martins em pauta

sábado, 8 de setembro de 2018

TRÊS ADOLESCENTES SÃO ASSASSINADOS DURANTE FESTA NO RN

Sábado, 08 de Setembro de 2018

Uma das vítimas de 14 anos era promessa no futebol e tinha passado em teste do Bahia; O triplo homicídio ocorreu na noite desta sexta-feira (07)
Ivanderson Oliveira da Costa, de 14 anos, queria ser jogador de futebol (Foto: Arquivo da família)

A comunidade de Maçaranduba, distrito do município de São Gonçalo do Amarante, região metropolitana, viveu uma noite de terror nesta sexta-feira (07). Três adolescentes foram mortos a tiros durante uma festa que acontecia no local. As vítimas foram surpreendidas por criminosos que chegaram em um carro de cor preta já atirando.
De acordo com a Divisão de Homicídios e Proteção a Pessoa os adolescentes foram identificados como Ivanderson Oliveira da Costa, de 14 anos, João Paulo Vitor de Brito, também de 14 e Pedro Pablo Gomes do Nascimento de 17. A polícia ainda não sabe o que motivou o tripo assassinato.
Familiares de Ivanderson Oliveira, um dos mortos informaram que ele foi selecionado para fazer parte da categoria de base do clube de futebol Bahia e era considerado uma promessa do esporte. A delegacia de São Gonçalo do Amarante investigará o caso.


Sérgio Costa

Fonte: Passando na Hora

Recurso de Lula chega ao STJ; petista poderá se candidatar se pedido for aceito

Sábado, 08 de Setembro de 2018

Foto: Ricardo Stuckert

Chegou ao Superior Tribunal de Justiça (STJ), nesta quinta-feira (6), o recurso da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, à condenação do Tribunal Regional Federal (TRF) da 4ª Região, pelos crimes de "’Lavagem’ ou Ocultação de Bens, Direitos ou Valores, Crimes Previstos na Legislação Extravagante”. 

A defesa de Lula busca junto à corte superior a absolvição no caso do tríplex de Guarujá, que levou à condenação de Lula e o tornou inelegível. Caso o STJ aceite o pedido, o petista poderá concorrer nas eleições presidenciais.

Confira o processo:

(clique na imagem para ampliar)

Agressor de Bolsonaro foi transferido para o presidio Federal de segurança máxima, já o inquérito vai para Brasília e equipes da PF deixam Juiz de Fora

Sábado, 08 de Setembro de 2018 

por Lucas Vettorazzo | Folhapress
Foto: Divulgação

O inquérito sobre o ataque ao presidenciável Jair Bolsonaro ocorrido na última quinta-feira (6) durante evento de campanha em Juiz de Fora (MG) passará a correr na sede da Polícia Federal em Brasília. As equipes de agentes federais de Brasília e Belo Horizonte, inclusive o superintendente da PF em Minas Gerais, deixaram a cidade na manhã deste sábado (8).

Também deixou a cidade na manhã deste sábado o agressor de Bolsonaro, Adelio Bispo de Oliveira, 40, que deu uma facada no presidenciável durante uma caminhada do candidato no centro da cidade. Oliveira foi transferido para o presídio federal de segurança máxima em Campo Grande (MS).

O motivo da mudança do inquérito para Brasília é porque Oliveira responderá pela Lei de Segurança Nacional, no artigo 20º, que versa sobre atentado a vida de pessoas públicas ou concorrendo a mandato eletivo. A saída das equipes da cidade onde ocorreu o crime sugere, segundo pessoas que acompanham as investigações, é que a principal linha até o momento é de que o agressor agiu sozinho. O próprio agressor confessou o crime e disse que agiu sozinho e por motivações políticas, religiosas e raciais.

Agentes da PF em Juiz de Fora podem ainda fazer diligências na próxima semana sob orientação dos investigadores em Brasília. A Polícia Civil também pode dar apoio em caso de necessidade.

Os materiais apreendidos com o agressor e também no local onde ele vivia há duas semanas na cidade serão periciados no Instituto Nacional de Criminalística, em Brasília.

