martins em pauta

sábado, 10 de setembro de 2016

160ª Morte violenta em Mossoró em 2016: Frentista executado quando chegava em casa no Aeroporto pode ter sido morto por engano

Sábado, 10 de setembro de 2016


Francisco Fransueldo da Silva de 26 anos de idade, foi morto quando chegava em casa na Rua José Ribamar da Silva, no bairro Aeroporto II “Quixabeirinha” em Mossoró, no Oeste do Rio Grande do Norte. A vítima foi alvejada com cerca de 10 disparos de pistola e caiu sem vida na frente da casa onde morava. 

Segundo informações, ele trabalhava como frentista no posto de combustível Belo Horizonte e estava chegando em casa do trabalho por volte de 21 horas e 30 minutos, quando foi surpreendido por dois elementos de motocicleta. 

A polícia recebeu informações que o jovem era trabalhador, não tinha envolvimento com ilícito e pode ter sido morto por engano. 

Segundo informações de populares, um irmão de Fransueldo era acusado de uma tentativa de homicídio e, além da aparência física, trabalhava no mesmo posto, usava farda semelhante, sempre utilizava a mesma motocicleta e fazia o mesmo percurso. 

A equipe do Itep, identificou 11 perfurações, apenas uma de saída, provocadas pelos disparos, mas no local só foram encontradas 08 capsulas de pisto. 

A policia Militar fez o isolamento para os procedimentos que foram realizados pelas equipes de plantão Delegacia de Policial Civil e no Instituto Técnico e Cientifico de Perícia, “Itep” para onde o corpo de Francisco Fransueldo da Silva foi removido e será necropsiado. 


Fonte: O Câmera

POLÍCIA DESCOBRE QUE MAIS DE 500 MOTOS TRAXX CIRCULAM COM NOTAS FISCAIS FALSAS EM MOSSORÓ

Sábado, 10 de setembro de 2016


Depois de meses de investigações os policiais descobriram que as lojas JPL Motos, vendeu mais de 500 motonetas Traxx em Mossoró e Região Oeste e emitiu notas fiscais falsas lesando assim os compradores e o estado. Decisão judicial foi decretada na manhã de hoje e está sendo cumprida pelos policiais civis.

NOTA: A assessoria jurídica da Moto Traxx da Amazônia com sede em Fortaleza/CE, entrou em contato com a reportagem do Fim da Linha, tão logo a matéria sobre a operação da Polícia Civil foi públicada, para esclarecer que a JPL Motos não é revendedora autorizada da Moto Traxx em Mossoró.

Segundo a Assessoria, desde dezembro de 2014, que a empresa foi descredenciada como revendedora autorizada da marca e que a Moto Traxx está com processo tramitando na justiça afim de que a JPL Motos deixe de utilizar a marca Traxx. O processo tramita na 1 vara civil de Mossoro/RN


Fonte: J.Belmont

“O governo quer abafar a Lava Jato”, diz advogado-geral da União demitido

Sábado, 10 de agosto de 2016

A revista Veja deste fim de semana estampa em sua capa uma entrevista com o agora ex-advogado-geral da União Fábio Medina Osório, exonerado nesta sexta-feira (9) e a ser substituído pela advogada Grace Maria Fernandes Mendonça. Segundo Fábio, sua saída decorre de sua atuação para punir governistas investigados na Operação Lava Jato. Recorrendo à estratégia de veicular, nas redes sociais, um filmete reproduzindo a publicação, a revista não disponibilizou o material na internet, o que só será feito a partir deste sábado (10).

“O advogado-geral da União diz a Veja que foi demitido porque queria punir aliados do Planalto envolvidos em corrupção na Petrobras”, diz subtítulo registrado logo abaixo da foto de Fábio Medina na capa da revista.

Diferentemente dos demais ministros demitidos na gestão Temer, o advogado-geral da União não sai em decorrência da divulgação de gravações feitas pelo ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado envolvendo denúncias da Lava Jato. Em 23 de junho, Romero Jucá deixou o Ministério do Planejamento e voltou para o Senado em função da publicação de conversas em que ele defende a troca do governo e a construção de um “pacto” para “estancar a sangria” da Lava Jato. Antes de Jucá, em 16 de junho, o então ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves, também pediu para sair depois que o seu nome foi denunciado em delação premiada.

Antes de Jucá e Henrique Alves, em 30 de maio, o então ministro da Transparência, Fiscalização e Controle, Fabiano Silveira, deixar o cargo após a divulgação do mesmo conjunto de áudios feito por Sérgio Machado com investigados da Lava Jato. Fabiano figura em uma das gravações orientando o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), e o próprio Sérgio Machado a se defenderem na investigação que desvendou um bilionário esquema de corrupção na Petrobras.

Bate-boca

Apesar de o Palácio do Planalto não ter se manifestado sobre a discussão entre Fábio e o ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, na noite de ontem (quinta, 8), o desentendimento foi o estopim para a substituição. Na ocasião, Padilha, responsável pela indicação de Osório para a pasta, mencionou estar insatisfeito com decisões do então ministro da AGU consideradas erradas pelo ministro. Entre as justificativas de Padilha estão a falta de diálogo entre o agora ex-AGU e os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), além de críticas de membros da Advocacia-Geral da União que chegaram ao Planalto.

Apesar da dura conversa durante a noite de ontem, Fábio manteve a confiança na permanência no cargo e chegou a afirmar à imprensa que “não é Padilha quem demite”, e que esperava ter uma conversa com o presidente Michel Temer para esclarecer as coisas. “Se eu sair amanhã do governo, sairei sem ter falado com Temer. O mínimo que se espera é uma conversa com o presidente. Que governo é esse que ministro demite ministro? Eu não pedi demissão”, afirmou ao canal GloboNews.

