martins em pauta

sábado, 15 de junho de 2019

Atualizado: Mototaxista e passageiro são perseguidos e mortos a tiros em São José de Mipibu/RN

Sábado, 15 de Junho de 2019


Dois homens foram assassinados a tiros na noite desta sexta-feira (14) em São José de Mipibu, cidade da Grande Natal. Segundo a Polícia Civil, os mortos foram Luciano Rodrigues de Melo, de 58 anos, que trabalhava como mototaxista, e o passageiro dele, identificado como Valmir Ferreira, de 27. Os criminosos fugiram.

Segundo informações da DHPP o alvo dos criminosos seria apenas o passageiro, que já tem um histórico de passagem pela polícia, mas que o mototaxista acabou sendo morto também como ‘queima de arquivo’.

Ainda de acordo com as investigações o duplo homicídio aconteceu por volta das 21h. O mototaxista transitava pela Travessa do Recreio, em uma região chamada de Quebra Fuzil, quando um carro se aproximou e os homens que estavam dentro do veículo começaram a atirar. Luciano e Valmir morreram na hora.

A Polícia Militar foi chamada e fez buscas pela região, mas nenhum suspeito foi encontrado. Natural de Ceará-Mirim, Luciano Rodrigues deixa mulher, 3 filhos e 7 netos.

O caso será encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil de São José de Mipibu.

Fonte: Blog do Jair Sampaio

Ministro do STF percebe que prestígio de Moro alcança até quem é elogiado por ele

Sábado, 15 de Junho de 2019


Não será a safadeza de um gangster americano travestido de jornalista que conseguirá abalar o prestígio do cidadão Sérgio Fernando Moro.

Logo após o início dos ataques promovidos com as mensagens roubadas, Moro encarou sua primeira prova de fogo no sentido de testar a sua popularidade.

Foi a um estádio de futebol, acompanhando o Presidente da República Jair Bolsonaro.

Só aplausos e gestos de carinho.
Na sequência, o pilantra americano divulgou mais uma mensagem roubada, onde aparecia o então juiz Sérgio Moro elogiando o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luiz Fux.
“In Fux we trust”, disse Moro. "Em Fux nós confiamos."
Surpresa para Fux. No dia seguinte, ao entrar num avião, o ministro foi aplaudido por todos os passageiros, que repetiam a gloriosa frase de Moro “in Fux we trust”.
Diante de tais fatos, a deputada Bia Kicis comemorou no Twitter:
“O prestígio Moro é tamanho que alcança qualquer um elogiado por ele. Ontem o ministro Fux foi recebido em vôo comercial ao som de “in Fux we trust”. Deu ruim pra esse projeto de jornalista marido de deputado do PSOL. E vai dar ruim pra qualquer um que mexer com a Lava Jato.”
Da Redação
Fonte: Jornal da Cidade Online 

XP/Ipespe: 47% não mudaram percepção sobre Lava Jato após vazamentos; Moro continua o melhor avaliado

Sábado, 15 de junho de 2019 


Hoje ministro, Sérgio Moro é um dos responsáveis pelo sucesso da Lava Jato (Foto: Reprodução)

As conversas atribuídas ao ministro Sergio Moro e integrantes da Lava Jato que dominaram o noticiário político desta semana não alteraram a percepção de grande parte da população sobre a Operação Lava Jato.

É o que mostra a edição da pesquisa XP/Ipespe, realizada entre os dias 11 e 13 de junho. Foram feitas 1.000 entrevistas telefônicas com eleitores de todas as regiões do País.

A maioria dos ouvidos, 77%, afirmou ter tomado conhecimento do episódio, ante 23% que afirmaram não saber do assunto.


Para 47%, o evento não altera a percepção sobre a Lava-Jato. Já para 11%, o acontecimento pode alterar a percepção para melhor, e para 31%, há impacto negativo.


Na avaliação de 44% dos ouvidos, a Lava Jato não cometeu excessos em sua atuação até o momento enquanto que, para outros 14%, a Operação se excedeu, mas acham que o resultado “valeu a pena”. Por outro lado, cerca de 30% avaliam que houve excessos e que, por isso, decisões precisariam ser revistas.


O ex-juiz, que segue como a personalidade mais bem avaliada entre as 12 testadas, recebeu nota média de 6,2, em uma escala de 0 a 10, ante 6,5 em maio. O presidente Jair Bolsonaro manteve sua nota média de 5,7, sendo a segunda personalidade mais bem avaliada. Paulo Guedes, ministro da Economia, aparece na terceira posição, com nota média 5,5.

