martins em pauta

sábado, 17 de fevereiro de 2018

Veja índices pluviométricos dos municípios do RN em 2018

Sábado, 17 de Fevereiro de 2018


Índices pluviométricos dos municípios do RN de 2018 até o dia 16/02.


41° Homicídio em Mossoró 2018: Ataque a tiros deixa homem morto e mulher baleada na Comunidade da Barrinha

Sábado, 17 de Fevereiro de 2018


Um homem que segundo informações chama-se Francisco Otoniel Carvalho de Medeiros, foi morto e sua mulher identificada apenas como Betinha, ficou gravemente ferida durante ataque a tiros na comunidade da Barrinha, zona rural de Mossoro.



O crime aconteceu no início da noite desta sexta feira 16 de fevereiro de 2018 e segund a polícia criminosos arrombaram a porta da frente da casa, invadiram a residência e executaram o homem é balearam a mulher na cabeça.

Testemunhas relataram que os homens chegaram em uma moto e após o crime fugiram em sentido ignorado.

A mulher foi socorrida por populares para o Hospital Tarcísio Maia em estado grave.

De acordo com a polícia, Francisco Otoniel havia sido preso no ano passado com armas de fabricacão caseira no Bairro Belo Horizonte.

A equipe do GTO isola o local aguardando as equipes do Itep e da Polícia civil.




Fonte: Fim da Linha

Pernambuco: Carteiro e esposa são mortos na frente dos filhos.









By Max Correio FM on 16 de fevereiro de 2018


Um casal foi assassinado a tiros na frente dos filhos na noite da última quinta-feira (15), na cidade de Ribeirão, na Mata Sul de Pernambuco. O crime aconteceu por volta das 20h30, quando criminosos arrombaram um portão de ferro com um machado e invadiram a casa. O casal estava no local na companhia da filha de três anos e do filho de nove anos.

No momento do crime, Laila Araújo Bente, de 32 anos, estava com a filha no colo. O marido, o carteiro Klayton Ferreira de Melo, de 35 anos, ainda tentou fugir se escondendo embaixo da cama, mas também foi atingido e morreu. Os dois eram muito religiosos e não tinham intriga com ninguém, segundo o tio de Klayton, Fernando Leite, que é secretário de Cultura da cidade.

O que me revolta é a covardia. Meu sobrinho é evangélico, a vida dele é do serviço para casa e da casa para o serviço. O que me deixa mais triste é que fizeram isso na frente das crianças”, lamentou Fernando. “Eles eram inocentes. Temos 100% de certeza de que foi engano”, completou. O menino de nove anos contou a Fernando como aconteceu o crime. “Ela me disse que ‘atiraram na bochecha da minha mãe'”, contou. “Queremos que a Justiça tome uma decisão e corra atrás dessas pessoas sem escrúpulo”, cobrou.

O pai de Klayton, o vendedor José Ferreira, de 55 anos, contou como ficou sabendo do crime. “Eu estava na igreja e chegou um carro do Samu. Pensei que fosse alguma ambulância e quando fui para o lado de fora me disseram que atiraram no meu filho e na minha nora. A minha reação no momento foi correr atrás da viatura do Samu e ir na delegacia prestar queixa. Pensei que fosse menos grave, mas quando cheguei lá tinham arrombado o portão com um machado”, relatou.

Segundo José, os criminosos estariam procurando uma vizinha. “Dizem que foram matar uma vizinha que tem histórico ruim e gritavam pelo nome dele. Meu filho dizia ‘não é aqui não’. Ele fechou a porta do terraço e arrombaram a segunda porta. Meu filho correu com a esposa e meus dois netos para o quarto e se trancou lá”.

“Tinha uma parede de dois metros. Ele subiu e atirou por cima. Quando chego no quarto, foi uma cena inesquecível. Estava meu filho numa poça de sangue e a minha nora estava de bruços em cima da cama”, contou José.

O velório será na Igreja Pentecostal Assembleia de Deus, no centro de Ribeirão, na tarde desta sexta. A previsão é que o enterro dos dois ocorra por volta das 17h no cemitério da cidade.


Fonte: O Câmera

Caçadores são detidos por atividade irregular de caça na região de Mossoró-RN

Sábado,17 de Fevereiro de 2018


"O ICMBio e a Polícia Ambiental do Rio Grande do Norte, prenderam na tarde desta quinta feira, 15 de fevereiro, dois caçadores no interior do Parque Nacional da Furna Feia, localizado na região da Maisa entre as cidades de Mossoró e Baraúna. 

A ação, que faz de uma operação deflagrada na quarta feira de cinzas e com duração aproximada de sete dias, ocorreu durante ronda intensiva da equipe composta pelo Chefe do Parque Nacional e policiais da CIPAM - Mossoró, que desde a manhã estavam em busca de ilícitos ambientais em diversas partes do Parque Nacional. 

Os dois caçadores foram encontrados em flagrante atividade de caça, acompanhados de dois cachorros. Como não apresentaram resistência e não portavam armas de fogo, ambos foram detidos pela equipe de fiscalização, conduzidos até suas residências para qualificação e lavratura dos Autos de Infração e depois liberados. 

Também foram apreendidas pela equipe do ICMBio as duas motos usadas na prática da caça e outros instrumentos, como facões e ferramentas. 

A infração será comunicada ao Ministério Público Federal e os autuados poderão apresentar defesa em relação às multas em até vinte dias."





Fonte: Fim da Linha

Restaurante destruído por bomba na Serra Mossoró pode ter sido em represália a um crime de homicídio no ultimo sábado

Sábado, 17 de fevereiro de 2018


O Corpo de Bombeiros da cidade de Mossoró foi acionado no final da tarde de quinta feira 15 fevereiro para uma ocorrência na Serra Mossoró, zona rural do município de Mossoró.

Segundo informações, uma bomba teria destruído parte da estrutura do Restaurante Mirante da Serra, localizado no topo da Serra Mossoró.

Não se sabe quem teria provocado a destruição do estabelecimento, mas segundo informações, o atentado pode ter sido em represália a morte de um jovem ocorrido no ultimo sábado, dia 10, crime atribuído ao proprietário do Restaurante Mirante da Serra. Ainda segundo informações, amigos teria prometido vingar a morte do jovem.

