martins em pauta

quarta-feira, 7 de março de 2018

Quebra de sigilo de Temer pelo STF foi decisão ‘anômala’, afirma Padilha

Quarta, 07 de Março de 2018

Foto: Marcelo Camargo/ Arquivo Agência Brasil

O ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, classificou como “anômala” a decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso, de quebrar o sigilo bancário do presidente Michel Temer. "[É uma decisão] Anômala porque é a primeira, nunca houve essa decisão. O presidente da República nunca teve, até hoje, o sigilo quebrado", afirmou Padilha. Ainda segundo o titular da pasta a decisão, recebida com "surpresa" pelo governo, também é "singular" porque, segundo ele, não partiu de um requerimento da procuradora-geral da República, Raquel Dodge. Padilha ainda ressaltou que o presidente não tem "absolutamente nada a esconder". A quebra do sigilo de Temer foi autorizada no âmbito do inquérito que investiga se o presidente recebeu propina na edição de um decreto que teria beneficiado empresas do setor de portos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055