martins em pauta

sábado, 8 de junho de 2019

CRIME DE HOMICÍDIO NA ZONA RURAL DE MOSSORÓ. HOMEM É RETIRADO DE CASA E EXECUTADO.

Sábado, 08 de Junho de 2019



A polícia militar registrou na madrugada deste sábado 08 de junho de 2019, mais uma morte de forma violenta em Mossoró no Rio Grande do Norte. A vítima identificada como João Bosco Valentim Júnior, 20 anos de idade. Segundo a polícia teve sua casa invadida pelos criminosos que o arrastaram para fora e o executaram em frente sua residência. O crime ocorreu nas primeiras horas da madrugada no Sítio Recreio da Esperança, na comunidade de Alagoinha, na Zona Rural de Mossoró. As investigações ficará por conta da DHM (Delegacia de Homicídios de Mossoró). A motivação do crime ainda é desconhecida. O corpo do jovem foi removido para o ITEP e deverá ser liberado para sepultamento.
Mossoró contabiliza 79 mortes violentas em 2019.

Fonte: Passando na Hora

Justiça condena ex-esposa e o amante por assassinato de empresário em Fortaleza







A Justiça condenou a quase 30 anos de prisão o casal apontado como responsável pela morte de um empresário do ramo de dedetização industrial e comercial, em Fortaleza. O crime ocorreu há quatro anos na Capital. Para a Justiça, os réus tramaram, e executaram o assassinato para resgatar um seguro que a vítima havia feito beneficiando a família. A ex-mulher do empresário foi a mandante do crime.

Depois de uma longa sessão, que começou na quarta-feira (5) e só terminou na madrugada de ontem (6), o Tribunal do Júri condenou Claudênia da Silva Rodrigues a 14 anos de prisão, enquanto seu namorado, Thiago Almeida Gomes, foi sentenciado a 15 anos de cadeia. Cláudênia é a ex-mulher do empresário Antônio Rivadálvio Teixeira Moreira, o “Riva”, assassinado em março de 2015.

O crime aconteceu no apartamento do empresário. Ele estava dormindo quando foi morto na cama, sendo esfaqueado 17 vezes por Thiago. O crime aconteceu no condomínio onde o empresário morava, localizado na Avenida Luciano Carneiro, no bairro Vila União, na zona Sul de Fortaleza. O corpo dele foi encontrado por uma empregada.

Filmados

A investigação policial mostrou que o casal estava separado e as filhas de “Riva” e Claudênia permaneceram morando com o pai após o fim do casamento. A mãe recebera da Justiça autorização para ficar com as filhas à cada 15 dias, nos fins de semana. A mulher tinha, portanto, franca entrada no apartamento do ex-marido e, se aproveitando disso, abriu a porta para que o namorado entrasse no apartamento no dia do crime. Os dois foram filmados pelas câmeras na portaria do condomínio, quando entraram e quando saíram após o crime.

Os réus foram condenados por homicídio triplamente qualificado e deverão cumprir a pena inicialmente no regime fechado. Thiago e Claudênia tiveram prisão preventiva decretada no decorrer das investigações realizadas pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), embora tenham sempre negado envolvimento na trama.


(Fernando Ribeiro)

PM conduz à DP de Plantão, seis suspeitos que ocupavam carro roubado na zona rural de Mossoró-RN.


Sábado, 08 de Junho de 2019


A VTR da Ronda Ostensiva Com Apoio de Motocicletas (Rocam) em patrulhamento nesta sexta feira, 7 de junho pela BR 110, proximidades da Comunidade de Sussuarana, na zona rural de Mossoró RN, se depara com um veículo tipo Siena preto com placasNNR-6516 com queixa de roubo.

Após um acompanhamento tático a equipe conseguiu interceptar o carro, que era ocupado por quatro homens e quatro mulheres, todos suspeitos

Eles foram encaminhados à Delegacia de Plantão da Polícia Civil e apresentados ao delegado Roberto Moura. Após analisar a situação dos suspeitos, a autoridade policial entendeu que apenas o condutor seria autuado em flagrante por crime de receptação, já que o mesmo não assumiu o roubo do veículo.

José Márcio da Silva Idalino Filho, que ainda não tinha antecedentes criminais, foi encaminhado ao ITEP onde se submeteu a exame de corpo de delito e depois conduzido ao sistema prisional, onde responderá por receptação, artigo 180 do CPB e vai aguardar decisão da justiça.