O proprietário do restaurante, principal acusado da morte, ainda se encontra foragido ou em local incerto, mas segundo informações, um desentendimento entre ele e a vitima por causa de uma conta de bebidas, teria sido a motivação para o crime.



Passando na Hora / O Câmera

General diz que situação da segurança no Rio não está muito ruim: 'Muita mídia'

Sábado, 17 de Fevereiro de 2018 

Foto: Beto Barata / PR

O general Walter Souza Braga Netto, nomeado nesta sexta-feira (16) como interventor federal no Rio de Janeiro, não avalia tão mal a segurança pública do estado. De acordo com informações do jornal O Globo, quando questionado se a situação do Rio está muito ruim, ele fez gesto com o dedo indicador direito pontuando que não. "Muita mídia", respondeu. Braga Neto quase não falou durante o evento de nomeação nesta sexta. Ele disse que havia acabado de chegar em Brasília e que iria começar o planejamento da intervenção. As perguntas direcionadas ao general foram respondidas pelo ministro do Gabinete de Segurança Institucional, Sérgio Etchegoyen. "Recebi a missão agora, vamos entrar numa fase de planejamento. Não tem nada que eu possa adiantar, vamos fazer um estudo, fortalecer a segurança no estado do Rio de Janeiro, somente isso", disse Braga Neto.

RN lidera produção de energia eólica a nível nacional; Brasil é o 8º no mundo


Sábado, 17 de Fevereiro de 2018


O Brasil subiu uma posição, passando o Canadá, e agora ocupa o oitavo lugar no ranking mundial que afere a capacidade instalada de produção de energia eólica, segundo o Global Wind Statistic 2017, documento anual com dados mundiais de energia eólica produzido pelo Global Wind Energy Council (GWEC).

Em 2017, o país conseguiu “adicionar 52,57 GW de potência eólica à produção mundial, totalizando 539,58 GW de capacidade instalada”, informou hoje (15) a Associação Brasileira de Energia Eólica (Abeeolica), que reúne empresas do setor.

Em 2016, o Brasil ultrapassou a Itália no ranking e passou ocupar a 9ª posição. Atualmente, o país conta com 12,76 GW de capacidade de energia instalada, contra os 12,39 GW do Canadá. A China, ocupa a primeira posição, com 188,23 GW; seguida pelos Estados Unidos, com 89,07 GW, e a Alemanha, com 56,132 GW de capacidade instalada. A Índia, Espanha, o Reino Unido e a França completam o ranking dos sete primeiros.

Os números apontam para um crescimento da matriz de energia eólica no país. O segmento já é responsável por 8,3% da energia produzida no Brasil, percentual ainda distante dos 60,9% produzido pelas hidrelétricas, mas já próximo dos 9,3% da produção das usinas de biomassa, que ocupam o segundo posto no ranking nacional.

A energia produzida pelas usinas eólicas chegou a ser responsável por 64% da energia consumida na Região Nordeste, no dia 14 de setembro do ano passado. A Abeeolica estima que o Brasil, cuja capacidade instalada é 12 GW, tenha potencial eólico superior a 500 GW.

A Região Nordeste aparece na frente na capacidade de produção de energia a partir dos ventos. Com 135 parques, o Rio Grande do Norte é o estado que mais produziu energia usando ao força dos ventos. São 3.678,85 MW de capacidade instalada. Em seguida, com 93 parques e 2.410,04 MW de capacidade instalada, vem a Bahia. Em terceiro lugar vem o Ceará, que conta com 74 parques e tem 1.935,76 MW de capacidade instalada.

Em quarto lugar aparece o Rio Grande do Sul. O estado tem 80 parques e 1.831,87 MW de capacidade instalada. Em seguida vem o Piauí, com 52 parques e 1.443,10 MW instalados, e Pernambuco com 34 parques e 781,99 MW de capacidade instalada.

A expectativa é de que nos próximos seis anos devem ser adicionados mais 1,45 GW de capacidade eólica no país, decorrentes dos leilões de energia realizados em dezembro do ano passado. A Abeeolica estima que 18 milhões de residências sejam abastecidas com a energia eólica.

Segundo a associação, os dados no ranking de nova capacidade instalada no ano, o Brasil está em sexto lugar, tendo instalado 2,02 GW de nova capacidade em 2016. O Brasil caiu uma posição, já que o Reino Unido subiu do nono para o quarto lugar, instalando 4,27 GW de capacidade de energia eólica em 2017.

De acordo com a presidente da Abeeolica, Élbia Gannoum, o país pode cair de posição nos próximos anos, porque haverá menos projetos sendo concluídos entre 2019 e 2020. “Nesse ranking, o que conta é o resultado específico do ano, então há bastante variação. A tendência é que a gente ainda oscile mais, visto que em 2019 e 2020 nossas instalações previstas são menores porque ficamos sem leilão por quase dois anos no período 2016/2017, o que vai se refletir no resultado de 2019 e 2020”, disse Elbia.


Fonte: O Natalense

FHC cogita apoiar pré-candidatura de Flávio Rocha à Presidência

Sábado, 17 de Fevereiro de 2018


O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) cogita apoio a um novo nome para pré-candidatura à Presidência da República, trata-se do empresário potiguar e CEO da Riachuelo, Flávio Rocha, é o que informa reportagem da Folha de S. Paulo desta sexta-feira, 16.

Segundo o jornal, após a desistência do apresentador Luciano Huck de entrar na disputa, Rocha que recentemente lançou o movimento liberal “Brasil 200” e tem proximidade com o prefeito de São Paulo, João Dória e o movimento MBL é o nome da vez na lista de candidatos de FHC.

Vale ressaltar que o PSDB tem um pré-candidato à Presidência, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, mas que ainda não tem o apoio de todas as alas do partido.

VIA PORTAL NO AR / O Natalense

Decreto de Temer é questionado no STF

Sábado, 17 de fevereiro de 2018


Já chegou ao STF a primeira ação judicial questionando o decreto de intervenção no Rio de Janeiro.

O advogado Carlos Alexandre Klomfahs alega que não houve consulta ao Conselhos da República, nem da Defesa Nacional.