Carteirada

O ingresso de Fábio na Advocacia-Geral da União (AGU) foi permeado de problemas desde o início. Nomeado em 12 de maio, o mestre em Direito causou embaraço ao então governo Michel Temer ao dar uma carteirada para conseguir embarcar em um voo para Curitiba, de acordo com informações publicadas pelo colunista Jorge Bastos Moreno, no jornal O Globo. Fábio teve o pedido de embarque negado e, ao argumentar com oficiais da Aeronáutica, alegou que tinha status de ministro de Estado.

Naquela ocasião, Temer já havia decidido exonerar o advogado-geral, ainda de acordo com o jornalista de O Globo. Fábio é afilhado político de Eliseu Padilha, que também não havia ficado satisfeito com o desenrolar da confusão do ex-AGU com a Aeronáutica e apoiou a decisão de Temer. No comunicado sobre a demissão, o Palácio do Planalto se limita ao anúncio de praxe sobre o nome escolhido para a substituição e ao agradecimento pelos “relevantes serviços prestados”. Veja na nota abaixo.

“O presidente Michel Temer convidou hoje para ocupar o honroso cargo de Advogado-Geral da União a doutora Grace Maria Fernandes Mendonça, distinta profissional e servidora de carreira daquele órgão. O presidente agradece os relevantes serviços prestados pelo competente advogado doutor Fábio Medina Osório, que deixa o cargo. Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República”

Simulado para o Enem já está disponível na internet

Sábado, 10 de setembro de 2016


Resultado de imagem para imagens de simulado do enem

Com o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) marcado para a primeira semana de novembro, o Ministério da Educação tornou disponível a terceira etapa do simulado de 2016 no portal Hora do Enem. Para os estudantes que farão o exame e têm interesse em fazer o simulado, o acesso é gratuito, pelo site ww.geekiegames.com.br, e ficará disponível até as 20h deste domingo (11).

O simulado tem 80 questões, divididas em 2 áreas, podendo ser resolvido em até 4 horas. O tempo é cronometrado e não permite pausas. Do total de questões, 75% são novas. Os candidatos podem fazer o simulado por computador, tablet ou pelo aplicativo que está disponível para Android. Os alunos que não tiverem acesso à internet em casa, o poderão fazer o simulado na própria escola.

Ao finalizar o simulado, o aplicativo disponibiliza ao candidato o acesso a um ranking geral de todos os candidatos interessados no mesmo curso, também fica disponível o desempenho do estudante, mostrando sua nota atual e a nota de corte do curso desejado. A nota de corte do simulado não é válida para concorrer a uma vaga nas universidades.


Fonte: Robson Pires

Eleitor grava compra de votos em São José do Egito

Sábado, 10 de setembro de 2016


O prefeito de São José do Egito e candidato à reeleição, Romério Guimarães (PT), foi flagrado, juntamente com seus assessores Giliard e Renato, o presidente da Câmara de Vereadores, José Vicente de Souza (Doido), e o secretário de Governo, Erasmo Siqueira Neto, enquanto comprava votos, de forma explicita, em seu gabinete.

O vídeo ao lado, gravado por um eleitor, deixa clara a participação do prefeito no crime eleitoral. Os assessores envolvidos no esquema levaram o eleitor até o prefeito para que o gestor pagasse um curso ao mesmo e lhe garantisse um emprego para o próximo ano, em troca do voto. Confira as imagens.

O vídeo foi encaminhado ao blog pela coligação “Frente Popular de São José do Egito”, que já protocolou uma Ação de Investigação Judicial Eleitoral na 68ª Zona Eleitoral do município.



Fonte: Robson Pires

Pai engravida filha de 14 anos e promotor sugere prisão para que ela seja estuprada

Sábado, 10 de Setembro de 2016 
Foto: Reprodução / Thinkstock

A 7°Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (TJ-RS) requereu que houvesse investigação do promotor de justiça Theodoro Alexandre da Silva Silveira por ter humilhado uma vítima de abuso sexual há dois anos. A suposta humilhação ocorreu em um processo de 2014 onde se investigava um estupro de um pai em uma filha. O pai é acusado de abusá-la e engravidá-la. Após comprovação, ela obteve autorização judicial para abortar. De acordo com a denúncia do TJ-RS, o promotor disse que iria "ferrar" a adolescente de 14 anos durante o processo. Cerca de um ano depois, a vítima negou o estupro por parte do familiar, mesmo com um exame de DNA comprovando que o bebê era do pai, o que rendeu a ele uma pena de 27 anos de prisão. Durante uma audiência em 2014, o promotor afirmou que queria colocar a vítima dentro da Fundação de Atendimento Sócio-Educativo (FASE) para que ela pudesse ser estuprada. “Tá, assim ó, tu pegou e tu fez, tu já deu um depoimento antes (...), tu fez eu e a juíza autorizar um aborto e agora tu te arrependeu assim? Tu pode pra abrir as pernas e dá o rabo pra um cara tu tem maturidade, tu é auto suficiente, e pra assumir uma criança tu não tem? Sabe que tu é uma pessoa de muita sorte, porque tu é menor de 18, se tu fosse maior de 18 eu ia pedir a tua preventiva agora, pra tu ir lá na FASE, pra te estuprarem lá e fazer tudo o que fazem com um menor de idade lá”, afirmou. A desembargadora Jucelana Lurdes Pereira dos Santos emitiu um relatório afirmando que o promotor tratou a jovem “como se ela fosse uma criminosa, esquecendo-se que só tinha 14 anos de idade, era vítima de estupro e vivia um drama familiar intenso e estava sozinha em uma audiência”. A postura da juíza que conduzia o caso, Priscila Gomes Palmeiro, também foi questionada pelo Tribunal, uma vez que ela não interferiu no depoimento da vítima. Os desembargadores da 7ª Câmara Criminal consideraram o caso como “lamentável”: “A 7ª Câmara Criminal lamenta profundamente a forma como foi ela [vítima] foi recepcionada pelo sistema de justiça, e que tem ela, se quiser, o direito de postular indenização pecuniária junto ao Promotor de Justiça, uma vez que mais do que falta grave, agiu este com dolo, ao lhe impor ilegais constrangimentos”, diz o texto. O promotor e a juíza serão investigados pelo Conselho Nacional do Ministério Público, pela Procuradoria-Geral de Justiça e Corregedoria-Geral da Justiça. Eles poderão abrir ou arquivar a apelação.

