martins em pauta

quinta-feira, 13 de julho de 2017

Na mesma condenação por Moro, Lula foi absolvido em caso do acervo presidencial

Quinta, 13 de Julho de 2017

por Fernando Duarte
Foto: José Cruz/ Agência Brasil

O transporte e o armazenamento do acervo presidencial do período em que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva esteve no Palácio do Planalto, alvo de investigação no âmbito da Operação Lava Jato, não resultou em condenação na avaliação do juiz Sérgio Moro. Na mesma decisão em que o magistrado condena o ex-presidente a nove anos e seis meses de prisão (lembre aqui), Moro absolve Lula e o ex-presidente da OAS, Léo Pinheiro, dos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro envolvendo o armazenamento do acervo presidencial “por falta de prova suficiente da materialidade”. Segundo o juiz, é “inegável, porém, que houve irregularidades no armazenamento do acervo presidencial”. “O procedimento mais apropriado seria que a OAS formalizasse o apoio dado à conservação do acervo presidencial em um contrato escrito ou que disponibilizasse os recursos financeiros ao Instituto Lula, por doação, para que este celebrasse o contrato com a Granero e efetuasse os pagamentos. De todo modo, não há provas suficientes de que essas irregularidades tenham sido praticadas com intenção criminosa ou que fizeram parte de um acerto de corrupção”, detalha Moro.?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055
Ocorreu um erro neste gadget