martins em pauta

Postagem em destaque

BRISANET A MELHOR INTERNET DO BRASIL

sábado, 30 de outubro de 2021

AO VIVO: Brasil sem meias verdades - José Medeiros e Otoni de Paula abrem o jogo sobre "trairagens" (veja o vídeo)

Sábado, 30 de Outubro de 2021

A competente repórter Berenice Leite recebe os deputados José Medeiros e Otoni de Paula, dois parlamentares com opiniões fortes, que não fogem da polêmica e não recuam perante o mecanismo perverso de Brasília.

Em pauta, as traições que ainda rondam o presidente Bolsonaro; o que podemos esperar das eleições 2022; a insegurança jurídica que abala o país; os feitos históricos do atual governo; e muito mais!

Assista, compartilhe!

Faça suas perguntas ao vivo. Contribua para que o Jornal da Cidade Online continue a ser a sua voz.

  • Fonte: Jornal da Cidade Online

Sem medo de falar a verdade, Jessicão apoia Maurício Souza e "detona" ideologia de gênero (veja o vídeo)

 Sábado, 30 de Outubro de 2021

A vereadora da cidade de Londrina (PR), Jessicão gravou um vídeo impactante em suas redes sociais, apoiando o jogador de vôlei Maurício Souza, que vem sendo atacado pela velha mídia e por militantes LGBT, sob a acusação de crime de homofobia.

“...Sou sapatão raiz, homossexual assumida e to aqui pra te dar parabéns pelo seu posicionamento. Nós temos sim que lutar contra a erotização infantil e contra a ideologia de gênero na cabeça de nossas crianças. Você não foi homofóbico”, disse a parlamentar.

Maurício Souza fez um comentário em que se posicionou, ainda que de forma sutil, contrário à agenda LGBT, e acabou não apenas perseguido por isso, como também teve o contrato rescindido pelo clube que defendia nas quadras.

Mas o apoio que passou a receber, depois dos fatos, foi realmente impressionante.

Em apenas uma semana, o atleta passou de 300 mil para mais de 2 milhões de seguidores em sua principal rede social, o Instagram.

Veja o vídeo:

  • Fonte: Jornal da Cidade Online

O novo destino de Maurício Souza está traçado, mas é preciso ter cuidado...

Sábado, 30 de Outubro de 2021

A mesma mola propulsora que existe no fundo do poço da direita, existe no poço da esquerda e no posto do meio.

O que quero dizer é que o jogador Mauricio ganhou milhões de seguidores e fãs por ter se posicionado contra a agenda LGBT, que transforma heróis tradicionais em personagens gays.

Mauricio pode ser CANCELADO do esporte, mas surgiu para a política e pode ser eleito como deputado federal por onde ele quiser.

Acredito que este será o novo destino de Mauricio, a política.

Quantos "Mauricios" a direita já gerou?

Quantos milhões de seguidores esquerdistas já não seguiram um cidadão que ofendeu o governo do Presidente Bolsonaro e a direita deu tanta repercussão que o transformou num agente político?

Em tempos de polarização e de redes sociais, precisamos escolher nossas guerras e saber que não devemos distribuir visibilidade e protagonismo para qualquer um que se posiciona.

Nem sempre a pessoa envolvida em uma polêmica será um cara família como é o jogador Mauricio, alguns merecem apenas ser ignorados.

Fonte: Jornal da Cidade Online

Finalmente, surge a explicação convincente e verdadeira sobre o 7 de setembro

 Sábado, 30 de Outubro de 2021

Após novas decisões judiciais estarrecedoras, a pergunta que não quer calar é: porque o Presidente “não fez nada” após o glorioso Sete de Setembro?

Alguns ainda o criticam pela “Carta à nação”, com participação de Temer – note bem – eterno protetor de seu indicado ao supremo.

O amigo Adilson Veiga fez um belo texto falando sobre o Bom senso conservador, que vale a pena ser lido: o conservador é ponderado e pensa no futuro. Um bom exemplo foi como agiu o Presidente.