Ministro recua e diz que jornada de trabalho não será ampliada: ‘12 horas é escravidão’

Sábado, 10 de Setembro de 2016 

Foto: Lúcio Bernardo JR / Câmara dos Deputados

Após dizer que o governo do presidente Michel Temer pretende aumentar a jornada diária de trabalho de 8 para 12 horas e provocar polêmica, o ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, voltou atrás e negou que a proposta de reforma trabalhista de Temer queira elevar o limite. Por causa da repercussão negativa da declaração, Nogueira decidiu, por determinação de Michel Temer, negar a proposição e dizer que apenas deu um exemplo. "Citei o exemplo dos hospitais, que têm a jornada 12x36 que é feita mediante convenção coletiva. 12hs é voltar ao tempo da escravidão, direito você mantém, não retira”, disse em entrevista à Rádio Estadão. O ministro tentou minimizar o impacto da fala ao afirmar que vem “do meio sindical” e, por isso, não “apresentaria proposta de aumento da jornada”. Serão mantidas as 44hs de trabalho por semana. Não se falou em aumentar a jornada para 48 horas semanais", argumentou. Na noite de quinta, Nogueira recebeu uma ligação do presidente Michel Temer. "O presidente me ligou, me orientou a reafirmar que o governo não vai elevar a jornada de 8 horas nem tirar direitos dos trabalhadores", contou. Ainda segundo o titular do Trabalho, o projeto de reforma trabalhista deve ser encaminhado ao Congresso Nacional no início de dezembro. 

STF suspende liminar que bloqueava bens da OAS; medida similar foi tomada em agosto

Sábado, 10 de Setembro de 2016 

Foto: Nelson Jr. / SCO / STF

O ministro Marco Aurélio Melo, do Supremo Tribunal Federal (STF), suspendeu a liminar do Tribunal de Contas da União (TCU) que bloqueava os bens da OAS. A decisão é uma resposta ao questionamento da construtora, após ter R$ 2.104.650.475,86 bloqueados, como forma de garantir o ressarcimento aos cofres públicos por supostas irregularidades encontradas nos contratos de construção da Refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco. Os acordos foram firmados entre a Petrobras e o consórcio das construtoras OAS e Odebrecht. De acordo com Marco Aurélio, o TCU não tem competência para tornar indisponíveis recursos de empresas privadas. "Não se está a firmar a ausência do poder geral de cautela do Tribunal de Contas, e, sim, que essa atribuição possui limites dentro dos quais não se encontra o de bloquear, por ato próprio, dotado de autoexecutoriedade, os bens de particulares contratantes com a administração pública", justificou o ministro. O magistrado acredita que a indisponibilidade dos bens se configura "verdadeira sanção patrimonial antecipada" e pode sujeitar a empresa à morte civil. Em agosto, o ministro já tinha concedido liminar de suspensão ao bloqueio dos bens da Odebrecht, também determinado pelo TCU por causa dos contratos com a refinaria.

Impedir doação de sangue por homossexuais é inconstitucional, defende MPF

Sábado, 10 de Setembro de 2016

Foto: Reprodução / Pixabay
O Ministério Público Federal (MPF) enviou um parecer ao Supremo Tribunal Federal (STF) defendendo a doação de sangue por homossexuais. Homens que fazem sexos com homens só podem doar sangue se fizerem abstinência sexual durante um ano. O MPF defende que impedir a doação de sangue por homossexuais choca-se com a dignidade humana; é atitude discriminatória e afronta os princípios constitucionais da proporcionalidade, razoabilidade e igualdade. A manifestação do órgão foi enviada por meio de uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin 5.543) contra normas do Ministério da Saúde e da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) que determinam inaptidão temporária de homens homossexuais a doação sanguínea. A ação foi proposta pelo Partido Socialista Brasileiro (PSB) buscando fazer com que as normas dos órgãos que estabelecem que homossexuais são inaptos para a doação sanguínea pelo período de 12 meses a partir da última relação sexual deixe de existir. O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, afirmou que as normas conflitam com os princípios constitucionais da igualdade e da proporcionalidade. "Em observância ao princípio da igualdade, impedimento a doação de sangue pelo período de um ano para homens que tiverem relações sexuais com outros homens, veiculado nos dispositivos dos atos normativos impugnados, constitui medida de discriminação, porquanto se pauta unicamente em orientação sexual de indivíduos", afirma Janot. Na manifestação, o PGR destaca que "toda restrição a direitos individuais deve limitar-se ao estritamente necessário para preservar outros direitos e interesses constitucionalmente protegidos". Rodrigo Janot pediu que a Corte aprecie o caso com brevidade, uma vez que impactam diretamente "na dignidade" dessas pessoas. “Considerados os substanciais impactos que as normas produzem na dignidade de pessoas historicamente vítimas de preconceitos e tendo em conta o agravamento da situação dos estoques dos bancos de sangue no país, é necessário ter brevidade com a Adin", concluiu.

