martins em pauta

Postagem em destaque

BRISANET A MELHOR INTERNET DO BRASIL

domingo, 13 de dezembro de 2020

Abin quer acionar Justiça para cobrar explicações da revista Época por reportagem que acusou a agência de ajudar defesa de Flávio Bolsonaro


Domingo, 13 de Dezembro de 2020

Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado – 26.jun.2019

O diretor-geral da Abin (Agência Brasileira de Inteligência), Alexandre Ramagem, vai mover processo contra a revista Época por ter publicado reportagem com acusação de que a agência produziu relatórios para ajudar a defesa do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) no caso das “rachadinhas”.

A informação sobre o relatório foi publicada na 6ª feira (11.dez) pela revista. A reportagem teve acesso a documentos entregues ao filho mais velho do presidente Jair Bolsonaro. Os relatórios, supostamente produzidos pela agência, apontam a existência de uma organização criminosa dentro da Receita Federal que teria feito escrutínio ilegal nos dados fiscais de Flávio Bolsonaro.

Segundo a CNN Brasil, Ramagem pediu à AGU (Advocacia Geral da União) que apresente uma interpelação judicial –pedido formal que solicita explicações públicas– contra a reportagem da revista Época, “com o intuito de restabelecer a verdade”. 

O GSI (Gabinete de Segurança Institucional) reagiu à reportagem ainda na 6ª feira (11.dez). Disse que a informação publicada pela revista se vale de “falsas narrativas“. A pasta diz lamentar o que chamou de “insistência manifesta” da revista Época em “agir contra Instituições de Estado, apesar de manifestações oficiais anteriores“.

A advogada Luciana Pires, que defende o filho do presidente, confirmou a autenticidade dos documentos e sua procedência da Abin, mas recusou-se a comentar seu conteúdo à Época.

Auditores de inteligência, categoria de servidores que trabalham para a Abin, afirmaram que os relatórios produzidos pela agência seguem padrão específico e que não estariam evidenciados no documento à que Época teve acesso com o título “Defender FB no caso Alerj demonstrando a nulidade processual resultante de acessos imotivados aos dados fiscais de FB“. As iniciais se referem ao nome Flávio Bolsonaro.

Poder 360

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055