Os dois conselhos são órgãos consultivos de assessoramento ao presidente. O da República, por exemplo, é composto, além de Michel Temer, pelos presidentes da Câmara e Senado, de alguns líderes no Congresso e seis cidadãos brasileiros.

A relatora será a ministra Rosa Weber.

O Globo

FOTOS: Árvores caem e atingem veículos no Alecrim

Sábado, 17 de Fevereiro de 2018

                     Fotos: cedidas

Chuvas que atingiram a capital potiguar na tarde desta sexta-feira(16) provocaram quedas de árvores na rua dos Canindés, ao lado do supermercado Nordestão, no bairro do Alecrim, na Zona Leste.

Por consequência, veículos como carros de passeio, táxi e motocicleta foram atingidos. Trânsito no trecho, que corta a Avenida Presidente Bandeira, ficou interditado.

Fonte: Blog do BG

Advogado depõe à PGR e detalha uso de propina para pagamento de despesas de Gleisi

Sábado, 17 de Fevereiro de 2018

Foto: Marcos Oliveira / Agência Senado

O advogado Marcelo Maran implicou a senadora Gleisi Hoffmann, presidente nacional do PT, em depoimento inédito prestado à Procuradoria-Geral da República (PGR). Segundo informações da revista Veja, Maran detalhou o caminho de dinheiro desviado dos cofres públicos para financiamento de campanhas eleitorais de Gleisi Hoffmann, e para uso pessoal da congressista e de sua família. De acordo com o advogado, despesas cotidianas de Gleisi e de seu marido, o ex-ministro Paulo Bernardo, eram pagas por uma conta-propina abastecida com dinheiro público. Os gastos incluíam gasolina, taxas de IPVA, conta de luz, condomínio, conserto de liquidificador, brinquedos para seus filhos, além de pequenos luxos, como motorista particular. De acordo com Veja, Gleisi nega as acusações de Maran.

Horário de verão chega ao fim à meia-noite deste domingo

Sábado, 17 de Fevereiro de 2018 

Foto: Rafael Neddermeyer / Fotos Públicas

Em vigor desde outubro do ano passado, o horário de verão chega ao fim neste domingo (18). No caso de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espírito Santo, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Distrito Federal, os relógios devem ser atrasados em uma hora a partir da meia-noite. Como a Bahia já não entra no regime de horário de verão, não muda nada.

Ao tentar construir piscina, Ronaldo alaga casa de vizinha e processo vai parar no STJ

Sábado, 17 de Fevereiro de 2018

Foto: Reprodução / ND Online


O ex-jogador Ronaldo tentou fazer uma piscina de 1,5 metro de profundidade atravessando o teto de uma cobertura no 19º andar de um prédio de luxo no Jardins, em São Paulo, entretanto, a situação virou alvo de processo judicial movido pela vizinha e foi parar no Superior Tribunal de Justiça (STJ). De acordo com o Buzzfeed, a obra está parada por conta de uma vizinha do ex-jogador da Seleção Brasileira, Marisol Zuleta Silva, 57, que mora no 18º andar no prédio. O caso começou em 2011, quando o ex-jogador contratou uma empresa por R$470 mil para realizar a obra. Algum tempo depois, Marisol chegou em casa e encontrou a sala inundada e foi atrás de informações com o serviço de limpeza do condomínio. "Perguntei a um funcionário do prédio o que estava acontecendo e ele disse: 'Isso já aconteceu na sua casa antes, a senhora não está sabendo? '. Quer dizer, minha sala ficou inundada uma vez quando eu não estava em casa e ninguém me avisou nada", contou Marisol, que só então entendeu o que estava ocorrendo. A partir disso começou a saga judicial contra Ronaldo, que é dono de duas das seis coberturas do local. "Ele mexeu na estrutura do prédio, tirou pilares e vigas", contOu a vizinha. "Quando ele viu que não tinha a parte técnica para fundamentar o que queria fazer, mudou a obra de uma piscina com 1,5 metro de profundidade para um espelho d'água com 15 centímetros", completou. Parece que foi rápido, mas as obras duraram muito tempo e a vizinha aponta que foi prejudicada. "Eu fiquei sempre na minha casa — limpando, limpando, limpando — porque, se eu saísse, aí caía tudo", diz a corretora. "Fiquei sem viajar: minha mãe faleceu em 2015, fiquei muito tempo sem vê-la no Chile porque no final do ano chovia mais e mais, meu apartamento ficava alagado", explicou Marisol. Após cinco anos de processo, Ronaldo foi condenado em 2016 na segunda instância a pagar R$ 100 mil de danos morais e R$ 38 mil pela obra feita pela vizinha, além da terapia. Ronaldo então tenta desde 2017 que o Superior Tribunal de Justiça (STJ) aceite seu recurso. No STJ, os advogados de defesa argumentaram que o valor da indenização é excessivo e que a vizinha está tentando enriquecer as custas do ex-jogador pelo fato de ele ter tido "notório sucesso profissional". Marisol discorda: "O que eu vivi, não desejo para ninguém". "Essa situação só eu compreendo, porque ninguém no prédio me ajudou, todo mundo tem medo. Eu chorava porque cheguei à conclusão: como eu vou entrar com uma ação contra um cara desses, rico e famoso, num terceiro mundo como o Brasil? Esse cara não poderia ter feito o que ele fez", completou.

