martins em pauta

domingo, 31 de dezembro de 2017

Morador do Bairro Paredões em Mossoró é assassinado a tiros e facadas após festa em Tibau/RN

Domingo, 31 de Dezembro de 2017



Lucas Lautentino Soares, 29 anos de idade, que residia na Rua Anatália de Melo Alves, no Bairro Paredões em Mossoró, foi assassinado na madrugada de hoje, domingo 31 de dezembro de 2017, após a festa do Grafith na cidade-Praia de Tibau, distante 38 KM de Mossoró, no Litoral Oeste Potiguar. 

Segundo informações do Sgt Miguel, comandante do Pilotão da PM naquela cidade, o crime aconteceu por volta das 04h30min e a vítima, foi atingida com cerca de dois disparos de arma de fogo nas costas. 

Além dos tiros, Lucas Luarentino também sofreu perfurações por arma brancal (faca ou punhal). Ainda de acordo com Sgt Miguel, os suspeitos do crime, Hudson Alexsander Barbosa Albuquerque, Luan Victor da Silva Oliveira, como executores e Karla Daiane dos Santos Oliveira, que segundo a polícia ajudou na fuga, foram presos quando tentavam fugir para Mossoró, em uma moto POP, numa ação rápida dos policiais militares da cidade e do Grupo Tático Rodoviário (TOR) do 2º DPRE.

A arma de fogo usada no crime foi apreeendida. O corpo de Lucas laurentino Soares, foi removido pela equipe do Instituto Tácnico-Científico de Perícia (ITEP) e será necropsiado na base do órgão em Mossoró. 

Segundo a Polícia, vítima e acusados, todos tem registros no sistema do Tribunal de Justiça do RN e são ligados as facções criminosas rivais, PCC X Sindicato do crime.


Hudson e Luan foram presos quando tentavam fugir após matarem Lucas Laurentino


Fonte: Fim da Linha

Desembargador determina prisão de policiais que promovam greve no RN

Domingo, 31 de Dezembro de 2017



O presidente do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte, desembargador Claudio Santos, determinou neste domingo, 31 de dezembro que os comandantes da Polícia Militar, do Corpo de Bombeiros Militar e da Polícia Civil do Estado efetuem a prisão em flagrante dos integrantes da segurança pública que promovam, incentivem ou colaborem para a continuação da greve. 

Por falta de condições de trabalho e com salários atrasados, policiais militares do Estado estão aquartelados há 13 dias. A categoria não considera o movimento coma uma greve e sim uma mobilização para que o governo do estado se senbilize e adote as providências 

A Polícia Civil também está com mobilização, uma vez que se encontra na mesma situação dos policiais militares. Em Mossoró, apenas a Delegacia de Plantão e a Regional estão em funcionamento. 

De acordo como o Observatório da Violência Letal Intencional (OBVIO), órgão que contabiliza os homicídios no estado,desde o início da paralisação,já ocorreram 94 assassinatos no Rio Grande do Norte. só na última sexta feira (29) 17 pessoas morreram vítimas de homicídios. 

Segundo o OBVIO,no mesmo período em 2016, ou seja de 19 a 31 de dezembro, o estado registrou 73 assassinatos o que representa um aumento de 29 por cento. 

Em Mossoró, a segunda maior cidade do estado, o ano de 2017 já é considerado o mais violento em termos de mortes matadas de toda a história do município. Os 217 homicídios registrados em 2016, até então considerado o ano mais violento, foram superados pelos atuais 249 assassinatos registrados até as 15h47min deste domingo, 31 de dezembro de 2017. 

O mes de dezembro de 2017, apresenta até o momento uma marca triste em Mossoró, onde já foram assassinadas 32 pessoas, uma média de mais de um homicídio por dia. Um mês considerado brutal na história da violência em Mossoró.



União, Estados e municípios perdem R$ 9 bi com benefício para empresas

Domingo, 31 de Dezembro de 2017 

por Adriana Fernandes e Idiana Tomazelli | Estadão Conteúdo
Foto: Rafael Neddermeyer / Fotos Públicas

Um erro estratégico de articulação política do governo federal fará União, Estados e municípios perderem R$ 9,3 bilhões em arrecadação de tributos em 2018. No mês passado, deputados e senadores derrubaram um veto presidencial na lei que validou incentivos fiscais estaduais concedidos por meio do ICMS às empresas. Sem alarde, o Congresso concedeu às empresas abatimento na cobrança de tributos federais sobre esses incentivos. Como consequência direta, haverá um impacto na arrecadação que não estava previsto no orçamento. Apesar dos sucessivos alertas feitos por técnicos do Ministério da Fazenda, o Congresso derrubou - em meio a uma maratona de votações de vetos presidenciais, em novembro - a rejeição do presidente Michel Temer a um artigo da lei 160, sobre incentivos fiscais estaduais. Justamente tentando impedir a perda de arrecadação, o presidente havia vetado o trecho da lei que equiparava o benefício fiscal dado pelos Estados a um incentivo para investimento. Com esse tratamento diferenciado, as empresas pagam menos tributos, inclusive o Imposto de Renda - que é compartilhado pela União com Estados e municípios. Historicamente, o governo arrecada impostos sobre esses benefícios fiscais. Para a ex-secretária Fazenda do Estado de Goiás, Ana Carla Abrão, a derrubada do veto provocou uma "aberração" que vai contra a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) porque trata renúncia fiscal como investimento para fins tributários. Na sua avaliação, há dois riscos: os estados abrem mão de arrecadação do IR e há banalização dos incentivos sem que o seu real impacto tenha sido medido. A perda de R$ 9,3 bilhões na arrecadação não está prevista no Orçamento de 2018 e agora terá de ser compensada com outras medidas, segundo informou uma fonte da área econômica. O problema, no entanto, não foi propalado pelo governo - que também não conseguiu aprovar nenhuma medida do pacote fiscal lançado em agosto para reforçar o Orçamento de 2018, inclusive o congelamento do aumento dos salários dos servidores. O veto foi derrubado em novembro, decisão que foi apoiada por governos estaduais, atendendo a uma pressão das empresas beneficiadas pelos incentivos fiscais com o ICMS. Na contramão da pressão dos Estados para tentar arrancar do governo federal novos repasses para reforçar seus caixas, os governadores acabaram traçando uma estratégia que trouxe mais prejuízo do que ganhos para a sua arrecadação em 2018. Enquanto o maior esforço dos governadores foi garantir a transferência de R$ 1,9 bilhão referente à compensação pela desoneração do ICMS em exportações, outras medidas que dependiam do Congresso e cuja arrecadação seria dividida com os Estados e municípios acabaram não sendo votadas. A estratégia do governo federal agora, segundo uma fonte, é melhorar articulação com os governadores e prefeitos para ajudar na aprovação das medidas fiscais em 2018 e dar mais alívio para as finanças dos governos regionais.

