martins em pauta

sexta-feira, 3 de julho de 2020

Renato Aragão sonha em participar do A Praça é Nossa

Sexta, 03 de Julho de 2020


Carlos Alberto de Nóbrega disse que Didi "é história do humor da Globo".


Demitido da TV Globo, depois de 44 anos na emissora, o humorista Renato Aragão, o eterno Didi Mocó, adiantou algumas novidades aos seus mais de 3,5 milhões de seguidores no Instagram. Cada vez mais envolvido na rede social, ele garantiu que vai continuar fazendo filmes.

Ao ser perguntado se já pensou em fazer uma aparição no programa A Praça é Nossa, do SBT, ele disse que ficaria muito bem ao lado de Carlos Alberto de Nóbrega, a quem chamou de “meu irmão”. Com previsão de retorno às gravações da atração em agosto, Nóbrega foi um dos redatores de Os Trapalhões – programa que popularizou Didi, Dedé, Mussum e Zacarias na memória televisiva.

– Eu falei já, várias vezes, quando me perguntam quem eu gostaria de ver sentado no banco da Praça e ainda não sentou. Eu sempre digo: Renato Aragão. Por tudo aquilo que ele representa na minha vida artística. Foi ele quem me convidou para escrever Os Trapalhões. Temos uma amizade muito grande. Agora, não temos dinheiro para pagar um artista como ele. Se ele puder vir para receber uma homenagem, para a gente fazer um programa, ele é quem iria ficar sentado no banco da Praça, os 70 minutos. Seria a homenagem que eu daria para ele.

Demitido da TV Globo, depois de 44 anos na emissora, o humorista Renato Aragão respondeu a pergunta de um fã se ele já pensou em fazer uma aparição no programa A Praça é Nossa, do SBT.

Assim como Dedé, Carlos Alberto também criticou a Globo pela demissão de Renato Aragão.

– Renato Aragão é história do humor da Globo. Ele tinha que ter uma estátua dele na emissora. É o mínimo que podiam fazer para ele. Ou ter o nome na calçada da fama, e colocar os nomes que fizeram a Globo chegar onde chegou. Essa é a minha opinião – pontuou ao portal R7.

Adiamento das eleições: o que muda para o pleito deste ano

Sexta, 03 de Julho de 2020


Entre as datas principais do processo, apenas a da posse e da diplomação, marcadas para 1º de janeiro de 2021 e 18 de dezembro de 2020, respectivamente, não foram modificadas para não lesar os tempos dos próximos mandatos.

Com a promulgação nesta quinta-feira (2), da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que adia as eleições municipais de 2020 em 42 dias por causa da pandemia de coronavírus, candidatos e partidos devem se reorganizar em relação ao calendário eleitoral.

Devido à situação atípica, que acontece a nível internacional, a PEC torna sem efeito, somente neste ano, o artigo 16 da Constituição, que proíbe alterações no processo eleitoral no mesmo ano da eleição.

Além dos dias dos pleitos, todo o cronograma de campanha, de prestação de contas e de elaboração de planos de mídia foi alterado. Entre as datas principais do processo, apenas a da posse e da diplomação, marcadas para 1º de janeiro de 2021 e 18 de dezembro de 2020, respectivamente, não foram modificadas para não lesar os tempos dos próximos mandatos.

O novo calendário não é a única medida estudada para garantir um pleito seguro em meio à crise de saúde pública. O TSE ainda analisa se será necessário, por exemplo, ampliar o horário de votação e o número de urnas, a fim de evitar aglomerações nas filas.

O que muda

O prazo que já havia sido encerrado no último dia 30, de exibição de programas de rádio e televisão comentados ou apresentados por pré-candidatos, estendeu-se para 11 de agosto.

Agora, as convenções partidárias para escolha de candidatos e definição de coligações tiveram prazos adiados para 16 de setembro, com início em 31 de agosto. No calendário anterior, publicado no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), essas atividades deveriam ser realizadas entre 5 de julho e 4 de agosto.

