martins em pauta

sábado, 1 de julho de 2017

Temer no jogo do par ou ímpar

Sábado, 01 de Junho de 2017 

por Samuel Celestino
Foto: Lula Marques/Ag. PT

A situação do presidente Temer é pior do que ele admite. Há a possibilidades de que o seu PMDB poderá vir a deixá-lo à deriva. Se este fato se configurar, provavelmente outros partidos poderão tomar o mesmo caminho. Com isso abre-se uma lareira que levará Michel Temer a uma total derrocada e, como consequência, a sua queda do Palácio do Planalto. Na última terça-feira (27) ele errou ao fazer a sua dura declaração contra o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, que no dia anterior o denunciara. A sua declaração foi eivada de muitos erros e falou mais do que deveria, acompanhado ao seu lado um bom número de parlamentares muitos dos quais viraram a casaca no dia posterior á sua declaração. Os deputados passaram a ficar na defensiva. Ora, se o PMDB deixá-lo à deriva, como citei no início deste comentário, PSDB também caminhará na mesma direção e será provável que tome sua decisão antes do fato. Portanto, o presidente, nas suas seguidas reuniões com os ministros, está em plena defensiva, mas pretende – pelo menos ele assim deseja - continuar no cargo. Se conseguirá, ou não, é impossível saber. O fato é que o seu e isolamento ao lado do seu grupo, aí incluindo também os parlamentares, só o tempo dirá. É possível que o seu tempo venha a ser curto. A sua situação é, portanto, muitíssimo complicada. A cada dia piora e se conseguir se segurar será necessário que ele faça o jogo do par ou ímpar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055
Ocorreu um erro neste gadget