martins em pauta

Postagem em destaque

BRISANET A MELHOR INTERNET DO BRASIL

sábado, 19 de junho de 2021

Decisão do STF transforma favelas do RJ em “área de segurança” para traficantes de todas as partes do país

 

Sábado, 19 de Junho de 2021

Uma reportagem desta quinta-feira (17) do jornal carioca O Dia, denunciou que há lideranças do tráfico de oito estados escondidas nas favelas cariocas, segundo informações das polícias civil e militar do Rio de Janeiro.

O periódico ouviu especialistas, entre eles o subsecretário de Planejamento e Integração Operacional da Polícia Civil, Rodrigo Oliveira, que estima que são cerca de 100 criminosos de outros estados:

“A polícia já identificou lideranças da Bahia, Amazonas, Pará, Alagoas, Sergipe, Minas Gerais, Ceará e Rio Grande do Norte escondidas nos Complexos da Penha, Alemão, Maré, Manguinhos, Salgueiro, além da Rocinha. Todas as polícias desses estados estão em contato com a Secretaria de Polícia Civil do Rio; há intercâmbio de informações para prender esses traficantes”, diz Oliveira à reportagem.

Ainda segundo Oliveira, os traficantes que migram para o Rio de Janeiro sentem-se em um território protegido em função do tamanho e da variedade do arsenal oferecido pelo próprio tráfico carioca.

Há indícios de que a migração de bandidos para o Rio de Janeiro se intensificou desde o dia 5 de junho do ano passado, após decisão monocrática do ministro do Supremo Tribunal Federal, Edson Fachin, que acatou a ADPF 635, uma liminar encaminhada pelo Partido Socialista Brasileiro, que limitou as operações em comunidades do Rio durante a pandemia.

A partir dessa data, as ações passaram a ser realizadas somente em casos excepcionais, sob justificativa e comunicadas ao Ministério Público do Rio de Janeiro, o que reduziu drasticamente as investigações.

A liminar passou a ser chamada de ADPF das Favelas e foi referendada pelo plenário do STF em agosto do ano passado.Desde então, os traficantes, assassinos e bandidos de toda espécie agradecem!

Fonte: Jornal da Cidade Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055