Ainda conforme o documento antigo, entre 15 e 26 de agosto os partidos e emissoras de rádio e de televisão deveriam elaborar, junto a juízes eleitorais, os planos de mídia para definição de questões relacionadas ao horário eleitoral gratuito a que tenham direito. No entanto, com a aprovação da PEC, esse prazo foi estendido para 26 de setembro.

Com isso, já em 27 de setembro, o início da propaganda eleitoral estará liberado, inclusive na internet. Na televisão e no rádio, esse conteúdo, relativo ao primeiro turno, só poderá ser veiculado a partir de 9 de outubro, seguindo até 12 de novembro.

Um mês depois do início da propaganda eleitoral, no dia 27 de outubro, as siglas, coligações e candidatos devem divulgar relatórios com os recursos recebidos e utilizados por meio de Fundo Eleitoral, Fundo Partidário, entre outros. 

Já o primeiro turno das eleições está marcado para 15 de novembro, 42 dias depois da data divulgada anteriormente pelo TSE. O segundo turno, por sua vez, ocorrerá em 27 do mesmo mês. No entanto, se os números da pandemia estiverem graves em determinados municípios, o Congresso deve definir um adiamento ainda maior para as eleições suplementares, com limite para 27 de dezembro.

No dia 15 de dezembro, o conjunto de prestação de contas deve ser apresentado à Justiça Eleitoral. Até 18 de dezembro ocorre a diplomação dos políticos eleitos nos municípios que puderam seguir o novo calendário.

Depois disso, o novo cronograma segue pelos primeiros meses de 2021, com posse de prefeitos (1º de janeiro), fim do prazo para a publicação, pela Justiça Eleitoral, do veredito sobre contas do candidatos eleitos (12 de fevereiro) e fim do período em que partidos e coligações devem ajuizar representações na Justiça Eleitoral para apurar irregularidades em gastos de campanha.


(Diário do Nordeste)

BIZARRO: Internado, homem sofre ereção de quatro horas por conta do coronavírus e caso chama atenção

Sexta, 06 de Julho de 2020


A Covid-19 tem causado coágulos nos pacientes, conforme detalharam médicos na revista científica The American Journal of Emergency Medicine.

Um homem, de 62 anos, que estava internado com coronavírus no Centro Hospitalar de Versailles, em Le Chesnay, França, teve um ereção de quatro horas por conta da doença. Isso porque, segundo os médicos, a Covid-19 tem causado coágulos nos pacientes, conforme detalharam na revista científica The American Journal of Emergency Medicine.

Segundo os especialistas, eles ainda estão confusos sobre o motivo dos pacientes com Covid-19 terem coágulos de sangue. Alguns dizem que o vírus está causando alguma alteração no sangue. Um outro pensamento afirma que a doença tem afetado o sistema imunológico, que forma coágulos, e eles passam por uma variedade de caminhos.

De acordo com a médica Myriam Lamamri, que assina o documento, essa foi a primeira vez que uma trombose peniana foi diagnosticada em um paciente com Covid-19. Quando o paciente chegou ao hospital com todos os sintomas, apresentou ainda falha respiratória. Um exame posterior mostrou o priapismo.

Ao contrário do priapismo por algum tipo de dano ao membro, o do paciente foi causado pelo sangue ficar preso nos corpos cavernosos. Um bolsa de gelo foi colocada no pênis e, quatro horas depois, os médicos conseguiram sugar o sangue. No líquido, foram encontrados coágulos escuros, que, segundo os especialistas, foi causado pelo coronavírus.

Os médicos injetaram drogas para normalizar o sistema nervoso e deram medicamentos para prevenir os coágulos. O paciente conseguiu se recuperar da Covid-19 e não teve mais priapismo, segundo o artigo da revista científica.


