquelas coisas que a gente combinou no que se refere a verbas, contratos e porcentagens que são uma coisa muito importante no que se refere a contabilidade paralela. Como você é um homem culto, que estudou mesóclises, sabe que as paralelas têm uma coisa em comum que é o rabo do cachorro. O rabo do cachorro, e isso eu aprendi na política, é parte do cachorro mas é mais rápido que o cachorro, por isso o cachorro nunca alcança o rabo.

Você pode ter ficado magoado por eu ter te chamado de golpista, que é uma coisa muito importante no que se refere ao impítimã, mas você sabe que eu às vezes me enrolo um pouco com as palavras porque eu penso muito depressa, e quando eu penso eu sou o cachorro e o meu pensamento é o rabo do cachorro.

Era isso. Meu conselho é que, na hora em que te perguntarem alguma coisa, você mexa as mãozinhas, fale "evidentemente" como se fosse vírgula, deixando as pessoas confusas, assim como eu faço quando uso "no que se refere" como se fosse vogal.

Se encontrar com o Serginho e o Pezão no banho de sol, diga que eu penso neles todos os dias e que #tamojunto porém vocês aí e eu aqui. Porque a lealdade é uma coisa muito importante no que se refere a ninguém soltar a mão de ninguém, e esse primeiro ninguém é você e esse segundo ninguém sou eu.

Em nome dos bons momentos e dos velhos tempos, receba um afetuoso e desinteressado abraço da sua amiga

D.R.

PS 1: Palocci deu com a língua nos dentes e tá lá, preso. Zé Dirceu não abriu o bico e tá solto. Como se diz em Minas, passarinho que come pedra mais vale que dois cachorros que ladram mas não mordem.

PS 2: E veja pelo lado positivo: você está no Rio e seu advogado não é o Zanin!

(Texto de Eduardo Affonso. Arquiteto. Publicado no Facebook)

Fonte: Jornal da cidade Online

Exportações para a Europa a partir do Porto de Natal serão retomadas após um mês

Sábado, 23 de março de 2019 


Diretoria da Codern trabalha para restabelecer as operações no porto (Foto: Divulgação/Codern)

As exportações de frutas que saem do Porto de Natal com destino à Europa serão retomadas após um mês. A única empresa responsável por essa operação, a CMA-CGM, comunicou a volta à normalidade ao diretor-presidente da Companhia Docas do Rio Grande do Norte (Codern), Almirante Öberg, na quinta-feira, 21. A saída do próximo navio está programada para o dia 6 de abril.

A empresa havia anunciado suspensão na operação no dia 21 de fevereiro, após apreensão de quase 3,3 toneladas de cocaína dentro de contêineres, nos dias 12 e 13 de fevereiro, o que teria gerado prejuízo para a imagem da empresa.

Os exportadores do Estado alegam que a ausência de uma máquina de escâner no terminal, que dificultaria a implantação das drogas em meio às cargas, seria um dos motivos que levou a transportadora a tomar a decisão. A estrutura custaria cerca de R$ 11 milhões.

Em um dos trechos do documento enviado pela CMA-CGM à Codern, a empresa agradece o “plano de ação detalhado” de segurança e “os esforços que estão sendo realizados pela diretoria da Codern” para o restabelecimento das operações.

“Agradeço o voto de confiança da CMA-CGM. Reafirmo a nossa disposição em transformar o Porto de Natal em uma referência nacional no que se refere à segurança, recuperando ainda em 2019 a certificação do Código Internacional para Proteção de Navios e Instalações Portuárias. Providências estão sendo tomadas e o Porto de Natal vai seguir o seu funcionamento normal”, disse o Almirante Öberg, diretor-presidente da Codern.

Segundo a própria Codern, cerca de 43 mil toneladas de frutas são embarcadas, por mês, no terminal. Somente os melões foram responsáveis por 53% da exportações estaduais, em janeiro deste ano, com US$ 23,6 milhões, conforme dados do Ministério da Economia, Indústria, Comércio Exterior e Serviços.

