martins em pauta

quarta-feira, 12 de julho de 2017

MPF defende rejeição de habeas corpus do ex-ministro Henrique Eduardo Alves

Quarta, 12 de Julho de 2017 

Foto: José Cruz / Agência Brasil

Pela garantia da ordem pública e por conveniência da instrução criminal, o Ministério Público Federal (MPF) defende a rejeição do pedido de habeas corpus do ex-ministro Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), preso no início de junho na Operação Sepsis. O peemedebista é acusado de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, além de ter seu nome associado a outros envolvidos na operação, como o ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ), Fábio Ferreira Cleto, Lúcio Bolonha Funaro e Alexandre Rosa Margotto com o objetivo de garantir "vantagens indevidas" na concessão de recursos oriundos do FI-FGTS. Para o MPF, as informações que embasaram a prisão preventiva demonstraram a complexa engenharia criminosa estabelecida pelos envolvidos. Como Alves foi presidente da Câmara no passado, a Promotoria considera iminente o risco de ele trabalhar diretamente para eliminação ou ocultação de provas. O MPF indica ainda elementos probatórios que demonstram que o parlamentar seguiu na prática de atos delituosos mesmo após a deflagração da Lava Jato. O pedido deve ser analisado pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1) ainda nesta semana.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055
Ocorreu um erro neste gadget