Fonte: Fim da Linha

Dupla é presa por receptação em Macaíba. Homem é suspeito de morte

Sábado, 08 de Junho de 2019


Um homem identificado como Jefferson da Silva, 29 anos, investigado por uma série de crimes na Região Metropolitana de Natal, foi preso pela Polícia Civil na manhã desta sexta-feira (7), em Macaíba.

O suspeito foi preso em flagrante juntamente com Juciana Cardoso de Brito, 25, por posse ilegal de arma de fogo e receptação, no Conjunto Manoel Dias, no bairro Mangabeira.

No local, foram apreendidos uma pistola calibre 380, dois carregadores com diversas munições, um colete balístico de uma empresa de segurança e três aparelhos celulares. Um veículo modelo Ford Ka também foi apreendido. Jefferson da Silva já é investigado por outros crimes.

Ele é suspeito de ter praticado, no dia 9 de maio deste ano, o crime de homicídio que vitimou Ítalo Luiz Ferreira dos Santos, no Conjunto Manoel Dias, no município de Macaíba.

O assassinato aconteceu durante a madrugada, quando o investigado e outros dois homens invadiram a casa da vítima, renderam os ocupantes e executaram Ítalo Luiz.

Segundo a Polícia Civil, a arma apreendida, nesta sexta-feira (7), possivelmente é a mesma utilizada no crime.

Jefferson da Silva também é apontando como integrante de uma facção criminosa e investigado por diversos roubos ocorridos na região. Jefferson da Silva e Juciana Cardoso foram conduzidos à delegacia e encaminhados ao sistema prisional, onde ficarão à disposição da Justiça.

Fonte: OP9

Operação da policia militar encontrou 715 pés de maconha em Teixeira/PB


Sábado, 08 de Junho de 2019


Três pessoas foram presas suspeitas de plantarem 715 pés de maconha, na cidade de Teixeira, no Sertão da Paraíba.

De acordo com a Polícia Militar, a plantação da droga estava sendo regada com um sistema sofisticado, fazendo com que o crescimento fosse acelerado. As prisões aconteceram na tarde da quinta-feira.

Ainda segundo a PM, os dois homens presos eram proprietário do estabelecimento e o terceiro era funcionário. Além da droga, foram encontrados na residência uma moto, uma balança de precisão, adubo, celulares e duas aves silvestres.

Os presos foram levados para Delegacia de Teixeira e vão responder pelo crime de tráfico de drogas e ambiental. As aves encontradas foram entregues ao Batalhão Ambiental da cidade. As prisões aconteceram após uma operação do Grupamento Especializado de Operações em Área de Caatinga (GEOsAC).

Fonte: Blog do Jair Sampaio 

MEC estuda liberar vagas e ofertas de cursos de medicina

Sábado, 08 de Junho de 2019


Resultado de imagem para imagens de medicos no brasil

O Ministério da Educação (MEC) estuda formas de liberar a abertura de novas vagas e ampliar a oferta de cursos de medicina em instituições de ensino superior em todo o país. A intenção, segundo o diretor de Regulação da Educação Superior da Secretaria de Regulação e Supervisão da Educação Superior (Seres) do MEC, Marco Aurélio de Oliveira, é que uma proposta seja apresentada para a aprovação do governo no segundo semestre deste ano.

“Não é abrir de forma indiscriminada, mas permitir a ampliação da oferta de vagas de medicina. Hoje têm faculdades com níveis excelentes que não têm mecanismo para aumentar o número de vagas. A ideia seria permitir essa ampliação de forma racional e bem discutida, para que não seja sem controle”, explicou Oliveira.

A abertura de novos cursos está suspensa desde o ano passado, quando o governo do ex-presidente Michel Temer decidiu que era necessário avaliar e adequar a formação médica no Brasil. A medida, ainda em vigor, vale pelo período de cinco anos, e se estende a instituições públicas federais, estaduais e municipais e privadas, que não podem nem ampliar vagas nem criar novos cursos.

“Hoje nós não temos mecanismos para poder aumentar a quantidade de vagas nos cursos de medicina já existentes ou para abrir novas faculdades de medicina. A gente percebe que há demanda em algumas localidades e que isso poderia acontecer”, disse Oliveira.Mais Médicos

O MEC também estuda rever os mecanismos para a abertura de novos cursos de medicina. Atualmente, a oferta de cursos de medicina é regida pela lei que instituiu o Programa Mais Médicos (Lei nº 12.871/2013). Com a lei o governo passou a definir em quais cidades os cursos deveriam ser abertos e a selecionar, de acordo com parâmetros de qualidade, as instituições que poderiam ofertar as vagas. Cursos de medicina só podem ser abertos mediante chamamento público.