O olhar que lanço aqui é o momento em que Bolsonaro chegou ao palanque das maiores manifestações da história do Brasil. Pense bem, milhões lhe apoiando nas ruas!

Claro que ele poderia dar um grito para “tomar o poder” – ao estilo revolucionário e, literalmente, seria apoiado por todo aquele povo reunido – não há exército capaz de parar tal movimento, a não ser com um democídio em massa!

Mas ele não o fez! Sabe porquê? Explico.

Toda sociedade precisa ter um tecido social harmônico, pautado pelo respeito e liberdade, apesar das diferenças. Quem quiser governar – numa Democracia digna do nome – precisa convencer o povo. E, quando não convence mais, troca-se na eleição seguinte ou, em casos gravíssimos, num impeachment.

Governar na base do fuzil, não é governar, mas implantar um sistema totalitário. O “paraíso” socialista acabou na URSS, apesar de décadas de medo. Se fosse fácil acabar com os problemas pelas armas, o mundo já teria resolvido todos os seus problemas, mas isso jamais aconteceu.

Um caso famoso foi Esparta, terra de guerreiros que não existe mais. Em contrapartida, o berço das Democracias, Atenas, mesmo com sérios problemas há milênios, se depurou e existe até hoje.

Vamos imaginar o que aconteceria, se Bolsonaro tivesse caído na tentação de “tomar o poder” – como Zé Dirceu gosta de propor.

O que faria com os demais Poderes? Iria prender? Todos? Alguns? Quantos? Quais? Onde colocar? Haveria confronto? Claro que sim! Poderiam haver mortes, num enfrentamento? Por menor que fosse o enfrentamento – e sabemos que os radicais da esquerda iriam enfrentar, pois querem isso mesmo – certamente haveriam mortes.

Como cumprir uma constituição parlamentarista sendo Presidente e poder único? E a Constituição? Seria feita uma, às pressas – nas coxas, ao modo soviético – para justificar possíveis ações arbitrárias? E como reagiriam às nações? E os poderosos do G8? Haveria risco de retaliação?

Quem nega esses riscos, não entende nada de política e nem de geopolítica.

Como reagiriam os investidores? Calejados de “golpes” na América Latina, muito provavelmente iriam paralisar investimentos – ninguém coloca seu dinheiro onde não há mínima segurança.

O dinheiro, que hoje é injetado graças à nova postura do Brasil de Bolsonaro, só voltaria quando as coisas se acalmassem. Essa é uma questão incontornável. Ou, à moda socialista, iríamos nos “fechar” para o mundo e viver como Cuba?

Quando as coisas iriam se acalmar? Quem pode prever? Os investimentos levaram três anos para retornar, pós-1964. Como ficariam os empregos dos trabalhadores, num país que ainda não superou os problemas da era petista e os efeitos da pandemia?

E mais do que isso: quanto tempo o povo iria suportar um “novo regime”? A adesão e apoio aos militares, foi caindo gradativamente durante os dez primeiros anos. Os dez anos seguintes foram ainda piores, com a esquerda inflamando o povo contra os militares. Por isso, voltaram ao poder.

Por que foi assim? Porque não cumpriram a promessa de restaurar a Democracia a curto prazo e, com a economia patinando, a esquerda – especialista em ódio – tirou proveito.

Percebe que a questão não é simples, e não é num estalar de dedos que se reverte 35 anos de aparelhamento e formação de mentes da sociedade? E nem se resolve apontando um fuzil: não somos revolucionários com sinal trocado!

Essa história de que está “decepcionado” com JB, não dá mais, né?

Já se colocou no lugar dele? Fez essas perguntas? É o que faz um verdadeiro conservador. É irreal exigir que o Presidente, sozinho e em um mandato, resolva o que deixamos se instalar por décadas. Quem promete essa façanha, está mentindo! Ou quer guerra civil e não se importa com a vida do povo.

