martins em pauta

Postagem em destaque

BRISANET A MELHOR INTERNET DO BRASIL

domingo, 7 de agosto de 2022

Justiça decreta prisão temporária de PM que atirou em campeão mundial de jiu-jítsu; Atleta teve morte cerebral

Domingo, 07 de Agosto de 2022

Fotos: reprodução

A Justiça determinou a prisão temporária de 30 dias do policial militar acusado de atirar no campeão mundial de jiu-jítsu Leandro Pereira do Nascimento Lo, de 33 anos, que teve morte cerebral. A informação é da Secretaria de Segurança Pública de São Paulo.

O atleta foi baleado na cabeça durante briga em um show no Esporte Clube Sírio, no bairro Planalto Paulista, zona sul de São Paulo, na madrugada deste domingo (7). O acusado é o policial militar Henrique Otávio Oliveira Velozo, de 30 anos, está foragido,

Segundo a SSP, a polícia faz buscas para localizar o suspeito. A Polícia Militar auxilia nas buscas e também instaurou uma apuração administrativa contra o policial militar. O caso é investigado pelo 16° DP (Vila Clementino).

O advogado que acompanha o caso, Ivã Siqueira Júnior, confirmou a morte cerebral do atleta, que havia sido levado para o Hospital Municipal Dr. Arthur Ribeiro de Saboya.

Conforme testemunhas, o policial foi à mesa de Leandro Lo após uma discussão. O PM, que estava de folga, teria pegado uma garrafa, enquanto o lutador se levantou, tirou o objeto da mão do agente e, num golpe de luta, o derrubou e o imobilizou.

Nesse momento, colegas da vítima separaram os dois e tentaram encerrar a briga. O agente, minutos depois, deu uma volta na mesa e, diante do lutador, sacou uma arma e efetuou o disparo, que atingiu a região frontal da cabeça da vítima.

Segundo o advogado que acompanha o caso, o agente teria feito uma “provocação” a Leandro Lo chacoalhando uma garrafa na mesa do lutador. Quando o atleta imobilizou o agente, os amigos próximos à mesa tentaram separá-los. “Ele foi embora, sem reagir, mas depois voltou e efetuou um único tiro na região da cabeça”, explica o advogado.

R7

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9 9151-0643

Contato : (84) 9 9151-0643