Programa social tocado por Marcela Temer terá orçamento reduzido

Sábado, 10 de Setembro de 2016

Foto: Wilson Dias / Agência Brasil

O programa social coordenado pela primeira-dama da República, Marcela Temer, já começará com corte no orçamento. De acordo com a coluna Painel, do jornal Folha de S. Paulo, o gasto previsto para o primeiro ano do “Criança Feliz” era de R$ 1 bilhão. Entretanto, o montante reservado pelo Ministério do Desenvolvimento Social para o projeto é R$ 300 milhões. Segundo a pasta, o recurso previsto é satisfatório e o valor pode crescer com remanejamentos e emendas parlamentares. A esposa do presidente Michel Temer trabalhará no gabinete que era ocupado por Giles Azevedo, antigo assessor especial de Dilma Rousseff. Ainda de acordo com a publicação, esse é o único com acesso direto ao gabinete da Presidência.

Senado se posiciona contra aborto para grávidas com zika

Sábado, 10 de Setembro de 2016 

por Rafael Moraes Moura | Estadão Conteúdo
Foto: Rodolfo Buhrer / Gazeta do Povo

Em meio a um intenso debate sobre os direitos da mulher e a defesa da vida, o Senado Federal se manifestou contrário à possibilidade de aborto para grávidas infectadas pelo vírus da zika. Em manifestação encaminhada ao Supremo Tribunal Federal (STF), o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), por meio da Advocacia do Senado Federal, alega que o aborto nessas circunstâncias "diz respeito a um dissenso moral profundo", sobre o qual dificilmente os parlamentares vão adotar uma "uniformidade de posições". Para o Senado, a "repulsa ao aborto está profundamente arraigada na cultura brasileira". A argumentação do Senado Federal foi apresentada no âmbito da ação movida pela Associação Nacional de Defensores Públicos (Anadep), que pede o direito de aborto para mulheres infectadas pela doença. O Senado Federal foi intimado pela ministra Cármen Lúcia, relatora do processo, a se manifestar sobre o tema. Antes, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, já havia defendido o aborto para mulheres infectadas por zika, sob a alegação de que a continuidade da gestação nesses casos representa risco "à saúde psíquica da mulher". Já a Advocacia-Geral da União (AGU), que defende os interesses do governo federal, sustenta que a interrupção da gestação "seria frontalmente violadora ao direito à vida". Na avaliação do Senado Federal, os fetos com microcefalia "são geralmente viáveis, embora possuam uma malformação que lhes causará transtornos em sua vida". "Em primeiro lugar, é necessário destacar que, segundo fontes científicas idôneas, embora demonstrada a existência de impacto da infecção por zika vírus na ocorrência de casos de microcefalia e outras moléstias no feto, esse impacto pode não ser tão amplo, a ponto de justificar a intervenção sugerida", sustenta a Advocacia do Senado Federal. "Não parece razoável demandar o sacrifício de nascituro viável para socorrer a necessidades e inseguranças, embora graves, da gestante, porque essas necessidades podem vir a ser superadas com o tempo, enquanto que a perda da vida humana jamais se supera", diz o texto. A Advocacia do Senado alega que parlamentares que buscam mudanças na legislação sobre o aborto "jamais contaram com força persuasiva suficiente para convencer em número suficiente os seus pares". "Portanto, as disposições do Código Penal relativas ao ponto em discussão ainda vigem, passados mais de setenta e cinco anos de sua edição, não por mera omissão ou distração, mas pela vontade da maioria do Congresso Nacional."

Dilma é convidada para presidir fundação ligada ao PT

Sábado, 10 de Setembro de 2016 
Foto: Ricardo Stuckert / Instituto Lula

A ex-presidente da República Dilma Rousseff foi convidada para presidir a Fundação Perseu Abramo, que é ligada ao PT e tem sede em São Paulo. O convite partiu o presidente nacional da sigla, Rui Falcão, e foi feito logo após a votação do impeachment definitivo de Dilma, no dia 31 de agosto. A assessoria de Falcão informou à Agência Brasil que a ex-presidente pediu um tempo para pensar no assunto. Dilma deixou o Palácio da Alvorada esta semana e foi morar na sua residência em Porto Alegre. Após ser definitivamente afastada da Presidência da República, ela solicitou ao menos duas semanas de “folga” antes de viajar pelo Brasil para apoiar candidatos das eleições municipais. O atual presidente da Fundação Perseu Abramo é o economista Marcio Pochmann, que é candidato a prefeito em Campinas (SP) e está afastado do cargo para disputar as eleições.

sexta-feira, 9 de setembro de 2016

MARTINS-RN: AÇOUGUE PUBLICO DE LAGOA NOVA, REALIDADE QUE O POVO PRECISA VER PARA ACREDITAR



Uma gestão feita de maquiagem não da tempo de cobrir tudo a todo tempo, veja a situação de hoje, como se encontra o açougue publico municipal do Bairro Lagoa Nova, isso no final da gestão OLGA/FLAVIA que concorre a releição pelo DEM em Martins-RN.










Jovem é executado em via publica na cidade de Carnaubais

Sexta, 09 de setembro de 2016


Um jovem foi assassinado a tiros no início da noite desta quinta feira 08 de setembro de 2016, no município de Carnaubais na região Vale do Açu do Rio Grande do Norte. 

Segundo informações repassadas pela polícia militar, a vítima, identificada como João Emílio Neto com 22 anos de idade era suspeita de envolvimento com o tráfico de drogas. Ele foi atingido com cerca de três disparos de arma de fogo na região das costas e morreu no hospital local, pra onde foi socorrido por populares. 

Ainda de acordeo com a PM, a vítima caminhava em via pública, próximo ao Mercado Central da cidade, quando foi surpreendida por dois homens que ocupavam uma motocicleta e ao se aproximarem efetuaram vários tiros alvejando o jovem que não resistiu.