Com informações InfoMoney

Moro não reconhece autenticidade de mensagens de site

Sábado, 15  de Junho de 2019


O Ministério da da Justiça e Segurança Pública divulgou nota à imprensa, hoje (15), na qual afirma que o ministro Sergio Moro “não reconhece a autenticidade e não comentará supostas mensagens de autoridades públicas colhidas por meio de invasão criminosa de hackers e que podem ter sido adulteradas e editadas”.

A nota do ministério reitera “a necessidade de que o suposto material, obtido de maneira criminosa, seja apresentado a autoridade independente para que sua integridade seja certificada”.

O site The Intercept Brasil publicou às 21h38 de ontem (14) trecho de suposto chat privado na plataforma de mensagens instantâneas Telegram, em 10 de maio de 2017, quando o então juiz Sergio Moro, da 13ª Vara Federal do Tribunal de Justiça do Paraná, teria sugerido ao então procurador da República Carlos Fernando dos Santos Lima distribuir nota à imprensa para rebater afirmações da defesa de Luiz Inácio Lula da Silva, após o depoimento do ex-presidente da República no caso do triplex do Guarujá, em investigação pela Operação Lava Jato.

Agência Brasil

VIOLÊNCIA: Casal é executado na zona rural de Santa Quitéria

Sábado, 15 de Junho de 2019



Um homem e sua esposa foram executados, no final da tarde desta quinta-feira (13), no distrito de Sangradouro, em Santa Quitéria. O crime se deu em uma residência, na principal rua daquela localidade.

Dois homens, de cara limpa, chegaram ao local em uma moto e executaram Francisco Alberto Ribeiro Lopes, 42, que estava na calçada. Em seguida, os atiradores foram até a cozinha e efetuaram vários disparos contra Ana Cíntia Silva de Sousa Ribeiro, 20, esposa da vítima.

Após a ação, a dupla fugiu, tomando rumo ignorado. Cíntia chegou a ser socorrida em estado gravíssimo para a Santa Casa de Misericórdia de Sobral, mas não resistiu e veio a óbito. O corpo de Alberto aguarda a chegada da Perícia Forense, para ser levado ao Instituto Médico Legal.

De acordo com a Polícia, ele já tinha passagens anteriores, nos artigos 16 e 28. Os policiais permanecem em diligências no sentido de identificar e capturar os criminosos.

(A VOZ DE STA. QUITÉRIA)

MILITARES DO RN CONFIRMAM PARALISAÇÃO A PARTIR DE SEGUNDA FEIRA (17)

Sábado, 15 de Junho de 2019

A reivindicação principal é a atualização salarial, que chega a uma defasagem de 60,48% e os pagamentos das folhas salariais em atraso.


Apesar de o Governo do Estado ter convidado os representantes de policiais e bombeiros militares, praças e oficiais, para encontros de negociação das demandas reivindicadas, não houve avanço nas propostas do Governo no tocante à atualização salarial. A última reunião foi na segunda-feira (10), na Governadoria, com o secretário-chefe do Gabinete Civil e das Secretarias de Planejamento e Finanças.

No dia 31 de maio, os militares estaduais deliberaram por unanimidade a interrupção das atividades a partir da próxima segunda-feira (17). Neste dia, os policiais e bombeiros militares deverão se apresentar em frente à Governadoria, às 8h, segundo o que foi acordado pelo coletivo. A decisão foi tomada em Assembleia Geral Unificada com a presença de praças e oficiais. Além disso, a deliberação acompanhou o que foi aprovado em assembleias realizadas no interior do estado, com militares das regiões de Nova Cruz, Currais Novos, Caicó, Pau dos Ferros, Mossoró e Santa Cruz.

A reivindicação principal é a atualização salarial e os pagamentos das folhas em atraso. Também foram confirmadas as pautas de reivindicação: pagamento das folhas em atraso; pagamento das promoções já realizadas (abril, agosto e dezembro de 2018) e atualização dos níveis remuneratórios.

Segundo o subtenente Eliabe Marques, presidente da ASSPMBMRN, o déficit salarial dos militares atualmente chega a 60,48%. Ele explica que a categoria não recebe ao menos a reposição inflacionária há cinco anos. Além disto, os militares do RN possuem o pior salário inicial da Federação, na carreira policial, que também possuem o pior salário entre as demais forças de segurança do RN.