Quem age movido pela emoção talvez nem percebeu o maior fruto de Sete de Setembro: as FFAA foram convidadas para participar de todo – repito – todo o processo eleitoral. Só esse fato já confirma a pré-candidatura de Bolsonaro, que confia plenamente nas FFAA.

Será que isso impulsionou a manobra para aproximar Haddad e Alckmin podendo, em conversas, até gerar um substituto à candidatura do ex-condenado, mais temeroso com a participação das FFAA no processo?

Apenas precisamos de tempo e apoiar Bolsonaro até 2026, preparando seu substituto para continuar a retomada do Brasil. E melhor, com a economia levantada, nossas chances serão melhores.

Entendeu agora porque a decisão de Paz, de Bolsonaro, resistindo a tentação de “tomar o poder”, foi a melhor escolha?

Oro para que as pessoas se entreguem menos às emoções, reflitam mais profundamente e pensem no futuro – sem ilusão de que se pode resolver graves problemas num passe de mágica.

Angelo Lorenzo


Fonte: Jornal da Cidade Online

Hang faz forte desabafo e escancara a incoerência do "sistema"

 Sábado, 30 de Outubro de 2021

"Piada? A Folha e a repórter Patrícia Campos Mello, convidada para falar de Fake News, foram condenados ano passado a pagarem R$100 mil para mim, justamente por divulgarem mentiras. Mancham reputações, propagam notícias falsas e fazem seminários por aí. No Brasil o poste mija no cachorro."

Com este tuíte, o empresário Luciano Hang mostrou mais um dos absurdos do “Brasil esquerdopata” que vive dos velhos e decadentes veículos da grande mídia e em órgãos públicos que deveriam estar a serviço da sociedade.

A jornalista que, em 2018, acusou o então candidato à presidência, Jair Bolsonaro, de utilizar disparos de mensagens em massa pelo Whatsapp, e não conseguiu apresentar provas, agora é expositora em seminário sobre fake news, no Tribunal Superior Eleitoral.

Inacreditável!

Fonte: Jornal da Cidade Online

Multidão acompanha Bolsonaro em Roma e demonstra que popularidade extrapola fronteiras e conquista o mundo (veja o vídeo)

 Sábado, 30 de Outubro de 2021

Um vídeo dos mais emocionantes neste jornada de pouco mais de dois anos e meio do mandato presidencial de Jair Bolsonaro foi o publicado nesta sexta-feira (29). Em um breve passeio pelas ruas de Roma, capital italiana, onde está para participar do encontro do G20, neste final de semana.

Enquanto Bolsonaro circula, há uma verdadeira “romaria” o seguindo, em uma longa fila, com uma multidão de pessoas, lembrando mesmo suas recepções calorosas, em viagens pelo Brasil - mais recentemente, pelo Norte e Nordeste, onde foi recebido com grande festa.

Como sempre, o presidente parou para conversar, bateu fotos, entrou em uma lanchonete para comer um salgadinho e, claro, tomar o imperdível cafezinho expresso italiano.

Vale a pena assistir e ver a popularidade inabalável de Bolsonaro, aqui e em todo o mundo!

Veja o vídeo:

Lutador de MMA é ‘blindado’ pela família e só sabe da morte do pai após ganhar título mundial e prêmio milionário nos EUA: “Dia mais feliz e triste”

 Sábado, 30 de Outubro de 2021

Foto: reprodução/Instagram

O lutador de MMA Bruno Cappelozza, de Jaú (SP), viveu nesta semana seus maiores extremos em termos de emoção. No mesmo dia em que conquistou na Flórida (EUA) o torneio dos pesos-pesados pela Professional Fighters League (PFL), uma das maiores organização de MMA do mundo, o atleta de 32 anos ficou sabendo que o pai, seu grande incentivador, havia morrido a milhares de quilômetros, no Brasil.