Uma segunda linha de investigação que está em apuração é da possibilidade da participação de uma mulher no caso. No dia em que Oliveira foi preso, um segundo homem foi detido por incitação. Ele prestou depoimento, foi liberado e continua sendo investigado.

A suspeita da participação de uma mulher no caso surgiu nas redes sociais. Apoiadores de Bolsonaro estão divulgando a foto da suposta mulher envolvida no caso.

A PF trata a suspeita com cautela. A Polícia Civil em Juiz de Fora busca nas câmeras de segurança da cidade indícios de que o homem teve contato com alguém antes do ataque. Também busca nas redes provas de que Oliveira planejou o ataque com ajuda de outra pessoa.

A investigação tem esbarrado na mudança de competência da investigação que, segundo pessoas próximas ao caso, gerou uma espécie de guerra de egos entre a Polícia Civil e Polícia Federal.

Inicialmente, o caso seria conduzido pela Divisão de Homicídios da Polícia Civil, mas com o indiciamento de Oliveira pela Lei de Segurança Nacional o inquérito passou para responsabilidade da PF, o que teria contrariado agentes da Civil.

Deputada petista defende “derramamento de sangue” e é aplaudida em pé em evento do PT

Sábado, 08 de Setembro de 2018

A deputada Benedita da Silva defendeu que sem “derramamento de sangue” não é possível chegar em lugar algum. No vídeo, todos os presentes no evento do PT aplaudiram em pé as declarações.

Republica de Curitiba 

Polícia prende mais suspeitos de participar do atentado a Jair Bolsonaro

Sábado, 08 de Setembro de 2018

Imagem do Google
Resultado de imagem para imagens do atentado de jair Bolsonaro

O atentado ao presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) pode terminar em uma história mais escabrosa do que se imagina. 

Além de Adélio Bispo, que confessou ter desferido a facada contra o candidato, mais dois foram presos: Hugo Ricardo Bernardo e Bruno Pereira da Silva. 

A polícia investiga se eles tiveram participação no crime. 

Também existe a suspeita de envolvimento de uma mulher. 

Apesar de morar em Juiz de Fora (MG), Adélio Bispo esteve em Florianópolis (SC) no dia 5 de julho, onde foi ao ‘Clube e Escola de Tiro .38’. 

Mesma escola frequentada por um filho de Bolsonaro.

Fonte: Jbelmont 

IDOSO MORADOR DE MOSSORÓ MORRE AO CAIR DE FALÉSIA EM PONTA DO MEL;DURANTE RESGATE DO CORPO,BOMBEIROS SÃO ATACADOS POR ABELHAS

Sábado, 08 de Setembro de 2018


Um homem de 69 anos morreu na madrugada desta sexta-feira (7) ao cair de uma falésia de cinco metros de altura na comunidade de Ponta do Mel, em Areia Branca, município da região Costa Branca potiguar. Antônio Alves Barreto participava de um retiro religioso no local, conhecido como Mirante das Cruzes.
Durante o resgate do corpo, três socorristas do Corpo de Bombeiros foram atacados por abelhas e precisaram ser levados para o hospital. Os militares foram medicados e passam bem.
O sargento Pereira, que participou da operação, disse que o idoso estava acompanhado da esposa e de dois casais de amigos quando despencou. O caso está sendo tratado como acidente.
Antônio nasceu em São Bento, no estado da Paraíba, mas morava em Mossoró, no Oeste potiguar.



Caraubense morre afogado durante banho em açude na zona rural de Campo Grande, RN

Sábado, 08 de Setembro de 2018


Um homem de 41 anos foi resgatado das águas de um açude, após morrer afogado durante uma aposta de natação com amigos na tarde desta sexta-feira, 07, no Sítio Caiana, na zona rural de Campo Grande no Oeste do Rio Grande do Norte.

Segundo o soldado Dutra, o fato aconteceu quando Francisco Ferreira Cavalcante, de 41 anos, conhecido como "Naldinho", natural de Caraúbas, que atualmente reside em Pajuçara, na capital do Estado, Natal, estava junto com amigos bebendo as margens do açude, e durante uma aposta para ver quem atravessava o açude de um lado para o outro nadando aconteceu a tragédia.