Casa de Marisol | Foto: Reprodução / Buzzfeed

Decreto de intervenção no Rio objetiva pôr termo a grave comprometimento da ordem

Sábado, 17 de Fevereiro de 2018

por Carla Araújo, Tânia Monteiro e Fabio Serapião | Estadão Conteúdo
Foto: Reprodução / Facebook


O decreto assinado nesta sexta-feira (16) pelo presidente Michel Temer que institui intervenção federal no Estado do Rio de Janeiro tem como "objetivo de pôr termo ao grave comprometimento da ordem pública". De acordo com o texto, ao qual o Broadcast (serviço de notícias em tempo real do Grupo Estado) teve acesso, a intervenção federal no Estado do Rio de Janeiro tem validade até 31 de dezembro de 2018. O texto prevê ainda que a intervenção se limita àárea de segurança pública, "conforme o disposto no Capítulo III do Título V da Constituição e no Título V da Constituição do Estado do Rio de Janeiro". O decreto oficializa a nomeação do General de Exército Walter Souza Braga Netto para o cargo de Interventor e diz que o "cargo de Interventor é de natureza militar". "As atribuições do Interventor são aquelas previstas no art. 145 da Constituição do Estado do Rio de Janeiro necessárias às ações de segurança pública, previstas no Título V da Constituição do Estado do Rio de Janeiro", diz o texto. De acordo com o decreto, o Interventor fica subordinado ao presidente da República e não está sujeito às normas estaduais que conflitarem com as medidas necessárias à execução da intervenção. "O Interventor poderá requisitar, se necessário, os recursos financeiros, tecnológicos, estruturais e humanos do Estado do Rio de Janeiro afetos ao objeto e necessários à consecução do objetivo da intervenção", detalha o texto. "O Interventor, no âmbito do Estado do Rio de Janeiro, exercerá o controle operacional de todos os órgãos estaduais de segurança pública previstos no art. 144 da Constituição e no Título V da Constituição do Estado do Rio de Janeiro". O texto diz ainda que poderão ser requisitados, "durante o período da intervenção, os bens, serviços e servidores afetos às áreas da Secretaria de Estado de Segurança do Estado do Rio de Janeiro, da Secretaria de Administração Penitenciária do Estado do Rio de Janeiro e do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro, para emprego nas ações de segurança pública determinadas pelo Interventor".

MEC aumenta prazo para municípios aderirem ao programa Mais Alfabetização

Sábado, 17 de Fevereiro de 2018 

Foto: Divulgação

O Ministério da Educação (MEC) prorrogou novamente o prazo para estados e municípios aderirem ao Programa Mais Alfabetização. A adesão deve ser feita por meio do Sistema Integrado de Monitoramento, Execução e Controle (Simec) até a próxima quinta-feira (22). A expectativa é atender a 4,2 milhões de alunos em aproximadamente 200 mil turmas espalhadas pelo Brasil. O programa foi criado pelo MEC com o objetivo de apoiar escolas no processo de alfabetização dos estudantes de todas as turmas do primeiro e do segundo anos do ensino fundamental. Para isso, serão investidos R$ 200 milhões para o pagamento de um assistente pedagógico para auxiliar os professores em sala de aula. O repasse será feito por meio do Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE) e os auxiliares receberão R$ 150 por mês para cada turma em que atuarem, podendo acumular até oito turmas. Não há vínculo empregatício. Os candidatos a assistente devem, obrigatoriamente, passar por um processo de seleção elaborado pelos municípios. O Mais Alfabetização faz parte da Política Nacional de Alfabetização, lançada pelo MEC em 2017 para combater a estagnação dos baixos índices registrados pela Avaliação Nacional de Alfabetização. O conjunto de iniciativas terá investimento total de R$ 523 milhões.

Temer promete suspender intervenção no Rio para votar reforma da Previdência

Sábado, 17 de Fevereiro de 2018 

Foto: Marcos Corrêa / PR

O presidente Michel Temer declarou nesta sexta-feira (16) que vai interromper a intervenção federal na segurança pública do Rio de Janeiro para votar a reforma da Previdência na Câmara. Ele não colocou um prazo de quando a medida deve ser colocada em prática e disse que a mudança foi conversada nesta quinta (15) com os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia, e do Senado, Eunício Olíveira. "Quando ela estiver para ser votada, segundo avaliação das casas legislativas, eu farei cessar a intervenção. No instante que se verifique, segundo critérios das casas legislativas, que há condições para votação, reitero, farei cessar a intervenção", afirmou Temer. O presidente assinou nesta sexta o decreto de intervenção federal na segurança até o dia 31 de dezembro deste ano e a Constituição não pode ser alterada enquanto a medida estiver em vigor. A última previsão do Palácio do Planalto era votar a reforma da Previdência neste mês, possivelmente já na próxima segunda-feira (19

Câmara deve votar decreto de intervenção no Rio de Janeiro na próxima segunda

Sábado, 17 de Fevereiro de 2018

Foto: Valter Campanato / Agência Brasil

A Câmara dos Deputados marcou para a próxima segunda-feira (19), às 19h, a votação do decreto de intervenção na segurança pública do Rio de Janeiro. O texto foi assinado pelo presidente Michel Temer nesta sexta (16), mas precisa ser aprovada pelo Congresso Nacional para continuar valendo. A medida deve ser votada separadamente pela Câmara e pelo Senado. Primeiro ela vai passar pela análise dos deputados e em seguida será apreciada pelos senadores. Nas duas Casas, são necessários os votos da maioria simples dos parlamentares. O decreto nomeou o general do Exército Walter Souza Braga como interventor no estado até o dia 31 de dezembro deste ano. Ele vai assumir o controle da Secretaria de Segurança do estado, das Polícias Civil e Militar, do Corpo de Bombeiros e do sistema carcerário no estado do Rio de Janeiro.

Apesar de intervenção no Rio, governo ainda trabalha com votar Previdência em fevereiro

Sábado, 17 de Fevereiro de 2018 


por Bruno Luiz

O Palácio do Planalto ainda trabalha com a possibilidade de votar a reforma da Previdência em fevereiro, mesmo com o decreto que estabeleceu intervenção federal no Rio de Janeiro. A discussão da matéria, que seria iniciada na próxima segunda-feira (19) na Câmara dos Deputados, foi adiada porque, durante a intervenção, a Constituição Federal não pode ser alterada. O texto que faz mudanças previdenciárias é, justamente, uma Proposta de Emenda Constitucional (PEC). De acordo com o vice-líder do governo no Congresso, Benito Gama (PTB-BA), a questão para o governo agora é achar uma solução jurídica para cessar a intervenção durante a votação da reforma. Ainda não se sabe se é possível suspender o decreto e, depois, retomá-lo. “Estamos trabalhando até o domingo para ver essa possibilidade, para não fazermos um decreto de intervenção artificial. Não se pode interromper uma coisa séria”, afirmou, em entrevista ao Bahia Notícias. A saída está sendo costurada junto ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-R J). Com o impasse, Benito disse que o governo ainda não sabe quando levara o texto para apreciação da Câmara. No entanto, admitiu que ficará muito difícil votá-lo em março. “A previsão é votar até 28 de fevereiro. Se for para março, compromete muito. É o mês de filiação partidária, momento para desincompatibilização de cargos, compromete nossa articulação. Agora, é correr contra o tempo. O tempo é o grande inimigo”, declarou.

sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018

Bandidos invadem casa de coronel da PM e o mantém como refém e sob torturas durante duas horas

Sexta, 16 de Fevereiro de 2018


Um oficial da Polícia Militar virou refém de criminosos em sua própria residência, nesta Quarta-Feira de Cinzas, e foi mantido sob tortura durante cerca de duas horas. O crime ocorreu na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF) e os bandidos estão sendo procurados.

