martins em pauta

Postagem em destaque

BRISANET A MELHOR INTERNET DO BRASIL

sábado, 6 de fevereiro de 2021

Botafogo tem rebaixamento mais precoce do Brasileirão entre clubes já campeões

 Sábado, 06 de Fevereiro de 2021 


Botafogo tem rebaixamento mais precoce do Brasileirão entre clubes já campeões
Foto: Vítor Silva/ Botafogo

O Botafogo perdeu para o Sport na última sexta-feira (6) e não tem mais chances de permanecer na Série A. Matematicamente, o resultado da 34ª rodada do Campeonato Brasileiro rebaixou o clube para a Segunda Divisão. Faltando ainda quatro jogos para encerrar a competição, a queda da equipe carioca é mais precoce entre as equipes que já foram campeãs brasileiras. 

 

Antes do Botafogo, o Sport, coincidentemente, era o clube que havia sido rebaixado com maior número de rodadas antes do fim do Campeonato. Em 2009, o Leão da Ilha caiu para a Série B na 35ª rodada. O rebaixamento do Glorioso é o mais precoce entre campeões do Brasileirão desde 2006, quando a competição passou a ter 20 times disputando pontos corridos. 

 

O desempenho da equipe carioca também não foi dos melhores nas últimas 14 temporadas. O aproveitamento do Botafogo no campeonato de 2020 foi o quinto pior entre todas as equipes que passaram pela Primeira Divisão nos últimos anos, ficando atrás das campanhas do América-RN em 2007, Náutico em 2013, Avaí em 2019 e Paraná em 2018. 

 

Ao longo desta temporada, o Alvinegro contratou 25 jogadores, utilizou quase 60 atletas durante a competição e teve cinco técnicos comandando o time.

 

Mesmo com quatro jogos pela frente, contra Grêmio, Goiás, São Paulo e Ceará, o foco da equipe agora é planejar um possível retorno para a elite do Brasileiro com a temporada 2021. 


Por enquanto, o Coritiba já está praticamente rebaixado, na vice-lanterna da classificação, enquanto Goiás e Bahia tentam deixar o Z4 e Vasco, Fortaleza e Sport tentam se manter fora das últimas quatro posições.

Aplicação da prova de exatas do Enem digital será neste domingo

 Sábado, 06 de Fevereiro de 2021 


Aplicação da prova de exatas do Enem digital será neste domingo
Foto: Camila Oliveira / TV Bahia

Este domingo (7) será o segundo dia de aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) digital. Esta é a primeira edição do exame, que é aplicado de forma piloto para um número reduzido de participantes. Assim como no primeiro dia de aplicação, os participantes poderão levar caneta esferográfica de cor preta, dessa vez para fazer os cálculos em folha de rascunho. 

 

Neste segundo dia de aplicação, os candidatos farão as questões de matemática e ciências da natureza. No último domingo (31), fizeram as provas de linguagens, ciências humanas e redação. O tempo de prova e os horários de aplicação são os mesmos do Enem impresso: 5 horas. Os portões abrem também às 11h30 e fecham às 13h, no horário de Brasília.

 

Segundo a Agência Brasil, com informações do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), cerca de 30 mil candidatos fizeram o Enem digital, o que corresponde a aproximadamente 32% do total de 93 mil inscritos.

 

A aplicação piloto do Enem digital deverá ser o início das mudanças no Enem. A intenção do Ministério da Educação (MEC) é que o exame, utilizado como porta de entrada para as principais instituições de ensino superior do país, seja totalmente digital até 2026.

VÍDEO E FOTO: Carro pega fogo na BR-304, em Macaíba

Sábado, 06 de Fevereiro de 2021


Fonte: Blog do BG

Imagens de um veículo pegando fogo foram registradas na tarde deste sábado (6) no acostamento da BR-304, em Macaíba, na altura das instalações da fábrica da Nutriday.

Populares presenciaram a cena e disseram que o carro havia abastecido minutos antes. Até o momento não há informações em relação à possíveis vítimas, nem sobre o paradeiro do proprietário do automóvel.

Registro de novas armas de fogo mais que dobra nos últimos dois anos, no RN

Sábado, 06 de Fevereiro de 2021

Foto: Getty Images

Nos últimos dois anos, a quantidade de registros de novas armas de fogo no Rio Grande do Norte mais que dobrou. A Polícia Federal fez o registro de 2.577 em 2020, um aumento de 104,68% comparado a 2018 (1.259), e de 28,4% ante 2019 (2.006 armas). Os dados são da Polícia Federal, obtidos pela Tribuna do Norte via Lei de Acesso à Informação.

A maioria das armas novas está nas mãos da sociedade civil. De acordo com os dados da PF, 1.973 dos mais de 2,5 mil novos registros no RN em 2020 (76,5%) foram concedidos a cidadãos. O restante, para policiais ou empresas de segurança privada.