Todos chegaram do outro lado do açude e apenas, Francisco Ferreira, decidiu voltar nadando. O ocorrido foi por volta das 13h, quando a vítima afundou e não mais retornou a superfície, desaparecendo, sendo encontrado e resgatado por volta das 18h, já sem vida, depois de muitas buscas realizadas pelo Corpo de Bombeiro de Mossoró.

O local foi isolado pela polícia militar, que acionou equipe técnica do Instituto Técnico-Científico de Perícia (ITEP) para remover o corpo para sede do órgão em Mossoró, onde será feito o exame cadavérico, e em seguida será liberado para a familiar fazer o velório e sepultamento.

A vítima morou no Sítio Apanha-Peixe na infância e adolescência. Depois foi morar em Natal. Faz um tempo que voltou e morava no sítio Moreno.





Naldinho era filho do saudoso Santino Ferreira, que morava no Sítio Moreno, próximo ao Distrito de São Geraldo, na zona rural de Caraúbas

Fonte: Icém Caraúbas

Suspeitos de ataque a banco em Guaraciaba do Norte são mortos em confronto com a PM

Sábado, 08 de Setembro de 2018

Confronto entre criminosos e polícia aconteceu em Reriutaba, no Noroeste do Estado. Polícia apreendeu dinheiro, armas e munição.



Dois suspeitos de participação no ataque a uma agência bancária do Banco do Brasil (BB) no município de Guaraciaba do Norte, na última quarta-feira (5), morreram nesta sexta (7), após uma intensa troca de tiros com policiais militares na localidade de Amanaiara, em Reriutaba, região Noroeste do Estado. Os nomes dos criminosos ainda não foram revelados. 


De acordo com um policial militar que preferiu não se identificar, os dois suspeitos de participação no ataque a Guarabiba do Norte foram localizados na noite desta quinta-feira (6), quando, por volta de 20h, uma patrulha do Comando Tático Rural (Cotar) atendeu a uma solicitação da equipe de Reriutaba para prestar reforço a uma ocorrência no Distrito de Amanaiara, tendo em vista que os policiais locais haviam entrado em confronto com indivíduos armados. 

Ao chegar ao local, juntamente com a Força Tática de Santa Quitéria, os militares do Cotar entraram em um matagal e foram recebidos com vários disparos, o que deu início a uma intensa troca de tiros. Os policiais conseguiram controlar a situação, mas os suspeitos fugiram na ocasião. Os PMs, então, fizeram uma varredura no local, encontrando um fuzil calibre 5.56 MP15, da fabricante Smith & Wesson, além de uma mochila com 52 munições de calibre 7.62 e uma quantia em dinheiro no valor de R$ 13.912,00. O material foi apreendido e apresentado na Delegacia Regional de Sobral.

Nesta manhã, as buscas pelos suspeitos foram retomadas e os homens foram encontrados pelas equipes do Cotar, com apoio de um helicóptero da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer). Novamente, eles receberam os agentes de segurança com tiros e acabaram mortos durante o confronto.

Ainda segundo o PM que não quis se identificar, as buscas continuam nesta sexta-feira para a captura do restante do grupo criminoso responsável pelo ataque em Guaraciaba do Norte.



Com informações do DN

GTO de Caraúbas recupera moto roubada que estava sendo usada pelo bando que matou PM Ildônio

Sábado, 08 de Setembro de 2018


O Grupo Tático Operacional (GTO), recuperou no início da noite desta sexta-feira (7), mais uma moto roubada na zona rural de Caraúbas no Oeste do Rio Grande do Norte. De acordo com o sargento da PM, Alves, o veículo estava sendo utilizada pelo bando que assassinou o PM, Ildônio José.

A Polícia do GTO estava realizando diligencias em busca de vestígios do resto do bando e localizou a motocicleta em um matagal de difícil acesso, no sítio Messejana, nas proximidades do sítio Belém. A moto tinha sido tomada de assalto nas proximidades da Ufersa há alguns meses atrás.

