martins em pauta

quinta-feira, 27 de julho de 2017

Janot defende manutenção de Cunha na prisão em parecer enviado ao STF

Quinta, 27 de Julho de 2017 

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot | Foto: STF

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, defendeu que o deputado afastado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) continue preso em Curitiba. Cunha está preso desde outubro de 2016, após ordem de prisão preventiva do juiz federal Sérgio Moro. Janot se manifestou em parecer enviado ao Supremo Tribunal Federal (STF) no âmbito de um dos três processos abertos pela defesa do ex-presidente da Câmara dos Deputados. "Nem mesmo o afastamento do posto de presidente da Câmara dos Deputados, a assunção da condição de réu em diversas ações penais e a imposição da grave medida cautelar desviaram-no do caminho da ilicitude", disse Janot no parecer. O procurador-geral também destacou que Moro realizou uma fundamentação "farta" para justificar a prisão preventiva. A defesa alega que a afirmação de que existem recursos ocultos no exterior é uma ilação. “Não há qualquer elemento que aponte um suposto agir voltado a atos criminosos desde o seu afastamento [do cargo de deputado]”, afirmou a defesa. O habeas corpus de Eduardo Cunha deve ser encaminhado para julgamento na Segunda Turma do STF na próxima semana.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055
Ocorreu um erro neste gadget