A Polícia Militar não tem dúvida de que o crime está relacionado ao tráfico de entorpecentes. O corpo do jovem será removido do hospital, por um carro funerário para o ITEP em Mossoró, onde passará por exame de necropsia. O caso vai ser investigado pela Polícia Civil 

Fim da Linha/ O Câmera

Apenados trabalham em reforma de igreja oestana

Sexta, 09 de setembro de 2016
Apodi


Trabalho beneficia comunidade (Foto: cedida)

Do Jornal O Vale do Apodi

Detentos que cumprem pena, em regime fechado, no Centro de Detenção Provisória – Agente Ronilson Alves da Silva (CDP) em Apodi (região Oeste do RN), estão trabalhando na reforma da estrutura física, da Igreja Mundial da Paz do Brasil – Igreja da Paz, localizada no Bairro Lagoa Seca, mas precisamente na Baixa do CAIC, zona periférica da cidade.

O trabalho esta sendo realizado, por apenados e membros da Igreja da Paz, que em forma de mutirão, iniciaram os serviços de alvenaria, pintura e instalações elétricas e hidráulicas.

Jovens

A Igreja da Paz de Apodi, existe há quase duas décadas, e nesse período tem realizado excelente trabalho junto à comunidade, principalmente junto aos jovens.

Os apenados do CDP Apodi, já recuperaram varias escolas, unidades de saúde, recentemente construíram o Centro Cirúrgico da Maternidade Claudina Pinto, principal unidade de atendimento a mulher da região de Apodi. A instituição economizou cerca de R$ 40 mil em mão de obra.


Fonte: Carlos Santos

MST invade fazenda da senadora

Sexta, 09 de setembro de 2016


A PM de GO confirmou ontem a invasão por integrantes do MST da fazenda Saco de Bom Jesus, em Formosa, interior de Goiás, ligada à senadora Ana Amélia Lemos (PP-RS). O MST alega que a propriedade é improdutiva e não foi integralmente declarada à Justiça. A senadora informou que a fazenda já foi vendida e que a invasão é uma retaliação pelo seu voto a favor do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT).

Fonte: Robson Pires

21 mil “pobres” doaram R$ 168 milhões a campanhas

Sexta, 09 de setembro de 2016

A coluna Painel, da Folha, destaca que, ao cruzar informações, a Justiça Eleitoral vem desnudando o que suspeita ser uma nova frente de fraudes: doações milionárias de quem, aparentemente, nada tem.

O TSE identificou 21.072 pessoas que, mesmo em situação de pobreza, transferiram juntas mais de R$ 168 milhões a campanhas municipais. Uma delas, cuja última renda conhecida é de 2010, doou R$ 93 mil. Outras dez desembolsaram mais de R$ 1 milhão, mas não têm renda compatível com tamanha generosidade.


Fonte: Robson Pires

Soldado sofre tentativa de assassinato em Francisco Dantas, um bandido é morto

Sexta, 09 de setembro de 2016

Soldado Válter
Uma tentativa de homicídio tirou a tranquilidade da pacata cidade de Francisco Dantas nessa noite de quinta-feira.
De acordo com informações nas redes sociais, principalmente whatsapp, dois indivíduos numa moto efetuaram vários tiros contra o soldado Válter, que foi atingido por um tiro que por pouco não lhe acertou o coração.

O soldado foi socorrido para o hospital Regional de Pau dos Ferros e foi feita uma drenagem e está fora de perigo.
Já os bandidos, quando estavam em fuga se depararam com o GTO e após troca de tiros, um foi baleado socorrido                                                             para o hospital de Pau dos  Ferros e morreu.

                                                                                                     
Acusado


A qualquer momento mais informações...

Fonte: Blog de João Moacir


Cunha confirma que participará da sessão de segunda-feira que votará sua cassação

Sexta, 09 de Setembro de 2016 

por Igor Gadelha | Estadão Conteúdo
Foto: Agência Brasil

O deputado afastado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) confirmou na manhã desta quinta-feira (8), por meio de sua assessoria, que vai comparecer à sessão de votação de seu pedido de cassação, marcada para às 19h da próxima segunda-feira (12), na Câmara. O peemedebista pretende usar o tempo que puder para defender o seu mandato. Na sessão, o primeiro a falar será o relator do processo de cassação no Conselho de Ética da Casa, deputado Marcos Rogério (DEM-RO). Ele terá direito a 25 minutos. Em seguida, a palavra será aberta à defesa. O advogado de Cunha e o deputado afastado terão, cada um, também 25 minutos para falar. Após as falas, começará a votação, que será por meio eletrônico e aberta. Não estão previstos encaminhamentos de votos de líderes partidários, como ocorre em votações de projetos. Deputados poderão, porém, fazer questões de ordem durante toda a sessão, questionando o trâmite da votação. Dos 513 deputados, apenas 511 votarão. Cunha, que está afastado, não vota. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), só poderá votar em caso de empate. Para que o peemedebista tenha o mandato cassado, são necessários 257 votos favoráveis à perda de mandato.

Greve nacional dos bancários paralisa atividades em mais de 7 mil agências

Sexta, 09 de Setembro de 2016

Foto: Brayan Martins/ PMPA

A greve dos bancários chegou ao terceiro dia nesta quinta-feira (8) e paralisa as atividades em 7.359 agências, centros administrativos, centrais de atendimento (CABB) e serviços de atendimento ao cliente (SAC), segundo levantamento a Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT). De acordo com o G1, o Banco Central estima que o país tem 22.676 agências bancárias. A categoria rejeitou proposta da Federação Nacional dos Bancos (Fenaban), que previa reajuste salarial de 6,5%, PLR, abono de R$ 3 mil, além de auxílios refeição, alimentação e creche. Os trabalhadores alegam que a oferta fica abaixo dos 9,57% de inflação projetada para agosto deste ano.