“Os índices de violência têm diminuído em todo o RN, vemos isto sendo noticiado pelos institutos de pesquisa, jornais e até mesmo pelo próprio Governo. Este resultado se dá graças ao sacrifício e abnegação dos militares estaduais, que merecem uma contrapartida do Governo pelo grande esforço que fazem para desempenhar o seu trabalho”, argumenta o subtenente Eliabe Marques.

Daísa Alves/Letra A Comunicação

Fonte: Passando na Hora

Isis Valverde quebra silêncio do Projaquistão sobre caso Rhuan

Sábado, 15 de Junho de 2019

 
Ao quebrar o silêncio do Projaquistão - que não citou em suas matérias sobre o ativismo de esquerda das mulheres responsáveis pela morte do menino Rhuan - a atriz global Isis Valverde se posicionou sobre o caso, criticando veementemente a índole das assassinas.

Veja a publicação da atriz:
"Demorei dias para deglutir tanta maldade e desumanidade. Passei dias com um aperto no peito sem conseguir falar sobre o assunto. Me feriu a alma ler e escutar aqueles dois monstros falando sobre como massacraram esta criança com a maior frieza do mundo! Eu, sendo mãe, não consigo realizar como alguém conseguiu cometer algo tão obscuro como este assassinato. Tive pesadelos envolvendo a história e hoje decidi escrever aqui uma homenagem a esta criança linda, que não escolheu nascer, não escolheu morrer, que não escolheu NADA. Espero que a justiça seja feita nos céus e na terra, afinal, nem um animal irracional mata sua cria. Não consigo imaginar que tipo de seres são estes que fizeram isto com esta indefesa, amedrontada criança. Quanta dor, quanto medo este menino não sentiu!
DEUS receba esta alma com todos os louvores dignos de um ser de luz e que os céus nos ilumine e nos livre de criaturas monstruosas como as que ele conheceu. Amém !!!
RHUAN MAYCON, um anjo que passou pela terra"
Além disso, Isis foi bastante criticada por seus seguidores ao compartilhar uma imagem criticando o feminismo, em que aparecia uma mão segurando o corpo do menino. Com a pressão dos grupos feministas, a atriz apagou a imagem de seu perfil.


Após a polêmica, Isis declarou que postou a imagem por engano e que defende "incondicionalmente o movimento feminista".

da RedaçãoFonte: Jornal da Cidade Online


Atualizado: Mototaxista e passageiro são perseguidos e mortos a tiros em São José de Mipibu/RN

Sábado, 15 de Junho de 2019


Dois homens foram assassinados a tiros na noite desta sexta-feira (14) em São José de Mipibu, cidade da Grande Natal. Segundo a Polícia Civil, os mortos foram Luciano Rodrigues de Melo, de 58 anos, que trabalhava como mototaxista, e o passageiro dele, identificado como Valmir Ferreira, de 27. Os criminosos fugiram.

Segundo informações da DHPP o alvo dos criminosos seria apenas o passageiro, que já tem um histórico de passagem pela polícia, mas que o mototaxista acabou sendo morto também como ‘queima de arquivo’.

Ainda de acordo com as investigaçoes o duplo homicídio aconteceu por volta das 21h. O mototaxista transitava pela Travessa do Recreio, em uma região chamada de Quebra Fuzil, quando um carro se aproximou e os homens que estavam dentro do veículo começaram a atirar. Luciano e Valmir morreram na hora.

A Polícia Militar foi chamada e fez buscas pela região, mas nenhum suspeito foi encontrado. Natural de Ceará-Mirim, Luciano Rodrigues deixa mulher, 3 filhos e 7 netos.

O caso será encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil de São José de Mipibu.

Fonte: Blog do Jair Sampaio

Jurista dá aula de direito e responde: Moro e Dallagnol poderiam conversar no curso da Lava Jato? (Veja o Vídeo )

Sábado, 15 de Junho de 2019

O procurador de Justiça e jurista Edilson Mougenot é extremamente respeitado mundialmente por seus elevados conhecimentos jurídicos, por sua extraordinária oratória e extrema coerência.

Ganhou fama há cerca de 20 anos, quando era ainda um mero promotor e deparou-se com a responsabilidade de promover a acusação de Francisco de Assis Pereira, o “Maníaco do Parque”. Sua brilhante atuação não permitiu que aquele sujeito fosse considerado um doente mental. Conseguiu demonstrar que ele tinha absoluta consciência de suas atitudes criminosas, impondo-lhe assim uma severa condenação.