O detalhe é que a morte do pai aconteceu três dias antes da grande luta e foi “escondida” de Bruno por decisão da família.

Na quarta-feira (27), o jauense superou o croata Ante Delija, 31 anos e ganhou, além do cinturão dos pesos-pesados, um prêmio US$ 1 milhão (cerca de R$ 5,5 milhões no câmbio atual).

A morte de João Cappelozza, porém, aconteceu no domingo (24). A família se reuniu e optou por não revelar o fato para que o atleta permanecesse concentrado para aquela que seria a luta mais importante de sua carreira.

Foto: Reprodução/Twitter/PFLMMA

“Dia mais feliz e triste da minha vida, não sabia que tinha perdido meu maior amor e amigo da minha vida, obrigado por tudo, coisas que só Deus pode explicar, te amo além da vida, obrigado por me ensinar a ser esse ser humano que sou hoje, esse cinturão é seu meu veinho”, disse Bruno em seu perfil.

Bruno Cappelozza chegou nesta sexta-feira (29) a Jaú, onde participaria de uma homenagem na prefeitura, com desfile em carro aberto pelas ruas da cidade. O próprio atleta, porém, pediu para cancelar a recepção porque ainda vive o luto pela morte do pai.

O corpo de João Cappelozza foi preservado em uma funerária da cidade e seu velório será realizado no Ginásio de Esportes Dr. Flávio de Mello, neste sábado (30).

g1

Mayra Pinheiro entra com ação no STF contra Omar Aziz por difamação, calúnia, injúria e dano emocional devido às acusações da CPI

 Sábado, 30 de Outubro de 2021

Foto: Leopoldo Silva/Agência Senado

A secretária de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde (Sgtes) do Ministério da Saúde, Mayra Pinheiro, entrou com uma ação no Supremo Tribunal Federal (STF) contra o senador Omar Aziz (PSD-AM), presidente da CPI da Covid no Senado. Pinheiro processa o senador por difamação, calúnia, injúria e dano emocional devido às acusações da CPI.

A secretária, que ficou conhecida entre opositores do governo como “capitã cloroquina”, foi uma das indiciadas pelo CPI pelos crimes de prevaricação; epidemia com resultado de morte; e crime contra a humanidade. Ao GLOBO, Pinheiro afirmou que processará outros senadores do chamado “G7”, como o relator Renan Calheiros (MDB-AL) e o senador Alessandro Vieira (CIDADANIA-SE).

A ação movida pela secretária cita trechos de entrevista e falas de Aziz na CPI nas quais o senador afirma que Pinheiro “levou à morte irmãos, irmãs do meu Amazonas”. As declarações do senador foram dadas em referência à atuação da secretária durante a crise do oxigênio em Manaus. Uma ação movida pelo Ministério Público local mostra que a secretária e uma comitiva de médicos percorreram as unidades de saúde da cidade para divulgar o chamado “tratamento precoce”, cuja ineficácia contra Covid-19 é comprovada.

“Acusar, dolosa e falsamente, uma médica exemplar com atuação fervorosa na área de saúde, de provocar a morte de pessoas significa levar às últimas dimensões o dano à personalidade (honra) pela suprema agressão à dignidade da pessoa humana”, diz a ação.

O documento diz que as acusações levaram Mayra Pinheiro a “melancolia extrema” e “levou às lágrimas familiares próximos”. A ação argumenta que a médica não tratou de nenhum paciente e Manaus e atribui as mortes ao descaso das autoridades locais e a falta de condições atrelada, segundo ela, ao desvio de dinheiro público. O processo cita ainda resolução editada pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) que liberou a prescrição de cloroquina por médicos de todo país, sob argumento de direito à autonomia médica.

Embora a ineficácia da cloroquina no tratamento de Covid-19 seja conhecida, o texto defende a eficácia do medicamento no estágio inicial da doença e acusa os senadores de abandonarem sessão da CPI na qual dois depoentes, Ricardo Zimerman e Francisco Alves, falavam sobre o tema.