A moto que é branca estava pintada de cor preta e foi levado para a 3º Companhia de Polícia Militar e deverá ser encaminhada para a Delegacia de Polícia Civil, para os procedimentos necessários e posteriormente ser devolvido ao dono.



Fonte: Icém Caraúbas

Após ser espancada pelo marido, mulher é achada sangrando na rua e carregando criança de colo

Sábado, 08 de Setembro de 2018


Mulher e a filha foi levada à Policlínica Ana Adelaide, em Porto Velho (Foto: Foto ilustrativa/Toni Francis/G1)

Uma mulher, que foi espancada na madrugada desta quinta-feira (6), foi encontrada na rua pela Polícia Militar(PM) segurando uma criança de colo. A vítima estava sangrando pelo nariz e com dores no corpo quando foi localizada. Em prantos, a mulher caminhava sem rumo pela Rua Barroso, próximo da Avenida Lauro Sodré, Bairro Pedrinhas, Zona Norte de Porto Velho.

À PM, a mulher confirmou após ser abordada pela PM que foi espancada pelo marido e reclamou de dores na região abdominal. Segundo a polícia, além da hemorragia nasal, a vítima apresentava escoriações pelo corpo.

Ela foi socorrida pelos militares e levada até a Unidade de Pronto Atendimento Ana Adelaide, onde recebeu atendimento médico.

O suposto agressor não foi localizado e nem identificado pela PM. A filha da vítima foi acolhida pela equipe de saúde do Ana Adelaide. A ocorrência foi registrada na Unidade Integrada de Segurança Pública (Unisp) da Zona Sul.


*G1 RO, Porto Velho

PF faz ‘mutirão’ para esclarecer facada em Bolsonaro


Sábado, 08 de Setembro de 2018

Resultado de imagem para imagens da polícia federal

A Polícia Federal concentra esforços para chegar a uma conclusão sobre o atentado contra o candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro (PSL). Além das equipes da unidade de Juiz de Fora (MG), a corporação enviou policiais de Brasília e de outras regiões de Minas para fortalecer a investigação e entregar uma resposta sobre as motivações e responsáveis pelo crime o mais rápido possível.

Golpeado na região do abdome na tarde desta quinta-feira, 6, enquanto fazia campanha em Juiz de Fora, Bolsonaro foi atendido na Santa Casa da cidade, onde passou por uma cirurgia. Ele foi transferido na manhã desta sexta, 7, para São Paulo, onde ficará internado no Hospital Israelista Albert Einstein, no Morumbi. O estado de saúde dele é considerado grave, mas estável.

A ordem para que o crime seja solucionado em menor tempo possível partiu do diretor-geral da PF Rogério Galloro. O chefe da corporação tem dito a seus diretores que o momento é de serenidade e profissionalismo.

Dentro da PF, a velocidade da investigação é vista como imprescindível para evitar que teorias da conspiração surjam e que o clima na corrida eleitoral aumente ainda mais.

O homem que esfaqueou o candidato é Adelio Bispo de Oliveira. Ele foi transferido na manhã desta sexta-feira, 7, da sede da Polícia Federal em Juiz de Fora para o Centro de Remanejamento do Sistema Prisional (CERESP), também no município mineiro.

Uma fonte da PF disse ao Estado que a corporação vai pedir que ele seja mantido em um local isolado e que sua segurança seja reforçada para evitar qualquer tipo de retaliação que possa acirrar ainda mais o clima da campanha eleitoral.

Ainda nesta manhã, a Polícia Federal liberou um segundo suspeito do atentado, que, sem ligação direta com o ato, teria incitado a violência. Ele foi ‘detido, ouvido e liberado, mas segue na condição de investigado’, informou a PF. Ao todo, segundo o ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, três pessoas são investigadas.

