martins em pauta

Postagem em destaque

BRISANET A MELHOR INTERNET DO BRASIL

sábado, 22 de janeiro de 2022

Em forte recuperação, investimentos estrangeiros mais do que dobram e Brasil é o sétimo colocado no ranking mundial

Sábado, 22 de Janeiro de 2022

O volume de recursos investidos no Brasil em 2021 (em números que levaram em conta somente os onze primeiros meses do ano) bateu na casa dos US$ 58 bilhões, colocando o país como o sétimo destino do dinheiro estrangeiro no ranking mundial, atrás apenas de EUA, China, Hong Kong, Cingapura, Reino Unido e Canadá.

Em relação a 2020, quando os investimentos foram de US$ 24,8 bilhões, os valores mais do que dobraram, em uma demonstração de que a recuperação em ‘V’ pós-pandemia, anunciada por Paulo Guedes, foi acertada.

Vale ressaltar que o Brasil ocupava a 4ª posição ao final de 2019, no primeiro ano do governo Bolsonaro, com US$ 65 bilhões investidos. A queda de mais de 60% em 2020 era prevista, após 10 meses de pandemia, portas fechando e um cenário mundial de fortes incertezas.

A retomada pode ser comemorada e a expectativa é de que, mesmo com as reformas paralisadas, com as privatizações em curso e os programas gigantescos de infraestrutura que estão sendo aprovados desde o ano passado, o país retome o quarto ou até mesmo o terceiro posto em investimentos estrangeiros, nos próximos 12 meses.

Em pronunciamento virtual ao Fórum Econômico Mundial de Davos, nesta sexta-feira (21), o ministro da Economia, Paulo Guedes ressaltou que o Brasil tem surpreendido o mundo com a agenda de reformas estruturais, programa de transferência de renda, digitalização dos serviços públicos e com a vacinação em massa.

Ele também adiantou que em caso de nova crise sanitária, o país sabe qual o protocolo a seguir e está pronto para driblá-la, com vacinas sendo produzidas aqui e prontas para serem exportadas aos países vizinhos.

Não importa o quanto a esquerda tente atrapalhar, boicotando, travando a economia, destruindo empresas e empresários, e tentando governar de forma paralela com o auxílio do ativismo judicial.

O governo de Jair Bolsonaro se sobrepõe a todas as dificuldades e carrega o Brasil para o futuro.

Cabe ao povo, nas urnas, permitir que os avanços continuem, ou então devolver o país ao retrocesso.

  • Fonte: Jornal da Cidade Online

Enfim 2022, no Bicentenário da independência, a luta pela Liberdade! (veja o vídeo)

 Sábado, 22 de Janeiro de 2022





No entanto, bradam democracia, como se toda virtude fosse derivada de suas magnânimas decisões, além de dizerem que respiram o propósito de promover o bem de todos.

Foi um ano intenso, tenso, de ansiedade e elocubrações das mais variadas, infelizmente, a maioria delas, contra liberdades individuais, fazendo concessões das mais abstratas, em nome de uma suposta segurança vacinal, que proporcionaria a segurança à saúde de todos, a despeito do resultado em futuras gerações.

Partidos políticos deixaram de fazer política e se tornaram verdadeiros bunkers jurídicos, procurando qualquer fato diverso de sua ideologia, na intenção de torná-lo típico, contra o presidente e seus ministros, polarizando ainda mais as consequências e ilações. Como resultado dessas ações, toda vez e sempre, há um único injustiçado, um único vitimado, um empobrecido esquecido, apesar de todo o coro insonso e inverídico brandido, quem perde é o povo brasileiro.

Sim, foi o povo brasileiro quem mais perdeu, porque, pela primeira vez na história, o povo viu um presidente que o defende, que sempre deixou de pensar em sua própria vida, em nome de pensar menos em Brasília e mais no Brasil. No entanto, esta casta criada para escalpelar o povo brasileiro sem que ele percebesse, continuou em plena pandemia, com toda pompa, circunstância e mordomia, a gastar dinheiro público como se fosse seu.