“O Relator e os integrantes do chamado G-7 abandonaram a sessão. Não podem, assim, caluniar impunemente à Querelante, justo por ausentarem-se sem ouvir a comprovação com estudos científicos e tratamentos clínicos eficazes dos médicos que não perderam pacientes usando a medicação criminalizada”, diz a ação.

Ao GLOBO, a secretária afirmou que essa seria “somente a primeira” ação que moverá contra os senadores da CPI.

— Creio que qualquer pessoa honesta, lúcida e com o mínimo conhecimento, que tenha sido injuriada e caluniada deveria agir no sentido de obter a ação da justiça. Não cometi improbidade administrativa nem crime de qualquer natureza — argumenta Pinheiro, acrescentando:

— Fui vítima de calúnia e difamação praticadas por integrantes da CPI que quebraram o meu sigilo e, criminosamente, o divulgaram, descumprindo ordem judicial expressa. Nada mais adequado, que tomar as providências judiciais contra aqueles que, atuando como parlamentares magistrados, por força do art. 58, paragráfo 3 da Constituição, abusaram do poder, ofendendo a minha dignidade.

Extra com informações de O Globo


Juiz determina que Estado cumpra decisão do mês de maio que obrigou construção de poços para manter nível da Lagoa do Bonfim

 Sábado, 30 de Outubro de 2021

Foto: reprodução

O juiz Tiago Câmara, da Comarca de Nísia Floresta determinou em despacho que o Estado cumpra a decisão judicial ainda do mês de maio que obriga a construção poços emergenciais antes de realizar a captação d’água na Lagoa do Bonfim.

A decisão também ordena implantação de um efetivo sistema de monitoramento, que garanta que quando o nível da Lagoa atingir a cota 39, estes poços imediatamente acionados. Em caso de descumprimento, foi arbitrada multa diária de R$ 1.000,00 (um mil reais).

Veja a notícia completa (clique aqui) no site Justiça Potiguar.


Fonte: Jornal da Cidade Online

AUDIÊNCIA: No dia da estreia na TV, Jovem Pan passa CNN e só perde para GloboNews

 Sábado, 30 de Outubro de 2021

Antônio Augusto Amaral de Carvalho Filho, o Tutinha, nos estúdios de TV da Jovem Pan | Foto: Divulgação/Jovem Pan

Em seu primeiro dia de transmissão na TV, a Jovem Pan News surpreendeu na audiência na última quarta (27). O canal da rádio de Antônio Augusto do Amaral Carvalho Filho, o Tutinha, conseguiu superar CNN Brasil, BandNews e Record News nos números da TV paga e só ficou atrás da GloboNews durante todo o dia.

Segundo dados de audiência consolidados obtidos pelo Notícias da TV, a Jovem Pan News marcou 0,2 ponto de média entre 6 da manhã e meia-noite no Ibope PNT da TV por assinatura. Na mesma faixa horária de competição, a GloboNews obteve 0,6. CNN Brasil, Record News e Band News empataram com 0,1 ponto.

O destaque na programação foi o programa Os Pingos nos Is, que já é sucesso no rádio. O obteve 0,8 ponto entre 18h e 20h, contra 1,1 da GloboNews. Quem também rendeu foi o Pânico, que conseguiu 0,3 ponto contra 0,6 da GloboNews. Em alguns momentos, depois da 0h, o ex-humorístico chegou a empatar na liderança com o canal de notícias da Globo.

Os números foram bastante comemorados internamente pela Jovem Pan, que não esperava uma aceitação tão alta de imediato do público. O desafio agora é manter os dados em outros dias e provar que os números não foram alcançados só por causa da curiosidade.

Para sua estreia na TV, a Jovem Pan mostrou entrevistas com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e com o governador de São Paulo, João Dória (PSDB-SP). Foram fechados acordos com as três maiores operadoras do país, Claro, Sky e Vivo, o que representa 85% dos assinantes do serviço no país. A Jovem Pan também tem exibição em TV aberta através de antenas parabólicas.