Ministro nega relação política na liberação de R$ 2 bilhões a municípios

Domingo, 31 de Dezembro de 2017 

Foto: Agência Brasil

O ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, afirmou que a liberação de R$ 2 bilhões a municípios feita nesta sexta-feira (29) pelo presidente Michel Temer por medida provisória não está condicionada a apoio ao governo. “Não está associado a apoio nenhum. Tanto é que a distribuição dos recursos será feita em conformidade com o estabelecido na proporção da divisão do FPM [Fundo de Participação dos Municípios”. O repasse será feito com base nas regras do fundo, que considera o número de habitantes para a distribuição dos recursos. “Serão beneficiados municípios com prefeitos de todos os partidos. Aqueles que tiverem responsabilidade, nos auxiliem. Aqueles que não, obviamente lamentamos, mas isso não interfere na distribuição”, disse o ministro em entrevista no Palácio do Planalto, segundo informações da Agência Brasil. Esta semana, Marun havia dito que o governo esperava “reciprocidade” de governadores com financiamentos pendentes em bancos públicos para o convencimento de parlamentares para aprovação da reforma da Previdência. A declaração repercutiu mal entre alguns governadores e ontem (28), o ministro divulgou uma nota negando ter associado os pagamentos ao apoio à reforma. Marun também comentou o reajuste do salário mínimo de R$ 937 para R$ 954 a partir de 1° de janeiro. O novo valor, confirmado hoje em medida provisória, é menor que o que constava no Orçamento de 2018 aprovado pelo Congresso, de R$ 965. Marun negou que o governo tenha reduzido o reajuste e disse que o aumento, de apenas 1,8%, foi definido em conformidade com a situação econômica do país. “Qualquer tipo de reajuste no valor do salário mínimo é estabelecido com base na variação do PIB [Produto Interno Bruto] e da inflação. Então está sendo feito um cálculo baseado no crescimento do PIB e na inflação. Não existe redução do salário-mínimo. O que existe é um aumento do salário mínimo em conformidade com o crescimento da economia brasileira e com a inflação”.

(249ª) Enfermeira é morta a tiros no Abolição I em Mossoró-RN




O mês de dezembro aparece como o mais violento da história da cidade de Mossoró, no Rio Grande do Norte. Dos 249 assassinatos em 2017, dezembro já contribuiu com 32 até a tarde deste dia 30.


Ivonete Tintino da Silva de 40 anos de idade, foi morta a tiros, quando chegava à casa de uma irmã na Rua Francisco das Chagas, na região do Abolição I.

Segundo o Perito Criminal Renildo Marcelino, ela foi alvejada com cerca de cinco disparos de arma de fogo, a maioria na lateral esquerda do corpo e nas costas.

A policia recebeu informações que os criminosos estavam num veiculo de cor prata e surpreenderam a enfermeira na calçada de uma residência e a poucos metros da casa da família.

Ainda segundo a policia, Ivonete foi testemunha no caso que terminou com morte de Hiroito Gonçalves Falcão, funcionário da Universidade do estado, morto com um disparo de arma de fogo na cabeça, durante um assalto dentro de sua residência, em junho passado.





Fonte: O Câmera

Tropa de quase 3 mil homens garante segurança na passagem de ano no Rio Grande do Norte

Domingo, 31 de Dezembro de 2017


Na presença do Ministro de Defesa, Raul Jungmann, e do governador Robinson Faria, o Exército apresentou os detalhes da Operação Potiguar III, iniciada nas últimas 24h e que entra ainda hoje, 30, na segunda fase. A expectativa é que até o final do dia, cerca de 2.800 homens estejam nas ruas da Grande Natal e em Mossoró. A reunião aconteceu na tarde deste sábado, na 7ª Brigada de Infantaria Motorizada, e contou com a presença de representantes de todas as entidades ligadas à Segurança.

“A operação terá duração inicial prevista de 15 dias, podendo ser prorrogada ou não, visando restabelecer a ordem e a segurança. Podemos afirmar que a virada de ano no RN será tranquila, e podemos assegurar também aos turistas que podem vir aproveitar todas as as belezas e cultura que o estado oferece”, destacou o ministro.

Na primeira fase da operação, que contempla as primeiras 24h após o decreto que instituiu a GLO, cerca de 1.100 homens já passaram a atuar na segurança estadual. Estão em deslocamento outros quase 1.700 militares, vindo do Ceará, Paraíba, Pernambuco e Alagoas, dando início à segunda fase, que contará também com efetivo da Força Aérea.

A operação dividiu a Grande Natal em seis áreas de atuação. Mossoró, a sétima área, receberá o efetivo que vem do Ceará. A tropa é formada por militares da Força Nacional, da Marinha e da Aeronáutica, além do Exército.