Do Metropoles

Sobe para 10 o número de mortos após ciclone bomba na região sul

Sexta, 03 de Julho de 2020


Bombeiros registram nove mortes e um desaparecido em Santa Catarina e Defesa Civil confirma uma morte em Nova Prata, no Rio Grande do Sul.

Subiu para dez o número de mortos por ciclone extratropical, conhecido como ciclone bomba, que atingiu estados da região sul do país. Em Santa Catarina, o fenômeno provocou nove mortes até a manhã desta quarta-feira (1º) e, no Rio Grande do Sul, um óbito foi registrado.

De acordo com Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina, foram registradas nove mortes e uma pessoa desaparecida. Até o momento, as mortes foram de uma idosa em Chapecó, um homem em Santo Amaro da Imperatriz, três óbitos em Tijucas, um homem de 59 anos em Ilhota, um homem de 73 anos em Rio dos Cedros, uma vítima em Governador Celso Ramos e uma mulher em Itaiópolis. 

Os Bombeiros informaram ainda que, neste momento, há uma vítima desaparecida em Brusque. O Corpo de Bombeiros trabalha para atender a população após o evento climático que assolou o estado desde a tarde da terça-feira (30).

Segundo os órgãos, estão envolvidos mais de mil bombeiros militares, empregadas 380 viaturas, duas forças-tarefa e um cão de busca para atender mais de 1.600 ocorrências.

Em relação à morte registrada em Nova Prata, a Defesa Civil do Rio Grande do Sul, informou, por meio de nota, que não poderia afirmar que "o deslizamento se deu em decorrência da chuva, mas sabemos que essa condição climática favorece a instabilidade do solo."

"Agora teremos de aguardar a perícia para confirmar a influência da condição climática no momento da ocorrência, que acabou tragicamente levando a óbito um trabalhador da construção civil", afirmou o órgão.

No Paraná e no Rio Grande do Sul, a ventania e o temporal provocaram danos em diversos prédios. Em Santa Catarina, a formação com ventos que chegaram a 120km/h atingiu o Estado de Santa Catarina nesta terça-feira (30).

A rede de telefonia celular sofreu danos em algumas cidades catarinenses. Por isso, os bombeiros colocaram os seguintes telefones à disposição da população em casos de emergências.

Rio Grande do Sul

O estado registrou na terça-feira (30) 835 mil pessoas sem energia elétrica, depois que fortes ventos e muita chuva chegaram na regiões da Grande Porto Alegre e Serra Gaúcha. 

Para esta quarta-feira (1º), a previsão é de mais ventos fortes. Por enquanto, segundo a Defesa Civil de Porto Alegre, apesar de todos os estragos, não há registros de pessoas desabrigadas na capital.

O ciclone vai passar pelo Sudeste do país. Em São Paulo, as rajadas podem chegar a 100 km/h. A temperatura também vai despencar: pode ser o dia mais frio do ano na capital paulista com mínima na casa dos 7 graus.

Paraná

As fortes chuvas também chegaram ao Paraná, atingindo entre outras cidades, a capital do estado, Curitiba, e municípios próximos. Até 19h de terça-feira (30), a prefeitura de Curitiba registrou 406 solicitações de ocorrências com quedas de árvores ou galhos, em vias públicas e terrenos particulares. No entanto, muitas chamadas foram para um mesmo endereço.

“Enquanto estiver chovendo, a orientação da Defesa Civil é que se evite sair de casa. Se a pessoa já estiver na rua, deve evitar se abrigar embaixo de árvores e de estruturas metálicas, estando a pé ou de carro. Redobre a atenção e reduza a velocidade”, diz boletim da Defesa Civil de Curitiba.

A Copel (Companhia Paranaense de Energia) classificou os estragos como “pior evento climático da história da empresa”. No momento de pico, 875 mil moradias ficaram sem luz. No momento, ainda há 360 mil desligadas. A região leste, que inclui Curitiba, região metropolitana e litoral, foi uma das mais atingidas e chegou a 530 mil residências atingidas.