Bem diferente do que vemos atualmente com um outro criminoso, aquele que usando de estratégia e habilidade atentou contra a vida do atual Presidente da República.

Apolítico, apartidário e extremamente técnico, Mougenot dá uma verdadeira aula para quem realmente quer aprender e entender o que atualmente ocorre no país envolvendo a Operação Lava Jato, o ex-juiz Sérgio Moro, o Procurador da República Deltan Dallagnol e um criminoso americano travestido de jornalista.

E Mougenot, com dados técnicos, responde a pergunta que não quer calar:
Moro e Dallagnol poderiam conversar no curso da Lava Jato?
Veja o vídeo:

Otto Dantas

Articulista e Repórter
otto@jornaldacidadeonline.com.br

A greve de Lula

 Sábado, 15 de Julho de 2019


O que hoje fica bem claro e escancarado aos olhos de toda a sociedade brasileira é que por trás da baderna causada pela esquerda em alguns pontos do país - baderna pomposamente chamada de ‘greve geral’ - está o homenzinho preso numa cela em Curitiba.

O criminoso condenado luladasilva.

O intuito de blackblocs e desordeiros é um só: soltar lula.

Mais nada.

Desordem, destruição de patrimônio privado e público: marca registrada.

Alguém imagina mesmo que esses vândalos nas ruas sabem sequer o que significa 'reforma da previdência’?

Não sabem. A ideia é soltar o chefe da gangue.

Resumo:

Durante a manhã, uma mulher de 53 anos foi levada em estado gravíssimo a um pronto socorro em Belo Horizonte.

Ela inalou a fumaça de pneus que estavam sendo queimados por vagabundos numa barreira.

A mulher não participava de manifestação alguma, estava apenas indo trabalhar dentro de um ônibus que foi parado pelo protesto do PT.

A mulher teve uma parada cardiorrespiratória.

Casos como esse se repetiram onde o PT e seus asseclas conseguiram colocar alienados nas ruas.

Essa é a imagem e a marca do PT.

A marca destrutiva de luladasilva e sua quadrilha.

Mais um degrau descido pela esquerda numa semana marcada por ataques ilegais de hackers desonestos e comunistas, anuência de ministro corrupto, e ataques à justiça e à democracia.

A raiz de tudo isso está em Curitiba, trancada dentro de uma cela.


De lá, o veneno se espalha pelo país, como uma praga.

Não à toa, o general Heleno, ministro de Bolsonaro, perdeu a calma e finalmente expressou a revolta de todos os brasileiros honestos, ao chamar lula de ‘presidente desonesto’.

E afirmou: ‘Não mereceu jamais ser presidente.’

Está aí, nas palavras do general, o resumo da ópera bufa que foi e é a participação do vigarista de Garanhuns na vida política do país: lula foi e é uma doença.

Tem que ser afastado definitivamente da sociedade, caso o país queira se afastar do atraso socialista.

Ficamos, finalmente, com as palavras do general:
´Tinha que tomar prisão perpétua’.

Marco Angeli Full

Artista plástico, publicitário e diretor de criação.
Fonte: Jornal da Cidade Online

Conselho Federal de Medicina pede revogação de atos que podem liberar o cultivo da maconha no País

Sábado, 15 de Junho de 2019

Anvisa assume postura equivocada, ignorando os riscos à saúde pública que decorrem dessa medida





CFM e ABP pedem revogação de atos que podem liberar o cultivo da maconha no País

Confira abaixo a íntegra da nota emitida pelas entidades:

Diante da decisão da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) de aprovar propostas preliminares para liberar no Brasil o cultivo da planta Cannabis sativa L. (maconha) com fins medicinais e científicos e a produção de medicamentos derivados da droga, o Conselho Federal de Medicina (CFM) e a Associação Brasileira de Psiquiatria vêm a público alertar a população e os tomadores de decisão para o alto risco envolvido nessa ação.

Essa proposta, que ainda depende de consulta pública para entrar em vigor, desconsidera evidências científicas, de que o uso da Cannabis sativa L. in natura e de seus derivados não garantem efetividade e segurança para os pacientes.

Até o momento, somente o canabidiol, um dos derivados da Cannabis sativa L., por ter mínimos estudos em forma de pesquisa, tem autorização para uso compassivo sob prescrição médica no tratamento de epilepsias em crianças e adolescentes refratários aos métodos convencionais. Isso está previsto na Resolução CFM nº 2.113/2014, que, por sua vez, proíbe aos médicos a prescrição da Cannabis in natura para uso medicinal, bem como de quaisquer outros derivados que não o canabidiol.