“Deixo a palavra de gratidão ao presidente Michel Temer, que tem sido solidário ao Rio Grande do Norte. Já conseguimos ver nas ruas a confiança das pessoas nas forças militares. Esse reconhecimento é muito valioso”, disse o governador Robinson Faria que destacou ainda que a presença das tropas será importante não só para a proteção da população, mas também da 
preservação da atividade turística.

O governador ainda retomou o apelo para que as polícias voltem o mais rápido possível às ruas, e realçou que tem feito todos os esforços para regularizar os salários. Até ontem, 86% dos policiais do RN receberam os vencimentos de novembro e os demais vão receber na próxima semana.


Fonte: J.Belmont

O POLICIAL MAIS FORTE DO MUNDO! VÍDEO

Segunda, 01 de Janeiro de 2018

O Policial mais forte do mundo - RONNIE COLEMAN.

8 vezes Mr. Olympia. Um dia da sua da sua vida de Policial.

SEGURANÇA DO RN É TRANSFERIDA PARA O EXERCITO

Domingo, 31 de Dezembro de 2017

Decreto foi publicado no Diário Oficial do Estado deste sábado (30). Exército diz objetivo é centralizar o planejamento das ações na capital e em Mossoró.
Exército faz patrulhamento nas ruas de Natal desde a noite desta sexta-feira (29) (Foto: Kleber Teixeira/Inter TV Cabugi)

O governador do Rio Grande do Norte, Robinson Faria (PSD), transferiu o controle operacional dos órgãos de Segurança Pública do estado para o general de brigada Ridauto Lúcio Fernandes, comandante da Operação Potiguar III, para "garantia da Lei e da Ordem", que começou nesta sexta-feira (29) na região metropolitana de Natal e Mossoró.
O decreto foi publicado no Diário Oficial do Estado deste sábado (30). Com isso, toda a responsabilidade pelas ações das forças estaduais de segurança também passa a ser do Exército. A medida vale até o dia 12 de janeiro.
Decreto do governador Robinson Faria transfere controle operacional dos órgãos de segurança do RN para o Exército (Foto: Reprodução)

Apesar da presença do Exército, a capital teve uma noite violenta, com assaltos, roubos e confronto armado entre facções criminosas rivais.
Como argumento para a transferência do controle operacional, o governador considerou a paralisação das atividades dos policiais militares e civis que gerou "insegurança e transtornos à população do Estado".
O coronel Erland Mota, relações públicas do Exército na Operação Potiguar III, informou que a medida não significa uma suplantação do poder da Secretaria de Estado da Segurança ou do comando das polícias estaduais. "O objetivo é apenas sincronizar as ações, criar um planejamento centralizado", declarou.
Ainda de acordo com o coronel, a decisão está resguardada pela Lei Complementar 97 de 1999, que regulamento o uso das tropas na garantia da lei e da ordem. A primeira reunião entre os órgãos está marcada para a manhã deste sábado.
O envio de dois mil homens ao Rio Grande do Norte foi anunciado nesta sexta (29) pelo ministro da Justiça Raul Jungman. Ainda durante a noite, 720 homens já começaram o patrulhamento na capital potiguar. Os demais devem chegar ao estado ao longo do final de semana.

Protestos

Policiais e bombeiros militares do Rio Grande do Norte estão aquartelados desde a última terça-feira (19). Policiais civis trabalham em regime de plantão desde o dia 20 de dezembro. As categorias reivindicam, além de melhores condições de trabalho, o pagamento dos salários e 13º.
A paralisação das polícias gerou uma onda de crimes em várias cidades do estado. Assaltos, arrombamentos e arrastões se repetem diariamente. Em 10 dias, foram registrados mais de 500 casos somente na Grande Natal.
O governo pagou na sexta-feira os salários de novembro dos servidores que ganham até R$ 4 mil. Segundo o Executivo, foram 86% da folha das polícias foi quitada. Ainda assim, os militares seguem aquartelados. O governo afirmou que vai concluir o pagamento de novembro na primeira semana de janeiro e trabalha para quitar em janeiro o salário de dezembro e o 13º.


G1-RN /Passando na Hora

Grande Natal tem 506 roubos, furtos e arrombamentos em 10 dias sem PM

Domingo, 31 de dezembro de 2017


Em dez dias sem a Polícia Militar nas ruas, foram registrados na Grande Natal 506 arrombamentos, furtos e roubos. Os dados são da Coordenadoria de Informações Estatísticas e Análises Criminais (Coine), setor da Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed).

A contagem se refere aos dias compreendidos entre o início da movimentação dos policiais militares, em 19 de dezembro, e esta quinta-feira (28). Os PMs protestam contra os atrasos salariais e más condições de trabalho da categoria.

As ocorrências continuam a acontecer, não só na Região Metropolitana de Natal.

Nesta sexta (29), pelo menos sete homens armados e encapuzados fizeram um arrastão a comerciantes e banhistas na praia de Tourinho, em São Miguel do Gostoso, litoral Norte potiguar. O comerciante Luiz Ribeiro, que tem uma barraca na praia de Tourinho há 5 anos, contou que os homens chegaram ao local, anunciaram o assalto e começaram a pegar os pertences das pessoas.

Crise na segurança

Policiais e bombeiros militares do Rio Grande do Norte estão aquartelados desde a última terça-feira (19). Policiais civis trabalham em regime de plantão desde quarta (20). As categorias reivindicam, além de melhores condições de trabalho, o pagamento dos salários e 13º.

A paralisação das polícias gerou uma onda de crimes em várias cidades do estado. Assaltos, arrombamentos e arrastões se repetem diariamente desde o dia 19.

Nesta sexta (29), o Ministério da Defesa anunciou o envio de 2 mil militares das Forças Armadas para reforçar o patrulhamento ostensivo no RN. Desde o início da crise na segurança, o governo federal enviou cem homens da Força Nacional para auxiliar no patrulhamento. Eles se juntaram aos 120 integrantes da Força Nacional que já atuavam no estado.