(R7)

Ministério da Saúde irá liberar R$ 13,8 bi para estados e municípios

Sexta, 03 de Julho de 2020


O Ministério da Saúde anunciou nesta quinta-feira (02) que irá distribuir cerca de R$ 13,8 bilhões como auxílio aos estados e municípios no combate à pandemia.

De acordo com a pasta o valor será dividido da seguinte maneira: serão R$ 11,3 bilhões para estados e R$ 2,5 bilhões para municípios, cada localidade receberá uma quantia seguindo os critérios de dados populacionais e número de leitos.

Créditos: Gazeta Brasil



Fonte: News Atual

Graças à coragem de Bolsonaro, Flamengo impõe a Rede Globo a maior derrota de sua história

Sexta, 03 de Julho de 2020


Fotomontagem ilustrativa

Novos tempos. O fim dos privilégios, das máfias, dos monopólios da informação também no mundo esportivo.

Nesta quarta-feira (1º de julho) a Rede Globo talvez tenha sofrido a sua maior derrota em toda sua história.

Hegemônica na transmissão dos jogos de futebol, arrecadando bilhões, amargou a primeira transmissão de um jogo ao vivo pelo canal da FLATV no YouTube.

Foi o maior recorde de público de um evento esportivo da história da plataforma digital: 4,22 milhões de pessoas inscritas no canal no mundo todo (o maior de um Clube de Futebol) com 3.615.374 visualizações ao vivo no jogo contra o Boavista. E mais de 11 milhões de visualizações até o momento.

Números que devem dobrar ou decuplicar daqui para frente facilmente.

Um dia inesquecível que só foi possível graças a coragem do Presidente Bolsonaro (e ao amor da Nação Flamenguista ao Clube), que democratizou o direito de imagem dos Times de Futebol e quebrou a arrogância da Globo - envolvida até o pescoço em indícios de prática de corrupção para ter o direito de exclusividades em várias modalidades esportivas, dentre elas o futebol.

Que coragem. Que epopeia!

Mais uma pá de cal nesse grupo empresarial que já foi orgulho do Brasil e hoje é o maior adversário do nosso povo e do nosso país e que faz tudo para ir à bancarota, com seus profissionais petulantes, atrevidos, arrogantes sendo cúmplices dessa derrocada a olho nu.

Em breve vão pagar caro pela sua conivência.

E você, já se inscreveu no canal do Flamengo no YouTube? LINK: https://www.youtube.com/user/flamengo.

Venha!

Vamos mudar o Brasil!

Fonte: Jornal da Cidade Online

E por a Rede Globo no seu devido lugar: na lata do lixo!

#globolixo

Luiz Carlos Nemetz

Advogado membro do Conselho Gestor da Nemetz, Kuhnen, Dalmarco & Pamplona Novaes, professor, autor de obras na área do direito e literárias e conferencista.
@LCNemetz

Gigante, Tarcísio mostra que trabalho na Infraestrutura não para nem durante a noite (veja o vídeo)

Sexta, 03 de Julho de 2020


Ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas

Há poucos dias, o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, divulgou um vídeo de obras em trecho da Ferrovia de Integração Oeste-Leste (FIOL), em São Desidério, na Bahia.
“Terceiro turno da obra de construção […] avançando noite adentro”, escreveu o ministro em suas redes sociais.
Tarcísio ainda destacou que a estatal Valec conta, atualmente, com “1.000 colaboradores no interior baiano trabalhando até as 3h da manhã”.
A ferrovia terá um papel importante na melhoria da infraestrutura logística do Brasil.
Confira:


da Redação / Jornal da Cidade Online

Prefeito baiano anuncia abertura do comércio e dispara: “Morra quem morrer” (veja o vídeo)