Ao admitir a possibilidade de liberação de cultivo e de processamento dessa droga no País, a Anvisa assume postura equivocada, ignorando os riscos à saúde pública que decorrem dessa medida.

Assim, o CFM e a ABP solicitam a revogação das propostas aprovadas pela diretoria da Anvisa e o cancelamento da consulta pública sobre o tema. Considerando que a Lei nº 12.842/2013 atribui ao Conselho Federal de Medicina a responsabilidade de avaliar e aprovar novos procedimentos médicos no País, solicita-se que o tema seja discutido com os representantes da autarquia antes de qualquer outra iniciativa.

Brasília, 13 de junho de 2019.

CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA (CFM)

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE PSIQUIATRIA (ABP)


da Redação

Fonte: Jornal da Cidade Online

David Miranda e Glenn não registram empregado e dão “balão” na previdência

Sábado, 15 de Junho de 2019


Numa ação trabalhista que tramitou perante a Justiça do Trabalho do Rio de Janeiro, o casal David Miranda e Glenn Greenwald foi processado pela família de um caseiro.

O pedido da ação pleiteava salário não pago, décimo terceiro e horas extras.

Para escapar do recolhimento obrigatório do INSS, as partes estipularam que as verbas pagas eram de natureza indenizatória, não obstante o pleito ter sido feito com base em verbas de natureza salarial.

O Antagonista decifra a malandragem: “o deputado do PSOL David Miranda e o advogado americano Glenn Greenwald não só empregaram um caseiro sem carteira, como ainda conseguiram driblar o INSS na hora de fazer o trato com a família. Tudo dentro da legalidade, embora a maioria dos juízes se recuse a chancelar esse tipo de acordo.”

“Ao especificar que o valor do acordo é 100% indenizatório, deixa-se de recolher a contribuição previdenciária.”

Até nas pequenas atitudes, o casal dá um jeito de burlar a lei.


da Redação

Fonte: Jornal da Cidade Online

GRAVE: Paulo Henrique Amorim dá a entender que Bolsonaro irá "morrer EM BREVE"

Sábado, 15 de Junho de 2019


Há muito tempo o jornalista militante Paulo Henrique Amorim deixa clara sua posição em defesa dos corruptos, contra Moro e a Lava Jato.

Mas, em um vídeo publicado no Instagram, extrapola todos os limites ao desejar a "morte" de Bolsonaro.

Parece que o jornalista lulopetista está mesmo caquético.
Veja o vídeo:
da RedaçãoFonte: Jornal da Cidade Online

Bolsonaro diz que STF cometeu equívoco ao criminalizar homofobia

Sábado, 15 de Junho de 2019 

Foto: Marcos Corrêa / PR

O presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), disse nesta sexta-feira (14) que o Supremo Tribunal Federal (STF) se equivocou ao criminalizar na última quinta-feira (13) a homofobia. A afirmação foi feita num café da manhã com jornalistas, no Palácio do Planalto, segundo a Folha de S. Paulo.

De acordo com a publicação, o presidente ainda voltou a defender que a corte tenha um ministro evangélico, e também garantiu que há “grandes possibilidades” de indicar o ministro Sergio Moro (Justiça e Segurança Pública) ao STF. 

Bolsonaro entende que o tribunal está “legislando” ao decidir a questão desta forma e sustenta que isso “aprofunda a divisão de classes” e que “prejudica o próprio homossexual”.

Para o chefe de estado, a tipificação da homofobia como crime criará empecilhos para que homossexuais consigam emprego. "Não tem na testa que ele é gay", disse. Ele defende que os empregadores terão receio de contratar gays, com receio de cometer algum crime.

Ele afirmou que, “especialmente agora” após o julgamento indicará um ministro evangélico ao STF. “Tem que ter equilíbrio”, justifica. “Não custa nada ter um evangélico”, emendou, ao afirmar que não está misturando política com religião.

Bolsonaro disse ainda que não existe necessidade de tipificar homofobia como crime porque “a pessoa que discrimina por si só vai ser deixada de lado”.

