martins em pauta

Postagem em destaque

BRISANET A MELHOR INTERNET DO BRASIL

segunda-feira, 28 de março de 2022

Adrilles dá a volta por cima e promete ir pra cima de quem o atacou covardemente

Segunda, 28 de Março de 2022

Não durou 40 dias a ‘demissão’ do comentarista Adrilles Jorge, da TV Jovem Pan.

Nesta quinta-feira (24), Adrilles voltou a figurar na emissora.

Em participação na bancada do programa Pânico, ele comentou a situação que culminou em seu desligamento em fevereiro:

"Se você não corrobora com o discurso dessa turma politicamente progressista, você é cancelado. Não foi o maior, nem vai ser o último dos grandiosos cancelamentos, mas foi o mais patético. 
Uma pessoa que, eventualmente, dá um tchau, que já deu 50 vezes nos programas, e é tirado de contexto. Aí vem uma turma de canceladores", disse.

Fortalecido com o recuo da Jovem Pan – tá se transformando em hábito do Tutinha, o mesmo aconteceu com Rodrigo Constantino e Paulo Figueiredo – o comentarista também afirmou que não pretende ficar quieto diante das acusações que sofreu e disse que pretende acionar juridicamente as pessoas que o chamaram de nazista.

"No meu caso, eu fiz um gesto que pode ser associado ao nazismo? Vocês estão de brincadeira. Uma das coisas mais patéticas. Um monte de gente disse: 'Deixa a poeira abaixar, fica quieto'. Não, eu não fiquei quieto e não vou ficar quieto. Vou processar todas as pessoas que me chamaram de nazista", completou.

OS FATOS

 O comentarista Adrilles Jorge foi sumariamente demitido da emissora após ser acusado de fazer um gesto nos moldes de ‘Heil Hitler’ (Salve Hitler), uma saudação que remeteria ao nazismo. Nas redes sociais, Adrilles ressaltou, porém, que “um tchau” foi interpretado como uma saudação nazista.

"A insanidade dos canceladores ultrapassou o limite da loucura. Depois de um discurso meu veemente contra qualquer defesa de nazismo, um tchau é interpretado como uma saudação nazista. Nazista é a sanha canceladora que não enxerga o próprio senso assassino do ridículo", escreveu ele no Twitter, na época.

O suposto gesto foi feito durante um debate no programa 'Jovem Pan News'' sobre o caso do apresentador Monark, que defendeu a existência de um partido nazista no Brasil e acabou sendo desligado do Flow Podcast no dia 8 de fevereiro.

Nesta semana, pouco mais de 40 dias depois do desligamento, Adrilles foi recontratado pela emissora.

Posteriormente ficou comprovado que o histriônico Adrilles já havia se despedido dos ouvintes daquela forma dezenas de vezes. Independente disso, nesse hiato de desemprego, Adrilles se filiou ao PTB paulista e o partido pretende transformá-lo em carro-chefe para a Câmara Federal – tudo indica que a Jovem Pan perderá dois comentaristas em breve, Adrilles e Ricardo Salles, ambos devem se mudar para Brasília a partir do ano que vem.

  • Fonte: Jornal da Cidade Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055