O fato ocorreu no Município de Maranguape (a 27Km da Capital), quando bandidos armados invadiram a residente do tenente-coronel da Reservada Remunerada da PM, Manoel Batista de Freitas (tenente-coronel Freitas). Ele foi tomado como refém, amarrado e amordaçado em sua casa, localizada na Travessa Santa Luzia, no bairro Cágado, por volta de 18h30 e ficou sob poder dos criminosos até 20h30.

Os bandidos exigiam do militar suas armas de fogo e o chamavam por “coronel”, demonstrando que sabiam previamente quem era a vítima do ataque. Freitas afirmava que não tinha armas de fogo em sua casa. Por conta disso, chegou a ser espancado pelos criminosos que usavam capuzes e estavam armados com revólveres e pistolas.

Espada

Depois de quase duas horas de ação criminosa, o bando decidiu fugir, levando vários objetos de valores encontrados na residência do oficial, inclusive, sua espada funcional (usada em solenidades) e uma TV de LED de 32 polegadas.

Após a fuga da quadrilha, a PM esteve no local e iniciou diligências. Contudo, até o momento, os bandidos não foram capturados.


62% dos brasileiros são favoráveis à pena de morte para crimes bárbaros

Sexta, 16 de Fevereiro de 2018


Seis em cada dez brasileiros, ou 62,5%, são favoráveis à pena de morte para condenados por crimes bárbaros. O resultado é de uma pesquisa de opinião feita pelo Instituto Paraná Pesquisas entre os dias 10 e 14 de fevereiro. Já 31,1% são contrários e 6,4% não sabem ou não responderam.

O apoio à pena capital para crimes bárbaros é maior entre as mulheres (64,2% delas concordam contra 60,6% de homens) e entre os entrevistados com idades entre 16 e 24 anos. Entre os mais jovens, 67% apoiam a pena de morte para os crimes mais graves.

A pena de morte no Brasil foi abolida com a proclamação da República em 1889. O último homem livre foi executado em 1861 e o último escravo em 1876. Em 2015, dois brasileiros foram executados no exterior, Marco Acher e Rodrigo Gularte, na Indonésia, por tráfico de drogas. Apesar de abolida, a pena de morte ainda é prevista na Constituição brasileira para crimes de guerra.

Nos Estados Unidos, a pena de morte é legal em 31 dos 50 Estados, incluindo a Flórida onde um rapaz de 19 anos executou 17 pessoas em uma escola na tarde de ontem (14).

O Instituto Paraná Pesquisas ouviu 2.402 brasileiros em 208 municípios das 27 unidades da federação por meio de questionário online. O grau de confiança da pesquisa é de e 95% para uma margem estimada de erro de aproximadamente dois pontos percentuais para os resultados gerais.

Coluna do Fraga – R7

PM prende dois bandidos em um veículo com arma e produtos roubados dentro de estacionamento de shopping em Natal

Sexta, 16 de Fevereiro de 2018


A Polícia Militar prendeu dois bandidos em um veículo dentro do estacionamento do Natal Shopping na noite desta quinta, 15.

No interior do carro, os policiais acharam uma arma .40 e vários produtos roubados.

O Natal Shopping informa que acompanhou a ação da Polícia Militar na noite desta quinta-feira (15), oferecendo todo o suporte necessário, e que segue à disposição das autoridades para o esclarecimento dos fatos.

Fonte: Blog do BG

Chuvas aliviam angústia do homem do campo

Sexta, 16 de Fevereiro de 2018


Embora não tenham tirado os açudes de situação crítica, as chuvas dos últimos dias promovem um alívio para o homem do campo, com elevação de volumes de açudes, lagoas e aumento do fluxo em rios importantes do Rio Grande do Norte. A opinião é de Josivan Cardoso, presidente do Instituto de Gestão das Águas do RN (Igarn).

Com dados divulgados entre os dias 9 e 14, a bacia hidrográfica dos rios Piranhas-Açu, a barragem que ganho a maior contribuição das águas foi a Armando Ribeiro Gonçalves, cuja lâmine d’água subiu 6 centímetros. Ela encerrou os últimos quatro dias de medição com um saldo positivo 2,7 milhões de metros cúbicos, atingindo 10,9% da sua capacidade, que tem volume total 2,4 bilhões de metros cúbicos.

“Embora a barragem continue no volume morto, qualquer gota é muito importante, pois precisamos manter a vazão de águas para o rio Açu, do qual depende a produção agrícola da região e o abastecimento de Mossoró e cidades da região salineira como Pendências, Macau e Guamaré”, falou Cardoso.

A lâmina d’água do açude Pataxó, em Ipanguassu subiu 1 cm, o equivalente a 37 mil metros cúbicos de água. O Mendubim, em Açu subiu 14 cm, um voume equivalente a 1,1 milhões de metros cúbicos. Já o Boqueirão de Angicos (Afonso de Bezerra) subiu 14 cm e ganhou 60 mil metros cúbicos.

Ainda na bacia do Rio Piranhas, o açude Passagem das Traíras, em São José do Seridó, aumentou 21 cm e recebeu 500 metros cúbicos por ter uma área projetada bem menor.

A bacia hidrográfica Apodi-Mossoró ganhou uma menor contribuição de águas do que a do Piranhas-Açu. O único açude que foi possível ter informações Morcego, em Campo Grande). Ele subiu 2 cm e recebeu 6,5 mil metor cúbicos.