A classe política blindada, aliada ao judiciário, o velho sistema unido. À partir de então, partido político fica de olho no fundo eleitoral e em qualquer circunstância pra tirar o presidente da próxima disputa eleitoral.

O cenário político caótico, misturado à sanha “moderadora” da mais alta corte do judiciário, um sonho por eles alimentado, um pesadelo pro cidadão de bem e bem intencionado, o que sustenta aos dois com seu suor e seu sangue, além do tempo trabalhado.

O ano de 2022 chegou pra anunciar, enfim, a largada para a disputa eleitoral, trazendo esperança e aspirações, tanto quanto surpresas e aflições, ideias transitórias sem as devidas resoluções, promessas de salvadores da pátria, que até já ocuparam papéis de verdadeiros vilões, agora, travestidos de bons moços, falas mansas, ternos caros e seus carrões, narrativa empolada, truncada, gaguejada em um riso nervoso que entrega toda insegurança, dicção treinada, fonoaudiologia regiamente paga, estratégia de quem não traz, nunca trouxe e jamais trará a paz e a verdade, ao contrário, a brumada e a leviandade de quem só aguarda uma oportunidade de ser um novo ditador.

O ditador sonhado pela terceira via, ditador do politicamente correto, ditador de uma ufania utópica do todos por um, ninguém solta mão de ninguém, ele não, vacina boa é vacina no braço, fica em casa que a economia a gente vê depois, além do famigerado, você me põe em risco se não estiver vacinado, e agora, para as próximas projeções, há um surto porque não tomaram a quadragésima quinta dose.

É preciso entender que, tudo que diminui, tergiversa, violenta, aprisiona, controla, afugenta e torna inútil a liberdade individual, é em si mesma uma ditadura conceitual, uma forma de controle estatal, pra formar indivíduos menos questionadores, verdadeiros “aceitadores”, de qualquer comando, verdadeiros cordeiros de um rebanho dormente, que vai pro abate da mente, dizendo amém e nem sente, vai até bradando em alto e bom tom, é isso que eu quero, algoz, muito obrigado!

Em 2022 a batalha se acirra, o primeiro cuidado é aprender a ver, identificar, saber e expurgar os que fingem defender a reeleição de Bolsonaro. Eles são muitos. Eles fingem se importar. Eles fingem discordar do grande ladrão. Eles fingem lutar contra a corrupção. Eles fingem praguejar contra a ave enganadora.

Lembre-se, definitiva e atentamente, pra convencer o eleitor, eles precisam eleger um inimigo comum e se apresentar como um único e magnânimo salvador. Precisam disseminar o pânico e dizer que o futuro é tenebroso e aterrador, eles repetirão à exaustão, é melhor votar nulo do que sofrer esse dessabor. Isso dito por pessoas que mal se importam com o que pátria signifique e sequer se identifique, com um ideal de nação. Lembre-se, isso é método, estejais atento!

Tenha, então, em mente, pra evitar que o Brasil se torne uma Argentina ou uma Venezuela, e pare de andar pra frente, você tem uma única opção, será a nossa nova libertação, o bicentenário da independência, faremos uma nova independência, será, à brasileira, a nossa primavera, pois, é Jair ou já era!

Veja o vídeo:

Fonte: Jornal da Cidade Online

O adeus de Bolsonaro a Dona Olinda, em mensagem emocionante (veja o vídeo)

 Sábado, 22 de Janeiro de 2022

+

Em cerimônia restrita aos familiares, a primeira-dama Michelle Bolsonaro, os filhos Flávio e Jair Renan, e irmãos, ouviram a emocionante mensagem final do presidente à mãe.

Veja o vídeo:

  • Fonte: Jornal da Cidade Online

Acordos no submundo

Sábado, 22 de Janeiro de 2022

Arrebatados pelo canto da sereia, incautos conservadores e neófitos na política caem sem resistência na armadilha rasteira do antagonismo psicótico que, antes de tudo, objetiva, em primeiríssimo lugar, os destruir quando colocarem no poder a vermelhada para os quais trabalham e das quais nasceram.