Os registros cresceram em todo Brasil. A Polícia Federal registrou, ao todo, 179.771 novas armas em 2020 – um crescimento de 91% com relação ao ano anterior, que já havia apresentado crescimento alto ante a 2018. É o maior número desde o início da série histórica disponibilizada pela instituição, que começa em 2009. Leia a reportagem completa na Tribuna do Norte.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Fábio Luis

    Vamos dobrar a meta agora então.

  2. Chimbau

    IMPECHEMANT JÁ FORA BOLSOTRALHAS

  3. Grande Cão

    Tá pouco, temos que decuplicar a meta. Não sei que medo é esse da mídia safadista de armas nas mãos de pessoas de bem

  4. Lucianobrito

    É pra dobra a meta em 2021.

  5. Raimundo

    À pergunta é!! Aumentou as mortes por arma de fogo ou diminuíram ?

  6. Maria

    Beleza, pra ficar melhor esses novos portadores de armas deveriam ter um curso preparatório com o próprio Minto, igual ao que ele teve, numa só investida, entregou uma arma comprada em Israel e uma moto potente. Se arma servir pra dominar bandido ele que foi do exército, sabe usar a arma e ainda passou por esse vexame .

  7. SERÁ??????

    Agora com certeza o número de mortes por arma de fogo irão cair. Teremos a paz social sonhada pelo nosso povo. As discussões não irão mais existir nas famílias, no trabalho ou na rua. Se qualquer um tirar onda a gente mete bala e resolve.

Merck “desacredita a ivermectina” porque “está produzindo um antiviral bem mais caro”, diz o deputado e médico Albert Disckson

Sábado, 06 de Fevereiro de 2021

Imagem: reprodução/Instagram

O deputado estadual e médico Albert Dickson, defensor do tratamento precoce contra a covid-19, publicou em seu perfil no Instagram que o laboratório Merck “desacredita a ivermectina por ser um medicamento barato”.

Na postagem, o deputado também compartilha a nota divulgada pela Vitamedic, fabricante da Ivermectina no Brasil, que entre outros pontos fala sobre o incômodo de empresas que têm interesse em lançar produtos patenteados de alto custo para tratar a covid-19.


VEJA MAIS: Fabricante da Ivermectina no Brasil rebate farmacêutica Merck: “Baixo custo incomoda”

A motivação para isto seria, segundo Dickson, porque a farmacêutica “está produzindo um antiviral bem mais caro e devidamente patenteado”, escreveu. “Assim funciona a indústria farmacêutica”, completou.


Fonte: Blog do BG

RN recebe novo lote com 46.800 doses da Coronavac neste domingo (7)

Sábado, 06 de Fevereiro de 2021


Neste domingo (07), chegam ao Rio Grande do Norte novas doses da vacina contra Covid-19. Desta vez, serão 46.800 doses da CoronaVac.

O voo com a carga do imunizante está previsto para chegar às 11h55 no Aeroporto Internacional Aluízio Alves, no município de São Gonçalo do Amarante.


Fonte: Blog do BG

ALCAÇUZ NÃO MENTE: Ex-secretária destaca “falta de verdade” na mensagem anual de Fátima Bezerra

Sábado, 06 de Fevereiro de 2021


O fato é que pegamos Alcaçuz simplesmente uma verdadeira barbárie. Foi assim que a governadora Fátima Bezerra, durante a leitura de sua Mensagem Anual, na Assembleia Legislativa, introduziu a temática do Sistema Penitenciário do Estado. Não sei onde ela vive ou quem escreveu sua mensagem, mas, certamente, ela não fala do mesmo sistema que trabalhamos no governo Robinson Faria e que virou referência para todo o Brasil.

O Secretário, à época, Mauro Albuquerque, inclusive, foi convidado pela própria governadora para continuar no cargo no seu governo, devido a série de medidas que tomou e que foram, reconhecidamente, um divisor de águas na então Secretaria de Justiça e Cidadania do RN.

Entre 2017 e 2018, tive o desafio de colaborar para o enfrentamento da crise que se instalou no Sistema Penitenciário. Designada pelo Governador Robinson e ao lado do Secretário Mauro, tivemos muito trabalho a fazer. No início, a realidade era difícil: presídios sucateados, sem grades nas celas, agentes desmotivados e com péssimas condições de trabalho, facções controlando o que era para ser domínio do Estado, sem falar na rebelião que colocou o RN na mídia internacional. Isso tudo, fruto de anos de abandono por parte do poder público.