Bolsonaro indica que pode editar nova MP sobre gratuidade de bagagens

Sábado, 15 de Junho de 2019 


por Talita Fernandes | Folhapress
Foto: Reprodução / Antonio Cruz / Agência Brasil


O presidente Jair Bolsonaro disse que avalia sancionar na íntegra a medida provisória que abre capital para as estrangeiras. Para solucionar a questão de gratuidade das bagagens, o presidente disse que considera a possibilidade de editar uma nova MP para permitir que as empresas low cost (baixo custo) possam cobrar de seus passageiros.

A declaração foi feita na manhã desta sexta-feira (14), durante café da manhã com jornalistas que cobrem o Palácio do Planalto.

Bolsonaro disse que a melhor decisão política —que agrada a população— seria manter a gratuidade, mas que, por uma avaliação econômica, o melhor seja restringir o direito de despachar malas sem custos. O prazo final para sanção é a próxima segunda-feira (17).

A MP (medida provisória) que abre 100% do setor aéreo ao capital estrangeiro foi apresentada pelo governo de Michel Temer e aprovada pelo Congresso em maio. Entre os trechos do texto que será convertido em lei, consta o item sobre a gratuidade de bagagens.

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) encaminhou uma recomendação à Casa Civil da Presidência para que a gratuidade fosse vetada.

Há um questionamento do mercado sobre se a gratuidade das bagagens não impediria a entrada de empresas low cost no país. Essa questão ocorre em meio à crise da Avianca, que entrou com pedido de recuperação judicial no final do ano passado e cancelou uma série de voos no país.

As empresas aéreas no Brasil estavam autorizadas a cobrar pela bagagem despachada desde dezembro de 2016, quando a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) editou uma resolução sobre o tema.

Desde então, os passageiros podem levar sem pagar apenas 10 kg em bagagem de mão nas rotas nacionais.

A MP das aéreas estabeleceu que a franquia mínima de bagagem despachada deve ser de 23 kg para as aeronaves com mais de 31 assentos. Para os aviões menores, a franquia será de 18 kg (até 31 assentos) e de 10 kg (até 20 lugares).

A medida provisória, agora, só depende da sanção do presidente.

Areia-branquense é um dos 9 sobreviventes do naufrágio da embarcação que iria para Fernando de Noronha

Sábado, 15 de junho de 2019 


Com a esposa Priscila, Júnior Mello, que estava no barco que naufragou (Foto: Arquivo pessoal/Facebook)

O barco de carga Navegantes, que partiu do Recife na quarta-feira, 12, e tinha previsão de chegada em Fernando de Noronha nesta sexta-feira, 14, naufragou. Das dez pessoas que estavam a bordo, nove foram resgatadas e um homem está desaparecido.

Entre os sobreviventes do naufrágio está Júnior Mello, natural e residente em Areia Branca, filho do desportista e ex-secretário da Prefeitura de Areia Branca, Milton Luiz. Na noite passada, logo que a notícia do desaparecimento da embarcação com um areia-branquense a bordo se espalhou, o desespero tomou conta dos familiares e amigos do tripulante, que é pessoa bastante conhecida na cidade. A falta de informações sobre o caso aumentou o drama da família que só ficou aliviada na manhã desta sexta-feira, quando foi informada pela Marinha que Júnior Mello havia sido resgatado com vida.

Por meio de nota, a Marinha do Brasil afirma que a embarcação naufragou a uma distância de 80 milhas náuticas, o equivalente a 148 quilômetros, de João Pessoa. Ainda no texto, informa que o navio-patrulha Guaíba resgatou, na noite da quinta-feira, 13, nove náufragos da embarcação de carga e que o navio-patrulha Macau faz buscas para tentar encontrar o tripulante desaparecido.

As nove pessoas resgatadas foram atendidas pelo oficial médico que estava no navio-patrulha e apresentam estado de saúde considerado bom. O décimo desaparecido era um dos seis tripulantes, Marcos Antônio (Quinho).

Embarcação naufragou a uma distância de 80 milhas náuticas de João Pessoa (Foto: Reprodução)

Segundo o dono do barco, Nicanor Oliveira, a embarcação transportava, entre outros produtos, materiais para a reforma da BR-363. O Navegantes era o navio mais recente no serviço de carga para abastecer a ilha.

Confira a nota da Marinha na íntegra:

“A Marinha do Brasil (MB), por intermédio do Comando do 3º Distrito Naval (Com3ºDN), informa que o Navio-Patrulha “Guaíba” resgatou, na noite do dia 13 de junho, nove náufragos da embarcação “Navegantes”. A busca por um tripulante, que se encontra desaparecido, continua.