VIA G1/RN / O Natalense

Mesmo com homens do Exército na rua, crimes continuam em Natal

Domingo, 31 de Dezembro de 2017 

por Ricardo Araújo, especial para o Estado | Estadão Conteúdo
Loja foi saqueada em Natal | Foto: Divulgação

Homicídios, trocas de tiros entre bandidos, roubos de veículos e arrombamentos de comércios marcaram mais uma madrugada de paralisação dos serviços pelos policiais civis e militares no Rio Grande do Norte. Desde o início da noite de anteontem, homens do Exército iniciaram o policiamento ostensivo nas ruas, mas as ocorrências não diminuíram. Na sexta-feira (29), o presidente Michel Temer autorizou o envio de 2 mil homens das Forças Armadas para o Rio Grande do Norte, dentro de uma operação de Garantia da Lei e da Ordem (GLO). Policiais militares e civis do Estado estão com parte das atividades paralisadas desde o dia 19 em protesto contra o atraso no pagamento de salários e do décimo terceiro. Na quinta (28), o governo do Estado anunciou o pagamento dos atrasados de novembro, para quem recebe salários de até R$ 4 mil - o que atinge oito em cada dez PMs. No entanto, a paralisação continua. De acordo com a Secretaria de Estado da Segurança e da Defesa Social (Sesed/RN), o número de roubos se aproxima dos 580. Foram roubados 258 carros do início da semana passada até esta sexta (29) e 56 lojas tiveram arrombamentos registrados. Um idoso de 66 anos foi assassinado na porta de casa no bairro Cidade da Esperança, na zona oeste de Natal. Ele foi vítima de latrocínio. Ninguém foi preso. Na Avenida Felizardo Moura, principal ligação das zonas oeste e norte, bandidos trocaram tiros e um ônibus foi atingido pelos disparos. O caso provocou tumulto e motoristas tentaram fugir na contramão. Em decorrência da GLO, o governador do Rio Grande do Norte, Robinson Faria (PSD), transferiu ontem o controle operacional dos órgãos de segurança pública para o general de brigada Ridauto Lúcio Fernandes. Conforme o Decreto 27.666, a área de atuação inclui a região metropolitana de Natal e o município de Mossoró e a norma deve vigorar, inicialmente, até 12 de janeiro. Tropas do Rio Grande do Norte e da Paraíba integram o primeiro contingente, de 500 homens, da Operação Potiguar III. Outros 1.500 deverão chegar até amanhã. O ministro da Defesa, Raul Jungmann, também deverá passar o réveillon no Estado para acompanhar o desenrolar da operação.

África do Sul: pastor mandou fiéis se alimentarem de cobras vivas e acabou preso por maus-tratos aos animais


Domingo, 31 de Dezembro de 2017

Um pregador cristão controverso que incentivou sua congregação a comer cobras vivas acabou preso sob a acusação de crueldade com os animais, após imagens da ação serem publicadas na página da igreja no Facebook.

Mnguni Fanuel, pastor no Ministério de Discípulos do Fim dos Tempos, no distrito de Soshanguve, na África do Sul, disse aos fiéis que as cobras teriam gosto de chocolate.

Mnguni ficou pouco tempo detido, sendo libertado sob fiança enquanto aguarda seu novo veredicto. “Peguei aquela cobra dos arbustos”, disse, por meio de seu porta-voz, Eddie Nkuna. “Romanos 14 diz que uma pessoa com uma forte fé pode comer qualquer coisa. Não temos medo de cobras, elas estão abaixo de nós”, justificou.

O pastor, que se considera um profeta e prega debaixo de uma tenda, diz que segue os ensinamentos do Reverendo Daniel Lesego, do Ministério Raboni, sua maior inspiração. Lesego já fez seus seguidores comerem grama e beberem gasolina.

Mnguni diz que tem sido perseguido por conta de seus métodos de pregação, mas que, quando céticos vão a um de seus cultos, logo são convertidos. Ele agora tem cerca de 150 seguidores. “Eu comecei este ministério no ano passado, em 26 de março. Deus revelou uma visão na qual eu deveria mudar a vida das pessoas. Até agora, tenho enfrentado uma série de perseguições de pessoas e pastores. Eles dizem que o que eu faço não é de Deus, mas, quando vêm para cá e me ouvem pregar, mudam de ideia”, disse.
Adicionar legenda
A polêmica de Mguni já foi alvo de discussões na internet muitas vezes. Em algumas fotos, é possível ver o pastor montado em um fiel, como se fosse um cavalo.

“Ele estava fazendo muitas coisas que eram inaceitáveis, neste caso, tanto para sua congregação quanto paras as serpentes“, disse o inspetor Andrew Kekana do SPCA, maior centro de proteção animal do país, em entrevista ao Daily Mail. “Mas nossa jurisdição apenas diz respeito aos animais, por isso só podemos acusá-lo por isso. As fotos provam a posse ilegal de serpentes protegidas e a crueldade feita com os animais”.

Kekana faz um apelo para outros pastores e autoridades, para que Mguni seja combatido, e pede que sempre exista respeito aos animais dentro de igrejas e templos. “Nós pedimos que outros pastores possam ajudar a sensibilizar seus seguidores contra a crueldade animal e, se cobras ou outros animais forem abusados dessa forma, o SPCA irá atuar”, concluiu.


Fonte: Jornal Ciência

Sem Lula, Dilma aparece bem em pesquisas eleitorais

Domingo, 31 de Dezembro de 2017


Com a aproximação do julgamento de Lula pelo TRF-4, o instituto Paraná fez um levantamento trocando o nome do ex-presidente por outros candidatos do PT.

De acordo com essa pesquisa, caso Lula não possa concorrer, o maior beneficiado será Jair Bolsonaro. O ex-militar lidera em todos os cenários, sempre acima dos 20 pontos porcentuais.

Mas a maior surpresa é o desempenho de Dilma Rousseff. Sem Lula, a ex-presidente seria a candidata mais competitiva do partido. Bolsonaro é o primeiro, com 22,8%.