Estadão Conteúdo


“Sobras” da Assembleia Legislativa podem ir para Executivo

Sábado, 08 de Setembro de 2018

Exoneração em massa

A Assembleia Legislativa deverá fazer enorme economia este ano, com considerável redução em sua folha de pessoal. Além do discreto enxugamento no quadro de pessoal, que acontece desde o final do ano passado, há promessa de que 1.123 cargos comissionados irregulares sejam cortados com brevidade.


Resta saber se o encolhimento de gasto resultará em devolução das “sobras” ao Executivo ou se será “queimado” em outras modalidades de gastos, longe do real papel desse poder. A propósito, a própria AL não divulgou de quanto será o impacto dessa poupança “forçada”.

Auditoria do Tribunal de Contas do Estado (TCE) concluída em julho constatou que na folha de pagamento de maio de 2018 haviam 1.667 cargos comissionados e 544 servidores efetivos, uma proporção de 75,4% cargos de confiança para 24,6 % efetivos.

Sob pressão, a AL vai tirar o excedente de 1.123 servidores (Leia: Assembleia Legislativa começa a exonerar mais de mil comissionados).

Vale ser lembrado que atraso salarial que aflige servidores do Governo do Estado desde o janeiro de 2016 (veja AQUI), nunca atingiu os componentes da Assembleia Legislativa. Deputados e servidores estão com salários em dia e já receberam adiantamento de parte do 13º salário de 2018.


Fonte: Carlos Santos

Acesso à telefonia celular alcança 98,2% da população brasileira

Sábado, 08 de Setembro de 2018 

Foto: Marcos Santos / USP Imagens

Os serviços de telefonia móvel atingem 98,2% da população brasileira, de acordo com levantamento da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) divulgados nesta quinta-feira (6) pela Associação Brasileira de Telecomunicações (Telebrasil). Ainda assim, 3,8 milhões de brasileiros, que vivem em distritos fora da sede dos municípios, não têm acesso aos serviços de telefone celular.

Apesar da abrangência do serviço de telefonia móvel, os dados mostram que ainda existem municípios no país que contam apenas com a tecnologia 2G, que não permite o acesso à internet. Segundo a Agência Brasil, com relação às tecnologias 3G e 4G, que permitem acesso móvel à internet, os dados mostram que a cobertura de 3G está em 5.301 municípios, onde moram 99,3% da população brasileira, e o 4G já chega em 4.122 municípios brasileiros, onde moram 94,4% da população, segundo a Telebrasil.

A associação justificou o fato de ainda não haver a universalização dos serviços 3G e 4G, com o argumento de que as regras definidas pelo órgão regulador preveem o atendimento de 80% da área urbana do distrito sede e mais uma faixa de 30 quilômetros além dos limites do distrito sede. “Distritos que estiverem fora dessa área não estão nas obrigações de cobertura”, disse a Telebrasil.

Dodge processa e pede indenização de R$ 50 mil para internauta que a chamou de 'cadela'

Sábado, 08 de Setembro de 2018

Foto: Reprodução/ EBC

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, decidiu processar um internauta que publicou ofensas através das redes sociais. A procuradora pediu a retirada do conteúdo ofensivo da rede e ainda uma indenização no valor de R$ 50 mil por danos morais.

Na publicação foi usada uma foto de Dodge com a citação “a cadela do fascismo está sempre no cio”, de Bertold Brecht. Depois, segundo a petição, passou “a usar a palavra cadela para se referir concretamente à autora, como alcunha injuriosa e degradante ao gênero feminino”.

Conforme a Folha de São Paulo, as ofensas à Dodge foram iniciadas depois que a procuradora pediu inquérito contra o desembargador Rogério Favretto, do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), que ordenou, em julho, que Lula fosse colocado em liberdade.

'Sangue derramado vai unir Brasil e vamos vencer a eleição', diz vice de Bolsonaro

Sábado, 08 de Setembro de 2018 

por Talita Fernandes | Folhapress

Foto: Divulgação
Resultado de imagem para imagens de Bolsonaro e mourão

O vice na chapa de Jair Bolsonaro (PSL), general Hamilton Mourão, avalia que atentado sofrido pelo presidenciável deve ajudar na sua eleição.

