martins em pauta

domingo, 3 de dezembro de 2017

Domingo, 03 de Dezembro de 2017

Esposa de ministro do TSE pede ao STF que marido seja proibido de manter contato com ela
Foto: Roberto Jayme / TSE

O Supremo Tribunal Federal (STF) recebeu um pedido de medidas protetivas de Élida Matos, esposa do ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Admar Gonzaga. Segundo informações do G1, a solicitação foi apresentada ao ministro Celso de Mello, relator do caso no STF, no último dia 6 de novembro. A defesa de Élida pede que Gonzaga seja proibido de manter contato direto com ela, mantenha plano de saúde em favor dela e pague 16 salários mínimos, o equivalente a R$ 14,9 mil, de pensão por mês. Em novembro, a Procuradoria-Geral da República (PGR) denunciou Gonzaga pelo crime de lesão corporal. A esposa do ministro do TSE fez a acusação em junho deste ano. No boletim de ocorrência, ela relata ter sido chamada de “prostituta” e “vagabunda” e que Admar jogou enxaguante bucal sobre seu corpo. O documento aponta ainda que o olho direito dela apresentava inchaço e roxidão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055
Ocorreu um erro neste gadget