Maia afirma que envio de reforma neste momento é 'inócuo'

Sexta, 09 de Setembro de 2016

por Erich Decat | Estadão Conteúdo
Foto: Gustavo Lima/ Câmara dos Deputados

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), confirmou que será "inócua" a decisão do governo Michel Temer de enviar a proposta de reforma da Previdência ainda neste mês ao Congresso. A medida, anunciada na terça (6) pelo ministro da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima, desagrada a parte da base aliada, receosa de que o tema cause prejuízos aos candidatos nas disputas eleitorais. O PSDB, principal partido aliado a Temer, no entanto, cobrou o envio da proposta de reforma neste mês como uma sinalização do governo com o compromisso de ajuste fiscal. "Se enviar a partir de quarta-feira, ela só vai dar entrada na Câmara no dia 3 de outubro. Isso porque, para eu encaminhar qualquer proposta à Comissão de Constituição e Justiça, é preciso duas sessões no plenário da Casa. E isso não ocorrerá até o dia 3 do próximo mês", afirmou Maia ao jornal O Estado de S. Paulo. Em razão das eleições municipais, a previsão é de que ocorram sessões na Casa apenas na próxima semana, entre os dias 12 e 14. Após esse período será realizado um "recesso branco", em que os congressistas normalmente se concentram nos respectivos redutos eleitorais. "Neste mês de setembro é inócuo. Atos inócuos em política devem, no meu ponto de vista, ser sempre evitados. Não sou contra a matéria, mas acho que atos que não têm efeitos imediatos não devem ser feitos. Certos ou errados, eles devem ser aguardados para um momento que eles vão fazer um efeito", avaliou Maia. Questionado se a decisão do Planalto não seria um gesto para o mercado financeiro, que aguarda decisões do governo concretas na área econômica, Maia ressaltou: "O mercado está esperando a aprovação da PEC do Teto. Se não tiver a aprovação do teto, não tem PEC da Previdência". A proposta que estabelece um limite de gastos públicos tramita atualmente na Comissão Especial da Câmara. A previsão é de que até o fim do ano a votação seja concluída no plenário da Casa. A avaliação de Maia quanto ao "timing" do envio da proposta ainda divide integrantes da base aliada. "Eu entendi o gesto do presidente Temer como um recado de que ele está imune a qualquer demagogia e que fará a reforma independentemente do momento. Achei correto", afirmou o líder do PSD, Rogério Rosso (DF). Rosso disse prever, contudo, que a PEC da Previdência não será aprovada neste ano na Casa. "É um tema que vai exigir muito debate. Na minha avaliação se consegue até avançar na comissão, mas não se conseguirá votar no plenário até o fim do primeiro semestre de 2017." Apesar das pressões do comando do PSDB pelo envio da PEC antes das eleições, a previsão do líder dos tucanos na Casa, Antônio Imbassahy, também é de que a matéria não será votada até dezembro. "Não avança agora, não. Primeiro, porque tem o período eleitoral em que teremos um quórum baixo. Depois, você tem a PEC do Teto, que deve ser discutida na frente. Mas nada impede que se instale o debate e o processo comece a andar. Votar neste ano, só se Deus quiser", disse.

TSE avalia que Dilma e Temer são responsáveis por contas da campanha de 2010

Sexta, 09 de Setembro de 2016 

Foto: Elza Fiúza / Agência Brasil

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) informou à Polícia Federal (PF) que a ex-presidente Dilma Rousseff e o presidente Michel Temer são responsáveis "solidários" pela prestação das contas da campanha de 2010 apresentadas à Justiça Eleitoral. De acordo com a Agência Brasil, o órgão informou que o então administrador financeiro da campanha presidencial, o ex-deputado Fillipi Júnior, também possui responsabilidade. No fim de agosto, a delegada da PF Janaína Gadelha, do Distrito Federal, pediu que o TSE identificasse os responsáveis pela apresentação da prestação de contas de 2010 da chapa de Dilma e Temer. A informação deve ser usada em um inquérito policial aberto neste ano. Na resposta, o tribunal citou diversas normas e resoluções para informar à PF que a então candidata à Presidência, o candidato a vice-presidente e o tesoureiro da campanha respondem conjuntamente pelas contas eleitorais.

PEC que prevê eleições gerais em 2022 começa a tramitar no Congresso

Sexta, 09 de Setembro de 2016

Foto: Divulgação
Começa a tramitar no Senado a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que institui a realização de eleições gerais em 2022. A proposta de coincidência de mandatos executivos e legislativos, nas três esferas, visa reduzir custos e alinhar a programação orçamentária política de governo durante os quatro anos de gestão, sem as interrupções que ocorrem por conta de um processo eleitoral. De autoria do senador baiano Roberto Muniz (PP), a proposta foi protocolada com a adesão de 34 senadores. O texto prevê eleições gerais dentro de seis anos, mas detalhes só serão regulamentados caso ele seja aprovado. “É a hora de retomar as discussões sobre as propostas de reforma política e esta PEC pode encabeçar o debate como uma lei mãe”, justifica Muniz, para quem a prática atual segue na contramão da gestão pública programática e fortalecimento partidário, além da economia das eleições. O senador acredita que a realização de eleições gerais para melhorar a programação da gestão pública. “Hoje, após as eleições, quem assume o Poder Executivo herda um orçamento estranho às plataformas de governo com os quais saiu vitorioso das urnas. No segundo ano, quando desfruta de um orçamento pensado por sua gestão, novas eleições se avizinham, trazendo limitações legais e suas consequentes reconfigurações políticas. No terceiro ano, quando finalmente poderá gerir com orçamento próprio, o resultado das eleições do ano anterior traz renovações programáticas de governo. E, no último ano, o gestor esbarra nas mesmas limitações legais, tendo em vista o pleito eleitoral que poderá participar de forma direta ou indireta”, explica. Para o parlamentar, a nova regra vai inibir o fim da interrupção dos mandatos, já que quebra a possibilidade de um político, no exercício do mandato, concorrer a outro cargo. Outro benefício, diz o senador, é o alinhamento e fortalecimento dos partidos. Pelo texto, as eleições gerais ocorreriam em 30 de outubro de 2022 para os cargos de presidente e vice-Presidente da República, governadores e vice-governadores, senadores, deputados federal, estadual e distrital (no caso do Distrito Federal), prefeitos e vereadores. Já os mandatos dos ocupantes dos cargos municipais eleitos na eleição de 2020 serão de dois anos e serão encerrados no dia 1º de janeiro de 2023, com a posse dos eleitos, cujos mandatos se encerrarão em 1º de janeiro de 2027, seguindo a nova regra de eleições gerais a cada quatro anos.

