martins em pauta

Postagem em destaque

BRISANET A MELHOR INTERNET DO BRASIL

sexta-feira, 25 de dezembro de 2020

Secretário de Saúde de Doria deixa escapar a 'realidade' sobre a eficácia da CoronaVac

 Sexta, 25 de Dezembro de 2020

Jean Gorinchteyn, secretário estadual de saúde de São Paulo, afirmou, nesta quarta-feira (23), que, caso a eficácia da vacina chinesa CoronaVac contra Covid-19 seja de somente 51%, o resultado seria de se “festejar”.

O número real ainda não foi divulgado.

"Quando os estudos das vacinas foram começados, a nossa meta era que [o índice de eficácia] fosse superior a 50%. Se fosse 51% para nós já era importante, principalmente no momento em que vivemos uma crise sanitária que assolou todo o mundo. Portanto, uma vacina que já represente essa mínima superioridade para nós já é um momento de festejar", afirmou Gorinchteyn.

O Instituto Butantan previa entregar os efeitos da fase 3 (a da eficácia), nesta quarta-feira (23), em entrevista coletiva. Mas, a instituição se antecipou e disse que não poderia informar os índices em virtude de uma cláusula existente no contrato entre o Butantan e a Sinovac, determinando que os resultados sejam conhecidos, simultaneamente, em todos os países do mundo onde o fármaco tem sido desenvolvido; a fim de que não haja discrepância entre os dados divulgados.

Apesar de todas as contradições, Doria pretende anunciar os índices prováveis de limiar (ou seja: acima dos 50%), nos próximos 15 dias. Até lá, ele continua afirmando que vai vacinar, compulsoriamente, todo o estado de São Paulo, a partir do dia 25 de janeiro, aniversário da cidade.

Pesa contra a vacina chinesa um outro detalhe muito importante: ela deverá custar três vezes mais que as vacinas das concorrentes. Sendo que a legislação do Brasil determina ao Governo a contratação dos serviços e/ou produtos mais baratos e com maior eficiência.

Fonte: Jornal da Cidade Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055