martins em pauta

Postagem em destaque

BRISANET A MELHOR INTERNET DO BRASIL

quarta-feira, 10 de março de 2021

PT faria “festa” com lockdown, compras sem licitação e país estaria na miséria, diz Bolsonaro

Quarta, 10 de Março de 2021


Foto: Reprodução

O presidente Jair Bolsonaro voltou a criticar nesta 4ª feira (10.mar.2021) as medidas de isolamento social adotadas por governadores para frear o alastramento da pandemia de covid-19 no Brasil.

A apoiadores, disse que, caso o candidato do PT à Presidência em 2018, Fernando Haddad, tivesse sido eleito, o “lockdown” teria sido decretado antes mesmo de haver solicitação dos governadores. A conversa foi publicada em um canal bolsonarista no YouTube.

“A maioria dos governadores querem lockdown nacional, imagina se fosse o Haddad presidente. Nem precisava os governadores terem pedido”, disse em frente ao Palácio da Alvorada.

“Sabemos das dificuldades, o povo está sofrendo, está havendo abuso no meu entender nessa política de fecha tudo, porque a economia não dá para ver depois não”, declarou.

Na conversa, Bolsonaro disse duas vezes que a gestão da pandemia por um eventual governo petista seria diferente da dele. “Imagina se o PT fosse governo com essa onda de comprar as coisas sem licitação como seria. Como estaria a festa no Brasil. Não quero citar países, mas a gente estaria numa miséria aqui”.

Bolsonaro afirmou que o governo federal tem investido na aquisição de vacinas contra a covid-19 desde 2020. “A 1ª vacina nossa quando foi comprada? 6 de agosto. E o pessoal fala que eu sou negacionista”, disse.

O chefe do Executivo também voltou a dizer que os governadores foram abastecidos de recursos federais para estruturar o sistema de saúde. Citou o Maranhão como exemplo de Estado que “investiu muito pouco ou quase nada” nos hospitais.

“Um dos Estados que receberam, o Maranhão, foram muitos bilhões também. Então o governador lá pagou folha de salário, fez muita coisa, mas não investiu na saúde”, disse.

A declaração de Bolsonaro foi feita horas antes de o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva conceder entrevista à imprensa para falar, dentre outros assuntos, da decisão do ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Edson Fachin que anulou as condenações do petista pela Justiça Federal do Paraná na operação Lava Jato. A decisão o tornou apto a disputar as eleições de 2022.

Poder 360

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Calígula

    Bolsonaro tem razão

    • Carlos George

      Vamos comprar Leite Moça e fazer uma RACHADINHA na Mansão de 6 Milhões.

  2. ZéGado

    Esse 🤡 pensa que todo mundo usa argola de ferro na venta pra acreditar nessas lorotas dele.

    • João Antônio

      O pior é que com Lula na disputa, ajuda ele a ganhar de novo.
      Esse país só pode ser amaldiçoado mesmo. Passar mais 4 anos com Bolsonaro é decretar o fim desse país. Vamos aumentar o abismo social da desigualdade. Rico cada vez mais rico, pobre cada vez mais pobre e alto escalão do serviço público cada vez mais privilegiado (políticos, juízes, ministros, desembargadores, auditores, defensores públicos, procuradores e procuradores). Se tá ruim hj, daqui a 10 anos vai tá 2 vezes pior. Muita gente vai sair em desespero pra outros países, hj ja estar bem comum isso.

    • Victor b

      O que é que ele fala, que é mentira? Zégado, vc é petista doente. Essa questão de gado, não existe. Gado só se for vcs esquerdopatas

    • zequinha

      Nenhum que vota em Bolsonaro usa argola, mas aqueles que tem seus bandidos de estimação, gostam de tornozeleira eletrônica como enfeite.
      Você está em festa por seu líder maior está solto e pode concorrer na eleição? Que bom, aproveite o momento e continue assistindo a mídia comprometida com o quanto pior para o país, melhor para nós.
      Ele não foi inocentado, afinal 90% dos volumes nos vários processos que ele responde por corrupção, são provas incontestáveis que revelam o quanto ele se apoderou e distribuiu recursos públicos a seus amigos.
      Além das deleções premiadas que aguardam validação como a de Palocci e Eduardo Cunha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055