A partir de uma mudança de paradigma, colocamos ordem na casa, grades nas celas; entregamos uma nova Alcaçuz, com atendimento médico, psicológico, social e odontológico. Entregamos a Cadeia Pública de Ceará-Mirim; criamos um Plano Diretor para o Sistema Penitenciário, norteando as ações para melhoria na gestão prisional do Estado pelos próximos anos, e encaminhamos diversos processos para a compra de equipamentos, como os bodyscan.

Fizemos concurso público para 570 novos agentes penitenciários e realizamos o curso de formação, além de implantar o Estatuto da Carreira e os níveis remuneratórios, dando mais dignidade e reconhecendo-os como agentes de segurança pública do Estado. Outras ações como reforma e construção de novos pavilhões em Alcaçuz, construção de um Centro de Capacitação e de uma oficina-escola para profissionalizar detentos e a ampliação do Complexo Penal Estadual Agrícola Mário Negócio também foram obras daquela gestão.

Deixamos o sistema com pelo menos 2 mil novas vagas, o que representa 25% do que havia antes. Algo inédito. Sem falar no uso de celulares dentro das unidades que foi zerado, assim como o número de fugas e rebeliões. Em que mundo isso é uma situação caótica? De barbárie?

Não posso deixar de citar o mais importante e que foi o que, de fato, mudou a cara do sistema prisional do RN: Procedimento. Todas as unidades, agentes e apenados passaram a seguir regramentos e normas que antes não existiam e que colocaram ordem nos presídios. A mudança foi tão positiva que todos os procedimentos adotados nas unidades durante a nossa gestão seguem em vigor até hoje.

A governadora Fátima foi inteligente em prosseguir com tudo que vinha dando certo, mas antes de balbuciar informações que não condizem com a realidade, precisa ter respeito ao legado de muitos que lutaram para construir o que se mantém de pé até hoje.

Tatiana Mendes Cunha

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Josias

    Nada de novidades!
    PT sendo PT.
    Fora Fátima!
    Tá acabando com o RN.

    • sol

      Tem certeza que é Fátima que está acabando com o RN? Quando ela começou a governar, quais e quantos abacaxis ela teve que descascar? E quem deixou os abacaxis? Memória curta é de lascar!!!

  2. Erasmo

    Eu tocaria fogo em Alcaçus, tirava os Polícias e pegue. Até se fosse da minha família, bandido é bandido.

Chega ao Brasil 1º lote de insumos da vacina de Oxford que renderá 2,8 milhões de doses

Sábado, 06 de Fevereiro de 2021


Foto: Cassiano Rosário/Futura Press/Estadão Conteúdo

O primeiro lote do ingrediente farmacêutico ativo (IFA) para a produção das vacinas de Oxford/AstraZeneca na Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) chegou neste sábado (6) no Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro, vindo da China, de onde partiu às 20h35 da última quinta-feira (horário de Brasília).

O IFA possibilitará a produção de mais 2,8 milhões de doses da vacina contra a Covid-19, que já começou a ser aplicada no Brasil a partir de 2 milhões de doses prontas importadas da Índia no mês passado.

Esses insumos para que a Fiocruz produza a vacina de Oxford no Brasil está pronto para ser exportado da China desde 10 de dezembro do ano passado. A demora na liberação do material atrasou o cronograma da produção do imunizante no Brasil.

O IFA é composto por organismos vivos, são conjuntos de adenovírus, que virão para o Brasil em quantidade suficiente para possibilitar a produção das vacinas. Adenovírus é um vetor viral que foi tratado em laboratório para gerar anticorpos no organismo humano sem qualquer tipo de risco.

O insumo foi fabricado no laboratório Wuxi Biologics, na China, e foi vistoriado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) no fim do ano passado.

O laboratório é parceiro da farmacêutica europeia AstraZeneca, que desenvolveu a vacina com a Universidade de Oxford, do Reino Unido.

Depois do desembarque, o IFA será transportado para o Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos (Bio-Manguinhos/Fiocruz), na zona norte do Rio de Janeiro.

Transporte a -55 graus e descongelamento

Já na Fiocruz, após checagens de controle de qualidade, o insumo deve ser liberado na próxima quarta-feira (10) para descongelamento, já que precisa ser transportado a -55 graus Celsius.

O degelo precisa ser feito lentamente, e somente na sexta-feira (12) deve ter início a formulação do lote de pré-validação, necessário para garantir que o processo de produção da vacina está adequado.

Na formulação, o IFA é diluído em outros componentes da vacina, que, entre outras funções, garantem que a armazenagem possa ser feita em refrigeradores comuns, com 2 a 8 graus Celsius.

Após a formulação, uma série de outros procedimentos como o envase e a rotulagem preparam a vacina para distribuição. Tal processo conta com rigorosos testes de qualidade, e a previsão é que o primeiro lote de pré-validação da vacina seja liberado para aprovação da Anvisa no dia 18 deste mês.