Cada ponto no PNT da TV paga equivale a 214 mil telespectadores nas 15 principais metrópoles do Brasil.

Notícias da TV – UOL


OPINIÃO DOS LEITORES

  1. É uma questão de tempo a globo lixo news amargar o último lugar.
    Pode esperar.
    Tá perto.

FOTOS: Sócios do Minas protestam no clube contra demissão de Maurício Souza

 Sexta, 30 de Outubro de 2021

Fotos: reprodução/redes sociais

Às vésperas do início da Superliga edição 2021/2022, sócios do Minas Tênis Clube se dirigiram à sede do clube na manhã deste sábado (30/10) para protestar contra a demissão do central Maurício Souza, que teve o seu contrato rescindido na quarta-feira, depois de ter feito postagens consideradas homofóbicas em suas redes sociais.

Foto: reprodução/redes sociais

Além de demonstrarem apoio ao jogador, os manifestantes cobraram maior participação nas decisões tomadas pela diretoria do clube – foi estendida uma faixa com a frase: “Minas Tênis Clube, todos os associados têm que ter vez e voz”. Os protestos ocorreram horas antes da estreia na equipe na principal competição de vôlei do País. Na noite deste sábado, às 20h, o Minas recebe o São José, no ginásio da Rua da Bahia, em Belo Horizonte.

Foto: reprodução/redes sociais

Demonstrações de apoio a Maurício também têm acontecido nas redes sociais. Ainda na manhã deste sábado, o central fez nova publicação agradecendo por ter alcançado 2 milhões de seguidores – no início da semana, o jogador tinha menos de 300 mil. “A força de uma sociedade saturada pela injustiça e coerção. Somos dois milhões. Obrigado meu povo pelo apoio e carinho comigo e com minha família. Seguimos firmes com Deus na frente”, escreveu Maurício na publicação.

Foto: reprodução/redes sociais

“Eu sou apenas um símbolo da indignação das pessoas da imposição que foi colocada de que você não pode dar a sua opinião e de não poder discordar de certas situações. Isso foi um divisor de águas. As pessoas não vão mais suportar esse tipo de pressão. Elas vão se juntar e se levantar para que isso não aconteça com mais pessoas. Porque, hoje, acontece comigo, mas amanhã pode ser com você”, afirmou o jogador, também na manhã deste sábado, em vídeo publicado nos stories.


OPINIÃO DOS LEITORES

  1. Chega a da nojo essa insistência de algums que querem que todo mundo fique baitola , ora já que voçe é que seja nimguem tem nada haver com isso afinal vc estar dando o que é seu, mais respeite o direito de quem não é em paz. que inssistencia sem futuro

Moraes manda CPI da Covid-19 explicar pedido de quebra de sigilo das redes sociais de Bolsonaro

 Sábado, 30 de Outubro de 2021

Foto: VICTORIA SILVA/AFP – 20.08.2021

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes deu um prazo de 48 horas para que a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19 no Senado explique quebras de sigilo aprovadas pelo colegiado contra o presidente Jair Bolsonaro.

No último dia 26, mesma data em que foi aprovado o relatório final da CPI que pediu o indiciamento de Bolsonaro, a comissão aprovou um requerimento que tratava das quebras de sigilo de dados relativos às redes sociais do presidente da República.

O documento solicitava as quebra dos sigilos do conjunto dos dados de Bolsonaro no Facebook, Twitter e Google, plataforma responsável pelo YouTube, e foi uma demanda do senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP).

Na CPI, ele argumentou que o presidente da República segue uma “política de desinformação” e citou uma live em que Bolsonaro fez associações falsas entre a vacina contra a Covid-19 e a Aids. Segundo órgãos como Associação Médica Brasileira, Sociedade Brasileira de Infectologia e Sociedade Paulista de Infectologia, não há qualquer correlação entre tomar a vacina e estar mais propenso ao contrair o HIV.

