martins em pauta

domingo, 12 de novembro de 2017

Ex-diretor-geral da Polícia Federal queria reduzir indicações políticas na instituição

Domingo, 12 de Novembro de 2017

Foto: Divulgação / Polícia Federal

O ex-diretor-geral da Polícia Federal, Leandro Daiello, queria reduzir o número de indicações políticas na instituição. Nas últimas semanas ele se reuniu com diretores e superintendentes para tratar do assunto. O primeiro dos encontros aconteceu pouco depois de o ministro da Justiça, Torquato Jardim, ter anunciado que não faria nenhuma troca no comando da PF - declaração dada em 16 de setembro. De acordo com a Folha, desde então Daiello contou a colegas do órgão que o ministro Eliseu Padilha (Casa Civil) pressionava o presidente Michel Temer para a troca do comando, algo que teria ficado mais frequente após a descoberta do bunker de R$ 51 milhões atribuído a Geddel Vieira Lima. A indicação do ministro era Fernando Segóvia, que foi nomeado na última quarta-feira (8). Segundo a Folha, o tema de mudança no formato de escola de diretor-geral foi retomado por Daiello por causa da possível nomeação de Segóvia, considerada uma ameaça. Ainda que não citasse o nome do colega, os interlocutores sabiam de quem se tratava por causa do modo como a articulação estava sendo feita no mais alto escalão do governo, por investigados na Lava Jato. Atualmente não há critério para a escolha do comando da PF, nem regra para tempo de permanência no cargo. A opção de lista tríplice, algo criticado por Daiello por enxergar politização do processo. Uma sugestão, por outro lado, seria a de que a nomeação devesse respeitar os quadros da instituição, tendo como opções os superintendentes e os integrantes da cúpula. Chegou-se também a debater um mandato para superintendentes regionais, mas não havia ideia fechada do que Daiello defenderia. Para que qualquer mudança acontecesse, seria necessário que um projeto de lei passasse pelo Congresso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055
Ocorreu um erro neste gadget