martins em pauta

Postagem em destaque

BRISANET A MELHOR INTERNET DO BRASIL

quinta-feira, 25 de março de 2021

MUITO GRAVE – (FOTOS E VÍDEO): Médico potiguar desabafa que “enquanto bebês de mães pobres morrem por falta de UTI neonatal”, RN mantém UTI nova e equipada fechada há mais 6 meses no Hospital Maria Alice Fernandes

Quinta, 25 de Março de 2021


O médico Madson Vidal denuncia, através de suas redes sociais, “que enquanto bebês de mães pobres ( recém-nascidos) agonizam e morrem por falta de leitos de UTI neonatal, o estado do Rio Grande do Norte mantém uma UTI nova, estruturada e e equipada fechada no hospital Maria Alice Fernandes há mais de 6 meses”.

Em seu post, em tom de revolta, o médico completa: “Quantas vidas poderiam ter sido salvas se estivessem funcionando. É inaceitável. Intolerável. Desumano. Descompromisso com a vida humana. Quem são os responsáveis?”.

Madson Vidal ainda deixa a pergunta:

“Por que Fátima bezerra e e Sesap mantém essa UTI fechada e os bebês morrem por falta de uti neonatal? Onde está o Ministério Público que permite tamanha atrocidade dos governantes? A Assembleia Legislativa e o Tribunal de Justiça do RN sabiam de tamanho absurdo?”

E desabafa:

“Vão da muitas desculpas, mas a sociedade não pode aceitar nenhuma de forma alguma as mortes dos bebês por falta de UTI neonatal e essa UTI neonatal fechada”.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Luciano Brito

    Vai pra conta da governadora, e os mimisentos desapareceram do Blog do BG. Pode vim o Blog é democrático cambada, vão defender o genocídio?

  2. mano

    Governo Estadual é o genocida.. uma denuncia dessas merece um impeachment. E ainda tem gente defendendo achando que o medico quer ser deputado por denunciar a genocida. Isso é criminoso.

  3. Cesar Bomone

    ABSURDO, que descaso do Governo do Estado com a saúde das crianças pobres.
    Cadê a GOVERNADORA para não ver isso.
    Até para as crianças está faltando UTI, já não basta mais de 500 pais de família terem morrido no RN sem direito a um leito de UTI porque o Governo do Estado não abriu leitos suficientes para a população, ainda fecharam leitos que tinham sido abertos.
    Isso é um descaso com a população carente.

  4. Santos

    Achei o médico mais fazendo um discurso político do que uma denúncia ou um "desabafo".
    Personalizando o fato.
    Será que vai ser o próximo candidato a Deputado?
    Mas ta valendo.
    O que importa é que resolva.

    • Chicó

      Sua atitude é típica da esquerda!!! Já que não conseguem rebater os fatos partem para o ataque pessoal.

    • Capitólio

      Seu veneno escorrer pelos cantos da boca. Quer encobrir o descaso das mortes?
      Qual sua motivação política para isso? Não quer admitir o problema, então não seja honesto e fique calado. Se a culpa está em algum político que você idolatra, não inverta a situação.
      A responsabilidade tem que ser em salvar e valorizar vidas e não cometer o crime da omissão e politizar tudo.

  5. Carlos

    Tudo dentro da normalidade, é Brasil. Terra boa de pessoas honradas, políticos maravilhosos e que estão muito preocupados com o povo. Gostaria de aplaudir essa notícia.

  6. Guto

    Cadê os defensores desse desgoverno? Será que eles tem algum argumento?

  7. Neto

    Incrível como o governo de Fátima Bezerra é desastroso em todas as áreas: saúde colopsada, educação zero, segurança servindo para fiscalizar pais de família que querem trabalhar e não deixam. A farra das compras sem licitação em época de pandemia, tornou-se uma mão na roda para transações obscuras, os salários atrasados da gestão passada ainda em aberto (2 folhas)… pobre RN.

  8. Everton

    CAso seja verídico, tem que ir perturbar o chefe da cada poder, incluindo MP e TCE!

  9. Mgil

    O objetivo é o caos para utilizar politicamente, nem que para isso moram pessoas inocentes.

  10. Cris

    Misericórdia SENHOR !

  11. Nildo

    Caso de Policia se isso for verdade, Kd a população ir lá na frente da casa da governadora protestar para a reabertura ?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055