A pasta da Educação em parceria com o Ministério da Saúde reúne dados para avaliar se é necessário revogar a suspensão de abertura de novos cursos e, ainda, se é preciso modificar a lei do Mais Médicos. Oliveira não detalhou que medidas estão sendo discutidas nem quais as modificações legais que a secretaria pretende sugerir. Em maio, o Ministério da Saúde enviou um estudo ao MEC com um panorama de locais onde potencialmente poderiam ser abertos novos cursos.Setor privado

O principal foco da discussão no MEC, de acordo com o diretor, são as instituições privadas, “até porque as federais têm sua autonomia”, justificou. Segundo o Conselho Federal de Medicina (CFM), as particulares são responsáveis pela oferta de 65% das vagas de medicina no Brasil.

“Sou favorável que medicina tramite dentro das regras atuais [para os demais cursos], mesmo que com critérios mais rigorosos”, defendeu o diretor presidente da Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (Abmes), Celso Niskier. Segundo ele, cabe ao governo garantir que a oferta cumpra também um critério social de atender as demandas de determinadas regiões.

"O governo pode, a qualquer momento, na análise dos processos que forem solicitados, ter os seus próprios critérios de análise social. Nada impede que o MEC façam um parecer saneador dizendo esses cursos todos fizeram solicitação, mas vamos dar encaminhamento a esses porque entendemos que são áreas prioritárias para a oferta. Não fica impedido que o MEC utilize critérios de necessidade social".

Niskier posiciona-se contrário ao congelamento das vagas, que, segundo ele, pode levar a um apagão da área médica. “Sou contra qualquer tipo de cancelamento ou embarreamento da oferta. Acho que a gente tem que deixar que pessoas ofereçam naturalmente, deixando claro que medicina merece análise diferente dos outros cursos dada a complexidade”, disse.Oferta

Medicina está entre os cursos mais concorridos e mais procurados pelos estudantes brasileiros. Atualmente, são 289 escolas de medicina distribuídas em todo o território nacional, que ofertam 29.271 vagas, de acordo com o estudo Demografia Médica 2018, do Conselho Federal de Medicina.

Apesar do Brasil já atender a recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS) de ter, pelo menos, um médico para cada 1 mil habitantes - em 2018, eram em média, 2,18 médicos para cada 1 mil - ainda há desigualdade na distribuição dos profissionais no território nacional, o que faz com que muitas pessoas não recebam o atendimento adequado, sobretudo nas regiões Norte e Nordeste.

O diretor de Regulação da Educação Superior da Secretaria de Regulação e Supervisão da Educação Superior (Seres) participou hoje (7) do XII Congresso Brasileiro da Educação Superior Particular, em Belo Horizonte.

* A repórter viajou a convite do Fórum das Entidades Representativas do Ensino Superior Particular


AGÊNCIA BRASI

Paraíba notifica 404 casos de esporotricose em humanos e doença é considerada epidemia

Sábado, 08 de Junho de 2019




A Paraíba já notificou 404 pacientes com sintomas de esporotricose, desde o ano passado. A doença é contagiosa e acredita-se que ainda haja subnotificação. Um grupo de trabalho foi criado no âmbito do Ministério Público da Paraíba para acompanhar as ações de enfrentamento ao surto epidêmico de esporotricose no Estado. 

Uma reunião coordenada pela 49ª promotora de Justiça de João Pessoa, Jovana Maria Silva Tabosa, e representantes das secretarias de Saúde do Município e do Estado, do Hospital Universitário Lauro Wanderley, do Conselho Regional de Medicina Veterinária, além de pesquisadores da Universidade Federal da Paraíba, da Fiocruz e do Ministério Público Federal, definiu que serão reforçadas as ações de divulgação de informações, o trabalho de prevenção e combate à esporotricose.

Cada órgão, como secretarias de saúde e Hospital Universitário Lauro Wanderley (HULW), que atende casos de esporotricose humana no Estado, deve cumprir as ações sob sua responsabilidade no enfrentamento à doença. Também é importante a interlocução dos órgãos com os profissionais de saúde e com a sociedade para esclarecer sobre a doença, que, mesmo sendo nova, já é tratada como epidemia, sendo sua notificação compulsória, no Estado.