As chuvas também trouxeram benefícios para os pequenos reservatórios não monitorados, ou seja, os que possuem volume abaixo de 5 milhões de metros cúbicos. Eles podem ser públicos (municipais) ou privados e, quando sangram, suas águas vazam para os grandes reservatórios. Além disso, os pequenos reservatórios mudam significativamente a rotina das pequenas propriedades rurais. “Se a água for usada racionalmente, é possível mantê-la o ano inteiro”, diz o presidente do Igarn.

Rios importantes que cortam o estado também subiram, como o Piranhas e o Ceará-Mirim, também contribuindo positivamente para os pequenos agricultores.

VIA PORTAL NO AR / O Natalense

Para o MPF, a depressão que Henrique Alves alega sofrer é problema comum a presos em geral

Sexta, 16 de Fevereiro de 2018


O Ministério Público Federal (MPF) recorreu da decisão da Justiça Federal no Rio Grande do Norte que concedeu prisão domiciliar ao ex-ministro e ex-presidente da Câmara, Henrique Eduardo Lyra Alves, dentro do processo relacionado à Operação Manus, na qual ele responde por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. O político, no entanto, ainda continua preso na Academia de Polícia Militar, em Natal, devido ao mandado referente à Operação Sepsis, cujo processo tramita na Justiça Federal em Brasília.

No recurso, o MPF alerta que a concessão da prisão domiciliar para Henrique Alves não se enquadra em nenhuma das hipóteses previstas no Código de Processo Penal e traz riscos à aplicação da lei, em decorrência da influência política que ainda possui o ex-ministro. A peça acrescenta que a decisão tomada pelo juiz da 14ª Vara Federal, Francisco Eduardo Guimarães – durante audiência no último dia 6 de fevereiro -, baseou-se em fundamentos equivocados.

A defesa solicitou a concessão de prisão domiciliar alegando que “as testemunhas de acusação ouvidas ‘inocentariam’ ou provariam a ‘inocência’ de Henrique Alves”. Para o MPF, este é um grande equívoco, sobretudo porque “não cabe a testemunhas, sejam de acusação, sejam de defesa, realizar juízo sobre a responsabilidade criminal ou a inocência de réus”.

Durante as investigações, foram levantadas diversas outras provas, como dados sigilosos de natureza bancária e telefônica, além de documentos: “a maior parte dos fatos narrados na denúncia trata do repasse de vantagens indevidas mediante doações eleitorais oficiais da OAS, cujas provas essencialmente são documentais e decorrentes de quebra de sigilo de dados telefônicos e bancários, não se baseando em testemunhas”.


Presente às audiências – O Código de Processo Penal detalha as hipóteses que permitem a substituição da prisão preventiva pela prisão domiciliar (ser maior de 80 anos ou estar extremamente debilitado por motivo de doença grave são algumas delas), porém em nenhuma se enquadra Henrique Alves. O juiz declarou, em sua decisão, que ele “se encontra acometido de males que estão a exigir atenção médica constante, sendo submetido a exames médicos”.

O MPF ressalta, contudo, que a defesa já obteve um acompanhamento semanal de psiquiatra e psicólogo, custeado pela família, e a única requisição de exames até então feita pelo médico do ex-ministro foi a coleta de sangue para análise laboratorial.

No ponto de vista do Ministério Público, a depressão da qual o réu alega sofrer – problema comum a presos em geral – não se caracteriza como uma “doença grave”, nem ele se encontra “extremamente debilitado”, tendo inclusive acompanhado normalmente as audiências de instrução. Somado a isso, a avaliação médica requisitada pela própria Justiça ainda nem foi realizada, não havendo laudo que respalde a concessão de prisão domiciliar.

Influência – Durante a Operação Manus foi constatado que Henrique Alves, mesmo sem qualquer cargo público, continuava a exercer papel decisório junto ao governo federal, com nomeações e pedidos em geral. Já na Operação Lavat, desdobramento da Manus, interceptações telefônicas apontaram que, já preso, ele continuava acompanhando e orientando a atuação de parentes em busca do apoio de nomes como o do ex-presidente José Sarney, que poderiam vir a influenciar politicamente na revogação de sua prisão preventiva.

“Em casa, com acesso a diversos meios de comunicação e a novas tecnologias, não haverá como ter controle algum sobre a atuação articulada do preso sobre outros agentes públicos, outros acusados, testemunhas e auxiliares”, resume o Ministério Público Federal.

O processo tramita na Justiça Federal sob o número 0805556-95.2017.4.05.8400. Caso o juiz não acate o posicionamento do MPF, o recurso deverá ser encaminhado para análise do Tribunal Regional Federal da 5ª Região.

VIA MOSSORÓ HOJE / O Natalense

Tribunal suspende depoimento que Lula daria no dia 20 em Brasília

Sexta, 16 de Fevereiro de 2018

Imagem do Google
Resultado de imagem para imagem de lula

O desembargador Néviton Guedes, do Tribunal Regional Federal da Primeira Região (TRF-1), atendeu a um pedido da defesa e suspendeu nesta quinta-feira (15) o depoimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva previsto para o próximo dia 20 em Brasília.

A defesa de Lula quer que todas as cerca de 80 testemunhas arroladas no processo sejam ouvidas antes de o ex-presidente prestar depoimento.

O juiz da 10ª Vara da Justiça Federal, Vallisney de Souza, determinou o cumprimento da suspensão. Não há nova data marcada para o interrogatório.

Lula seria ouvido pela 10ª Vara no processo em que é réu por suposto tráfico de influência, lavagem de dinheiro e organização criminosa na compra de caças suecos pelo governo Dilma Rousseff. As suspeitas são investigadas no âmbito da Operação Zelotes.

Também são réus neste processo, e seriam ouvidos no mesmo dia, Luís Cláudio Lula da Silva, filho do ex-presidente, Mauro Marcondes e Cristina Mautoni.