Ela fica em segundo na pesquisa, com 13,4% dos votos, bem à frente de Geraldo Alckmin (8,7%), Ciro Gomes (7,7%) e Joaquim Barbosa (7,6%). Jacques Wagner, por exemplo, cravou 3,9%.

Sem a ex-presidente na disputa, Bolsonaro aparece com 23,2%. A segunda colocação ficaria com Marina Silva (14,8%)

O instituto perguntou também quem seria o candidato mais forte sem Lula. Entre nomes como Fernando Haddad, Gleisi Hoffman e Ciro, deu Dilma. Quase 30% acham que a ex-presidente herdaria naturalmente a votação do padrinho político. Que pesadelo.



VEJA / Blog do BG

Células 'recauchutadas' conseguem destruir HIV, aponta estudo

Domingo, 31 de Dezembro de 2017

Foto: Reprodução / Saber Previdenciário

O tratamento com "recauchutagem" das células de defesa do corpo, procedimento que pode transformar linfócitos T em células CAR-T, está tendo resultados animadores no combate ao vírus HIV. É isso o que aponta um estudo financiado pela Amfar e pelos Institutos Nacionais de Saúde (NIH) dos Estados Unidos da América e que foi publicado no periódico "PLOS Pathogens" nesta quinta-feira (28). De acordo com a Folha de S. Paulo, a recauchutagem altera as células de defesa do corpo humano para que elas se liguem a um alvo e o destruam. Quando se trata do vírus da Aids, cientistas estão produzindo as células-tronco capazes de originar as células CAR-T com encaixes para molécula CD4, que está presente na superfície de células de defesa as quais o HIV se liga. As células "recauchutadas" também se ligam a CD4 e quando o HIV se prende a essa estrutura é destruído pelo sistema imunológico das células CAR-T. Pesquisas apontaram que as células modificadas tiveram sucesso na destruição do HIV nos testes com primatas e que apresentaram boa distribuição em tecidos linfáticos e no sistema gastrointestinal, locais propícios para multiplicação do vírus.

Coreia do Norte diz que não vai ceder a 'ameaças' dos EUA

Domingo, 31 de Dezembro de 2017

por Associated Press | Estadão Conteúdo
Foto: Reprodução / India Today

A Coreia do Norte afirmou neste sábado que não vai abandonar o projeto de construção de armas nucleares enquanto os Estados Unidos e seus aliados continuarem com as "ameaças e exercícios bélicos" contra seu território. De acordo com a KCNA, agência oficial de notícias da Coreia do Norte, Pyongyang tomou em 2017 uma série de medidas para "impulsionar a capacidade de autodefesa com força nuclear". A agência norte-coreana acusou também o presidente americano, Donald Trump, de empregar políticas hostis sem precedentes contra o país.

Guarda municipal que teria dado celular a presos da Lava Jato vira réu

Domingo, 31 de Dezembro de 2017 

Foto: Reprodução / Blog Mais Pajeú

O guarda municipal Julio Cesar Benitez, acusado pelo Ministério Público Federal (MPF) de entregar aparelhos de celular a alguns presos da Operação Lava Jato, está no banco de réus por crime contra administração da Justiça. De acordo com o Estadão, o guarda municipal cedeu aparelhos para detentos como o ex-diretor da Petrobrás Paulo Roberto Costa e o doleiro Alberto Youssef. A acusação do MPF aponta que em 24 de maio de 2014 o guarda "dolosamente e ciente da ilicitude e reprovabilidade de sua conduta, ingressou um aparelho celular na carceragem, entregando-o para presos ali custodiados, à época investigados na Operação Lava Jato". A denúncia sustenta que Julio teria promovido a entrada do celular no Setor de Custódia, entregando-o aos presos Luccas Pace Junior, Carlos Alberto Pereira da Costa, Raul Henrique Srour, Paulo Roberto Costa e Alberto Youssef. Eles poderiam realizar ligações em diversas horas. "Normalmente cedo pela manhã, durante a noite ou nos finais de semana, consoante extrato de chamadas realizadas pelo referido terminal no período de 24 de maio a 22 de junho de 2014”, consta no texto do MPF. Por considerar que a denúncia possui "indícios suficientes para demonstrar a presença de justa causa para o início do procedimento penal", o juiz Alessandro Rafael Bertollo de Alexandre, da 14.ª Vara Federal de Curitiba decidiu colocar Julio no banco de réus. Em resposta a acusação, a defesa do guarda alegou que na época ele não conhecia as atribuições e às normas legais vinculadas às funções de ‘carcereiro’. "Causa estranheza é o MPF não questionar o que um guarda municipal, sem qualquer formação para atuar como agente penitenciário, e muito menos querer saber qual ato administrativo que deu origem a estas designações”, disse.

Caso haja condenação em segunda instância, Lula deve ficar inelegível, diz Gilmar

Domingo, 31 de Dezembro de 2017 

Foto: Reprodução / Época

Em entrevista, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes falou sobre a possibilidade do ex-presidente Lula disputar eleições após ser condenado em segunda instância pelo caso do Triplex, Mendes declarou que caso haja condenação ele deve ficar inelegível. "E as repostas dos Tribunais nestes casos tem sido não. Essa lei inclusive, chamada Lei da Ficha Limpa foi aprovada em 2010 ainda nos governos do PT e amplamente apoiada", disse. Ainda na entrevista à Rádio Bandeirantes, Mendes comentou que o indulto de natal, suspenso em parte pelo STF, está sendo discutido com um "imenso despreparo". "Quem são os casos? Quer dizer, um país que dá o indulto e não sabe qual o nível e o tamanho dos beneficiários na verdade está passando um atestado de grande incompetência", declarou. Segundo ele, o que está acontecendo é "um grande baguncismo" em relação ao indulto. "Isso fala mal do Ministério da Justiça, do Conselho Nacional de Justiça dirigido pela presidente Carmem Lucia, isso fala mal do Conselho Nacional do Ministério Público, dirigido pela procuradora Raquel [Dodge]", apontou.