Representantes do hospital e da Secretaria de Saúde de João Pessoa informaram que tem havido entraves no Ministério da Saúde para dispensação do Itraconazol (medicamento usado para tratar humanos) e apresentaram um fluxo de atendimento e tratamento de pacientes, como também para obter a medicação junto ao MS e proceder a formalização da notificação dos casos. Foi criada uma ficha específica para notificação e o serviço de saúde se comprometeu em informar os dados pelo sistema FormSUS, nos próximos dias.

Subnotificação – A gerente executiva de Vigilância e Saúde, Talita Tavares, explicou que o agravo passou a ser de notificação compulsória em 2018 e que, desde agosto do mesmo ano, os profissionais de saúde devem notificar o caso preenchendo a Ficha de Notificação / Investigação disponível online pelo FormSus. “Temos um agravo novo, que precisa ser melhor trabalhado. Não temos os dados de 2018 e nem as análises em sistema, pois os formulários não foram preenchidos. É oficial que temos um FormSus vigente, com solicitação de dados necessários para que o Estado possa ter a magnitude do agravo e assim um fluxo de informações. Se a notificação não chega, não temos como dar suporte aos municípios”, pontuou.

O coordenador do Núcleo de Vigilância Epidemiológica do Hospital Universitário Lauro Wnaderley, Clodoaldo Silveira Costa, contou que a recuperação das informações referentes a 2018 já foi feita e que agora o núcleo está trabalhando na alimentação do sistema. “Precisávamos de um tempo para fazer isso. Agora podemos passar para o passo seguinte e cumprir essa recomendação do Ministério Público”.

Cuidados com os animais 

O grupo de trabalho e acompanhamento da esporotricose destacou, ainda, a importância do envolvimento da sociedade no enfrentamento da doença em animais e no meio ambiente. 

A transmissão da doença ocorre de animais para o homem ou do meio ambiente para o homem. Mas o animal, principalmente o gato, é tão vítima quanto o humano, porque o fungo está no meio ambiente.

A médica veterinária, Suely Ruth Silva, informou que nem todo animal doente que arranha ou morde uma pessoa, necessariamente, passa a doença para ela. Ela lembrou que os felinos têm uma deficiência imunologia e hábitos que fazem com que estejam mais vulneráveis ao fungo (esporos). Ela também explicou que não há transmissão entre humanos, que pegam a doença por meio de uma porta de entrada às vezes microscópica (furada, arranhão) em contato com o fungo presente em lesões de animais ou no meio ambiente.

Eutanásia, esterilização e incineração 

De acordo com o Conselho Regional de Medicina Veterinária, todos os profissionais inscritos no CRMV foram informados sobre a necessidade de que seja feita a esterilização de todos os animais doentes, bem como a incineração dos bichos mortos com suspeita da doença. As carcaças, de maneira alguma, podem ser enterradas (como alguns donos de animais estão fazendo), para que não haja a proliferação dos fungos.

O Centro de Zoonoses de João Pessoa está realizando a esterilização de animais, como uma medida para evitar o aumento da população e o abandono. Nos casos de animais doentes sem condição de tratamento, é feita a eutanásia e a incineração das carcaças.

ClickPB

Número de refugiados e migrantes da Venezuela chega a 4 milhões

Sábado, 08 de Junho de 2019

O número de venezuelanos que deixou o país chegou a quatro milhões, divulgaram nesta sexta-feira (7) em um comunicado a Organização Internacional para as Migrações (OIM) e a Agência das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR).

Os venezuelanos são o segundo maior grupo populacional deslocado do mundo, ficando atrás apenas dos refugiados sírios, que alcançam 5,6 milhões de pessoas.

Desde o agravamento na crise no país governado por Nicolás Maduro, o ritmo de saída de população da Venezuela tem crescido de maneira acelerada.

De cerca de 695 mil no final de 2015, o número de refugiados e migrantes venezuelanos disparou para mais de 4 milhões até meados de 2019, segundo dados de autoridades nacionais de imigração e outras fontes. Em apenas sete meses desde novembro de 2018, o número aumentou um milhão, explica a nota.

Os países latino-americanos recebem a grande maioria dos venezuelanos: Colômbia (1,3 milhão), o Peru (768 mil), Chile (288 mil), Equador (263 mil), Brasil (168 mil) e Argentina (130 mil). O México e os países da América Central e do Caribe também recebem um número significativo de refugiados e migrantes da Venezuela.