G1

Senador Cristovam Buarque é internado com pneumonia em Brasília

Sexta, 16 de Fevereiro de 2018 

Foto: Waldemir Barreto / Agência Senado

O senador Cristovam Buarque (PPS-DF), de 73 anos, foi internado no último domingo (11) no Hospital do Coração, em Brasília com pneumonia. A informação foi confirmada nesta quinta-feira (15) pela assessoria do parlamentar, que informou que o parlamentar "reage bem" ao tratamento e já apresenta melhoras. Ele deve receber alta médica no próximo domingo (18). "Ele está sendo acompanhado por familiares e deve retomar as atividades parlamentares na semana que vem", relata a nota divulgada pela assessoria.

Perícia contratada por Lula defende que Odebrecht fraudou provas em delação

Sexta, 16 de Fevereiro de 2018

Foto: Paulo Pinto / AGPT

Uma perícia contratada pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) atesta que a Odebrecht apresentou documentos fraudados como se fossem provas de repasses de propinas a políticos registrados no sistema de contabilidade paralela da empresa, o Drousys. O especialista, que também confirmou a validade dos recibos apresentados por Lula como prova de que ele pagou o aluguel do local, analisou papéis anexados pelo Ministério Público Federal (MPF) na acusação. Segundo informações do blog Painel, da Folha de S. Paulo, ele afirma que alguns extratos têm marcas de montagem ou enxerto. Além disso, defende que eles apontam inconsistências em datas de transações e também em assinaturas. De acordo com a publicação, essa contestação é referente à ação da Lava Jato que investiga o uso de um apartamento vizinho ao do petista em São Bernardo do Campo. A acusação aponta que a Odebrecht custeou a aquisição do imóvel.

Municípios que não prestarem conta do Fundeb podem ter recursos bloqueados

Sexta, 16 de Fevereiro de 2018

Foto: Divulgação

As prefeituras baianas que deixaram de prestar contas referente às verbas recebidas do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e Valorização dos Profissionais de Educação (Fundeb), referentes ao ano de 2017, correm o risco de ficar impedidos de receber recursos e contratar operações de crédito com o governo federal. As informações deveriam ser preenchidas no Sistema de Informações sobre Orçamentos Públicos em Educação (Siope). O prazo final para que os gestores municipais submetessem as informações dos gastos em Educação referentes ao 6º bimestre de 2017 foi dia 30 de janeiro. Na Bahia alguns municípios deixaram de enviar os dados necessários, de acordo com nota publicada pela União dos Municípios Baianos (UPB). Quando um município deixa de cumprir o prazo, e não envia as informações ao Sistema, ele está sujeito a penalidades. Entre elas, a inscrição no Cadastro Único de Convênio (Cauc), que o impede de receber as transferências voluntárias da União por tempo indeterminado. Os repasses só são liberados após a transmissão dos dados pendentes. Pela lei que regulamenta o Fundeb, é previsto que pelo menos 60% dos recursos do fundo sejam destinados ao pagamento de profissionais do magistério que estão em atividade dentro da escola. Os 40% restante devem ser aplicadas nas demais ações de manutenção e desenvolvimento do ensino.

Temer quer criar pasta da Segurança Pública; PF deve sair do Ministério da Justiça

Sexta, 16 de Fevereiro de 2018

Foto: Valter Campanato / Agência Brasil

O presidente Michel Temer discutiu em reunião nesta quarta-feira (14) no Palácio da Alvorada a criação do Ministério de Segurança Pública, que entre outras tarefas, seria responsável pela Polícia Federal. Segundo informações do Blog da Andréia Sadi, do portal G1, o encontro teve a participação dos ministros e de comandantes das três Forças Armadas. Atualmente, a PF é atribuição do Ministério da Justiça, que pelo projeto pensado pelo governo, será esvaziado. Outras polícias, como a Rodoviária Federal, também serão abrigados no novo ministério. Dos órgãos importantes, o MJ ficará com o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) e a Fundação Nacional do Índio (Funai). Temer quer assinar ainda nesta semana a medida provisória que criará a nova pasta ainda nesta semana. Posteriomente, outro decreto fará a separação das atribuições. Atualmente, o atual ministro da Justiça já foi excluído das discussões principais envolvendo o ministério, como a escolha do diretor-geral da PF, Fernando Segóvia.

Turista argentino é esquecido por amigos em estrada no Rio Grande do Sul

Sexta, 16 de Fevereiro de 2018 

Foto: Divulgação / PRF

Um turista argentino foi esquecido por outros dois amigos enquanto viajavam de Florianópolis, em Santa Catarina, a Entre Rios, na Argentina, na madrugada desta quinta-feira (15). Tudo aconteceu quando passavam pela BR-290, no Rio Grande do Sul, e fizeram uma parada rápida. Segundo o G1 RS, eles relataram que o objetivo era trocar de motorista, mas não se deram conta de que o passageiro que estava no banco de trás havia descido do carro. Assim, de acordo com eles, a falta do amigo só foi sentida quando chegaram ao posto de migração da Polícia Federal de Uruguaiana, na Fronteira Oeste do Estado, para registrar os trâmites migratórios de saída. Nesse momento, eles acionaram os agentes para localizar o amigo que havia sido deixado para trás. De acordo com a publicação, por volta das 4h30, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) encontrou o homem caminhando pelo acostamento do km 666 da rodovia, no trecho do município de Alegrete. Ele foi levado até um posto localizado à margem da estrada, onde esperou os amigos para seguirem viagem de volta à Argentina. Segundo a matéria, essa também não foi a primeira vez que um argentino acabou esquecido nas estradas gaúchas. Em dezembro de 2016, uma família esqueceu a filha de 17 anos em um posto de combustíveis, na cidade de Sant'Ana do Livramento, na fronteira com o Uruguai. Antes disso, em fevereiro do mesmo ano, uma mulher argentina foi esquecida pelo marido, também em um posto de combustíveis, só que na BR-285, em Passo Fundo.