"Nós julgamos que o sangue derramado pelo Bolsonaro vai unir todo o Brasil em torno do nosso projeto e nós vamos vencer a eleição", afirmou nesta sexta-feira (7) ao desembarcar no Rio de Janeiro.

O general da reserva do Exército deve assumir a agenda de Bolsonaro, que permanecerá hospitalizado pelo menos pelos próximos dez dias após ter sido alvo de uma facada durante ato de campanha.

Ele pediu calma e tranquilidade neste momento e disse que a prioridade é garantir a saúde do candidato.

Questionado sobre se o tom adotado pela campanha será de "guerra", como disse o presidente do PSL na quinta (6) à Folha de S.Paulo, Mourão minimizou.

"Eu acho que as primeiras declarações são sempre feitas na base da emoção e aí as pessoas acabam dizendo coisas que não deveriam dizer. Existe um velho ditado: as palavras quando elas saem da boca elas não voltam mais. Essa é uma realidade."

O general disse confiar nas investigações da Polícia Federal, completando que a instituição mostrou sua capacidade na Lava Jato.

"Eu acredito que tenha mais gente envolvida, não é uma coisa isolada. Um grupo ai, não sei se teve conotação política ou não. Pode ser, pode ser que não", disse.

Mourão permanecerá no Rio nesta sexta, mas viaja no sábado (8) a São Paulo para conversar com Bolsonaro. Ele disse ainda não ter falado com o candidato por se tratar de um momento da família.

Sobre a agenda de campanha, disse que a definição deve ocorrer depois de conversas na capital paulista e em Brasília, no início da próxima semana.

Bolsonaro usará bolsa de colostomia por até três meses, diz médica

Sábado, 08 de Setembro de 2018

Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

O candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, usará uma bolsa de colostomia de dois a três meses.

A informação, dada hoje (7), é da médica Eunice Caldas Figueiredo Dantas, que o atendeu no Hospital da Santa Casa de Misericórdia, em Juiz de Fora, para onde foi levado após ter sido atacado a facada, ontem, durante campanha na cidade mineira.

A médica informou ainda que Bolsonaro chegou ao hospital em estado de choque por causa do forte quadro hemorrágico e que poderia ter morrido se não fosse o pronto atendimento.

Segundo ela, a prioridade imediata foi reverter o quadro de perda de sangue, estancando a hemorragia e fazendo uma transfusão, com o uso de quatro bolsas de sangue.

Eunice Caldas relatou ainda que, após a estabilização da pressão sanguínea, foi feita a intervenção na região do intestino, pois a perfuração por faca atingiu severamente o intestino grosso, que foi seccionado, com a necessidade de retirar 10 centímetros da área atingida.

A médica destacou que a intervenção cirúrgica foi de “grande porte”, mas que o paciente está com o quadro de saúde estável.

Sobre a transferência de Bolsonaro para o Hospital Albert, em São Paulo,ela disse que a decisão foi amplamente discutida com a família e a equipe médica que, diante do quadro de estabilidade clínica, concluiu que não havia risco.

A médica disse que o paciente está com sonda gástrica e oxigenado.

Agência Brasil


ONU condena ataque contra Jair Bolsonaro

Sábado, 08 de Setembro de 2018


O Escritório para a América do Sul do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos (ACNUDH) condenou nesta sexta-feira 7 o atraque contra o candidato à Presidência pelo PSL, Jair Bolsonaro, durante um ato de campanha em Juiz de Fora.

“Confiamos nas autoridades brasileiras para uma pronta investigação e punição dos responsáveis”, comentou a representante regional para América do Sul do ACNUDH, Birgit Gerstenberg.

O ACNUDH também observou o crescimento das tensões nas últimas eleições em países da América Latina e manifestou preocupação com os casos de ameaças contra candidatos concorrendo a cargos nos poderes executivo e legislativo no Brasil.

Para Birgit Gerstenberg, “o processo eleitoral precisa garantir o direito à participação nos assuntos públicos, incluindo o direito à vida e à integridade física, bem como às liberdades de expressão, reunião e associação”.

