martins em pauta

sábado, 1 de dezembro de 2018

Apostador da Mega-Sena perde ‘bolada’ de R$ 22 milhões ao não retirar prêmio

Sábado, 01 de Dezembro de 2018


Apostador da Mega-Sena perde ‘bolada’ de R$ 22 milhões ao não retirar prêmio — Foto: TV Vanguarda/Reprodução

Um apostador de São Sebastião (SP) perdeu uma ‘bolada’ de R$ 22 milhões na Mega-Sena. Ele acertou as seis dezenas sorteadas no concurso 2.074, do dia 1° de setembro, mas ficou sem a quantia milionária por não ter retirado o prêmio no prazo, que se encerrou nesta sexta-feira (30). A informação foi confirmada pela Caixa Econômica Federal.

O ‘sortudo não encontrado’ virou assunto e gerou grande expectativa na cidade nos últimos dias. O clima era de curiosidade e muitos moradores arriscaram palpites de que o apostador havia perdido o bilhete ou esquecido de conferir os números jogados.

Na lotérica A Milionária, onde foi feita a aposta simples e vencedora, o dono chegou a colocar uma faixa alertando que a aposta havia sido feita ali.

O sorteio do concurso foi feito em Santa Catarina e as dezenas sorteadas foram 08 – 18 – 23 – 37 – 42 – 58. Além da aposta de São Sebastião, um sortudo de Passos (MG) também acertou os números. O apostador de Minas Gerais já retirou o prêmio.

Com R$ 22 milhões, o apostador poderia comprar itens como cerca de 450 carros populares de R$ 49 mil; 44 apartamentos de R$ 500 mil; ou 2.750 aparelhos de celular de última geração de R$ 8 mil. Na poupança, o valor renderia R$ 81 mil mensais.

O que acontece com o prêmio

O prêmio prescrito agora será repassado ao Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

Segundo a Caixa Econômica Federal, de janeiro a maio de 2018, foram repassados R$ 128 milhões ao Fies somente em prêmios prescritos. Em 2017, foram repassados R$ 326 milhões ao Fundo.

Sorte

A probabilidade de vencer em cada concurso varia de acordo com o número de dezenas jogadas e do tipo de aposta realizada.

Para a aposta simples, com apenas seis dezenas, como foi a do vencedor de São Sebastião, a probabilidade de ganhar o prêmio milionário é de 1 em 50.063.860, segundo a Caixa.

G1 / Blog do BG


OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Luciana Morais Gama
    Se no bilhete tivesse o CPF nada disso estava acontecendo. Hoje em dia pra tudo que a gente vai fazer pedem o CPF.
    • Flávio A
      E tu acha que já não botaram CPF pra que? Veja quantos prêmios acumulados saem só para um bilhete premiado numa cidadezinha do interior que ninguém nunca ouviu falar. Só tem tem Pelé nessa história. Quem não se lembra do anão do orçamento que disse que tirou centenas de vezes nas lotérias da caixa para justificar seu enorme patrimônio. Uma verdadeira vergonha tudo!!
    • paulo martins
      Pô, mas assim os jogos de azar da Caixa perderiam seu ar de suspeição e clandestinidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055