A “Navegantes” suspendeu de Recife, no dia 12 de junho, com destino ao Arquipélago de Fernando de Noronha, e naufragou a uma distância de 80 milhas náuticas – equivalente a 148 quilômetros – de João Pessoa-PB.

Os nove resgatados foram atendidos pelo Oficial Médico embarcado e apresentam bom estado de saúde, estando em segurança a bordo do Navio-Patrulha “Guaíba”. O Salvamar Nordeste, que coordena a Operação de Busca e Salvamento, deslocou o Navio-Patrulha “Macau” para prosseguir com a busca”. (Com informações G1 PE).


Fonte: Coata Branca News

Após resgate, 9 náufragos chegam a Natal; “é uma nova vida”, diz sobrevivente

Sábado, 15 de junho de 2019 


Náufragos resgatados pela Marinha chegam a Natal (Foto: Pedro Vitorino)

Chegaram a Natal, na manhã desta sexta-feira, 14, nove tripulantes do barco de cargas Navegantes, resgatados pela Marinha do Brasil. A embarcação seguia para Fernando de Noronha, mas naufragou ainda na noite de quarta-feira, 12. Um homem segue desaparecido.

“O barco virou de banda (de lado). Foi muita chuva, muito vento, mau tempo, né? A gente agradece a Deus por mais uma oportunidade. É uma nova vida para a gente”, contou o comandante da embarcação, Paulo Penha de Moura.

O Navegantes partiu do Recife na quarta-feira e tinha previsão de chegada em Fernando de Noronha nesta sexta-feira, 14. Por meio de nota, a Marinha do Brasil afirmou que a embarcação naufragou a uma distância de 80 milhas náuticas, o equivalente a 148 quilômetros, de João Pessoa.

Ainda no texto, a corporação informou que o navio-patrulha Guaíba resgatou nove náufragos da embarcação de carga e que o navio-patrulha Macau faz buscas para tentar encontrar o tripulante desaparecido. Entre os resgatados está o areia-branquense Júnior Mello.Tripulantes de embarcação de naufragou recebem atendimento médico em Natal (Foto: Pedro Vitorino)

De acordo com os homens socorridos, o naufrágio aconteceu por causa do mau tempo. Os ventos e ondas fizeram a água invadir a embarcação, que não resistiu às intempéries e virou. Os tripulantes pularam do barco e passaram cerca de 13 horas esperando o socorro da Marinha, sob uma espécie de jangada. Ainda de acordo com eles, o colega que segue desaparecido pulou para o outro lado da embarcação e não foi mais visto.

Como a embarcação contava com equipamentos de segurança, emitiu um sinal de socorro logo que afundou e acionou a Marinha.

Navio-patrulha que resgatou náufragos, chegou a Natal por volta das 10h desta sexta (Foto: Pedro Vitorino)

Os nove resgatados foram atendidas pelo oficial médico que estava no navio-patrulha e apresentaram estado de saúde considerado bom. Quando chegaram a Natal, também passaram por exames e ficaram sob observação da equipe do Hospital da Marinha.

Segundo o dono do barco, Nicanor Oliveira, a embarcação transportava, entre outros produtos, materiais para a reforma da BR-363. O Navegantes era o navio mais recente no serviço de carga para abastecer a ilha. (Com informações G1 RN).

Fonte: Costa Branca News

MEC propõe aumentar para 15% contribuição da União ao Fundeb

Sábado, 15 de junho de 2019


Ministro da Educação, Abraham Weintraub, sugere aumentar contribuição. Foto: Marcos Corrêa/Presidência da República

O MEC (Ministério da Educação) propõe aumentar a contribuição da União ao Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação) para 15%. Atualmente, a União contribui com 10%. O MEC defende que esse aumento seja feito progressivamente, até o sexto ano de vigência da nova regra, segundo nota da pasta.

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, já havia antecipado que a pasta estudava o aumento da contribuição, mas esta é a primeira vez que uma porcentagem específica é apresentada.

O Fundeb é atualmente uma das principais fontes de financiamento para as escolas de todo o país. Corresponde a aproximadamente 63% dos recursos para financiamento da educação básica pública no Brasil, de acordo com o MEC.

A proposta foi apresentada por Weintraub e pelo secretário-executivo do MEC, Antonio Paulo Vogel, nessa quarta-feira (10), em reunião com parlamentares. Eles informaram que o aumento da contribuição da União está sendo discutida com o Ministério da Economia e com o Congresso Nacional.