Em razão disto tenho muito dó ao ver os vermes da terceira via enxovalhando a “Nova Ordem Brasileira”, tanto quanto alguns bons nomes da direita sofredora no Brasil se lançarem açodados em manobras diversionistas. Os primeiros por conta de sua entranha “comunofacista” e os demais em busca de estrelato ou de sucesso na vida pública.

Para molecada “terceiroviista”, vassala do finório FHC, dos Moros, dos Amoedos e de outros que tais, aí nem digo nada porque, a exemplo do cacique tucano – que para o País sempre foi mais nocivo que o “Ogro Descondenado” - nesta altura do campeonato, os considero igualmente perniciosos para a luta dos patriotas.

Porém, para os tipos Abraham Weintraubs da vida, que insolentemente resolveram agora, em companhia de uns estreantes na política, desafiar a liderança do Capitão e estupidamente subestimar a sua experiência na luta de três décadas contra a bandidagem nos três poderes da República, inventando que estão sendo preteridos pelo “Centrão Corrupto”, a estes rogo compromisso com a causa, mais humildade e menos soberba, porque “olho gordo não entra na China”, como ensina o ditado popular.

Também faço um alerta. O lugar que vocês estão querendo chegar já está ocupado há muito tempo pela “petralhada” ladra e inconsequente, pelos sociais comunistas, pelas sanguessugas do suor de nossa gente, pelos chupins da máquina pública, pelos sindicalistas, pelos parasitas das associações classistas, pelas turbas do MST e do Boulos, pela “artistalha rouanet”, pela imprensa das mãos sujas, aos quais a Nação Verde e Amarela disse um sonoro não em 2018 e, no futuro, dirá aos senhores igualmente.

Com isso a única coisa que estão conseguindo, por desmedida ganância de poder, é dar pelancas aos “Contras”, em um verdadeiro desserviço ao Brasil.

De há muito é consabido que, no cenário político nacional, os poucos líderes ou governantes que, combatendo o establishment corrupto e venal, conseguiram realizar uma gestão séria e competente, aí, então, o pobre passou a ter sérios problemas e a sofrer dura oposição (ou traição) por parte de alguns correligionários, ávidos por notoriedade e por sucesso na carreira política.

A propósito vou relembrar um episódio que bem demonstra o que quero falar. Era o ano de 1965, no final do governo Carlos Lacerda. Ninguém me contou não e não li em canto algum. Eu vi acontecer. Eu estava lá e presenciei o fato em um dia que acompanhava meu velho pai, um dos “prefeitinhos” ou um dos cincos titulares das inéditas e bem-sucedidas “Administrações Regionais”, com as quais o Governador descentralizou sua gestão no governo do antigo Estado da Guanabara.

Chegou o dia em que Lacerda anunciaria a indicação do nome que, pela velha União Democrática Nacional – UDN, concorreria à sua sucessão. No meio político só se falava no combativo e destemido Deputado Amaral Neto, grande líder do governo na Assembleia. Estava certo e tudo o mais, mas com a genialidade de sempre Lacerda surpreendeu e anunciou o nome do Professor Flexa Ribeiro, seu Secretário de Educação, com quem pretendia transformar o ensino no Brasil a partir do Estado mais importante da Federação.

Na data marcada para a anunciação, durante um almoço na casa do empresário e leal amigo do governador, Guilherme da Silveira (Silveirinha), dono da Fábrica de Tecidos Bangu, na zona Oeste do Estado, diante da surpresa que gelou os presentes, tomou a palavra o Deputado Amaral Neto, demonstrando estar mais desprestigiado e ofendido do que devia ou do que podia.

Com um discurso para lá de violento, que invocava o passado de Lacerda como jovem comunista, chamou o Governador de descarado traidor e daí para baixo. Depois de muita ofensa pessoal ainda ousou interpelá-lo acerca das razões por mais aquela traição a ele e à UDN. Foi, então, que se finou!

Lacerda - que habitualmente fulminava seu opositor com uma só frase - com seu vozerio inconfundível e invulgar presença de espírito, respondeu mais ou menos assim: Não prometi a você, ao partido ou a quem quer que fosse indicá-lo como meu sucessor, mas agora eu explico: Amaral, não lhe escolhi porque, como você próprio acaba de demonstrar ao ser contrariado, “você tem todos os meus defeitos, mas nenhuma de minhas qualidades e o povo da Guanabara merece gente melhor do que nós”. Dito isto, se retirou do recinto, aplaudido de pé pelos presentes.