Além das frutas, outro setor afetado é o das empresas de reciclagem, que em média exportam 1.500 toneladas de material ferroso e não ferroso por mês.

CMA-CGM

A CMA-CGM é uma empresa francesa de transporte marítimo e conteinerização sediada em Marselha. Ela foi fundada em 1996 a partir da fusão da Compagnie Maritime d’Affrètement com a Compagnie Générale Maritime. A CMA CGM é a quarta maior empresa mundial de seu ramo, navegando por mais de duzentas rotas entre 420 portos em 150 países, entre eles, o de Natal. (Com informações G1 RN e Codern).

Fonte: Costa Branca News

Grupo de Temer fraudava documentos para despistar investigação, diz MPF

Sábado, 23 de Março 2019

SALVARBrasil 


Ao pedir a prisão de Michel Temer, o Ministério Público Federal do Rio de Janeiro afirmou que o serviço de contrainteligência montado pelo coronel João Baptista Lima Sobrinho também fraudava documentos da Argeplan para despistar as investigações.

Exemplo teria sido uma alteração contratual na qual a empresa transfere toda sua participação societária, no valor de R$ 939 mil, para a AF Consult – Switzerland Ltda. — contratada para as obras de Angra 3.

A mudança foi feita em março do ano passado, dias antes de uma busca e apreensão.

“Tudo indica que este documento tem como finalidade tentar livrar os membros da organização criminosa dos núcleos político e financeiro de qualquer culpa pelos crimes cometidos, tentando imputar somente a Roberto Gerosa [da AF Consult] as irregularidades cometidas. Provavelmente a produção deste documento se deu após o setor de contrainteligência ter informações do estado das investigações envolvendo as empresas mencionadas”, diz o MPF.

Fonte: O Antagonista

Colocar no xilindró a alta casta da bandidagem do país não é motivo para “vergonha”

Sábado, 23 de Março de 2019


Há quem diga que é uma vergonha para o Brasil ter no xilindró dois ex-presidentes da República, um punhado de ex-governadores e uma penca de políticos e empresários. Todos são corruptos. Vergonhoso seria mantê-los em liberdade, alimentando a impunidade que sempre definiu este país.

Aliás, se é para falar em vergonha...

Vergonhoso para o Brasil é um juiz federal ser obrigado a realizar uma gigantesca manobra jurídica em sua decisão, como num imenso tabuleiro de xadrez, para garantir que os peixes graúdos não sejam soltos por poderosos amigos togados do Supremo Tribunal Federal.

Vergonhoso é o presidente da Câmara dos Deputados agir como uma criança mimadinha disposta a espernear no chão para que todos façam suas vontades. E quando alguém diz "não" ou manda ele arrumar a cama, faz biquinho e começa a plantar na imprensa fofocas e frases de efeito de novela mexicana.

Vergonhosa é essa criança mimada ir chorar no penico do tio togado cinco minutos após a prisão do sogrão e as pessoas acharem isso normal, regular e aceitável.

Vergonhoso é um juiz da Suprema Corte usar palavras de baixo calão e ilações gravíssimas para ofender membros do Ministério Público Federal - MPF, da Polícia Federal - PF e da Receita Federal que tiveram a ousadia de cumprir o dever funcional de investigar.

Vergonhosa é a retórica covarde da Imprensa Brasileira, que não tem coragem de assumir seus alinhamentos político-ideológicos e engana o Povo com o discurso fake da isenção.

Tanta coisa para se envergonhar e tem gente preocupada com o fato de estarmos colocando no xilindró a alta casta dos bandidos deste país.

Sigamos em frente..

Helder Caldeira

Escritor, Colunista Político, Palestrante e Conferencista
*Autor dos livros “Águas Turvas” e “A 1ª Presidenta”, entre outras obras.