quinta-feira, 8 de setembro de 2016

Homem fica ferido após explosão de celular durante ligação

Quinta, 08 setembro de 2016

Um homem ficou ferido depois que seu celular explodiu. José Vânio da Silva, de 31 anos, teve fratura de 1/3 médio da face e queimou os lábios e uma das mãos. O caso aconteceu em Maceió (AL), na noite de terça-feira (6). A vítima foi socorrida ao Hospital Geral do Estado (HGE), passou por cirurgia e fez limpeza na região. José Vânio segue internado, de acordo com o site Gazeta Web. A suspeita é que o celular tenha explodido enquanto carregava e que a vítima falava ao telefone no momento.

MARTINS-RN: PREFEITA NÃO CUMPRE LEI APROVADA DE AUTORIA DO VEREADOR CABECINHA E PREJUDICA CENTENAS DE FAMÍLIAS NO MUNICIPIO

Quinta, 08 de setembro de 2016
Resultado de imagem para IMAGENS DO VEREADOR CABECINHA
E AINDA MAIS COLOCARAM COM RESSALVA DEPOIS DE APROVADO OFICIALMENTE POR UNANIMIDADE
PROJETO DE LEI DE AUTORIA DO "VEREADOR CABECINHA" QUE ISENTA AS FAMÍLIAS INSCRITAS NO NO BOLSA FAMÍLIA E QUEM GASTA ATÉ 100 KILOS VATTS DE PAGAR ESSA PERVERSA "CIP" CONTRIBUIÇÃO DE ILUMINAÇÃO PUBLICA IMPLANTADO PELOS VEREADORES DE MAZÉ /OLGA A E DE AUTORIA DO EXECUTIVO.
O PROJETO QUE ISENTA ESSAS FAMÍLIAS FOI DE AUTORIA DE CABECINHA FOI APROVADO E TEVE SANÇÃO "TÁCITA", MAS A GESTÃO "OLGA/FLAVIA" NÃO RESPEITA E ASSIM PREJUDICA CENTENAS DE FAMÍLIAS QUE DEVERIAM ESTÁ SENDO BENEFICIADAS
MAS A GESTÃO NÃO RECONHECE AS NECESSIDADES DAS FAMÍLIAS DESSAS FAMÍLIAS DE MARTINS, E AINDA COBRA ESSA TAXA ONDE NÃO EXISTE ILUMINAÇÃO PUBLICA.
VAMOS FAZER VALER O DIREITO ISSO É LEI SENHORA PREFEITA, TENHA RESPEITO PELO PODER LEGISLATIVO.CUMPRA A LEI MUNICIPAL DE AUTORIA DO VEREADOR CABECINHA. QUE VERDADEIRAMENTE LUTA EM BENEFICIO DA NOSSA POPULAÇÃO!!!

RELATOU O VEREADOR CABECINHA.

Dois acidentes de transito foram registrados em José da Penha/RN neste 7 de setembro

Quinta, 07 de setembro de 2016


O primeiro sinistro ocorreu por volta das 09h30, na Avenida Pedro Simplício, na saída de José da Penha para Major Sales. De acordo com informações, um veículo tipo Gol, cor preta, placa EQL 5600./SP, colidiu com um poste da rede elétrica. O veículo era conduzido por seu proprietário Francisco Leonardo da Silva, 19 anos, residente a Rua Prefeito Francisco Fontes. Ele transitava sozinho e não se feriu. Com a colisão, a frente do carro ficou parcialmente destruída ocasionando danos materiais. No poste ficou apenas as marcas do acidente sem causar danos a rede elétrica.

O soldado Junior foi ao local e adotou as providencias cabíveis.

O segundo acidente ocorreu por volta das 14h30, na altura do 171, da BR 405, nas proximidades do contorno que dá acesso e divide municípios de Riacho de Santana e José da Penha/RN.


Uma carreta de características e placas não identificadas, seguia com destino José da Penha-Rafael Fernandes, quando ocorreu a colisão frontal com uma motocicleta Honda CG, de cor azul, placa MYF 7839/RN, que era pilotada por Antônio Borges Neto, 67 anos, residente no Bairro Alto Duque de Caxias, José da Penha/RN.

Com o impacto, a vítima foi arremessada por vários metros e encontrado ferido por populares que passavam pelo local. Aparentemente a vítima apresentava fraturas no braço e na perna esquerda. Ele transitava sozinho e ficou bastante ferido. 
Já a moto da vítima ficou com a frente parcialmente destruía.

O soldado Junior deslocou-se ao local com a apoio de uma ambulância do município e diante da gravidade dos fatos foi acionado imediatamente uma equipe do SAMU, onde a vítima foi atendida e conduzida para o Hospital Regional de Pau dos Ferros.

Segundo informações, o motorista da carreta continuou seu trajeto sem prestar socorro a vítima e foi detido minutos depois de passar pela cidade de Pau dos Ferros e encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil para que fossem adotadas as medidas cabíveis.