Mais um argumento. Bolsonaro tem que conviver com o “Mandarinato” satanista do STF, mas este lado podre da Instituição foi posto lá pelos vermelhos. O Capitão tem que seguir negociando com a podridão do Parlamento, mas esta canalha foi eleita por muitos de nós no passado, pelos “Contras” basicamente e pela turba “terceiroviista” de hoje. O Presidente e sua equipe têm que trabalhar e fazer o País progredir apesar das rasteiras e dos entraves da “esquerdalha delinquente”, mas se pode falar, com segurança, que ele pessoalmente jamais votou em ninguém desta classe política que enxotou de dentro do Planalto.

É preciso dizer para esses “Novos Contras” que a tal falácia da oposição relativa ao “Centrão Corrupto” nunca foi em defesa da coisa ou da moralidade pública, porque se fosse para o bem, nunca ao tal grupo teria se aliado para roubar. O propósito dos vermelhos era isolar o Capitão e impichá-lo por falta de base parlamentar. Prestem atenção seus neófitos e, a exemplo do episódio do velho Amaral Neto, não sejam tão pretenciosos.

As quadrilhas de FHC a Temer e seus caciques se uniram ao Centrão foi para buscar no lado podre deste bloco parlamentar apoio para dilapidarem o País. A diferença com o Bolsonaro e com sua equipe é que essa aliança é pontual, é para viabilizar as ações governamentais e não admite roubo ou malversação da verba pública e se alguém tentar, então leva, ao vivo e em cores, uma tesoura voadora no pescoço, como estão todos cansados de saber. Entenderam agora, seus aprendizes de feiticeiros?

Eu não digo que no Centrão somente há santos ou santarrões, mas sustento que os espertos que lá estão sabem e temem Bolsonaro, como a Camorra - a Máfia Italiana - temia os “Aliados” na 2ª Grande Guerra, mas ao exército Americano se integrou e muito ajudou para a vitória contra os nazistas de Hitler e de Mussolini, no “DIA D” e para vencer a Itália fascista, mas esta é outra história da qual um dia falo.

Desde seu início que este governo sabe que anda sob o fio da navalha, como andam o bom policial no trato com seus informantes; como acordam os verdadeiros membros do Ministério Público em relação aos delatores nos “acordos de delação premiada”, mas não se envolvem, não se misturam e não se vendem.

Gostaria que um “criticante bestalhão” daqueles me dissesse se acha mesmo que alguém, de qualquer bloco partidário ou partido aliado ao governo do Capitão, teria a coragem de propor uma obra superfaturada ao Ministro Tarcísio de Freitas; talvez um contratinho fajuto com a caterva das ONGs para Ministra Danares ou quem sabe um favorecimento fiscal ou a garantia de mais um cartel sempre ruinosos para o País ao Ministro Paulo Guedes ou coisas desta ordem?

Três anos de governo, inúmeras entregas, programas e obras realizadas, estatais dando lucro de sobra, contas públicas em ordem apesar do desastre de uma pandemia mundial e nada de corrupção ou de notícias nas páginas policiais, nem as veiculadas pela imprensa torta e militante, que outrora eram diárias.

Isto se chama de liderança, de experiência, de competência e de patriotismo e muita autoridade para circular até pelas hostes do inferno sem se chamuscar nem deixar que nosso povo queime no mármore do tinhoso. Tudo isso está aí para quem quiser conferir, mas ainda há uns cretinos de uma figa dizendo que fariam melhor. É duro, mas vamos lutando.

Fonte: Jornal da Cidade Online

Companhia da PM em Mãe Luiza é alvo de atentado a tiros

 Sábado, 22 de Janeiro de 2022

Foto: cedida

A primeira companhia do 1° Batalhão da Polícia Militar, localizada no bairro Mãe Luíza, foi alvo de um atentado na madrugada deste sábado (22). A fachada do prédio, localizada na avenida João XXIII, acabou sendo atingida por vários disparos de arma de fogo, nenhum policial se feriu.

