martins em pauta

segunda-feira, 10 de julho de 2017

O que significa a vitória contra o Estado Islâmico em Mossul, cidade onde grupo criou seu califado

Segunda, 10 de julho de 2017


O primeiro-ministro do Iraque, Haider al-Abadi, declarou neste domingo a “libertação” da cidade iraquiana de Mossul, depois uma sangrenta batalha contra o grupo extremista autodenominado Estado islâmico que durou nove meses.

Abadi foi à cidade para anunciar a conquista e “felicitar os heroicos combatentes e o povo iraquiano por ter conseguido esta grande vitória”, segundo um comunicado do governo.

Há três anos, o Estado Islâmico assumiu o controle da cidade de Mossul, onde o grupo proclamou seu “califado”, um estado governado de acordo com a Sharia (lei islâmica), pelo substituto de Deus na Terra, o califa.

Em outubro 2016, e com o apoio aéreo dos EUA e de seus aliados, tropas iraquianas começaram uma campanha militar para libertar a cidade.

Combatentes curdos, árabes-sunitas e militantes xiitas também se juntaram à luta.

A guerra para reconquistar Mossul foi muito mais difícil do que o esperado.

Em janeiro, o governo anunciou a “libertação” da parte leste da cidade, mas o lado oeste apresentou desafios muito maiores por causa das ruas estreitas e sinuosas e da grande população.

De acordo com organizações humanitárias, cerca de 900.000 pessoas foram deslocadas da cidade desde 2014, quase a metade da população que existia antes da guerra.



BBC

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055
Ocorreu um erro neste gadget