“Não estamos trabalhando de maneira isolada nessas propostas. O MEC entende perfeitamente a qual contexto faz parte e a necessidade de ajuste nas contas públicas para que o país volte a crescer”, disse Vogel na nota.

Detalhes da proposta

O governo propõe que a contribuição da União aumente em uma escala progressiva de 1 ponto percentual por ano até o percentual de 15%, partindo do percentual mínimo de 10% no primeiro ano de vigência do novo fundo.

Se aprovada a proposta, o novo Fundeb passa a vigorar em 2021, e em 2022 a União complementará o montante com o equivalente a 11% do fundo. O valor máximo de 15% será atingido em 2026.

O MEC defende ainda que o valor a ser repassado por aluno matriculado na rede pública deve ser calculado a partir de uma base de dados disponível à União e operacionalizável anualmente. A sugestão é a troca do termo “valor aluno/ano total” por “valor aluno/ano calculado a partir dos recursos próprios”. Segundo a nota do MEC, isso faria com que houvesse uma “melhor delimitação metodológica da forma de distribuição da Complementação da União”.

Outro ponto defendido é a indução, pela União, da adoção de modelos de repartição do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) voltados à qualidade da educação. Os modelos, segundo a pasta, levariam à busca por melhores resultados na gestão dos sistemas de ensino por parte dos estados e à melhoria da gestão, pelos municípios, desses sistemas.

Esse ponto vai ao encontro do que Weintraub já havia defendido anteriormente, de premiar as redes de ensino que tiverem melhores resultados educacionais.

Complementação da União

Pela legislação vigente, o Fundeb tem validade até o final de 2020. Para tornar o fundo permanente, propostas com conteúdos relativamente semelhantes tramitam tanto no Senado (PEC 33/2019 e PEC 65/2019), quanto na Câmara dos Deputados (PEC 15/2015).

O Fundeb é formado por dinheiro proveniente dos impostos e das transferências obrigatórias aos estados, Distrito Federal e municípios, os fundos de participação constitucionais. Além desses recursos, a União faz aporte complementar em alguns estados o que, no ano passado, representou R$ 13 bilhões. O recurso da União é repassado quando o valor por aluno no estado não alcança o mínimo definido nacionalmente, atualmente de R$ 3.016,17 ao ano.

A diferença entre as propostas que estão em tramitação no Congresso é o aumento da complementação da União que, em todas elas, passaria a colocar mais recursos no fundo. Pela proposta da Câmara, esse percentual passaria para 30% em dez anos. No Senado, a complementação chegaria a 30% em três anos ou a 40% em 11 anos, dependendo da proposta.

Proposta da Câmara

Na nota divulgada pelo MEC, Vogel disse que o ministério enxerga o texto que está sendo relatado pela deputada professora Dorinha Seabra Rezende (DEM-TO) como “bastante avançado tecnicamente e em convergência com o MEC”. A deputada foi uma das participantes da reunião desta quarta-feira (12).

Dorinha Seabra avalia como positiva a sinalização do governo de que quer ampliar os repasses. Ela disse, no entanto, que defenderá um percentual maior. A proposta da Câmara prevê o repasse do equivalente a 15% do fundo pela União já no primeiro ano de vigência da lei. A partir de então, o aumento seria de 1,5 ponto percentual, até chegar, em dez anos, a 30%.

“Hoje quem banca o Fundeb são estados e municípios. A União, que tem um papel constitucional supletivo e concentra a maior parte dos recursos, redistribui R$ 14,4 bilhões. Os estados redistribuem R$ 22 bilhões. A distância entre o investimento de estados e União é gigante”, disse.

Segundo a deputada, a intenção, ao aumentar os recursos repassados pela União, é que haja uma maior equidade entre todas as redes de ensino do país. “Hoje, tem município que conta com R$ 1,4 mil por aluno. O maior valor chega a quase R$ 20 mil por aluno, por ano. É um nível de distorção muito alto”.

Além de propor o aumento dos repasses, segundo Dorinha Seabra, os parlamentares irão apontar também de onde deverão vir esses recursos.

A proposta da Câmara é a que está mais avançada em termos de tramitação e discussão. A deputada disse que os parlamentares estão em contato com o governo para construir a melhor proposta. A intenção, segundo os parlamentares, é alinhar as propostas que tramitam em ambas as Casas.

R7, com Agência Brasil

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055