De acordo com uma fonte do PortalBO, os criminosos passaram em uma motocicleta por volta das 3h atirando em direção a unidade da PM e fugiram em seguida com destino ignorado.

A reportagem do PortalBO entrou em contato com o comandante Geral da Polícia Militar do Estado, o Coronel Alarico Azevedo, o oficial informou que tomou conhecimento do caso e que já está tomando todas as providências. “O que vimos neste caso é resultado do cerco que a Polícia Militar está fazendo contra a criminalidade. Esse infratores estão se sentindo acuados e agem desta forma pata tentar intimidar a corporação, coisa que jamais irão conseguir”, disse. Alarico ainda acrescentou que na noite da sexta houve uma operação e um bandido morreu em confronto com policiais.

Esta não foi a primeira vez que o prédio foi atingido por tiros, em agosto de 2017 um homem atingiu a porta em muro externo da companhia. A Polícia Civil deverá investigar o atentado.

Portal BO

OPINIÃO DOS LEITORES

  1. Boa tarde, eu não sei qual é a motivação política desses comentários desairosos com a PM RN, mas para conhecimento de quem fez os comentários negativos, esses tiros foram efetuados de madrugada de forma covarde contra uma edificação da PM, atiraram e correram os rabos finos. E saiba quem comentou que essa atitude covarde foi em função de a PM RN ter feito uma operação em mãe Luiza na sexta feira e ter APREENDIDO armas e drogas, daí a atitude de revolta tentado retaliar novas operações. Então se tem problema político com quem quer que seja, não tentem denegrir uma corporação de homens e mulheres que todo dia sai de casa para arriscar a vida por vocês da sociedade norte rio grandense.

    1. O problema com certeza não é a PM e seus valores combatentes, que estão sembre no encalço da lei e da ordem sacrificando a própria vida, não se trata disso, o problema são as condições e a subordinação a um governo incompetente, fraco e que não valoriza a própria PM.

  2. Mais uma noite atípica na insegurança pública do RN. A bandidagem tocando terror contra um prédio da Polícia militar. Acorda governadora Fátima Bezerra, tá na hora de mudar.

  3. Anos e anos sem segurança no estado, aqueles que passaram prometeram mundos e fundos e só, piorou. Agora Fátima é que tem que obrar milagres. Triste o contra ponto sem argumentos. Felicidades!

    1. BOLSONARO prometeu a Mentira e ESSE BANDO DE bestas acreditaram…toma bando de bestas…segurança zero.
      E esse POLICIAIS ADORAM ESSA PESTE DE
      Bolsonaro COM essa máquina desastrosa desse governo pífio. FORA BOLSOTRALHAS

  4. Como é Cel. Alaridico kkkk, a PM sofre um atentado a bala e os cercados são os marginais que estavam escondidos em cima de uma motoca? Homem de Deus tenha piedade, pessoa para sair, a culpa não é sua, isso é o resultado de um governo incompetente em todos os sentidos, corre a boca miúda que o morro é do sindicato do crime e quando a rádio peão fala, saiam da frente.

  5. Com um secretário de segurança desses , faltou passar a mao na bunda dos policiais 👮🏼‍♀️
    Esse secretário era para estar no olho da RUA

Bolsonaro diz que PEC dos combustíveis não provocará atrito com governadores

 Sábado, 22 de Janeiro de 2022

Foto: GABRIELA BILÓ/ESTADÃO CONTEÚDO-12/01/2022

O presidente Jair Bolsonaro (PL) afirmou neste sábado (22) que a chamada PEC (proposta de emenda à Constituição) dos combustíveis, em estudo pelo Palácio do Planalto, não causará atrito com os governadores. A proposta para diminuir o preço dos combustíveis e da energia elétrica pode incluir a possibilidade de redução do ICMS cobrado pelos estados. O texto, em negociação no Congresso Nacional, ainda não foi apresentado.

