martins em pauta

Postagem em destaque

BRISANET A MELHOR INTERNET DO BRASIL

quarta-feira, 21 de abril de 2021

Polícia prende no RJ um dos maiores traficantes de armas do mundo; João Filipe Barbieri havia deixado prisão com alvará falso

 Quarta, 21 de Abril de 2021

Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal

A Divisão de Capturas da Polícia Interestadual (Polinter) prendeu na manhã desta quarta-feira (21) João Filipe Barbieri, que saiu da cadeia com um alvará falso (veja aqui) descoberto em fevereiro deste anoEle é considerado um dos maiores traficantes de armas do mundo.

Barbieri foi preso na favela do Jacaré, em Piratininga, em Niterói, na Região Metropolitana do Rio, e foi levado para a Cidade da Polícia, na Zona Norte do Rio.

“É um trabalho em conjunto com a Seap que a gente finaliza no dia de hoje. Todos os envolvidos na montagem do esquema e os beneficiários desse esquema foram presos”, disse o diretor do Departamento Geral de Polícia Especializada (DGPE) da Polícia Civil, Felipe Curi, após a prisão.

Outras pessoas já foram presas suspeitas de participar do mesmo esquema. Uma delas foi João Victor Roza, comparsa de Barbieri. Ele foi preso na última segunda-feira (19) por agentes da Superintendência de Inteligência do Sistema Penitenciário (Sispen).

O traficante de armas João Victor Roza foi recapturado, nesta segunda-feira (19) — Foto: Leslie Leitão

Histórico

João Filipe Barbieri fez uso de um alvará de soltura falso para deixar a penitenciária de Bangu, onde estava preso desde 2017, condenado a 27 anos de prisão por associação para o tráfico e tráfico internacional de armas, como mostrou o RJ2.

João é enteado de Frederick Barbieri, considerado o “Senhor das Armas” e que está preso nos Estados Unidos. Ele é acusado de ser um dos principais integrantes da quadrilha que, segundo as investigações da Polícia Federal, enviou milhares de fuzis para o Brasil em aquecedores de piscina.

A Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) confirmou a saída de João Barbieri da prisão em 18 de novembro de 2020, apenas três anos depois de começar a cumprir a pena.
G1

OPINIÃO DOS LEITORES

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055