Veja / Blog do BG

Datafolha vai a campo e divulga resultado na segunda; Ibope, na terça

Sábado, 08 de Setembro de 2018


O Instituto Datafolha realiza pesquisa de intenção de votos para a Presidência da República em âmbito nacional na próxima segunda-feira (10) e divulga seus resultados no mesmo dia. Será a primeira pesquisa a refletir os efeitos do ataque com faca ao candidato do PSL, Jair Bolsonaro, na intenção de voto dos eleitores. O candidato foi esfaqueado em ato de campanha em Juiz de Fora (MG), na quinta-feira (6), e está hospitalizado em São Paulo por conta da agressão.

O Ibope também registrou uma pesquisa eleitoral nacional, que começou a ser feita no dia 5 (quarta-feira) e termina no dia 11 (terça-feira), mesmo dia em que está prevista a sua divulgação. No Tribunal Superior Eleitoral (TSE) foi informado que o próprio instituto é o contratante e que serão entrevistadas 2002 pessoas, com margem de erro de 2 pontos percentuais. Para essa pequisa, o questionário do Ibope não traz mais nenhum cenário com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. No lugar, o Ibope apresenta aos entrevistados um cenário sem nenhum candidato pelo Partido dos Trabalhadores (nem Lula, nem Fernando Haddad, atual candidato à vice-presidente pelo Partido dos Trabalhadores).

A pesquisa do Datafolha foi contratada pelo jornal “Folha de S. Paulo” e pela “TV Globo” e ouvirá 2820 pessoas, com margem de erro de dois pontos percentuais para mais ou para menos. A amostragem também não traz mais cenários com o presidente Lula e testa Fernando Haddad como candidato petista, além de investigar o potencial de transferência de votos do ex-presidente.

A pesquisa do Datafolha pergunta também aos eleitores qual problema considera o principal do país e qual deve ser a prioridade do novo presidente. Além disso, questiona se o entrevistado assistiu às propagandas do horário eleitoral.



Valor / Blog do BG

sexta-feira, 7 de setembro de 2018

PM diz que o ataque ao candidato Jair Bolsonaro foi premeditado e PF vai investigar

Sexta, 07 de Setembro de 2018



Policiais estão atrás de telefones celulares, documentos ou qualquer outra pista que possa esclarecer se o autor do crime agiu sozinho ou se teve ajuda 

Após o ataque a Bolsonaro, ao menos seis outros presidenciáveis anunciaram cancelamento das agendas de campanha 
Estadão 

A Polícia Federal em Juiz de Fora (MG) instaurou inquérito para investigar o ataque ao candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL). O servente de pedreiro Adelio Bispo de Oliveira, de 40 anos, foi preso em flagrante. 

Para a Polícia Militar, o ataque ao deputado foi premeditado. Os policiais estão atrás de telefones celulares, documentos ou qualquer outra pista que possa esclarecer se o autor do crime agiu sozinho ou se teve ajuda. O governador de Minas, Fernando Pimentel (PT), afirmou que Oliveira não “parecia um sujeito equilibrado”. “Colocamos todo o aparato de segurança do Estado à disposição para elucidar o caso”, disse ao Estado. Pimentel informou ainda que, como o caso envolvia um candidato à Presidência, “o protocolo remete o registro da ocorrência à PF ” 

Um dos coordenadores da campanha de Bolsonaro, o deputado Delegado Francischini (PSL-PR) disse que vai entrar com representação na PF para que seja investigada a possibilidade de o atentado ser “crime político”. 

Reforço – O presidente do PSL, Gustavo Bebiano, afirmou ter procurado na terça-feira passada a diretoria-geral da PF para relatar que o risco a que o presidenciável estava exposto em sua campanha nas ruas havia aumentado, e pediu reforço da escolta com que ele já conta. 

“Estivemos na PF expondo que o nível de risco estava aumentando e pedindo reforço. Mas Jair é muito corajoso e se joga, é um homem do povo e assume risco”, disse ele, em entrevista no pátio da Santa Casa de Misericórdia, onde Bolsonaro está internado. 

