martins em pauta

Postagem em destaque

BRISANET A MELHOR INTERNET DO BRASIL

sexta-feira, 18 de junho de 2021

Presidente do Conselho Federal de Medicina isenta Bolsonaro e ressalta uso político da pandemia

 Sexta, 18 de Junho de 2021

“As pessoas atacam o presidente da República e os profissionais que passaram pelo Ministério da Saúde, mas eles não são os responsáveis por mortes causadas pelo coronavírus”

Esta afirmação foi feita pelo presidente do Conselho Federal de Medicina (CFM), o cirurgião Mauro Ribeiro, em entrevista ao Programa Os Pingos nos is, da Rádio Jovem Pan, na terça-feira (15).

A fala de Ribeiro, que representa a posição oficial do CFM, vai de encontro aos ataques diários contra Jair Bolsonaro, por parlamentares e lideranças da oposição esquerdista, seja por meio da grande mídia ou pela CPI em curso no senado federal.

No bate papo com os jornalistas, Mauro Ribeiro também falou sobre a importância do respeito aos médicos, que devem ter o direito a exercer a profissão com a liberdade, principalmente em momentos de combate a doenças ainda desconhecidas e em fase de estudo.

“Estamos falando de uma doença que é uma das maiores catástrofes sanitárias no mundo nos últimos 110 anos e a maior do Brasil. É uma virose diferente altamente transmissível e que mata, mas tem um índice de mortalidade geral abaixo de 1%. E só ao longo dos anos é que saberemos o verdadeiro número de mortos”, disse o médico, explicando ainda que a politização e as acusações por quem não entende do assunto, apontando culpados para as mortes, só atrapalham.

O presidente do CFM, entretanto, defendeu a importância da manutenção do uso de máscaras até que o Brasil atinja o atual estágio de imunização dos Estados Unido, mas surpreendeu ao afirmar que a entidade é contra a obrigatoriedade da vacina:

“As pessoas precisam ter liberdade de escolher aquilo que é mais apropriado e cabe a entidades relacionadas à área da saúde convencer a população de que é importante tomar a vacina.”

Veja o vídeo:

  • Fonte: Jornal da Cidade Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055