martins em pauta

sexta-feira, 11 de maio de 2018

AOS 17 ANOS, CADEIRANTE DO INTERIOR DO RIO GRANDE DO NORTE, SONHA EM SER PM

Sexta, 11 de Maio de 2018


Com 17 anos de idade, e já cursando o 3º ano do ensino médio, Daniel Lima, como é conhecido nas redes sociais, mora na pacata cidade de Paraú, terra com pouco mais de 4 mil moradores. O jovem é cadeirante e carrega no seu peito, a força de vontade e desejo de integrar a polícia militar do estado do Rio Grande do Norte.

Sonhador, estudioso e inteligente, Daniel tem enfrentado barreiras do preconceito por ser cadeirantes, e mesmo perante ao preconceito, ele nunca desistiu de caminhar e retirar de seu caminho, as dificuldades que já enfrentou.

Conversando conosco, Daniel revelou que seu maior sonho é compor a equipe de policiais militar do estado, e principalmente, poder realizar ações efetivas da polícia no cotidiano, que é combater a criminalidade nas ruas.

Durante festa de réveillon em 2016/2017, na cidade de Paraú, Daniel teve a satisfação de conhecer o Cabo PM Jeferson, que é indegrante da Força Tática, núcleo preparado para ações extrema.

Além de cursar o 3º ano, Daniel também faz cursinho na cidade de Assú, onde prevalece a sua inteligência e o desejo de aprender ainda mais. Ele sonha em integrar a equipe de segurança pública, para combater os crimes.

Daniel, tem uma moto adaptada adequadamente para ele, onde ele consegue andar pelas ruas de Paraú, e principalmente, frequentar a Igreja evangélica e praça central, com os amigos.

O comandante do destacamento local, Sargento PM Silva, é amigo de Daniel, e sempre tem dado forças para o garoto continuar e persistir em seu sonho. No perfil de Daniel, o comandante do destacamento local, reconhece que o garoto é um guerreiro, por enfrentar as barreiras do preconceito, mediante a uma sociedade que julga pela aparência, sem conhecer o carácter e inteligência de terceiros.

O futuro policial, leva uma vida normal, mora numa casa com a mãe, pai e um irmão, e todos apoiam a força de vontade e desejo do garoto de seguir na cúpula da segurança. Daniel ainda não conhece o 10º Batalhão da Polícia Militar, com cede na cidade de Assú, nem também a delegacia de polícia civil de Assú.

Quando consegue vê uma ocorrência com a presença de dezenas de policiais, Daniel se inspira e já imagina estar no local, junto com os companheiros, atendendo os chamados.
Desejamos boa sorte ao garoto, e que nunca desista de seus sonhos mesmo perante as dificuldade e obstáculos que a vida coloca no caminho. A cada pedra destruída, é sinal que está preparado para seguir no caminho que escolheu.


Assú Notícia / Passando na Hora

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055