Sexta, 03 de Julho de 2020

Prefeito de Itabuna (BA), Fernando Gomes

Viralizou nesta quinta-feira, 02, um vídeo do prefeito de Itabuna, na Bahia, Fernando Gomes (PTC), confirmando a flexibilização do comércio do município para a próxima semana. O prefeito afirmou que autorizará os estabelecimentos comerciais a abrirem as portas a partir da próxima quinta-feira, dia 9, “morra quem morrer”.
“Primeiro lutar pela vida, a vida é uma só. Morrer acabou. Não tem fortuna, não tem pobreza, não tem falência, não tem nada. Não posso abrir uma coisa que não tenho cobertura. Na dúvida, com os nossos morrendo por causa de um leito em Itabuna, vou transferir essa abertura. No dia 8, mandei já fazer o decreto, que no dia 9 abre, morra quem morrer”, disse o prefeito.
Segundo a prefeitura de Itabuna, o prefeito foi “mal interpretado” e está contrariado com a situação do comércio da cidade.
Confira:
da Redação

Que fase de Miriam Leitão: Perde ação para Hang e toma invertida desmoralizante de Weintraub

Sexta, 03 de Junho de 2020


Um momento inesquecível, porém extremamente negativo, vive a jornalista Miriam Leitão.

Acaba de ser fragorosamente derrotada pelo empresário Luciano Hang, em ação judicial onde ela pretendia ser indenizada por alegado dano moral.

A 26ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro julgou e decidiu favoravelmente ao empresário.

Miriam, além do gosto amargo da derrota, não será indenizada, terá que pagar os honorários dos advogados de Hang e terá que arcar com as custas processuais.

Como se não bastasse, a jornalista ainda foi contemplada com a forte, espirituosa e desmoralizante reação de Abraham Weintraub, a respeito de um comentário que fez sobre a cadela Capitu, animal de estimação da família do ex-ministro da Educação.

Miriam postou:
“Capitu? A cadela do Weintraub? Machado não merecia isso!”
A resposta fulminante:
“Coitada da Capitu, está bem velhinha e perdeu os dentes da boca. A jararaca da miriam leitão, que também está acabada, poderia emprestar a dentadura dela. Eu sei que é nojento, porém, a Capitu não liga. Afinal, ela é apenas uma cadela...”
Confira:
da Redação / Jornal da Cidade Online

Gilmar absolve mulher que furtou picanha no dia em que Weber condena por furto de xampu

Sexta, 03 de Julho de 2020 

Foto: Nelson Jr./ASCOM/TSE

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, absolveu na última terça-feira (30) de forma sumária uma mulher que furtou um pedaço de picanha e outras mercadorias de valor irrelevante no Rio de Janeiro. No mesmo dia, a ministra Rosa Weber negou habeas corpus a uma jovem que roubou dois xampus. A informação é da coluna da jornalista Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo.

Weber endossou sentença que dizia que, como tinha antecedentes, o réu mostrava que não conseguia viver em sociedade. Já Gilmar Mendes invocou o princípio da insignificância para absolver a mulher, que já tinha sido condenada pelo Tribunal de Justiça do Rio, com sentença confirmada pelo STJ (Superior Tribunal de Justiça).

"Não é razoável que o Direito Penal e todo o aparelho do estado-polícia e do estado-juiz movimentem-se no sentido de atribuir relevância à hipótese de furto de uma peça de picanha da marca Naturafrig, três tabletes de caldo da marca Arisco, sendo um de carne e dois de frango, e uma peça de queijo muçarela da marca Porto Alegre, avaliados em R$ 135,73', disse.

Gilmar também afirmou que o sistema de penalizações somente deve atuar "para proteção dos bens jurídicos de maior relevância e transcendência para a vida social".

"Não cabe ao Direito Penal, como instrumento de controle mais rígido e duro que é, ocupar-se de condutas insignificantes, que ofendam com o mínimo grau de lesividade o bem jurídico tutelado", continuou.

