martins em pauta

segunda-feira, 5 de fevereiro de 2018

(032ª) Confronto em festa com uma moça morta e outras seis pessoas baleadas pode ter sido briga de facções

Segunda, 05 de Janeiro de 2018

A troca de tiros aconteceu na madrugada de hoje, 05 de fevereiro, no clube da Cosern, localizado as margens da BR 304, no Abolição III, em Mossoró no Rio Grande do Norte.

Segundo informações, elementos chegaram ao local por volta de 01 hora da madrugada, pararam um carro escuro em frente ao clube onde acontecia uma festa e abriram fogo contra os participantes. Eles estavam utilizando escopeta calibre 12 e um rifle de repetição calibre 44. O que os criminosos não esperavam era que alguém na festa estaria armado e revidaria a agressão.

Sete pessoas foram feridas com os tiros: Ellane Alline Jácome Xavier, de 30 anos de idade, residente na Rua Francisca de Vasconcelos Santos, por trás da antiga Rafitex, no bairro Barrocas em Mossoró, foi atingida com um tiro na região da nuca e morreu no local. Outras 06 foram socorridas para o Hospital Tarcísio Maia. Um dos baleados “Douglas Rafael da Silva” pode ser o principal acusado de provocar o atentado. Segundo informações, ele levou um tiro no rosto e chegou ao hospital em um carro, socorrido por amigos, que logo foram embora.

Os demais atingidos, Jorge Ivan, foi atingido de raspão na perna. Maria José de Oliveira de 44 anos de idade, também foi atingida na perna e Maria Sandrenilda de Souza Lima de 33 foi atingida de raspão na cabeça. O caso mais grave é de Moises Wilkson da Silva Lopes, 25 anos de idade, que levou um tiro rosto e segundo informações, seu estado de saúde é muito grave.

A equipe da Delegacia de Plantão, comandada pelo Delegado Roberto Moura, acompanhou os procedimentos realizados no local pela equipe do Instituto Técnico-Cientifico de Pericia, “Itep” e não descarta a possibilidade do atentado ter sido praticado por membros de alguma facção criminosa.

Na avaliação inicial do Delegado, se os criminosos não tivesse encontrado resistência, de alguém que estava na festa, à chacina pratica semana passada em Fortaleza, poderia ter se repetido na madrugada de hoje em Mossoró.

Durante toda madrugada, Roberto Moura com sua equipe e o perito criminal Jader Viana estiveram no hospital coletando informações e substancias que possam identificar se “Douglas Rafael da Silva”participou do tiroteio. No local os criminosos deixaram cair um rifle com duas munições intactas e uma toca ninja “Bala clava” suja de sangue. O delegado acredita que o elemento quando foi atingido no rosto, deixou a arma cair e retirou a toca, antes de fugir.

A pericia criminal encontrou no local, além de rifle, duas munições do mesmo calibre, cartuchos de escopeta calibre 12 e capsulas de pistola 380, perfurações de tiros foram identificadas nas paredes internas do clube.



Fonte: O Câmara

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055