Dentro do avião, sogro de Rodrigo Maia foi avisado do mandado de prisão e tentou fuga

Sábado, 23 de Março de 2019


Quando o voo do ex-ministro Moreira Franco aterrissava no aeroporto do Galeão no Rio de Janeiro, ele foi avisado do mandado de prisão expedido pelo juiz Marcelo Bretas e de que possivelmente a Polícia Federal estaria se preparando para prendê-lo.

Assim que desembarcou, o “Angorá” saiu em desabalada carreira e entrou no veículo Volvo que o aguardava, que saiu em disparada, passando inclusive por cima da calçada.

Uma pessoa que estava no local fotografou o veículo e mostrou para os policiais federais que chegaram logo em seguida, cerca de 30 segundos de diferença.

Agilmente, os policiais saíram em perseguição em um táxi que estava em posição mais adequada.

O taxista “pé quente” não demorou alcançar o veículo onde estava o ‘fugitivo’.

Ainda nas imediações do Galeão o ex-ministro foi preso.

Cenas cinematográficas.

Fonte: Jornal da Cidade Online

O desabafo do ministro demitido por Temer por não aceitar a falcatrua de Geddel (Veja o Vídeo)

Sábado, 23 de Março de 2019


Bem jovem foi guindado ao cargo de Ministro da Cultura.

Não durou nem um mês.

Marcelo Calero embargou a obra do prédio moderno e gigante encravado ilegalmente numa área histórica de Salvador (BA).

O criminoso Geddel Vieira Lima, então poderoso ministro de Michel Temer, era um dos empreendedores na maracutaia ilegal.

Geddel e Calero foram para o confronto.

No gabinete presidencial no Palácio do Planalto, o jovem idealista percebeu que estava lidando com uma quadrilha.

Não titubeou. Pediu demissão.

Hoje é deputado federal e sonha com um novo Brasil.

Os seus dois algozes estão presos.

Veja o desabafo:




Articulista e repórter
amanda@jornaldacidadeonline.com.br

Presidente do Chile ataca o PT: “defendiam ideias que fracassaram no mundo inteiro”

O presidente do Chile, Sebastián Piñera, disse no Foro de Santiago:
“Há dez anos nosso continente está sob a influência de ideias equivocadas do Foro de São Paulo, sob o auspício do Partido Comunista Cubano e do Partido dos Trabalhadores brasileiro, que defendiam ideias que fracassaram no mundo inteiro.”
E acrescentou:
“Venezuela, Cuba e Nicarágua são as melhores expressões do fracasso do socialismo do século XXI. Como não existe mal que dure 100 anos, tenho certeza de que as ditaduras, especialmente a da Venezuela, têm seus dias contados.”
O Antagonista

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. paulo martins
    Lula tá preso? Desde quando?
    Que eu saiba, o ladrão de nove dedos está é recebendo tratamento vip na hospedaria da PF em Curitiba.
    Deixando o tempo passar para voltar à ativa com todo o gás.
  2. Aderbal
    Pirados, Lula tá preso. Virem o disco! Comunismo morreu faz tempo! Vocês não tem outra piração para alardear???
  3. humbabomber
    KKKKK
    Meu filho, Lulla tá preso já!
  4. Anti-Comunista
    ESSE VIDEO CONTA A VERDADE DE FIDEL CASTO EM CUBA UMA VIDA DE LUXO IGUAL A LULA E O PT NO BRASIL QUE ROUBARAM O POVO BRASILEIRO E O BRASIL.
    La fortuna y el paraíso secreto de Fidel Castro revelados por su ex guardaespaldas
  5. Anti-Comunista
    CUBA, VENEZUELA, TURQUIA, CORÉIA DO NORTE DITADURAS TOTALITÁRIAS
    O PT E LULA QUERIA FAZER UMA DITADURA COMUNISTA NO BRASIL.

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055