martins em pauta

Postagem em destaque

BRISANET A MELHOR INTERNET DO BRASIL

domingo, 12 de julho de 2020

Gilmar Mendes diz que PGR ir ao STF pedir acesso aos dados da Lava Jato “é caricatural, é o rabo abanando o cachorro”

Domingo, 12 de Julho de 2020

Foto: reprodução

Gilmar Mendes disse neste sábado que o fato de Augusto Aras ter de ir ao STF para pedir acesso aos documentos das forças-tarefas da Lava Jato “é caricatural, é o rabo abanando o cachorro”.

Para o ministro do STF, o PGR poderia ter acessado os dados por despacho.

“[Os membros Lava Jato] confundem a autonomia do cargo com o conceito que beira à soberania. Veja, o procurador-geral precisou de uma ação no STF para ter acesso às informações que esses garotos dourados acumularam em Curitiba. É um caso de estudo. A instituição obviamente ficou doente e precisa de remédio. Estamos vendo só o que a vista alcança. Isso deve acontecer no interior. Houve um lavajatismo desnudado”, afirmou em videoconferência.


“Essas pessoas, que se revelaram vazadores eméritos de sigilos, agora estão zelando pelo sigilo, preocupadas que o procurador-geral venha a vazar e pode chantagear políticos. Elas que vêm fazendo isso! Chantagistas eméritos usando agora o argumento naquela linha do ‘vou gritar pega ladrão’. Essa gente está temendo qualquer correição porque ela sabe o que fez no sábado à noite.”

Gilmar está como pinto no lixo. Mais cedo, o ministro do STF havia saído em defesa da decisão de Dias Toffoli que determinou o compartilhamento de todos os dados da Lava Jato, incluindo informações sigilosas, com a Procuradoria-Geral da República.

Toffoli atendeu a pedido da PGR, assinado pelo vice-procurador-geral, Humberto Jacques de Medeiros, com base na suspeita de que a força-tarefa de Curitiba teria feito uma investigação “camuflada” sobre os presidentes da Câmara e do Senado — o que foi negado pelos procuradores.


O Antagonista

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055