Prefeitura de São Paulo sanciona lei que dá nome de ‘Marisa Letícia’ a viaduto

Domingo, 31 de Dezembro de 2017 

Foto: Arquivo/Agência Brasil

Foi sancionada, nesta sexta-feira (29), pelo prefeito em exercício de São Paulo, Milton Leite (DEM), o decreto que dá o nome da ex-primeira-dama Marisa Letícia, mulher de Lula, a um viaduto em construção na cidade. Segundo informações da Folha de S. Paulo, a proposta, que foi aprovada no dia 11 de dezembro pela Câmara de Vereadores, já consta na edição de sábado (30) do Diário Oficial. A proposta veio da bancada petista na Câmara, em fevereiro deste ano, após a morte de Marisa. A ideia inicial era homenageá-la em uma rua da zona sul, mas o local foi rejeitado pela Câmara. Após a resistência do PT, a proposta de Milton Leite foi aceita, e ele mesmo foi o responsável pela sanção, já que é o presidente da casa, e que tanto o prefeito João Doria (PSDB), como o vice, Bruno Covas (PSDB), estão em viagens particulares.

Cidade mineira abre 2018 com um único vereador eleito após operação policial

Domingo, 31 de Dezembro de 2017

por Ricardo Brandt, Julia Affonso e Fausto Macedo | Estadão Conteúdo
Foto: Divulgação / Prefeitura Municipal

A pequena Santa Bárbara, cidade histórica do Circuito do Ouro mineiro, vai entrar em 2018 praticamente sem vereadores na Câmara Municipal. Dos 11 parlamentares, 4 estão presos e 7 afastados por ordem da Justiça. Eles são alvos da Operação Apollo 13, da Polícia Civil, suspeitos de montarem um esquema de desvio de recursos por meio de contratos fictícios que pode ter gerado um rombo de mais de R$ 4 milhões no município de pouco mais de 30 mil habitantes. O maior parte dos desvios ocorria em falsos contratos de locação de veículos para viagens. Iniciada em julho deste ano, 12 vereadores (incluindo dois suplentes) foram afastados do cargo por ordem da Justiça desde o início das investigações e quatro presos preventivamente. O último deles, Geraldo Magela Ferreira (DEM), foi detido dia 22 quando foi concluído um dos seis inquéritos da Apollo 13, que trata sobre as locações fraudulentas de veículos e despesas fictícias de viagens. Além de políticos, são alvos servidores, advogados e empresários da cidade. O delegado que comanda as investigações, Domiciano Monteiro, da Polícia Civil, em Santa Bárbara, afirma que os investigados "apresentavam informações de falsas viagens para receber esse dinheiro". "Foram mais de R$ 500 mil no caso de fraude em contratos de alugueis de carros de 2015 a 2017". "Eles lançavam de forma fictícia viagens no papel, como se aqueles veículos tivessem realizando viagens, vários desses documentos foram destruídos por essa organização criminosa no dia 31 de dezembro antes da passagem do comando da Câmara para o novo presidente que assumiu, mas a gente conseguiu recuperar alguns desses materiais", afirmou o delegado. "Dos 11 vereadores que iniciaram a legislatura neste ano, apenas um não foi afastado", afirmou o delegado. Apenas o vereador Carlos Augusto Bicalho Fonseca (PDT), eleito em 2016, permanece no cargo. Outros dois suplentes também deixaram o cargo. O nome da operação Apollo 13 - espaçonave usava em missão espacial à lua - é uma referência à conclusão de laudos periciais do inquérito policial que demonstraram que a quilometragem lançada nos contratos de aluguéis de veículos da Câmara era suficiente para percorrer distância da Terra à Lua.

Foto: Divulgação PCMG

As apurações também demonstraram que os vereadores vinham recebendo, ao longo de anos, verbas de diárias, prestando falsas informações de viagens, em valores que superam centenas de milhares de reais. Por meio da quebra da análise do celular dos investigados, a polícia identificou troca de mensagens dos vereadores com menção aos supostos lançamentos de despesas fictícias. Em uma delas, do dia 16 de março de 2017, o vereador Paulo Henrique da Rocha, identificado como "P Henrique Veread" no sistema de mensagens escreve: Vc já bocou mais uma diária aí né… churrasco pode ser por sua conta". O interlocutor "Gegê 2" responde: "Pode crê". A reposta: "P Henrique Veread: kkkkkkk". O delegado afirmou que durante as investigações descobriu-se que o grupo fazia deboche dos desvios praticado em suas conversas por mensagens. "Em conversas entre eles por meio do aplicativo whatsapp, era comum o uso de emojicons de notas de dinheiros e gargalhadas. Eles também combinavam festas e churrascos pagos com dinheiro público e diziam não estarem preocupados com a repercussão do caso na imprensa."

sábado, 30 de dezembro de 2017

Ação da DIVIPOE no Ouro Negro resultou em troca de tiros, apreensão de drogas, armas, munições e prisão de suspeitos

Sábado, 30 de Dezembro de 2017



Uma ação policial de combate a criminalidade, desencadeada no início da tarde de sexta feira 28 de dezembro no Bairro Ouro negro em Mossoró, região Oeste do RN, resultou em troca de tiros, com suspeito baleado, apreensão de drogas, armas e munições de diferentes calibres. 

O delegado Renato Oliveira, informou que a operação foi montada,depois que chegaram denuncias na DIVIPOE dando conta que uma residência, localizada na Rua Nico Rodrigues funcionava uma boca de drogas e que também havia armas no local 

Durante a operação, coordenada pelo delegado Renato Oliveira, houve reação dos por parte dos suspeitos que atiraram contra a equipe da DIVIPOE. No confronto, um dos suspeitos acabou sendo baleado de raspão na perna e socorrido pelos agentes, para o Hospital Tarcísio Maia sem risco de morte.