O ataque deve obrigar os demais candidatos a se submeterem a normas mais rígidas de segurança, com impacto direto na campanha eleitoral. Na hora do ataque, 15 agentes da PF estavam cuidando da segurança do candidato. Os protocolos do setor de Proteção a Dignitários da Polícia Federal, responsável pela segurança dos presidenciáveis, determinam que em casos como o do atentado a Bolsonaro faz-se uma reavaliação para estipular um novo “grau de risco”. 

Na teoria, alguns delegados chamam este evento de “fato revolucionário”, que muda o cenário de atuação da PF. Segundo eles, essa reavaliação está sendo feita para ser empregada nas próximas agendas dos candidatos. 

Após o ataque a Bolsonaro, ao menos seis outros presidenciáveis anunciaram cancelamento das agendas de campanha. As medidas adicionais podem incluir uso de novos equipamentos (colete a prova de bala, carro blindado etc) e novas táticas, como evitar lugares abertos, planejar todas aparições, evitar o contato direto do candidato com os eleitores. 

Policiais com experiência nesse tipo de trabalho disseram que o perfil da campanha de Bolsonaro, apoiado por militares que muitas vezes se apresentam como seguranças voluntários, dificulta ainda mais a proteção. Esse excesso de gente quebra a formação de segurança da equipe profissional e, como consequência, dilui as responsabilidades durante os eventos de campanha. 

“Ações como aquela (na qual Bolsonaro foi esfaqueado) são contraindicadas. Não fazem parte da avaliação de risco da PF por conta da vulnerabilidade. Não havia cordão de isolamento primário nem secundário porque o candidato se colocou naquela situação. Normalmente, eles não seguem as orientações propostas pelas equipes de segurança da PF”, disse o presidente do Sindicato dos Policiais Federais do Distrito Federal, Flavio Werneck. Colaboraram Constança Rezende, Renan Truffi e Marcelo Godoy. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Fonte: J.Belmont

Diretora de hospital diz que Bolsonaro perdeu cerca de 40% do sangue do corpo

Sexta, 07 de Setembro de 2018

Jornalistas acompanham decolagem de jatinho que levou Bolsonaro a SP - RICARDO MORAES / REUTERS

Candidato recebeu quatro bolsas de transfusão após levar facada em ato de campanha

JUIZ DE FORA — A diretora médica e técnica da Santa Casa de Juiz de Fora, Eunice Dantas, informou que Jair Bolsonaro perdeu em torno de 40% do sangue do corpo em função da facada que levou durante ato de campanha na cidade de Minas Gerais. A perfuração atingiu uma veia abdominal. O candidato do PSL à Presidência, que foi transferido para hospital de São Paulo nesta sexta-feira, precisou receber quatro bolsas de sangue em transfusão. 

Jatinho com Jair Bolsonaro chega a SP Jair Bolsonaro é transferido para o Hospital Albert Einstein, em São Paulo 
Bolsonaro na Santa Casa de Misericórdia de Juiz de Fora fazendo "joinha" com o polegar direito 

Após atentado, Bolsonaro diz que nunca fez mal a ninguém 
Bolsonaro na Santa Casa de Misericórdia de Juiz de Fora fazendo "joinha" com o polegar direito 

Filho de Bolsonaro posta foto do pai no hospital nas redes sociais- Ele perdeu 40% do sangue do corpo, cerca de 2 a 2,5 litros. A pressão dele estava a oito por quatro quando eu vi e recebeu quatro bolsas de transfusão - explicou a médica. 

Eunice Dantas contou ainda que policiais federais olharam os celulares de todas as pessoas que estavam no centro cirúrgico — médicos, anestesistas e técnicos — procurando o autor da foto de Bolsonaro no centro cirúrgico que vazou nas redes sociais. Os policiais, no entanto, não chegaram a identificar o autor. 

Depois da cirurgia, segundo a diretora da Santa Casa, o político passou a noite sem sobressaltos. O parlamentar foi transferido para o hospital Albert Einstein, em São Paulo, por volta das 8h10 desta sexta-feira.

Fonte: J. belmont

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055