"Estes números são alarmantes e ressaltam a necessidade urgente de apoiar comunidades de amparo nos países receptores", comentou o representante especial da Acnur-OIM para refugiados e migrantes venezuelanos, Eduardo Stein.

Stein elogiou países da América Latina e do Caribe "por fazerem parte da resposta a esta crise sem precedentes", mas acrescentou que eles não podem continuar sozinhos, sem ajuda internacional.

Ambos os organismos tentam prestar parte desse apoio através de um plano regional lançado em dezembro, e que pode permitir ajudar 2,2 milhões de venezuelanos nos países receptores e 580 mil pessoas em comunidades de amparo em 16 países.

Porém, o maior problema é o escasso financiamento que o plano recebeu, já que somente 21% do orçamento planejado foi coberto.

Há alguns anos, a Venezuela está em uma grave crise econômica, acirrada por instabilidades políticas. No mês passado, o Banco Central da Venezuela (BCV) rompeu um silêncio de três anos sobre os dados econômicos do país e informou que a inflação chegou a 130.060% em 2018.

A instabilidade política fez com que o presidente da Assembleia Nacional da Venezuela, Juan Guaidó, fosse proclamado pela Casa como presidente interino do país em 23 de janeiro, durante um protesto contra o governo de Nicolás Maduro em Caracas. Guaidó é reconhecido como presidente por mais de 50 países, entre eles, Brasil e Alemanha.



Fonte: Agencia Brasil

General esclarece como o governo pretende tratar Stédile, Boulos, MST E MTS

Sábado, 08 de Junho de 2019


O governo não vai tolerar a invasão de propriedades. Também irá ser implacável nos casos em que houver destruição do patrimônio alheio.

Nos últimos tempos, a lei não foi respeitada. Muito pelo contrário. Os líderes desses movimentos eram tratados como "autoridades".

A lei agora será cumprida e essas situações serão tratadas como crime.

É em síntese isto o que foi dito sobre o assunto pelo General Santos Cruz, em entrevista para a revista Valor.

A empolgação da campanha eleitoral pediu o enquadramento do MST e do MTST como grupos terroristas. O próprio ministro Sérgio Moro não vê desta forma, mas a questão é bem clara e foi explicitada pelo general:
“Destruir propriedade é crime. Invadir propriedade alheia também. Isso aí está previsto em lei, não sou eu quem tem que achar ou não. Tem que seguir a lei...”
da RedaçãoFonte: Jornal da Cidade Online

Covardes, Boulos, Stédile, MTST e MST mudam atuação para o Nordeste

Sábado, 08 de Junho de 2019


O oportunista Guilherme Boulos e o seu malfadado Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) estão de mudança para o Nordeste, onde atuarão apenas nos estados governados por aliados. João Pedro Stédile e o criminoso Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) também rumam no mesmo caminho.

Desde que Jair Bolsonaro assumiu, esses exércitos, que antes atacavam sem medo de qualquer repressão, praticamente encerraram as suas invasões.

Eis que agora, restringirão suas atuações nos estados onde podem efetivamente atuar com ‘segurança’,

Tanto o MTST, quanto o MST permanecem completamente recolhidos. A outrora valentia de Boulos e de Stédile simplesmente acabou.

O tal “abril vermelho”, mês que simbolizava a ‘resistência’ e sempre marcado por invasões, limitou-se a algumas manifestações pela liberdade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Em suma, MTST e MST são movimentos que só funcionam com apoio do governo. Nunca foram movimentos realmente populares, apenas utilizam o povo como ‘massa de manobra’. E nunca tiveram o objetivo de lutar por teto e terra, respectivamente. Foram usados tão somente para enriquecer os seus líderes.

Sérgio Moro não dá trégua e deve extraditar terroristas estrangeiros acolhidos por Lula

Sábado, 08 de Junho de 2019


Sérgio Moro continua fazendo um trabalho exemplar frente ao Ministério da Justiça.

O Conare, órgão vinculado ao ministro, deverá despachar no próximo dia 14 uma série de terroristas estrangeiros que outrora foram acolhidos por Lula.

Dentre os terroristas estão os sequestradores paraguaios do Exército do Povo Paraguaio e o Padre Olivério Medina, porta-voz das FARC, acusado de ter prometido 5 milhões de dólares ao PT em 2002.

