martins em pauta

sexta-feira, 27 de março de 2020

A degradante conversa entre Lula e Haddad e a demonstração de absoluto desrespeito ao povo brasileiro

Sexta, 27 de Março de 2020

Fotomontagem: O ex-presidente Lula e Fernando Haddad.


Acabo de ler que Lula, em conversa aberta com Fernando Haddad, transmitida via redes sociais (e reproduzida em suas redes) disse:
“Haddad, acho que nós estamos numa situação complicada, porque acho que o Bolsonaro não tem estatura psicológica para continuar governando o Brasil. Ou este cidadão renuncia ou se faz o impeachment dele, alguma coisa, porque não é possível que alguém seja tão irresponsável de brincar com a vida de milhões de pessoas como ele está brincando”, disse o ex-presidente.
Esta parte da conversa me trouxe um sentimento de indignação e até de ira.
Como aceitar este tipo de conversa por um sujeito que:
A- não construiu hospitais, dando prioridade a construção de estádios que viraram elefantes brancos.
B- um sujeito que gastou uma fortuna inestimável para organizar uma olimpíada e uma copa do mundo que não trouxe ao Brasil nenhum tipo de benefício turístico, social, econômico ou de prestígio, mas trouxe muito benefício a uma cambada de ladrões, safados, cafajestes, que se aproveitaram das diversas construções para entupir em seus próprios bolsos e os cofres de seus partidos com dinheiro roubado da população - dinheiro esse hoje faz falta para a saúde pública e para a luta contra o coronavírus.
C- Um mau elemento que colocou ladrões de patrimônio público a gerir Petrobras, Correios e outro monte de estatais e que se beneficiou do apoio político e até financeiro destes bandidos.
D- Um homenzinho de baixa estatura moral que indica como sucessora uma imbecil incapaz de concluir um pensamento, capaz de sugerir à ONU para que se estoque vento, que "se engasga consigo mesma" e que envergonha nossa nação no exterior, humilhando-nos ao falar Francês ou Espanhol pior que um aluno de 1º ano nestes idiomas.
Já é tempo deste condenado em duas instâncias voltar à cadeia ou - pelo menos - ficar no ostracismo e desaparecer da vida do país que ele se esforçou por arruinar.
(Texto de Marcos L Susskind. Brasileiro residente em Israel, é Guia de Turismo, palestrante e ativista comunitário. Seu email é mlsusskind@gmail.com)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055