“A PEC autoriza, não impõe, que o presidente da República e os governadores diminuam, ou zerem, os valores do PIS-Cofins/Cide, e ICMS dos combustíveis. Nada de atrito, apenas a possibilidade de se baratear os preços da gasolina, álcool, diesel, gás de cozinha e energia elétrica, diminuindo impostos”, escreveu o presidente nas redes sociais. Ele afirma ainda que já foi zerado o imposto federal do gás de cozinha (botijão de 13 kg).

Bolsonaro pretende ainda, segundo interlocutores do governo, incluir na proposta a possibilidade para os estados reduzirem a carga tributária sobre os combustíveis, o que inclui o ICMS. A medida pressionaria os governadores a promover a redução dos tributos, uma vez que a União já teria reduzido os impostos federais.

Planalto, Câmara e Senado defendem medidas para a redução do preço dos combustíveis, mas divergem quanto à forma. O presidente Bolsonaro culpa os governadores, por não abrirem mão da arrecadação do ICMS.

A discussão sobre o assunto se intensificou na última semana, após governadores anunciarem que suspenderiam o congelamento do tributo, feito em novembro para segurar a alta dos combustíveis. O presidente da Câmara, Arthur Lira, foi às redes sociais para cobrar o Senado e governadores.

Já os governadores dizem que o problema da alta dos combustíveis é a política de preços da Petrobras, que atrela o valor do combustível brasileiro ao do petróleo em dólar no mercado internacional.

R7

Cliente é baleada e morre durante atentado em salão de beleza em Extremoz; Alvo seria o cabeleireiro, diz PM

Sábado, 22 de Janeiro de 2022

Foto: Marcelino Neto/O Câmera

Uma jovem de 22 anos morreu após sofrer um tiro de arma de fogo durante um atentado que aconteceu no salão de beleza. O caso aconteceu na noite de sexta-feira (21) em Extremoz, na Grande Natal. Segundo a Polícia Civil, a vítima não era o alvo dos criminosos. A jovem foi identificada como Mércia Caroline de Almeida, de 22 anos, que era cliente do estabelecimento.

Segundo a polícia, por volta das 18h45 dois criminosos encapuzados e armados invadiram o salão de beleza localizado na avenida Pedro Vasconcelos, no centro do município e atiraram. Ainda de acordo com a polícia, as apurações iniciais apontaram que o alvo dos criminosos era o cabeleireiro do salão, que conseguiu escapar pelos fundos do imóvel.

Porém Mércia foi atingida por um dos tiros disparados pelos criminosos. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência foi acionado, mas a vítima morreu no local antes da chegada do socorro. Já os criminosos fugiram e ainda não foram identificados.

g1-RN / Blog do BG

OPINIÃO DOS LEITORES

  1. Todo crime q acontece de crime alguém coloca culpa no governo seja lá qual for,
    Municipal, estadual, na verdade é pra culpar nossos deputados federais e senador que não mudam as leis, estão os bandidos fazem tudo de ruim pq não tem punição

  2. Segundo a Incompetente Governadora Fatima do PT e Seu Secretário de in-segurança pública é apenas um dia atípico.

Bolsonaro diz que zera imposto federal sobre diesel, se PEC que modifica tributos sobre combustíveis passar no Congresso

 Sábado, 22 de Janeiro de 2022

Foto: Maria Isabel Oliveira / Agência O Globo

O presidente Jair Bolsonaro (PL) afirmou que a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que está sendo negociada com o Congresso para baixar impostos sobre combustíveis autoriza e não “impõe” a redução dos tributos pela União e pelos Estados, como já havia indicado o secretário executivo da Casa Civil, Jônathas Castro, em um podcast publicado pela pasta nesta sexta-feira (21).

“A PEC autoriza, não impõe, que o presidente da República e os governadores diminuam, ou zerem, os valores do PIS/Cofins/Cide e ICMS dos combustíveis”, disse, em publicação em suas redes sociais.

Ao site Foco do Brasil, Bolsonaro disse ainda que se a PEC passar no Congresso, no “segundo seguinte à promulgação eu zero o imposto final do diesel no Brasil”.