Seis pessoas, sendo três menores e três maiores de idade, foram presos sob suspeitas de envolvimento em ações criminosas e conduzidas à Delegacia de Plantão de Polícia Civil. 

Na casa os policiais encontraram, várias pedrinhas de crack embaladas e prontas pra venda, uma escopeta calibre 12 municiada, um revolver calibre 38 municiado, dinheiro fracionado e vários celulares. 

No local foram detidos, Ítalo George da Silva, Francisco Silvan de Moura e Gabriel Aparecido Teixeira Silva, além de três adolescentes. 

Os procedimentos foram feitas na Delegacia de Plantão da Polícia Civil, sendo os maiores flagranteados pelos crimes de tráfico de drogas, associação criminosa e porte ilegal de arma de fogo. Todos com exerção dos menores, ficaram a disposição da justiça




Fonte: Fim da Linha

248° Homicídio Mossoró 2017: Acusado de atirar em agente Penitenciário durante assalto é assassinado dentro do HRTM

Sábado, 30 de Dezembro de 2017


A cidade de Mossoró, localizada na região Oeste do Rio Grande do Norte registrou na madrugada de hoje, sábado, 30 de dezembro de 2017, mais um assassinato por disparos de arma de fogo. 

Adson Lincoln Severiano da Silva foi executado dentro do Hospital Regional Tarcísio Maia, onde estava internado desde o início noite de sexta feira (29), depois que foi baleado durante uma tentativa de assalto contra um agente penitenciário estadual no Planalto 13 de Maio em Mossoró. 

Informações repassadas pela Polícia Militar, dão conta de que Adson Lincoln, em companhia de uma mulher, tentou assaltar o agente penitenciário Lauci Alves de Moura de 50 anos que estava na calçada de sua residência com um irmão e foi surpreendido pelo casal que chegou de moto e anunciou o roubo. 

Houve reação por parte da vítima e troca de tiros. O agente penitenciário e o acusado saíram baleados e socorridos para o Hospital Tarcísio Maia. 

No inicio desta madrugada de sábado, Adson Lincoln, estava sendo levado para a sala de Raio-X, no interior do hospital, quando foi surpreendido por um desconhecido que entrou na unidade hospitalar e atirou várias vezes matando instantaneamente o acusado de balear o APE Lauci Moura. 

O delegado de plantão Dr. Fernando Antônio, foi com sua equipe ao hospital em busca de informações sobre o crime. Segundo a autoridade policial, o paciente foi executado com 07 tiros de pistola, todos na cabeça. 

As Capsulas ficaram espalhadas pelo piso do hospital e foram recolhidas no local. O delegado informou que as imagens do sistema interno de monitoramento do HRTM poderão ajudar na identificação do homem que invadiu o hospital e executou o paciente. 

Por solicitação do do delegado, a equipe do Itep, foi ao hospital e fez a remoção do corpo para os procedimentos de necropsia na sede do órgão. 

Com mais um homicídio registrado em Mossoró, a cidade passa a contabilizar 248 assassinatos em 2017. O delegado Fernando Antônio, vai encaminhar um relatório à Divisão de Homicídios, que ficará encarregada de investigar o caso.




Fonte: Fim da Linha

DOIS BANDIDOS MORREM EM CONFRONTO COM A PM NA CIDADE DE UPANEMA-RN

Sábado, 30 de dezembro de 2017


Dois criminosos morreram em confronto com polícia Militar da cidade de Upanema,que fica localizada na região oeste do Rio Grande do Norte,nesta sexta feira 29 de dezembro de 2017.
De acordo com as primeiras informações,assaltantes teriam roubado um veículo GOL de placas NNL 3435 em Governador Dix Sept Rosado.
Quando tentavam fugir com destino a Mossoró,quando se depararam com as guarnições da PM de Upanema e Governador na localidade conhecida como quatro bocas.
Houve confronto,e dois assaltantes foram baleados e morreram no Hospital da cidade para onde foram socorridos pela própria PM.
Segundo informações,a polícia procura outro assaltante que conseguiu fugir do cerco e possivelmente tenha sido baleado no confronto.
Alem do gol a PM recuperou uma moto XRE 300,de placa OJS 3075 roubada em Mossoró.
Em instantes mais informações.






Fonte: Passando na Hora

Suspeito de estuprar mulher e filmar morre após ser baleado pela polícia

Sábado, 30 de Dezembro de 2017

Suspeito de estuprar mulher é morto ao tentar fugir da polícia (Foto: TV Anhanguera/Reprodução)

Adilson de Sousa Soares, de 30 anos, morreu após ser baleado por policiais. Ele era suspeito de estuprar uma mulher e filmar o crime. O caso aconteceu em Gurupi, na madrugada desta sexta-feira (29). Segundo a Polícia Militar, o suspeito teria resistido à prisão e foi atingido por dois tiros no peito quando tentava fugir.

Soares invadiu a casa de uma atendente de loja, de 23 anos, durante a madrugada e a estuprou. Segundo depoimento da jovem à polícia, o homem gravou o estupro no próprio celular da vítima.

Uma mulher que preferiu não se identificar, contou que o suspeito tentou invadir a casa onde ela estava com a sobrinha. "Começou a beter na porta, batendo assim para arrebentar mesmo, sabe? Aí ela segurou na porta. Aí foi chegando, passando o carro da polícia que já estava no encalço dele. Pegou e abordou ele e ele reagiu."

O suspeito tentou fugir em uma motocicleta que estava no quintal da casa onde ele foi encontrado.

O major Cândio Marques, sub-comandante do 4ª batalhão, disse que o homem tinha acabado de sair da prisão. Ele havia cumprido pena pelo crime de receptação. Com o suspeito a polícia encontrou uma faca grande, o celular da vítima de estupro e o alvará de soltura dele.