A Fiocruz esperava inicialmente o envio de 14 remessas de IFA ao longo do primeiro semestre, cada uma com insumo suficiente para produzir 7,5 milhões de doses.

As duas primeiras remessas deveriam ter chegado em janeiro, e o contrato prevê que a fundação receba o suficiente para produzir 100,4 milhões de doses até julho.

Apesar dos atrasos na chegada do insumo, a Fiocruz afirma que é possível manter o compromisso de entregar a mesma quantidade de doses.

Chegada de mais lotes e nacionalização da produção

Em fevereiro, em vez de dois lotes, cada um para 7,5 milhões de doses de vacina, a Fiocruz receberá três lotes, que, somados, terão o IFA necessário para produzir as mesmas 15 milhões de doses previstas inicialmente.

A chegada dos dois próximos lotes de IFA está programada para os dias 23 e 28 de fevereiro, e a Fiocruz prevê entregar o primeiro milhão de doses prontas entre 15 e 19 de março, e mais 14 milhões de doses até o fim do mês que vem.

No fim de março, a escala de produção da vacina em Bio-Manguinhos deve aumentar de 700 mil doses por dia para 1,3 milhão de doses por dia, o que permitirá entregas maiores: 27 milhões de doses em abril, 28 milhões em maio e 28 milhões em junho. As 2,4 milhões de doses que completam o compromisso de 100,4 milhões devem ser entregues em julho.

Os termos do acordo entre a Fiocruz, a AstraZeneca e a Universidade de Oxford preveem que, inicialmente, o Brasil vai produzir a vacina com IFA importado.

Posteriormente, Bio-Manguinhos vai nacionalizar a produção do insumo, o que deve ocorrer no segundo semestre, a partir de um processo de transferência de tecnologia.

Após a nacionalização do IFA, a Fiocruz prevê produzir mais 110 milhões de doses até o fim deste ano, chegando a um total de mais de 210,4 milhões de doses, o que faz da vacina Oxford/AstraZeneca a que tem mais doses programadas para serem aplicadas na população brasileira até o momento.

Eficácia da vacina

A aplicação dos primeiros 2 milhões de doses que chegaram da Índia recebeu autorização de uso emergencial da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), e o pedido definitivo de registro da vacina no país está em avaliação, depois de ter sido concluído no mês passado.

A vacina já foi autorizada pela autoridade sanitária do Reino Unido (MNRA) e também recebeu sinal verde da agência reguladora de medicamentos da União Europeia (EMA). Além do Brasil, outros países como Reino Unido e Índia já iniciaram a aplicação das doses.

A vacina de Oxford tem eficácia geral de 76% nos 22 dias após a aplicação da primeira dose, e de 82% após a segunda dose, que deve ser aplicada três meses após a primeira. Os dados foram publicados na revista científica The Lancet, uma das mais respeitadas do mundo.

Além de prevenir a doença em mais de 80% dos casos, a vacina apresentou 100% de eficácia contra casos graves e hospitalizações. Isso significa que, durante os estudos clínicos, ninguém que foi vacinado precisou ser internado.

Ao participar do lançamento do edital de construção do novo Complexo Industrial de Biotecnologia em Saúde (CIBS) de Bio-Manguinhos, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, disse na sexta-feira (5), que o Brasil continua a negociar com outros laboratórios desenvolvedores e produtores de vacinas contra a covid-19, como os da Sputnik V, da Rússia, e da Covaxin, da Índia.

CNN Brasil com informações da Agência Brasil

Frota é questionado por seu próprio eleitor e parte para a "agressão": "Vá tomar no c*! Vá pra p*** que te pariu!” (veja o vídeo)

Sábado, 06 de Fevereiro de 2021

Nas imagens, Alexandre Frota, deputado federal, aparece ofendendo um de seus eleitores, ao ser questionado sobre estar traindo aqueles que votaram nele:

“Ai, Alexandre Frota, como você se sente traindo os votos, quem votou em você?”, pergunta o homem, que não se identificou.
“Eu quero que vá tomar no c*”, respondeu o deputado.

O homem ainda questiona:

“É assim que fala com seu eleitor? Eu votei em você!”

E Frota dispara:

“É assim que eu falo pro meu eleitor. Tu acha que vai me xingar, tu acha que vai me intimidar? Então vá pra p*** que te pariu! F*da-se você!”.

 

Ao seguir sendo questionado sobre seu posicionamento, Frota continua seu discurso ofensivo e, sem justificar o porquê, chama Bolsonaro de corrupto, vira as costas e vai embora.

O homem continua tentando obter uma explicação, mas o político o ignora e sai esbravejando.

O discurso de ódio nunca precisou de embasamento...

Frota honrou sua trajetória e, novamente, passou vergonha e protagonizou uma cena nojenta.

Assista ao vídeo completo:

Fonte: Jornal da Cidade Online

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055