Secretário-geral da CBF confirma início do Campeonato Brasileiro em 8 e 9 de agosto

Sexta, 03 de Julho de 2020

Foto: Divulgação / CBF


O secretário-geral da CBF, Walter Feldman, confirmou o início das Séries A e B do Brasileirão para, respectivamente, dias 8 e 9 de agosto (leia mais aqui). Em entrevista à Rádio Itatiana, ele destacou a necessidade de cumprir o cronograma estabelecido nas reuniões da entidade com a Comissão Nacional de Clubes (CNC) para o retorno dos jogos de futebol no país em meio a pandemia do coronavírus, com a exceção do Campeonato Carioca que já foi reiniciado desde meados de junho.

"A decisão foi tomada em reunião com a Comissão Nacional de Clubes, com a participação do presidente (da CBF) Rogério Caboclo. E sinalizou a data do dia 9 de agosto para o início da Série A e do dia 8 para a Série B. O desejo da CBF é cumprir integralmente o calendário, sem suspensão ou cancelamento", afirmou.

Na última semana, os clubes da Série B nacional pediram à CBF que o início do campeonato fosse adiado por mais uma semana. Feldman destacou a inviabilidade em atender a solicitação pelo curto calendário ocasionado pela pandemia.

"Evidentemente, vamos adaptar as regras que foram colocadas para esta pandemia, limitando nosso tempo, com a necessidade de invadir o ano de 2021, provavelmente até fevereiro". disse. "Neste momento, sem redução do tempo entre as partidas, conseguimos cumprir esse calendário. E a aprovação foi praticamente unânime pelos clubes da A e da B de que, se houver necessidade, por recomendação das autoridades de saúde, eles têm o compromisso de se deslocar até as cidades onde a liberação para o jogo foi dada. São movimentos adicionais de logística para que possamos fazer as adaptações necessárias", completou.

Com relação ao reinício da Copa do Brasil, que estava na sua terceira fase, o secretário-geral da CBF informou que as datas dependerão da definição da Conmebol sobre a Libertadores e a Copa Sul-Americana.

"Vamos fazer um ajuste necessário com a espera do anúncio da Conmebol sobre a Libertadores e a Sul-Americana. Há um desejo não de concomitância, mas de proximidade de início do Brasileiro e da Copa do Brasil", explicou.

O futebol brasileiro está suspenso desde meados do mês de março quando a pandemia do coronavírus atingiu o Brasil.

Produção industrial avança 7% após tombo na pandemia

Sexta, 03 de Julho de 2020 

por Folhapress | Diego Garcia
Foto: Reprodução / Agência Brasil

A retomada gradual das atividades em meio à pandemia da Covid-19 fez a produção industrial do Brasil esboçar recuperação em maio, o terceiro mês com medidas de isolamento social decretadas em todo o país para conter o avanço do novo coronavírus.

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o setor se recuperou 7% na comparação com abril, quando havia caído 18,8%, indicando que o fundo do poço já ficou para trás. Em março, o recuo tinha sido de 9,2%.

Na comparação com maio do ano passado, porém, ainda é possível ver como os efeitos econômicos ainda são sentidos, com recuo de 21,9%. É o sétimo resultado negativo nessa base de análise.

A projeção da Bloomberg era de 7% de recuperação com relação a abril de 2020 e 21,8% de recuo na comparação com abril do ano passado.

O registro negativo de abril havia superado até a queda de 11% de maio de 2018, quando ocorreu a greve dos caminhoneiros. Porém, aquela produção foi reposta no mês seguinte, algo que não aconteceu agora, já que as medidas de isolamento social continuaram em maio.

O primeiro óbito conhecido de Covid-19 no país ocorreu no dia 17 de março. A partir daí, com o avanço da doença, o país promoveu o distanciamento social como forma de combater a pandemia.