Sobe para quatro o número de vítimas fatais no temporal do Rio

Sexta, 16 de Fevereiro de 2018 

por Estadão Conteúdo
Foto: Reprodução / TV Globo

Subiu para quatro o número de vítimas fatais do temporal que atingiu o Rio na madrugada desta quinta-feira (15). A última vítima registrada foi uma adolescente de 12 anos, que morreu soterrada em Cascadura, bairro da zona norte da capital. A informação foi divulgada pelo secretário municipal da Casa Civil, Paulo Messina, em entrevista para a TV Globo, por volta das 12h20. Messina está no Centro de Operações Rio, local onde são coordenadas as ações do município em situações de crise. Ele substitui o prefeito do Rio, Marcelo Crivella (PRB), que está na Europa. Segundo Messina, o secretário de Conservação e Meio Ambiente, Jorge Felippe Neto, está indo para Cascadura prestar assistência à família da vítima. Em nota, a assessoria da prefeitura informou que "a pedido do prefeito Marcelo Crivella, que mesmo no exterior tem monitorado todas as ações da Prefeitura, os secretários municipais Paulo Messina (Casa Civil) e Jorge Felippe Neto (Conservação e Meio Ambiente) estão desde a madrugada no COR (Centro de Operações Rio) para coordenar o trabalho das equipes que atuam para minimizar os transtornos causados pela tempestade". "Assim que o alerta de estágio de crise para a chuva intensa foi dado, a Defesa Civil Municipal foi colocada de prontidão para atuar prontamente em caso de acidentes graves. Outros órgãos, como a secretaria de Saúde, Comlurb, CET-Rio e GeoRio também estão em ação", afirmou a assessoria do prefeito, acrescentando que Crivella visita nesta quinta-feira uma empresa de tecnologia para o setor de segurança em Linkoping, na Suécia. Além da adolescente, morreu o casal Marcos Luis Garcia, de 59 anos, e Judina Magalhães, de 62, quando o imóvel em que estavam em Quintino, bairro da na zona norte, desabou, e o policial lotado 3º Batalhão da Polícia Militar PM (Méier) Nilsimar dos Santos, de 48 anos, que estava em um veículo atingido por uma árvore, em Realengo (zona oeste).

Odebrecht, Corinthians, SPE e ex-presidente da Caixa terão que devolver R$ 400 mi ao banco

Sexta, 16 de Fevereiro de 2018

Foto: Lucas Figueiredo / CBF

O Corinthians, a Odebrecht, o ex-presidente da Caixa Econômica Jorge Fontes Hereda e a Sociedade de Propósito Específico (SPE) Arena Itaquera S.A terão que devolver R$ 400 milhões ao banco estatal. A determinação é da juíza federal Maria Isabel Pezzi Klein, da 3ª Vara Federal de Porto Alegre. Publicada no último dia 5, mas divulgada apenas nesta quinta-feira (15), no site da Justiça Federal do Rio Grande do Sul, a decisão judicial ainda cabe recurso. O processo é referente a uma ação movida em 2013 pelo advogado Antônio Pani Beiriz, que um ano antes tentou impedir na Justiça que a Caixa patrocinasse o time. Segundo informações do Globo Esporte, ele questiona a legalidade do financiamento da Arena, pontuando que seria lesivo ao patrimônio público. De acordo com ele, a decisão do banco foi tomada sob influência política, pois foi feita fora do prazo previsto, para o agente financeiro que não era o inicialmente autorizado, o Banco do Brasil, e sem a exigência de sólidas garantias de que o empréstimo seria pago. Os réus defenderam a regularidade da negociação, afirmando que havia garantias suficientes para sanar o crédito e que a dívida, taxada em R$ 475 milhões, estaria sendo renegociada com base em receitas futuras. Eles alegaram ainda que o Tribunal de Contas da União (TCU) já teria analisado e aprovado a transação. Mesmo assim, a juíza entendeu que a contratação era irregular, considerando que o empréstimo de R$ 400 milhões foi concedido a uma empresa, a SPE Arena Itaquera S.A, cujo capital social estimado era de R$ 1 mil na época. Além disso, a magistrada destacou a composição societária da Arena Itaquera, que é constituída pelas empresas Jequitibá Patrimonial S.A e Odebrecht Participações e Investimentos S/A (O.P.I. S/A). "Na realidade, o dinheiro captado junto a Caixa Econômica Federal, pela SPE Arena Itaquera S.A., foi destinado não propriamente à contratação originária dos serviços de engenharia da Construtora Norberto Odebrecht S.A, na medida em que, em novembro de 2013, quando foi firmado formalmente o contrato de financiamento entre a SPE Arena Itaquera S.A. e a CEF, a obra já estava praticamente pronta (mais de 90% concluída). Contudo, o numerário foi repassado à referida construtora que, ao que tudo indica, contava com o referido aporte financeiro para concluir as obras relativas ao estádio de futebol do Sport Club Corinthians Paulista", argumentou a juíza. De acordo com a publicação, a magistrada apontou ainda a necessidade de licitação prévia para a escolha das construtoras que executariam as obras financiadas com dinheiro público.

Gastos do governo federal com cartões corporativos registra menor custo desde 2005

Sexta, 16 de Fevereiro de 2018 

Foto: Marcos Corrêa / PR

Os gastos do governo federal com cartões corporativos em 2017 registrou o menor número desde 2005. O recurso costuma ser usado nas repartições para bancar despesas menores. Segundo informações do blog Radar, da Veja, os servidores consumiram R$ 49,7 milhões no último ano. Já em 2005, o montante foi de R$ 42,3 milhões, considerando os valores corrigidos.

quinta-feira, 15 de fevereiro de 2018

Agricultor é morto com um tiro no peito na zona rural de João Dias, no RN.


Quinta, 15 de fevereiro de 2018

O crime aconteceu no inicio da noite de ontem, 14 no Sitio Serraria de Germano na zona rural de João Dias, no Oeste do Rio Grande do Norte. Vitima e acusado eram amigos e moravam vizinhos.


Geraldo Barbosa dos Santos de 55 anos de idade foi morto dentro da casa onde morava com a mãe, uma senhora de 82 anos de idade. Segundo informações, o acusado chegou à residência chamou o agricultor, pediu a chave de outra casa localizada ao lado da casa da vitima e um litro com agua. Quando Geraldo saiu na porta da frente foi atingido com um tiro de espingarda no peito e morreu no local.

A família disse a policia que o acusado, um jovem de 19 anos, é filho da ex-mulher e muito amigo do agricultor e não sabe a motivação. Geraldo morava sozinho com a mãe.

A equipe pericial localizou apenas uma perfuração no peito do agricultor, compatível com uma descarga de espingarda.


Fonte: O Câmera

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055