martins em pauta

quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

Guido Mantega e Graça Foster se tornam alvo de ação do MPF por improbidade administrativa

Quinta, 07 de Dezembro de 2017 

Foto: Reprodução/ EBC

O ex-ministro da Fazenda Guido Mantega e a ex-presidente da Petrobras Graça Foster são alvo de uma ação civil pública por parte do Ministério Público Federal do Rio de Janeiro (MPF-RJ), acusados de improbidade administrativa na condução da política de preços da gasolina e do diesel da Petrobras. Segundo MPF, os valores dos combustíveis foram utilizados para controlar a inflação nos anos de 2013 e 2014 em detrimento do interesse da própria companhia, o que teria gerado prejuízos aos cofres da empresa. A ação cita outros cinco ex-integrantes do Conselho de Administração da Petrobras. Miriam Aparecida Belchior, Francisco Roberto Albuquerque, Luciano Galvão Coutinho, Marcio Pereira Zimmermann e José Maria Ferreira Rangel. "Em realidade, eles atuavam segundo orientação do governo federal, que intentava segurar a inflação, tendo em vista as eleições presidenciais de 2014", destacam os procuradores da República Claudio Gheventer, Gino Augusto de Oliveira Liccione, André Bueno da Silveira e bruno José Silva Nunes, autores da ação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055
Ocorreu um erro neste gadget