martins em pauta

Postagem em destaque

BRISANET A MELHOR INTERNET DO BRASIL

quinta-feira, 13 de maio de 2021

Desaprovação do goveno Bolsonaro cai de 59% para 54% e aprovação sobe de 33% para 36%, mostra pesquisa PoderData

Quinta, 13 de Maio de 2021 

Foto: Sérgio Lima/Poder360

Nos últimos 30 dias, o governo e o trabalho do presidente Jair Bolsonaro seguiram com taxas altas de rejeição. Mas nota-se o início de uma recuperação, segundo pesquisa PoderData realizada de 10 a 12 de maio de 2021.

No caso do governo, a desaprovação em 45 dias recuou de 59% para 54%. A aprovação foi de 33% para 36%.

Quando se trata do trabalho pessoal do presidente, a taxa de rejeição (respostas ruim e péssimo) saiu de 55% há 30 dias para 51% agora. E a aprovação oscilou positivamente de 26% para 28%.

Esses movimentos só são perceptíveis porque o PoderData faz pesquisas a cada 15 dias. Outras empresas, como o Datafolha, não captam essas variações porque produzem estudos a cada 60 dias ou mais.

Essa recuperação de Bolsonaro coincide com 2 fatores relevantes. Primeiro, a pandemia de coronavírus registrando algum recuo no número diário de mortes, além do avanço da aplicação de vacinas. Segundo, a economia dando sinais de reação, com os Estados arrecadando mais impostos e o avanço dos pagamentos do auxílio emergencial para pessoas mais pobres.

Destaques demográficos da avaliação do governo

As mulheres (59% desse grupo), os moradores da região Centro-Oeste (69%) e os com ensino superior (61%) são os estratos que mais desaprovam o governo.

Já os que mais aprovam são: homens (45%), moradores da região Norte (50%) e os que ganham até 2 salários mínimos (43%).

Desempenho pessoal

O PoderData também pergunta o que os entrevistados acham do trabalho pessoal do presidente: bom/ótimo, regular ou ruim/péssimo.

Os resultados tiveram variações dentro da margem de erro do estudo desde da última pesquisa, mas também mostram Bolsonaro se afastando levemente do pico de rejeição. No meio de abril, 55% diziam rejeitar o presidente, e 26%, aprovar. Agora, as taxas são de 51% e 28%, respectivamente.

Esta pesquisa foi realizada no período de 10 a 12 de maio de 2021 pelo PoderData, a divisão de estudos estatísticos do Poder360. A divulgação do levantamento é feita em parceria editorial com o Grupo Bandeirantes.

Foram 2.500 entrevistas em 489 municípios nas 27 unidades da Federação. A margem de erro é de 2 pontos percentuais, para mais ou para menos.

Poder 360

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055