martins em pauta

Postagem em destaque

BRISANET A MELHOR INTERNET DO BRASIL

domingo, 6 de dezembro de 2020

Em momento “sombrio”, venezuelanos votam sem qualquer possibilidade de oposição a Maduro

 Domingo, 06 de Dezembro de 2020

Este domingo, 06, será um dia triste para os venezuelanos…

Hoje, o povo tem a árdua e difícil tarefa de escolher os representantes da Assembleia Nacional.

O processo eleitoral é “boicotado” por um bloco de 27 partidos de oposição ao presidente Nicolás Maduro.

Entre os mais de 14 mil candidatos estão a primeira-dama, Cilia Flores, e o filho de Maduro com sua primeira mulher, Nicolás Maduro Guerra, que para a disputa adotou o nome Nicolás Ernesto.

Sem participar da eleição e renovar o mandato, Juan Guaidó perde o posto de presidente do Legislativo e do país, cargo para o qual se autoproclamou.

Acontece que os partidos de oposição ao regime socialista de Maduro se recusaram a participar da eleição devido a irregularidades nas disputas mais recentes.

E ainda outras legendas contrárias ao regime de Nicolás Maduro foram consideradas inelegíveis. Não haverá observadores internacionais e a abstenção prevista é de mais de 70%, segundo o instituto Datanálisis.

Dos 277 deputados, 48% serão escolhidos por voto nominal direto, conquistando a vaga por maioria simples.

Os outros 52% serão eleitos de acordo com a ordem determinada pelos próprios partidos em listas nacionais e regionais. Por esse sistema, quem alcança primeiro o coeficiente termina eleito.

Este é o triste retrato do poder socialista ditatorial de Maduro...

Fonte: Jornal da Cidade Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055