Moro segue fazendo uma limpa, o Brasil agradece.

A luta do PT para preservar o estrago feito

Sábado, 08 de Junho de 2019



Existem situações que, não importa quantas vezes as tenhamos presenciado, são naturalmente engraçadas e sempre nos fazem rir. Lembro-me, por exemplo, de um comercial em que, a partir do tropeção de alguém, as pessoas iam desabando umas sobre as outras em longa série de trambolhões. Nas comédias de pastelão, o sujeito derrubava uma pilha de pratos e ficava olhando para outro lado como se nada tivesse a ver com o acontecido. Era engraçado.

O petismo faz a mesma coisa, mas sem graça alguma. O partido que viria para regenerar a República patrocinou uma sequência de desastres dos quais nenhuma dimensão da vida social, política e econômica ficou de fora. E lida com tais questões como se nada tivesse a ver com elas.

Derrubou pilhas de pratos da economia, contabilizou 13 milhões de desempregados (na realidade o número é muito maior), quebrou os degraus da escada do PIB gerando estagnação e recessão. Fez o mundo olhar para o Brasil com ar de escândalo, vendo-nos como irresponsáveis, como se o Brasil fosse uma Grécia gigantesca e autofágica que engole o próprio PIB.

Não contente, emburreceu nossos estudantes, mais preocupado em fazer que fossem influenciados politicamente do que em lhes transmitir conhecimentos.

Temos honrados analfabetos funcionais com diploma de terceiro grau e vivas a Paulo Freire! A produtividade do brasileiro cai. Criminalidade em alta e repressão em baixa. E, claro, corrupção de dez dígitos. Bateram-se carteiras no salão.

As relações entre o PT e a crise brasileira são para lá de conhecidas. No entanto, diante da enorme rejeição social, perante o estrago causado pela crise e a corrupção, os dirigentes petistas andam por aí, em meio a uma montanha de pratos quebrados, olhando para os lados, xingando a todos e pondo as culpas em quem está juntando os cacos do país.


Tenho assistido as reuniões do Congresso a que comparece o ministro Paulo Guedes. São eventos importantíssimos, de extrema urgência. Neles o ministro discorre sobre os botões que precisam ser acionados para que a explosão não aconteça.

O que faz o PT, acompanhado da colônia de partidos que o cercam? Nem ao menos tenta ser discreto ou engraçado. Nem olha para o lado com cara de paisagem. Não esboça o menor sinal de constrangimento. Dedica-se, furiosamente, a impedir que medidas saneadoras sejam tomadas. Discursa como se estivesse preocupado com zelar pelos pobres enquanto protege os privilegiados do sistema previdenciário em vigor.

Percival Puggina

Membro da Academia Rio-Grandense de Letras, é arquiteto, empresário e escritor e titular do site www.puggina.org, colunista de dezenas de jornais e sites no país. Autor de Crônicas contra o totalitarismo; Cuba, a tragédia da utopia; Pombas e Gaviões; A tomada do Brasil. Integrante do grupo Pensar+.

Fonte: Jornal da Cidade Online

Casos de infecções sexualmente transmissíveis chegam a mais de um milhão por dia, diz OMS

Sábado, 08 de Junho de 2019 

Foto: Divulgação

Mais de um milhão de novos casos de infecções sexualmente transmissíveis (ISTs) curáveis são registrados por dia. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (6), pela Organização Mundial da Saúde (OMS), e abrangem pessoas entre 15 e 49 anos. Ao todo, são 376 milhões de novos casos de clamídia, gonorreia, tricomoníase e sífilis.

Publicado online pelo Boletim da Organização Mundial da Saúde, a pesquisa mostra que, em homens e mulheres de 15 a 49 anos, houve 127 milhões de novos casos de clamídia em 2016. No mesmo ano, foram 87 milhões de casos de gonorreia, 156 milhões de tricomoníase e 6,3 milhões de sífilis.

De acordo com o diretor executivo para Cobertura Universal de Saúde e Curso de Vida da OMS, Peter Salama, "há uma relativa falta de progresso em parar a propagação de infecções sexualmente transmissíveis no mundo”.

Segundo a OMS, a sífilis foi responsável por 200 mil natimortos e óbitos de recém-nascidos em 2016, tornando-se uma das principais causas de perda de bebês no mundo.