*Por TV Anhanguera / Nosso Paraná RN

Agente Penitenciário estadual é baleado durante tentativa de assalto no Planalto 13 de maio em Mossoró-RN.

Sábado, 30 de Dezembro de 2017


Uma tentativa de assalto ocorrida na noite de ontem sexta feira 29 de dezembro na Rua Vicente Leite no Planalto 13 de Maio terminou com vítima e assaltante baleados.

Segundo informações a vítima o agente Penitenciário Estadual Lauci Alves de Moura, 50 anos, estava na calçada de sua casa com um irmão quando um casal ocupando uma moto chegou a anunciou o assalto.

O agente teria reagido e acabou sendo alvejado com quatro tiros. Durante a troca de tiros o assaltante também foi baleado e ainda surrado por populares.

O agente foi socorrido por familiares para a UPA do Alto São Manoel e depois transferido pelo SAMU para o HRTM.

O assaltante identificado como Adson Lincon da Silva foi socorrido pela PM também para o HRTM.



Fonte: Fim da Linha

Vaca na pista causa acidente de trânsito e casal e bebê morrem na BR-226, no RN

Sábado, 30 de Dezembro de 2017


Um casal e um bebê morreram em um acidente de trânsito na noite desta quinta-feira (28) na BR-226, em Senador Elói de Souza, cidade da região Agreste potiguar. Segundo a Polícia Rodoviária Federal, uma caminhonete e um caminhão bateram de frente. A caminhonete teria tentado desviar de um vaca que estava solta na pista. O animal também morreu.

Ainda de acordo com a PRF, a colisão aconteceu por volta das 20h. A caminhonete seguia em direção a Tangará, na altura do km 64, enquanto o caminhão trafegava com destino a Natal.

Chefe do núcleo de comunicação da PRF, o inspetor Roberto Cabral disse que o condutor da caminhonete tentou desviar do animal, mas acabou invadindo a pista contrária. Foi quando bateu de frente no caminhão. “Entre as vítimas estava um homem e uma mulher, aparentemente jovens, e uma bebezinha”, acrescentou o inspetor.

No caminhão, duas pessoas tiveram ferimentos leves e foram socorridas para o hospital.


VIA G1/RN

Força Nacional prende dois homens após perseguição na zona Oeste de Natal

Sábado, 30 de Dezembro de 2017


A polícia prendeu dois homens em fuga na noite dessa quinta-feira (28), na avenida Bernardo Vieira, no bairro das Quintas, zona Oeste de Natal.

Os suspeitos estavam fugindo em um Celta prata quando perderam o controle e bateram em um pilar. Participaram da ação tanto agentes da Polícia Militar quanto da Força Nacional. Com eles, os policiais da encontraram três celulares e uma arma de fogo.

A fuga foi iniciada ainda na avenida Capitão-mor Gouveia, no bairro do Bom Pastor, onde os dois suspeitos estavam assaltando.

A Bernardo Vieira ficou interditada por alguns momentos nas imediações da loja Vale do Pará, no cruzamento da linha férrea. Os motoristas que iam para o sentido Zona Norte tiveram de fazer desvios.


VIA PORTAL NO AR / O Natalense

Garoto de 15 anos é morto com tiro após se envolver com ficante de um colega

Sábado, 30 de Dezembro de 2017 

Foto: Reprodução / A Crítica

Um jovem de 15 anos foi assassinado com tiro no olho na tarde desta quinta-feira (28) em Manaus. Segundo a família, o autor do crime foi um garoto de idade similar que sentia ciúme do relacionamento que ele mantinha com uma garota. “Meu filho estava ficando com uma garota que também ficava com um colega dele. Esse colega viu mensagens do WhatsApp dos dois e resolveu matar o Fernando”, disse a mãe da vítima, Noemi da Silva. De acordo com o site A Crítica, o adolescente identificado como Fernando de Oliveira Júnior foi baleado no dia 27 na Avenida Leopoldo Carpinteiro Peres, bairro Japim, Zona Sul. Familiares da vítima afirmaram ainda que no dia do crime o jovem se encontrou e conversou com o autor do crime e acabou sendo alvejado com o tiro. Fernando foi velado nesta sexta (29) e o caso será investigado pela Polícia Civil.

Velejadores brasileiros presos com R$ 800 milhões em cocaína em Cabo Verde dizem ter sido enganados

Sábado, 30 de Dezembro de 2017


Foram 18 dias navegando em alto-mar, entre Natal (RN) e Cabo Verde, enfrentando princípio de incêndio, furacões, problemas elétricos, hidráulicos, motor de barco fundido, ondas gigantes, água entrando no casco, telefone via satélite quebrado e doenças.

O relato dessa viagem turbulenta foi registrado no Facebook pelo gaúcho Daniel Guerra, de 36 anos, assim que pisou em terra firme, em 22 de agosto. “Para muitos, ler isso poderá ser um sofrimento, mas para mim é uma alegria, ‘it’s my job’ (é o meu trabalho), que me motiva e me deixa mais vivo com gana de quero mais”, escreveu.

E completou: “Agora descansar? Hahaha. Que nada! Bora carimbar o passaporte e consertar o que tem para fazer, e vamos para o surf em mama África. E, se der um tempo, tomar uma cerveja e desfrutar da cultura local.”

Não deu tempo. Horas depois da postagem, Guerra e outros dois marinheiros brasileiros – os baianos Rodrigo Dantas, de 25 anos, e Daniel Dantas, de 43 -, mais o capitão francês Olivier Thomas, foram presos em Cabo Verde.

A polícia diz ter recebido uma denúncia anônima e foi inspecionar o veleiro Rich Harvest. Encontrou sob o assoalho, em um esconderijo coberto de cimento, mais de uma tonelada de cocaína – uma carga avaliada em aproximadamente 200 milhões de euros (cerca de R$ 800 milhões).


Terra

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055