martins em pauta

terça-feira, 12 de dezembro de 2017

Acusados na morte de agente penitenciário federal vão a julgamento popular nesta quinta feira em Mossoró-RN.

Terça, 12 de Dezembro de 2017


Emerson Ricardo Cândido (Magão) e Expedito Luiz Carvalho (Luizinho)

Os quatro acusados de envolvimento no assassinato do agente penitenciário federal, Lucas Barbosa da Costa, de 22 anos, crime ocorrido no dia 18 de dezembro de 2012, em Mossoró, vão a julgamento popular nesta quinta feira 14 de dezembro. 

O julgamento acontecerá a partir das 08h00min no auditório do Forum Municipal desembargador Silveira Martins em Mossoró e será presidido pelo Dr. Orlan Donato Rocha, juiz da 8ª Vara Federal do rio Grande do Norte. 

Estarão sentados no banco dos réus: Expedito Luís de Carvalho, o “Luizinho”; Emerson Ricardo Cândido de Moraes, o “Magão”; Luciedson Soares de Silva, o “Pirrola” e Antonio Vieira Ribeiro Júnior, o “Juninho Queimado”. 

Lucas Barbosa foi encontrado morto com as mãos amarradas para trás e com o corpo crivado de balas, na estrada da Raíz na zona rural rual de Mossoró. O carro do agente penitenciário foi encontrado queimado a cerca de 500 metros do corpo. 

As investigações realizadas em conjunto entre as polícias federal e civil, apontaram que no dia do assassinato, por volta das 19h, o grupo criminoso, estava realizando assaltos a casas no bairro do Alto de São Manoel, quando abordaram e dominaram a vítima no momento em que Lucas Barbosa se aproximava de sua casa. 

Ao identificar que a vítima era um agente penitenciário federal, os criminosos decidiram sequestrá-lo e depóis executá-lo. O agente foi atingido com cerca de 14 tiros de pistola ponto 40 e revolver calibre 38.

Luciedson Soares (Pirrola) e Antonio Vieira (Juninho Queimado)


Fonte: Fim da Linha

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055
Ocorreu um erro neste gadget