martins em pauta

Postagem em destaque

BRISANET A MELHOR INTERNET DO BRASIL

quinta-feira, 14 de julho de 2022

O desfecho final do crime de Foz do Iguaçu (veja o vídeo)

 Quinta, 14 de Julho de 2022





 

"Trata-se de um caso de POLÍCIA, jamais de política!

Ouvindo ambos os lados, mesmo com visões opostas na motivação do crime, fica clara a questão chave que conduz ao desfecho final da questão:

"Por que Jorge Guaranho foi lá naquela noite?"

A verdadeira narrativa que pode ser constatada nos relatos e na observação minuciosa das imagens das câmeras interna e externa da Associação Recreativa e Esportiva da Segurança Física - Itaipu (ARESF), local onde se realizava a festa de 50 anos do Guarda Municipal Marcelo Arruda, com a temática do PT, seria que o Policial Penal Jorge Guaranho, por ser associado do clube, inclusive já fez parte da diretoria, teria ido lá fazer uma ronda.

Ficou provado que Guaranho é um associado e entre os membros da associação existe um acordo de observação, uma ronda eventual para cuidar da ARESF, que fica em um local ermo, próximo a uma mata de proteção e uma favela e o clube já foi alvo de vandalismo e furtos. E naquela fatídica noite, Jorge Guaranho e sua esposa com seu bebê de colo, após sair de um festa julina, antes de irem para casa, resolveram dar uma passada na ARESF para a corriqueira ronda.

De acordo com o relato de um irmão do policial penal, Jorge gosta de ouvir um funk relacionado ao Presidente Bolsonaro e naquela noite, segundo ele, teria sido uma infeliz coincidência estarem ouvindo essa música (funk do Bolsonaro) e não algo intencional para afronta, fato que teria sido o estopim para provocações verbais e que, logo em seguida, levou o Guarda Municipal Marcelo Arruda a apanhar um punhado de terra de um canteiro próximo e jogar contra Jorge e sua esposa. Na sequência, Jorge saca sua arma para inibir Marcelo, conforme se vê no vídeo.

Jorge ameaça voltar e deixa o local para levar a esposa em casa, que fica muito próximo da associação. Nesse meio tempo o Guarda Municipal Marcelo busca sua arma para aguardar o possível retorno de Jorge, e infelizmente este cumpre sua promessa e volta para tomar satisfações.

Ao chegar no local, descendo de seu veículo, percebe que Marcelo já está com sua pistola empunhada e as imagens denotam que o Policial Penal dá voz de prisão para o Guarda Municipal, porém o resultado desta situação foi a morte de Marcelo Arruda, enquanto o Policial Penal ainda encontra-se em estado grave no hospital ministro Costa Cavalcante, sob custódia da polícia.

"Não houve invasão, nem premeditação, muito menos desejo de chacina, como querem narrar os urubus da mídia!"

Agora o que não podemos permitir é que a maliciosa e irresponsável conduta da esquerda em conluio com a extrema imprensa perdure com sua narrativa mentirosa em virtude dos seus interesse políticos e ideológicos.

Ao insistirem em transformar o lamentável episódio em um palanque político repugnante, estão incentivando o acirramento entre grupos, que poderá culminar em violência em um ano eleitoral, que já tem suas tensões naturais.

A esquerda é perversa e quer transformar Marcelo Arruda em "George Floyd" Brasileiro, porém cabe aos defensores da paz quebrar essa narrativa e impedir que mais tragédias ocorram em nossa nação.

Veja o vídeo:

da Redação / Jornal da Cidade Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055