As medidas restritivas causaram efeitos econômicos e intensificaram o aumento do desemprego no Brasil, que chegou a 12,9% no trimestre encerrado em maio, e contribuiu para que 7,8 milhões de posto de trabalho fossem perdidos. A população ocupada teve uma queda recorde de 8,3% na comparação com o trimestre anterior.

Deputados se articulam para afrouxar regras de PEC da prisão em segunda instância

Sexta, 03 de Julho de 2020 

Foto: Wilson Dias / Agência Brasil

Deputados federais têm se articulado nos últimos dias para tentar afrouxar as regras na proposta que antecipa a execução da condenação para a segunda instância. O relator da Proposta de Emenda à Constituição (PEC), deputado Fábio Trad (PSD-MS), disse que eles se mobilizam para que o texto seja válido apenas para novos ilícitos, isentando todos os crimes cometidos até a promulgação da emenda.

"Daqui a pouco vão propor uma transição de seis meses", disse o parlamentar, que apoia a mobilização, de acordo com a coluna Painel, da Folha de S. Paulo. A PEC deve abranger todos os ramos do direito, como o tributário e o trabalhista.

À publicação, Trad disse notar uma mudança no debate político. Enquanto antes, muitos defendiam pressa na vigência da prisão em segunda instância, agora eles querem o oposto. No passado, a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) estava no centro do debate. Já no contexto atual, o tema envolve o filho do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ). 

"Por isso que defendo que não se pode mexer na Constituição tentando acertar um alvo... Não pode ser casuístico", argumentou Trad.

Ele conta que o presidente da comissão, Marcelo Ramos (PL-AM), pretende recomeçar o trabalho do grupo em agosto, quando a Câmara deve retomar as atividades presenciais.

Adiamento das eleições municipais para novembro é promulgado

Sexta, 03 de Julho de 2020 

Foto: Reprodução/EBC

As mesas da Câmara dos Deputados e do Senado promulgaram nesta quinta-feira (2) a proposta que adia as eleições municipais para novembro devido a pandemia do novo coronavírus. Com a emenda, os prazos do calendário eleitoral também foram adiados.

A Emenda Constitucional 107 prevê que os dois turnos das eleições sejam realizados nos dias 15 e 29 de novembro. As datas anteriores eram 4 e 25 de outubro.

Congresso Nacional pode adiar ainda mais as eleições até a data limite 27 de dezembro nas cidades com a situação sanitária de cada município.

A data da posse permanecerá a mesma: 1º de janeiro de 2021.

A Emenda também adia todas as etapas do processo eleitoral de 2020, como registro de candidaturas e início da propaganda eleitoral gratuita.


Confira o novo calendário:
Clique para ampliar

Eduardo Cunha tem prisão preventiva em regime domiciliar mantida pelo TRF4

Sexta, 03 de Julho de 2020 

Foto: Reprodução / Agência Brasil

O ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha teve o pedido de habeas corpus negado pela 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), na última quarta-feira (1). O pedido requeria a liberação do seu cumprimento de prisão preventiva no âmbito da Operação Lava Jato. Em julgamento virtual, o colegiado decidiu, por maioria, manter o regime de prisão domiciliar e afastou o pedido de revogação das medidas cautelares.

Eduardo Cunha cumpre prisão preventiva decretada pela 13ª Vara Federal de Curitiba, desde outubro de 2016. As investigações, apresentadas pelo Ministério Público Federal (MPF) para requerer a privação de liberdade do ex-deputado federal, apontavam que Cunha teria contas na Suíça para lavar dinheiro e teria recebido propina por contrato de exploração de petróleo em Benin, no continente africano, segundo o TRF-4.

Pelas acusações da Lava Jato, Cunha foi condenado em primeiro grau, em março de 2017, a 15 anos e quatro meses de reclusão pelos crimes de corrupção passiva, evasão fraudulenta de divisas e lavagem de dinheiro. O TRF4 julgou a apelação da condenação em novembro do mesmo ano, fixando o tempo de pena para 14 anos e seis meses.

