martins em pauta

Postagem em destaque

BRISANET A MELHOR INTERNET DO BRASIL

quinta-feira, 14 de julho de 2022

Na Argentina “Forças Armadas foram corrompidas”, afirma jornalista prevendo “um caminho sem volta” (veja o vídeo)

Sexta, 15 de Julho de 2022

1. 


Não há oposição na Argentina capaz de tirar a esquerda do poder nas eleições de 2023;

2. Alberto Hernandez ‘renunciou’ há três meses, mas foi impedido por Cristina Kirchner de deixar o poder. É ela quem comanda o país;

3. A Justiça está totalmente aparelhada pela esquerda;

4. O Governo controla as mídias sociais de toda a população;

5. Há várias prisões políticas;

6. O desabastecimento de produtos básicos, como café, se alastrou pelo país;

7. O preço da carne inviabiliza até a classe média para adquirir o produto;

8. A taxa de desemprego chegou a 22% da população;

9. A inflação está em 80% ao ano, com tendência de alta;

10. Aos moldes da Venezuela, as Forças Armadas foram corrompidas.

O mais grave de todos os aspectos abordados pela jornalista é em relação às Forças Armadas, o último bastião de um país democrático.

A Argentina seguiu à risca o modelo venezuelano de implantação do socialismo e agora, tem suas Forças Armadas corrompidas, com promoções não por critérios meritocráticos, e sim, políticos.

Ou seja, os oficiais generais que comandam as Forças Armadas da Argentina são defensores do socialismo.

É um caminho sem volta.

Não há oposição e todas as instituições foram completamente aparelhadas.

O câncer do socialismo criou metástases com diagnóstico de colapso total para o país.

Não há situação ruim que não possa piorar.

A própria jornalista argentina, María Belén, não conseguiu apontar uma solução.

Veja o vídeo:

  • Fonte: Jornal da Cidade Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055