martins em pauta

sexta-feira, 24 de novembro de 2017

Maioria do TRF-2 vota pelo retorno da mulher de Sérgio Cabral à prisão

Sexta, 24 de Novembro de 2017 

Adriana Ancelmo está em prisão domiciliar | Foto: Fernando Frazão/ AgBr

A maioria dos desembargadores do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2) decidiu determinar a volta da ex-primeira-dama do Rio de Janeiro, Adriana Ancelmo, à prisão. A Corte aceitou um pedido feito pelo Ministério Público Federal (MPF) para revogar a prisão domiciliar de Ancelmo, que está sob esse regime desde abril. O órgão argumentou que a concessão do regime domiciliar para a prisão preventiva (ligada à investigação, e não à pena) representa “enorme quebra de isonomia”, em universo de milhares de mães presas no sistema penitenciário sem igual benefício.A manifestação do MPF foi feita no recurso apresentado pela defesa da esposa do ex-governador Sérgio Cabral (PMDB), que está preso. A ex-primeira-dama foi condenada a 18 anos de prisão no âmbito da Operação Calicute por lavagem de dinheiro e associação criminosa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055
Ocorreu um erro neste gadget