martins em pauta

Postagem em destaque

BRISANET A MELHOR INTERNET DO BRASIL

sexta-feira, 22 de maio de 2020

Serra tenta barrar a Cloroquina e acusa Bolsonaro de fazer uso político da medicação

Sexta, 22 de Maio de 2020


O ex-ministro da Saúde e atual Senador, José Serra, do PSDB, anunciou nesta quinta-feira, 21, em suas redes sociais, que apresentou um projeto de decreto legislativo para sustar o novo protocolo do Ministério da Saúde, que recomenda o uso precoce da Cloroquina para pacientes com sintomas leves da Covid-19. Segundo Serra, não há estudos científicos que comprovem a eficácia da Cloroquina. O senador concluiu acusando o presidente de politizar a discussão.

Há várias incongruências entre a realidade e a manifestação de José Serra. Primeiro: a Cloroquina tem salvo milhares de vidas ao redor do mundo e tem comprovada a sua maior eficácia quando ministrada no início da infecção. Segundo: a Cloroquina foi utilizada com enorme sucesso contra as versões anteriores da “família” Coronavírus e há, sim, inúmeros artigos a respeito. Terceiro: o protocolo é admitido e liberado pelo próprio Ministério da Saúde há um mês. Quarto: “Ciência” não é apenas aquela parcela de dados referendada pela OMS que é manipulada para a defesa de interesses chineses.

O remédio, portanto, é referendado por cientistas e autoridades de todo o mundo e tem sua eficácia comprovada por dados e artigos, além do grande número de pessoas curadas. Se seu uso está sendo obstaculizado na rede pública do nosso país, isso certamente se dá por interesses escusos, jamais pela preocupação com a saúde das pessoas ou pela “ciência”.

É a própria esquerda quem está politizando a discussão tentando camuflar a sua estratégia de desestabilizar o governo para chegar novamente ao poder, dessa vez, com maior dose de autoritarismo, que vai da censura do Whatsapp à proibição de sair de casa. A manifestação sórdida de José Serra, que, agindo politicamente, acusa Bolsonaro de fazer uso político da Cloroquina, é apenas mais uma confirmação de que eles continuam seguindo aquele velho preceito leninista: “Acuse-os do que você faz; xingue-os do que você é”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055