Os últimos dados publicados tinham sido em 2012. Em comparação com 2016, não há grande diferença entre as taxas de infecções novas ou existentes. Em média, aproximadamente 1 em cada 25 pessoas no mundo tem pelo menos uma dessas ISTs, conforme os números mais recentes, com algumas tendo múltiplas infecções ao mesmo tempo.

As IST se espalham predominantemente por contato sexual sem proteção, incluindo sexo vaginal, anal e oral. Algumas delas – incluindo clamídia, gonorreia e sífilis – também podem ser transmitidas durante a gravidez e o parto, ou, no caso da sífilis, pelo contato com sangue ou produtos sanguíneos infectados e uso de drogas injetáveis.

As infecções sexualmente transmissíveis são evitáveis por meio de práticas sexuais seguras, como o uso correto e consistente de preservativos e educação sobre saúde sexual.

Inflação desacelera e fecha maio em 0,13%, menor resultado desde 2006

Sábado, 08 de Junho de 2019


por Luisa Leite | Folhapress
Foto: Divulgação


A inflação desacelerou e fechou o mês de maio em 0,13%, informou nesta sexta-feira (7), o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). É o menor resultado para o mês desde 2006.

O número é inferior aos 0,57% verificados em abril, cuja variação foi a maior desde 2016. Março também ficou no maior patamar para o mês desde 2015. Nos cinco primeiros meses do ano, a inflação acumulada no pais soma 2,2%. Em maio, o índice foi influenciado pela deflação de 0,56% no preço de alimentos e bebidas.

A maior contribuição positiva foi a de habitação, com alta de 0,98%. De acordo com o ultimo relatório Focus, do Banco Central, a expectativa do mercado era de que o índice ficasse em 0,26%. Para o ano, a previsão e de 4,04%, uma baixa em relação as semanas anteriores, quando o mercado estimava um índice de 4,06%.

Em 12 meses, o índice chega a 4,66% dentro da meta estabelecida pelo governo, de 4,25%, com intervalo de tolerância de 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo. O acumulado ainda é pressionado pela alta de junho do ano passado, quando a paralisação dos caminhoneiros ocorrida em maio causou uma alta de 1,26% nos preços.

O primeiro quadrimestre ainda foi marcado por uma alta no preço dos alimentos, causada pelas variações nas safras de frutas, verduras e tubérculos.

Justiça homologa acordo entre MPRN e Detran sobre placas padrão Mercosul

Sábado, 08 de Junho de 2019


Foto: Ilustrativa


A 6ª Vara da Fazenda Pública da Comarca de Natal homologou, nesta sexta-feira (7), acordo extrajudicial firmado entre o Ministério Público Estadual e o Departamento Estadual de Trânsito do Estado do Rio Grande do Norte (Detran/RN) acerca do cadastramento de empresas fabricantes de Placas de Identificação Veicular e empresas Estampadoras de Placas de Identificação Veicular.

O acordo homologado estabelece que o Detran providenciará o cadastramento das empresas fabricantes de Placas de Identificação Veicular e Empresas Estampadoras de Placas de Identificação Veicular já devidamente credenciadas no Denatran, que atuam sob a sua circunscrição e que assim postularam ao Órgão até a homologação da acordo, com o objetivo de fiscalizar as suas atividades e operacionalizar o controle sistêmico das rotinas que envolvam a produção, estampagem e acabamento das placas veiculares, conforme previsão do art. 6º, da Resolução nº 733, do Contran.

O Departamento Estadual de Trânsito também republicará a Portaria nº 367/2019-GADIR, no prazo de até cinco dias úteis após a homologação judicial, a qual será o instrumento que regulará os novos pedidos de cadastramento, alterando o art. 24, inciso XI, do ato normativo, para suprimir a exigência de a empresa interessada dispor de espaço físico com no mínimo 100 m² e disponibilização de três vagas cobertas.

O Detran deverá ainda viabilizar a interação operacional dos equipamentos informatizados às bases de dados, nos termos da Resolução 729-Contran, sem que isso implique a imposição de empecilhos ao cadastramento.

A Ação Civil Pública foi proposta pelo Ministério Público Estadual em 20 de maio deste ano. No dia posterior (21), a liminar foi apreciada e deferida pela 6ª Vara da Fazenda Pública, anulando o Procedimento de Credenciamento de Fabricantes e Estampadores de Placas de Identificação Veicular no Padrão Mercosul, originado com a publicação do Edital nº 001/2018 e determinando o cadastramento de novas empresas.

