martins em pauta

Postagem em destaque

BRISANET A MELHOR INTERNET DO BRASIL

quarta-feira, 27 de julho de 2022

Mais do que a ameaça de uma nova facada, poeta de PE revelou todo o ódio da esquerda contra Bolsonaro (veja o vídeo)

 Quarta, 27 de Julho de 2022



Nosso leitor, sem dúvida, se recorda dos fatos, mas vamos repetir aqui a fala de Marinho, em alusão a uma visita feita por Bolsonaro, tempos atrás, a sua cidade natal, São José do Egito.

"O ‘sem nome’ inventou de ir lá em São José do Egito… tenha cuidado não, que lá o povo sabe dar facada", disse, relembrando o crime que quase tirou a vida de Bolsonaro em 2018 e arrancando sorrisos e aplausos de Lula e dos que acompanhavam o ato.

Porém, enquanto todos repercutiam a grave fala nas redes e na mídia conservadora, passou ao largo o conteúdo do poema ditado por Antonio na sequência, sob o título de ‘em terra de poesia, fascista não se cria’ (em minúsculo mesmo!).

Não publicaremos a letra, para não dar publicidade a um conteúdo de tão baixo nível, mas convidamos a assistir o vídeo novamente em nosso canal de cortes e observar os ataques e as mentiras contra o presidente e seus apoiadores.

Bolsonaro é chamado de genocida, insano, tirano, erva daninha, gado e de comedor de capim… e, mais, a letra deseja que o presidente morra envenenado, além de relacioná-lo diretamente à morte da ex-vereadora do PSOL, Marielle Franco.

Tudo isso, em um texto absurdo que os esquerdopatas chamam de arte, e sem que ninguém da  mais alta Corte do país se manifeste, ‘convidando’ os responsáveis e os cúmplices a dar explicações sobre o crime de ódio.

É de embrulhar o estômago!

Assista:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055