Fonte: Nosso Paraná RN

Ex-ministro Gilberto Carvalho vai a manifestação contra Temer em Brasília

Quinta, 08 de Setembro de 2016 

por Rafael Moraes Moura e André Borges | Estadão Conteúdo
Foto: Marcello Casal Jr/ Agência Brasil

Responsável pela interlocução do Palácio do Planalto com movimentos sociais no primeiro mandato de Dilma Rousseff, o ex-ministro Gilberto Carvalho compareceu na manhã desta quarta-feira, 7, à manifestação em Brasília contra o governo de Michel Temer. Na avaliação de Carvalho, os movimentos sociais não vão sair da rua, já que o novo governo é "um golpe no direito dos trabalhadores e vai fazer a desgraça do País". "Esse é um golpe não só de tirar a Dilma, mas é um golpe dos direitos dos trabalhadores. Cada medida que eles mandam para o Congresso vai numa direção só: tirar os direitos sociais", disse Carvalho, que chefiou a Secretaria-Geral da Presidência no primeiro mandato de Dilma Rousseff. Para o petista, com o governo de Michel Temer, "vai voltar a fome no Nordeste e a morte de crianças". "Eles (Temer e aliados) estão pagando um preço para o capital, que foi quem financiou o golpe maldito, que vai fazer a desgraça do País. Por isso que estamos na rua e não vamos sair da rua", afirmou. Por volta das 12h45, a maioria dos manifestantes já deixava as proximidades do Congresso Nacional e retornava para o Museu da República - que foi o local de concentração do protesto.

Popular tenta matar o próprio tio com golpes de roçadeira na zona rural de Vieirópolis/PB

Quinta, 07 de setembro de 2016



A Polícia Militar de Vieirópolis foi informada de uma tentativa de homicídio no Sítio Riacho dos Alcindos, zona rural do município de Vieirópolis, onde segundo informações, Marcos Aurélio Pamplona, munido com uma roçadeira investiu contra a vida de seu próprio tio, Claudemir Souto de Lima.

De acordo com informações, vítima e acusado participavam de uma bebedeira no dia de segunda-feira(05), quando houve um desentendimento e o acusado efetuou três golpes contra o tio. A vítima foi socorrida para o Hospital Regional de Sousa/PB para receber o devido atendimento médico.


*Sertão Informado

Motorista acusado de homicídio em 2012 é preso durante barreira da Polícia Rodoviária Federal em Mossoró

Quinta, 07 de Setembro de 2016



O motorista Francisco Canindé Medeiros da Silva de 35 anos de idade, morador do bairro Belo Horizonte, em Mossoró/RN foi preso na semana passada durante uma fiscalização de rotina da Polícia Rodoviária Federal, na BR 304 sentido Fortaleza/CE, na zona rural de Mossoró. 

Após ser abordado, os policiais rodoviários federais realizaram consulta de dados do motoristas, onde constataram que havia um mandado de prisão em aberto, expedido pela justiça, contra ele por homicídio no município de Mossoró. 

Francisco Canindé foi de imediato conduzido à Divisão de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP) e entregue ao delegado Rafael Arraes para os devidos procedimentos. 

Segundo o Dr. Arraes, Francisco Canindé é acusado de matar a tiros, Gleydson Max Dias Barbosa, que na época tinha 22 anos, crime ocorrido por volta das 03h30min da madrugada de 19 de agosto de 2012, na Rua Marinho Dantas no bairro Belo Horizonte em Mossoró, na região Oeste Potiguar. 

Após os procedimentos realizados na DHPP, o motorista Francisco Canindé foi encaminhado ao ITEP para exame de corpo de delito e depois conduzido à Cadeia Pública Municipal, onde aguardará julgamento pelo Tribunal do Juri Popular. 


Glaydson Max foi morto com vários tiros de pistola no BH em 2012 (fotos arquivo fim da Linha)


Fonte: Fim da Linha

Ex presidiario é morto no meio da rua na cidade de Barauna

Quinta, 08 de setembro de 2016


Mais uma morte violenta na cidade de Baraúna, no Oeste do Rio Grande do Norte. O crime foi registrado no inicio da noite de hoje, quarta feira, 07 de setembro, na conhecida Rua dos Cabarés. 

A vitima, Juscelino Alves de 29 anos de idade, foi surpreendido na porta de casa, por dois elementos que estavam de motocicleta. Ele ainda tentou fugir dos assassinos, mas foi alcançado em morto a poucos metros de sua residência. A pericia criminal realizada no local identificou 08 perfurações provocadas pelos disparos, a maior parte nas costas e na cabeça. 

A policia ainda não tem informações sobre os possíveis acusados e nem a motivação. Juscelino Alves tinha passagem pelo sistema prisional do RN, por assalto e no estado do Ceara, ele respondia por trafico de droga. Segundo a policia de Baraúna, ele estava limpo com a Justiça e aparentemente tentando viver uma vida tranquila. As vezes que foi abordado não foi encontrado ilícito com ele. 

Juscelino Alves era acusado de envolvimento numa briga entre presos da Penitenciaria Mario Negocio, no ano de 2010, que terminou com um detento cego. Ele juntamente com outros dois apenados teriam arrancado os olhos de outro preso.

Fonte: O Câmera

Temer define retomada de 1.519 obras inacabadas


Quinta, 08 de setembro de 2016




Tão logo desembarcou da viagem à China, onde participou de um seminário empresarial e da reunião dos países do G-20, o presidente Michel Temer comunicou ao círculo mais íntimo de assessores a decisão de viabilizar a retomada de um conjunto de 1.519 obras inacabadas de pequeno e médio portes. São obras que custam em média entre R$500 mil e R$10 milhões. No total, custarão R$1,9 bilhão.


Cláudio Humberto

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055