Em 6 de junho, as partes peticionaram no processo requerendo a homologação do acordo celebrado. Hoje, 17 dias após o protocolo da ação, o pleito foi homologado, solucionando o conflito apresentado ao Poder Judiciário.

(Ação Civil Pública nº 0819416-57.2019.8.20.5001)
TJRN

Fonte: Blog do BG



paulo

BG
Essa "invenção" desta placa do mercosul tem um único objetivo onerar mais uma vez o Cidadão pagador da maior carga tributaria do mundo. Uma perguntinha boa, quantos veículos do RN irão transitar pelos Países vizinhos ao Brasil????. Tá na hora de extinguir essa aberração, pois só o RN e o RJ estão com essa exigência que se será cancelada no futuro próximo.

Exames de arboviroses em moradores do Tirol confirmam Chikungunya e Dengue

Sábado, 08 de Junho de 2019


Foto: Ilustrativa

A Subcoordenadoria de Vigilância Epidemiológica (Suvige) da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) recebeu os laudos das amostras dos casos suspeitos de arboviroses, notificados em moradores do bairro Tirol, zona leste de Natal, no último mês de março, quando cerca de 80 pessoas apresentaram sintomas semelhantes.

Os exames haviam sido enviados ao laboratório da Fiocruz, que concluiu que das 24 amostras viáveis analisadas, 23 apresentaram resultado positivo para Chikungunya e 1 para dengue.

Para a subcoordenadora da Suvige, Alessandra Lucchesi, isso reforça a necessidade de intensificação das ações de prevenção à proliferação do mosquito Aedes aegypti. “é importante que a população tome as medidas preventivas, como: receber o agente de combate às endemias em suas residências, cobrir com areia os pratos dos vasos de flores, tampar tonéis e tanques, não deixar água acumulada, lavar semanalmente depósitos de água e colocar o lixo em sacos plásticos, mantendo a lixeira fechada”. A subcoordenadora ressalta que a maioria dos focos do mosquito é encontrada em casas habitadas.

Dados

De acordo com o mais recente boletim das arboviroses no RN, referente ao período da semana epidemiológica 01 a 22, encerrada em 01 de junho de 2019, foram notificados 12.519 casos suspeitos de dengue, sendo confirmados 2.091, o que representa uma incidência de 359,84 casos por 100.000 habitantes.

Em 2018, considerando o mesmo período, foram 15.423 casos notificados e 6.799 confirmados, gerando uma incidência de 443,32 casos por 100.000 habitantes.

Zika Vírus

Com relação ao Zika vírus, da semana epidemiológica 01 a 22 de 2019 foram notificados 150 casos, o que corresponde a uma incidência de 4,31 casos por 100.000 habitantes. No mesmo período de 2018, foram 269 notificações, gerando uma incidência de 7,73 casos por 100.000 habitantes. Em 2019, nenhum caso foi confirmado e em 2018, no mesmo período, houve 33 confirmações.

Chikungunya

Quanto à Chikungunya, em 2019 foram notificados no estado 2.159 casos suspeitos, sendo confirmados 604, representando uma incidência de 62,06 casos por 100.000 habitantes. Em 2018, no mesmo período, foram notificados 1.413 casos, com 383 confirmações, o que significa uma incidência de 40,61 casos por 100.000.

Fonte: Blog do BG

Fábio Faria cobra posicionamento de Fátima e questiona: “Como vai resolver o problema da Previdência no RN?”

O deputado federal Fábio Faria, como integrante da bancada potiguar no Congresso Nacional, cobrou da governadora Fátima Bezerra um posicionamento dela quanto à reforma da Previdência, que poderá beneficiar as contas públicas do Rio Grande do Norte, se estados forem incluídos.
Ele lembrou que o déficit da Previdência no RN só aumenta e a questionou sobre o que ela vai fazer para resolver esse problema. “A senhora é a favor ou contra? Vai defender a reforma no PT? Se é contra, como vai fazer pra resolver o déficit da Previdência do RN, que só aumenta, há décadas?”, indagou.
Vale lembrar que ontem, após ser divulgada a Carta do Fórum dos Governadores pedindo a inclusão dos estados na reforma da Previdência com o suposto apoio de praticamente todos os estados do Nordeste, Fátima tratou logo de dizer que não tinha autorizado a inclusão da assinatura dela no documento. Mesmo assim, ela não disse ser contra.

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055