martins em pauta

segunda-feira, 5 de novembro de 2018

Estamos sendo abatidos de forma covarde nas ruas. Por que a imprensa se cala?

Segunda, 05 de Novembro de 2018


Chega a ser revoltante o que acontece em nosso país quando o assunto envolve os direitos humanos dos delinquentes que roubam a nossa paz e as nossas vidas.

Recentemente, jornalistas da GLOBO NEWS foram ironizados nas redes sociais ao sugerirem que atiradores de elite (snipers) poderiam confundir marginais altamente armados com fuzis modernos e rádios telecomunicadores, com pobres cidadãos portando guarda-chuva ou furadeiras elétricas.

É impressionante o esforço intelectual que a mídia televisiva faz para distorcer a realidade dos fatos, na tentativa de influenciar a opinião pública a favor de uma atitude pacifista.

Estamos sendo abatidos covardemente por bandidos que não mais se contentam em roubar o fruto de nosso trabalho. Na certeza da impunidade, estão optando por executar friamente aquelas pessoas que oferecem a mínima dificuldade ao serem roubadas. Até quando aceitaremos isso?

Precisamos sim endurecer a legislação, diminuindo a maioridade penal, aumentando às penas, dificultando a saída de "reeducandos" (nem presidiário se pode mais falar) que praticaram crimes graves e/ou violentos.Está sendo comum a contratação de menores de idade, chamados "anjos", para compor as quadrilhas de assaltantes. Caso haja a necessidade de "apagar" uma vítima, a tarefa suja de puxar o gatilho ficará ao encargo da "pobre" criança pobre.

O politicamente correto se tornou o escudo de proteção daqueles que resolveram enfrentar a miséria e a pobreza tirando à força aquilo que outro cidadão, muitas vezes não menos pobre, resolveu comprar com o suor de seu próprio rosto.

Até quando uma vida valerá um mísero celular? Até quando?

Roberto Corrêa Ribeiro de Oliveira

Médico anestesiologista, socorrista e professor universitário


Fonte: Jornal da Cidade Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055