OPINIÃO DOS LEITORES

  1. Saci Pererê deu pinote
    Mula sem cabeça apareceu
    A Caipira esta fumando
    A Cuca escafedeu
    Para acreditar nesse doido
    Somente sendo demente
    Falta muito pouco tempo
    Para nos livrarmos desse indolente
    Vai ser na urna e de lavada
    Vamos botar ele para prisão
    Com Lula assumindo o comando da nação .
    Um país como o nosso
    que tem como padroeira NOSSA SENHORA APARECIDA
    não merece ser governada
    por um presidente genocida.
    PIXU está rimando com força!
    Ai papai PIXU não pode deixar de tomar leite de cabra.
    Bora pro cercado gadolândia !

  2. O desespero tá grande ! Eh tanta mentira e medida populista que cada dia parece mais com o primeiro governo de DilmAnta… A única esperança de lulaladrao não voltar eh Moro…

    1. Vá arrumar um emprego VAGABUNDO , tomar um sol na praia vadio , deixa de defender POLÍTICO .. tudo BANDIDO

Queiroga: Não queremos obrigar, mas convencer pessoas a tomarem vacina contra a Covid-19

Sábado, 22 de Janeiro de 2022

Foto: Igo Estrela/Metrópoles

Em evento na capital do Amazonas, Manaus, na manhã deste sábado (22/1), o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou que não é a favor da obrigatoriedade da vacinação contra a Covid-19.

Equipes do Ministério da Saúde realizaram ações em todas as capitais da região para promover a imunização e a testagem em massa contra a doença. De acordo com a pasta, os estados têm baixos índices de imunização.

Durante o evento, Queiroga incentivou a população a buscar as unidades de saúde para receber a segunda dose e a dose de reforço. O ministro também afirmou que não concorda com a obrigatoriedade do imunizante, mas disse acreditar que convencer as pessoas a se protegerem é o melhor caminho.

“Não queremos obrigar as pessoas a tomar vacina, queremos convencer as pessoas a tomar a vacina. Não precisamos de tanto tensionamento, de discutir tantas questiúnculas pequenas e laterais, quando na verdade precisamos nos unir em torno de um objetivo em comum, que é acabar a pandemia”, defendeu.

Queiroga também criticou a obrigatoriedade do cartão de vacina para entrada em estabelecimentos e participação em eventos, o chamado passaporte sanitário.

“Quando eu assumi o Ministério da Saúde, as pessoas chegavam lá quase chorando por vacina. E hoje as vacinas estão aí, essas vacinas têm que estar aplicadas no braço dos brasileiros. Precisa um esforço nosso, não é só querer criar passaporte disso, passaporte daquilo, achando que vai ampliar a cobertura de vacina”, afirmou.

O ministro, que é médico cardiologista, também disse que sempre convenceu, sem imposições, os pacientes a realizarem tratamentos. “Nunca consegui nada com meus paciente obrigando por lei eles a fazerem as coisas. Sempre foi pelo convencimento”, ressaltou.

Metrópoles

Como vampiros em busca de sangue, Lula e Dirceu já promovem delírios autoritários (veja o vídeo)

Sábado, 22 de Janeiro de 2022

Sedentos como vampiros em busca de sangue, quanto mais às eleições se aproximam mais autoritárias ficam as fantasias petistas.

A última é uma entrevista do petista José Dirceu em que ele revela os objetivos do Partido dos Trabalhadores com uma eventual vitória nas eleições deste ano.

“Nosso projeto político é disputar eleições, ganhar, defender os interesses da classe trabalhadora, os interesses nacionais e, evidentemente, criar as bases para o nosso projeto socialista”, disse Zé Dirceu, ao mencionar que a América Latina está voltando a ser de esquerda. 
E prossegue o meliante:
“Voltamos a ter governos progressistas, esse é o período que nós estamos vivendo”, observou o ex-ministro, em alusão à Argentina, ao Peru e à Bolívia.

Na sequência, Zé Dirceu discorre sobre o projeto do PT:

“Quando você cria empresas mistas e o país volta a ter soberania sobre a política econômica dele, você está criando as bases para uma mudança no regime”.

Dirceu quer retomar as bases do ‘nosso projeto socialista’?

Lula quer para o Brasil um governo ‘como o da China’?

Que medicação esse pessoal tá tomando...?

Veja o vídeo:

Jornal da Cidade Online 

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055