O mesmo requerimento pedia que esses dados fossem enviados à Procuradoria-Geral da União (PGR), encarregada de investigar as informações fornecidas pela CPI, e que Bolsonaro tivesse seu acesso suspenso às contas nessas redes sociais.

No dia seguinte (27), porém, a Advocacia-Geral da União (AGU) entrou com um mandado de segurança no STF questionando a legalidade da quebra de sigilo e tentando, preventivamente, evitar que Bolsonaro tivesse seu acesso suspenso às redes.

O ministro Alexandre de Moraes agora dá seguimento ao processo. Ele pede que a CPI se manifeste em 48 horas sobre as razões que a motivaram aprovar a quebra de sigilo das redes do presidente da República.

“Trata-se de mandado de segurança interposto contra ato da “CPI da Pandemia”, que determinou a transferência do sigilo telemático de Jair Messias Bolsonaro, entre outras providências. O autor requer a concessão de liminar, inaudita altera pars, para suspensão imediata da referida medida constritiva aprovada pela CPI, em 26/10/2021. Para análise da medida liminar, solicite-se informações à autoridade impetrada, em 48 (quarenta e oito) horas”, traz o despacho de Moraes.

R7

Bolsonaro diz ter ‘paraquedas reserva’ para viabilizar Auxílio Brasil caso PEC dos Precatórios não seja aprovada no Congresso

 Sábado, 30 de Outubro de 2021

Foto: Alan Santos/PR

O presidente Jair Bolsonaro afirmou, neste sábado (30), em Roma, na Itália, que tem um “paraquedas reserva” para viabilizar o Auxílio Brasil, programa que substitui o Bolsa Família e pagará, no mínimo, R$ 400 a cerca de 17 milhões de famílias no país.

Após participar da reunião do G20, o grupo dos países mais ricos do mundo, Bolsonaro admitiu preocupação com o risco de o Congresso não aprovar a PEC dos Precatórios, que equilibra o respeito ao teto de gastos públicos com o espaço fiscal necessário para garantir os programas sociais. Se a aprovação não ocorrer, o governo ficará com recursos escassos para os ministérios em 2022 e terá o novo programa social sob risco de não sair do papel.

“É lógico que [a não aprovação da PEC] preocupa. O presidente do Senado [Rodrigo Pacheco] estará em Glasgow na próxima semana, e nós nos preocupamos porque o ano está acabando. Agora, passa de aproximadamente R$ 30 a R$ 35 bilhões para R$ 80 bilhões. Logicamente, consome todos os recursos nossos. Se for paga essa dívida, os ministérios praticamente ficarão sem recursos para 2022”, explicou.

Em seguida, porém, Bolsonaro disse ter alternativa em caso de derrota no Parlamento. “Eu sou paraquedista, tá? Sempre tem um paraquedas reserva comigo, mas sempre com muita responsabilidade”, disse.

R7

Casagrande e Andreoli atacam ao vivo Maurício Souza e levam lição desmoralizante de Eduardo Bolsonaro (veja o vídeo)

 Sábado, 29 de Outubro de 2021

Ontem o apresentador do Globo esporte, Felipe Andreoli (mais um da ‘TV Filho’ uma longa tradição na TV brasileira onde os filhos de diretores e executivos de TV nascem com um ‘talento natural’ para trabalhar na mesma área), fez um longo e agressivo discurso contra o jogador de vôlei Maurício Souza.

