martins em pauta

terça-feira, 26 de setembro de 2017

Nova sentença da Lava Jato condena ex-diretor da Petrobras a 15 anos de prisão

Terça, 26 de Setembro de 2017

Foto: Tânia Rego/ Agência Brasil

O ex-gerente da Petrobras Roberto Gonçalves foi condenado nesta segunda-feira (25), em nova sentença da Operação Lava Jato, a 15 anos e dois meses de prisão por receber propina nas obras do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj). Gonçalves foi o sucessor de Pedro Barusco na gerência de Serviços da estatal, entre 2011 e 2012. Preso preventivamente há seis meses, ele é acusado na ação de receber US$ 3 milhões (cerca de R$ 9 milhões no câmbio atual) em vantagens indevidas em contas na Suíça. O dinheiro foi repassado pelas empreiteiras UTC e Odebrecht. Elas obtiveram um contrato sem licitação nas obras do Comperj – segundo o Ministério Público, por interferência de Gonçalves e outros diretores da Petrobras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055
Ocorreu um erro neste gadget