O cumprimento da prisão preventiva em regime fechado só foi alterado em março deste ano, após Cunha realizar uma cirurgia. Ele obteve liminar que permitiu a utilização de tornozeleira eletrônica para cumprir medidas cautelares em domicílio durante a pandemia, por conta de suspeita de contágio de Covid-19.

A defesa do ex-presidente da Câmara impetrou o HC contra a decisão da 13ª Vara Federal de Curitiba que manteve a prisão preventiva, apenas alterando a medida de cumprimento. Os advogados sustentaram que não haveria fundamento para manter a prisão decretada em 2016, alegando que o réu não apresentaria mais os riscos apontados pela procuradoria na época. O pedido também salientou a jurisprudência definida pelo Supremo Tribunal Federal (STF) que considera inconstitucional o cumprimento de pena antes do trânsito em julgado da ação penal.

Na Corte, o relator dos recursos da Lava Jato, desembargador federal João Pedro Gebran Neto, confirmou a legitimidade da manutenção da prisão preventiva por monitoramento eletrônico em regime domiciliar, ressaltando a gravidade dos crimes a que Cunha foi condenado e os riscos ainda apresentados por sua possível soltura.

Para o magistrado, “sua ainda presente capacidade de influência como proeminente personagem no campo político, em associação com o não rastreamento e recuperação de todos os valores desviados, revelam a necessidade de acautelar a ordem pública e a aplicação da lei penal, justificando a manutenção da prisão preventiva”.

Gebran também afastou a concessão de liberdade sob a decisão do STF referida. “O decidido pelo Supremo Tribunal Federal quanto à impossibilidade de execução da pena antes do trânsito em julgado expressamente excetuou os casos em que existente um decreto de prisão preventiva”, considerou.

quinta-feira, 2 de julho de 2020

Rede Globo faz mais uma vítima de seu agonizante "facão"

Quinta, 02 de Julho de 2020

Débora Nascimento


A atriz Débora Nascimento é a vítima da vez.

Parece evidente o desespero financeiro que ronda a ‘vênus platinada’

A atriz teve sua saída confirmada nesta quarta-feira (1º), um dia depois do seu ex-marido, José Loreto.

A fila continua andando e o clima certamente é de polvorosa.

No caso de Débora, uma particularidade.

A atriz deixa a emissora mesmo estando no ar atualmente com a reprise de Êta Mundo Bom.

Confira a nota da Globo sobre Débora Nascimento:
"Como todos sabem, nos últimos anos, temos tomado uma série de iniciativas para preparar a empresa para os desafios do futuro. Com isso, temos evoluído nos nossos modelos de gestão, de criação, de produção, de desenvolvimento de negócios e também de gestão de talentos. Assim, em sintonia com as transformações pelas quais passa nosso mercado, a Globo vem adotando novas dinâmicas de parceria com seus talentos. Debora Nascimento, assim como outros talentos, tem abertas as portas da empresa para atuar em futuros projetos em nossas múltiplas plataformas".
O clima é de terror!
da Redação / Jornal da Cidade Online

Covidão chega no governo do DF e cumpre "enxurrada" de mandados de busca e apreensão

Quinta, 02 de Julho de 2020

Foto ilustrativa

Irregularidades na compra de testes de Covid-19 pelo governo do Distrito Federal, motivaram uma nova operação da Polícia Federal nesta quinta-feira (2).

Estão sendo cumpridos 81 mandados de busca e apreensão em Brasília e em outros sete estados: GO, RJ, SP, PR, SC, BA e ES.

É mais uma versão do nefasto esquema de se aproveitar da pandemia para faturar ilicitamente.

A PF age, mas os casos continuam acontecendo.

A decisão do STF de dar aos governadores e prefeitos a gestão da crise, esvaziando os poderes do Governo Federal, parece ter sido preponderante para esse desfecho.


da Redação / Jornal da Cidade Online

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055