Olhando para a câmera e tentando parecer que ele havia escrito o texto que estava lendo, Andreoli julgou e condenou o atleta pelo crime de homofobia – que aliás, não está caracterizado pois o atleta só fez um comentário sobre um gibi – mas a Rede Globo é conhecida por utilizar o conceito do ministro da propaganda nazista, Joseph Goebbels:

"Uma mentira repetida mil vezes, vira verdade.” 
Esse ataque desmedido contra um atleta que apenas trouxe orgulho para nossa nação mereceu uma resposta a altura do Deputado Eduardo Bolsonaro:
“Andreoli não, a maioria não pensa como você. Tanto que é preciso censurar e cancelar o Mauricio, para que a maioria não mostre que discorda de vocês. Isso chama-se espiral do silencio ninguém contesta e a única opinião vira senso comum. Sociedade com uma só opinião vira ditadura.”

Em outro canal das organizações Globo, o SporTV, o sempre confuso ex-jogador Casagrande foi ainda mais agressivo usando todo tipo de adjetivo pejorativo contra o central da seleção brasileira de vôlei, Maurício Souza, “covarde” “mau-caráter” e por aí afora.

Mas, como sempre que se arvora a dar lição de moral, a resposta ao ex-jogador do Corinthians veio rápido.

O jogador de futebol Souza do time turco Besiktas rebateu:

“Gostam de taxar os outros. Aí se te chamam de cheirador de cocaína, tu se torna vítima, diz que era doença. Mas chamar os outros que discordam de você de tudo que é nome, você gosta, Abre o olho Casão”.

Confira:

Cara a cara com psolista, General Braga Netto sobe o tom e vai para o confronto (veja o vídeo)

 Sexta, 30 de Outubro de 2021


Frente a frente com o ministro da Defesa, General Walter Braga Netto, o parlamentar questionou uma suposta insubordinação dentro das Forças Armadas.

O General não perdoou:

“Não existe insubordinação nas Forças Armadas“, disparou Braga Netto.

Em seguida, o ministro ainda subiu o tom de voz:

“Se houver insubordinação ela será punida.
Não existe insubordinação nas Forças Armadas.”

Visivelmente assustado, Glauber Braga pediu que o ministro baixasse o tom.

Confira:

  • Fonte: Jornal da Cidade Online

PGR vai analisar esquema de rachadinha no gabinete de Alcolumbre

 Sábado, 30 de Outubro de 2021

Foto: Cristiano Mariz

A PGR (Procuradoria-Geral da República) vai analisar na próxima quarta-feira, 3, na volta do feriado prolongado, as suspeitas de rachadinha no gabinete do senador Davi Alcolumbre (DEM-AP), ex-presidente do Senado e hoje comandante da poderosa CCJ (Comissão de Constituição e Justiça). Augusto Aras informou que buscará obter dados para complementar os depoimentos e documentos apresentados em reportagem exclusiva da edição da revista Veja desta semana.

A coleta inicial de provas costuma ser feita em uma apuração preliminar, chamada de notícia de fato, instaurada na própria PGR. A partir dela, o procurador-geral decide se pede ao Supremo Tribunal Federal a abertura de um inquérito contra o parlamentar ou se arquiva o caso.

LEIA MAIS: A rachadinha de R$ 2 milhões de Davi Alcolumbre; senador ficou com boa parte dos salários de seis assessoras de seu gabinete

A reportagem de ouviu seis mulheres, moradoras da periferia do Distrito Federal, que foram contratadas como assessoras do gabinete de Alcolumbre no Senado, entre 2016 e 2021, mas nunca trabalharam. Todas afirmaram que deixavam a maior parte do salário com o gabinete do senador. “Meu salário era acima dos 14.000 reais, mas eu só recebia 900 reais. Eles ficavam até com a gratificação natalina. Na época, eu precisava muito desse dinheiro. Hoje tenho vergonha disso”, revelou uma delas, a estudante Erica Almeida Castro, 31 anos.

Alcolumbre disse que não cuida de questões administrativas, como a contratação de funcionários, que ficava a cargo de seu ex-chefe de gabinete, exonerado em 2020. O senador também afirmou que ninguém estava autorizado a ficar com os salários das servidoras.

Veja


Contato : (84) 9 9151-0643

Contato : (84) 9 9151-0643